História Only you - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Originais
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 23
Palavras 1.291
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Isso vai ter muita tristeza, então boa leitura.

Capítulo 6 - Our goodbye, maybe forever.


Fanfic / Fanfiction Only you - Capítulo 6 - Our goodbye, maybe forever.

Hoseok POV 

Alguns meses se passaram desde o dia em que chorei por causa das palvras proferidas por Taehyung. Já estamos no final de novembro. Em breve o ano acaba e meus amigos e eu nos tornaremos segundo anistas. Estou feliz pelas conquistas, mas estou triste, porque Jin teve que partir para o Japão por conta do trabalho, de acordo com ele. Ainda trocamos mensagens e cartas, mas não é a mesma coisa. Taehyung virou um dos meus melhores amigos, e claro que ele me puxou para o  grupo do Bangtan Boys, ele disse que Mark e Kook também seriam bem-vindos. Aceitamos e hoje em dia, andamos juntos. Hoje é sexta-feira, nosso último dia de aula. E dia 04/12, é aniversário do Jin. Não poderemos passar a data juntos por conta da localização dele, sem contar que minha Omma não deixaria eu ir até lá. Fazer o quê? 

Jimin- Hope!!! Vamos sair hoje? É níver de um amigo meu e ele disse para chamar o povo do grupo.

Eu- Claro, que horas?

Jimin- Às 19:00, claro que não vai acabar muito cedo.-diz sorrindo.

Eu- Vamos chamar o resto do povo?

Jimin- Eu já avisei o Tae, o Kook, Mark e o Nam. Só falta o Yoongi, não achei ele em lugar nenhum. 

Eu- Ele não é da nossa sala? Vamos esperar até o intervalo acabar.

Jimin- Eu não tinha pensado nisso.

Eu- Pra variar um pouco...

Jimin- Jung Hoseok, eu ouvi isso. 

Eu- Nossa, tá nervosinho? Vem me pegar- provoco e saio correndo e Jimin logo faz o mesmo.

Jimin- Não adianta fugir. Eu sempre te alcanço.- ele está certo, sempre me alcança.

Eu- Não da pra negar, mas não hoje.- termino a frase subindo em um muro.

Jimin- Não é justo! Eu não consigo subir, olha o meu tamanho!- diz fingindo estar com raiva.

Eu- Ah, coitado. Pena que eu não sou trouxa pra esperar tomar um tapa seu.

Jimin- Eu prometo que não vou te bater, só desce daí. A aula já vai começar.

Eu- Tá bom- digo já descendo.

Chegamos na sala antes do professor e rimos de nossa sorte.

Eu- Yoongi- chamo uma vez, mas ele não responde.- Yoongi!- chamo novamente, um pouco mais alto- Suga!!!!- dessa vez gritando em seu ouvido.

Suga- O que foi, caralho?

Eu- O Jimin quer te falar uma coisa- digo já com medo de Yoongi, o açúcar azedo. É sério, eu me cago de medo de filmes de terror, mas o Yoongi acordando é pior que qualquer assassino ou espírito desses filmes.

Jimin- Então, vai ter uma festa hoje, todo mundo já confirmou a presença, só falta você, Suga.- diz me fuzilando com o olhar.

Suga- Que horas?

Eu- Às 19:00.

Suga- Okay, vamos.

Comemoramos até o professor chegar.

De repente, sinto meu celular vibrar, desbloqueio a tela e vejo uma mensagem de Jin.

Mensagem ON 

Jin- Oi 

Eu- Oi, td bem?

Jin- Sim, posso te contar uma coisa?

Eu- Oq é? Vc tá realmente bem?

Jin- É sobre isso que te falar. Sabe quando eu deixei a Coreia?

Eu- Sim. Não era sobre trabalho, era?

Jin- Não, me desculpe. 

Eu- Pelo quê?

Jin- Eu prometi que voltaria, mas não vou poder cumprir essa promessa, pelo menos... Não vivo.

Eu- Como assim?

Jin- O verdadeiro motivo de eu ter vindo para o Japão, é que em setembro, eu fui ao médico e fui diagnosticado com uma doença incurável no estágio que eu me encontrava, Câncer.

Eu- Me diz que não é oq eu estou pensando...

Jin- Sim, eu vou morrer.

Eu- Por favor, me diz que é só uma brincadeira.

Jin- Me perdoe, mas dessa vez não é. Eu preciso que vc me prometa uma coisa antes do meu tempo acabar.

Eu- O que é? Me diga, eu faço.

Jin- Me esqueça assim que eu morrer. Meu corpo não será enterrado aqui, voltarei para Seul, só que dessa vez, sem respirar.

Eu- Está me pedindo o impossível. Não consigo te esquecer.

Jin- Então pelo menos, me prometa que será feliz e que seguirá em frente.

Eu- Vou tentar. Mas, Jin... vc recebeu minha última carta?

