História ONV-Os Novos Vingadores. - Capítulo 7


Escrita por: ~

Exibições 68
Palavras 1.527
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção Científica, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oieeeeeeh! Gente! Passei aqui para avisar que:
Primeiro: EU sou ansiosa então eu não resisiti a uma coisa que acontecerá no cap!
Segundo: Dêem uma passada lá na minha nova Fanfic Interativa, I'am Hero!
Lembrando que a Andy não me pertence, ela é da MsBarnesLady!
BJS!

Capítulo 7 - Capitulo 5-Andy Queen.


Fanfic / Fanfiction ONV-Os Novos Vingadores. - Capítulo 7 - Capitulo 5-Andy Queen.

POV’s Andy Queen (a Feiticeira)

-Vocês ficarão na vigilância de um banco, que possivelmente, será visitado pela Gangue da Demolição, hoje. Para terem uma ideia do que os espera.-Parei estática. Iríamos mesmo fazer isso? Tipo, hoje? Mas....nós chegamos anteontem!
-Eu acho que nem todo mundo está pronto aqui!-Anya falou, sem rodeios.-Duvido que saibam exatamente como contra atacar cada membro da Gangue e....
-Por isso é ótimo!-Tony disse, escandalizado.-Significa que terão que aprender com a primeira vez, para garantir uma vitória na segunda!
Fui obrigada a concordar com o Homem de Ferro. Era a melhor estratégia possível, Fury já está tentando nos transformar em heróis, de verdade, eu acho cedo , mas...
Eu e Anya fomos até nosso quarto, onde ela resmungou diversos xingamentos da parte dela, sei que não gosta de estar errada.
Então Brendan veio nos chamar, Pietro vai nos mostrar nossos novos uniformes, todos ganharíamos um, nos dispusemos a ajudar a salvar o mundo, então viramos heróis, certo?
Entramos em uma feia e escura sala cinzenta e silenciosa. Tinha vários mostradores que eram a única fonte de luz no local, com os trajes dentro.
Fui andando, na primeira placa “Mary Jackson” e embaixo “Miss Jackson” era quase idêntica à da Viúva Negra, e falo o mesmo da Noturna, a Jade.
Vi também o de Uni, eram  botas vermelhas com uma calça colada preta, uma blusa também colada preta de mangas longas com o símbolo de um trovão amarelo em círculo com "borda" fina branca e luvas vermelhas usava uma máscara preta com as bordas manchadas de vermelho. (N/A:Copiei esse trecho da ficha da Uni, fiquei com preguiça de copiar, hehe!) E em seguida o meu, “Anderson Queen” e logo em baixo “Feiticeira” era simplesmente perfeito! Um colã preto, com uma calça de couro da mesma cor, e botas que eram basicamente uma camuflagem para a calça. Em cima do colã, uma jaqueta cinza-chumbo, que ia até mais ou menos o meio da coxa. 
-Andy vai usar mesmo essa roupa?-Ouvi Steve perguntar.-Não é muito....colada? Acho melhor mudar a roupa!
-Tem uma jaqueta por cima, e, pelo que sei, aquela vad...-Pensei melhor.-...vaca, aquela sua namorada, a tal Sharon Carter, usa uma roupa tão apertada, que a bunda dela fica quinze vezes maior, e é claro, destaca as estrias.-Falei, quem é ele para mandar em mim?(N/A: Só pra deixar claro....eu ODEIO a Sharon, shippo Romanogers, então...) Sem falar que eu vi a vadia se pegando com alguém, o Thomas cantou ela, mas a Mary tirou ele de lá rapidinho. 
-E o que você tem contra ela?-O musculoso perguntou, com uma sombrancelha levantada para mim.
-Não gosto de piranhas.-E antes que ele percebesse, me virei, jogando meu cabelo loiro em sua cara.
Voltei a admirar meu novo traje, lembrava um pouco da Wanda, exceto a cor, mas eu adorei!
Abri a portinhola de vidro e toquei-o, era macio e estofado, como qualquer couro, e o traje era revestido deste. 
Percebi que o de Anya era uma espécie de cópia da de seu pai, porém feminino, Ally e Ash ganharam a mesma coisa, calças e blusas pretas, entretanto o do garoto tinha o símbolo dos quatro elementos. Alguns eram simples cópias, como o de Gabriel que era uma releitura básica do Soldado Invernal e a de Henry era um ridículo chale, ou capa, sei lá o que é...
-Eu ouvi isso, Andy!-Henry disse, me assustando.
-O que?
-Meu traje é muito bonito, pra sua informação!-Ele olhou minha cara de confusa, e sorriu.-Sou telepata.
Ok....por essa eu não esperava, mas foda-se!
Fui me vestir, Uni já estava pronta, e tinha chegado depois de mim! Pus a roupa e suspirei, olhando meu reflexo no brilhante e muito limpo espelho do vestiário. Essa era a nova Andy Queen, uma heroína como tantas outras. Sai do vestiário, fui a última, e Fury já nos esperava. Cada um teria uma dupla, e cada dupla um ponto de onde vigiar, para ter certeza de que tudo daria certo.
E eu fiquei com quem? É CLARO! Com o arrogante do Foster!ARGH! Aquele moleque chato, arrogante, mal educado, gato, gostoso e......ANDERSON QUEEN, DA ONDE VOCÊ TIROU UMA LOUCURA DESTAS?
Enfim, fomos em uma nave bem pequena, que era bem desconfortável para nós dezesseis, eu fui roçando