Jin- Recebi sim. À propósito, também te amo. Quero uma carta assim no meu funeral, entendido? Kkk

Eu- Pode deixar... como vc consegue rir nesse estado?

Jin- Porque para mim, todos os momentos que passo com vc são os melhores e sempre me fazem feliz. Mesmo agora, que sei que meu tempo está chegando ao fim. Não se esqueça do que eu digo: nós nos veremos de novo, só não será nessa vida.

Eu- Jin, desculpa.

Jin- Por que?

Eu- Minha vida não voltará ao normal depois de sua morte, não posso dizer que lhe garanto que serei feliz com outro. 

Jin- Tome conta do Tae.

Eu- Ele já sabia?

Jin- Sim. E me prometeu que lhe ajudaria à me superar.

Eu- Sempre se importando comigo, vc deveria ser um pouco mais egoísta.

Jin- E eu sou, não queria te dividir com ninguém, mas não tem como te levar comigo. 

Eu- Na vdd tem.

Jin- Hope, se vc fizer isso, eu nunca vou te perdoar por acabar com sua própria vida por mim. Seja feliz.

Eu- Espero que vc também possa ser. Ou que tenha sido.

Jin- Em poucas semanas com vc, eu experimentei felicidade por uma vida inteira. Adeus, meu Hobi.

Eu- Adeus, Jin...

Mensagem OFF 

Bloqueio a tela e seguro as lágrimas. Falta apenas uma aula para eu poder ir embora. 

O sinal toca e eu forço um sorriso para meus amigos, logo corro para casa.

Quando chego em casa, subo correndo para meu quarto e finalmente as lágrimas que não puderam sair na escola, correram soltas pela minha face.

Quebra de tempo

Ouço a porta ser destrancada e aberta, Omma.

Desço e vou recebê-la, meus olhos ainda devem estar vermelhos e inchados, mas preciso da minha Omma para me consolar.

Omma- O que aconteceu, Hoseok?

Eu- Omma, o Jin vai morrer...- digo chorando novamente.

Omma- Não sei como te consolar, então, só chore.

Quebra de tempo~ 16:37

Meu celular toca e eu vou atender sem a mínima vontade.

Vejo que quem me liga é Tae. Atendo e ouço sua voz.

Tae- Oi, meu irmão já te deu a notícia, né?

Eu- Sim, por que não me avisou antes se já sabia?

Tae- Ele disse que queria te contar.

Eu- Bem, o que houve, pra você estar me ligando?

Tae- Estava preocupado.

Eu- Você pode vir aqui em casa?

Tae- Na verdade, eu já estou na sua porta.

Eu- Já estou indo.

Desço e atendo a porta. Lá estava Tae com um sorriso no rosto e algumas sacolas nas mãos.

Eu- Entra. Fique à vontade.

Ele entra e se senta no sofá.

Eu- Quer alguma coisa?

Tae- Pega uns copos que o resto do povo já tá vindo.

Eu- Ok.

Vou até a cozinha e pego sete copos. Levo para sala e vejo Tae tirando doces das sacolas que antes estava segurando. 

Tae- Espero que goste de doces e besteirinhas.

Eu- Eu amo.- digo deixando os copos na mesa e me sentando no sofá perto de Tae.

Minutos depois escuto alguém bater na porta. Abro e vejo todos lá, assim como Tae, todos segurando sacolas com besteiras.

Eu- Entrem e façam o que quiserem.

Mark- Credo, você nem parece o Hope que eu conheço.- diz já me abraçando.

Eu- Como eu deveria ficar ao saber que Jin está prestes à morrer?- respondo chorando.

Vamos todos para a sala e nos sentamos/deitamos tanto no sofá quanto no chão.

Estavamos assistindo à algumas séries, comendo besteiras e bebendo algumas coisas que eles trouxeram.

Desistimos da festa e ficamos a noite inteira e o final de semana inteiro chorando e zoando uns com as caras dos outros. Os garotos me animaram e me convenceram à sair de casa no domingo. Saímos e realmente foi divertido. 

Um dia ainda compensarei eles por todos os problemas que causei. Como eu disse: um dia.

Todos estavam em minha casa e já estavam dormindo.

Eu- Obrigado, amo vocês. Só não me abandonem.- digo em um tom alto o suficiente para ser escutado por todos.

Tae POV 

Hope- Obrigado, amo vocês. Só não me abandonem.

Eu- Nunca. Boa noite, Hobi.- digo em tom inaudível.

Enquanto Hope canta Let's not fall in love, eu vou adormecendo calmamente.






Notas Finais


Enfim, eu vou ser breve antes que eu molhe meu celular com as minhas lágrimas(sim, eu estou chorando), não sei se vcs se emocionaram com esse capítulo, mas acho que deu pra compensar a falta de emoção dos outros capítulos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...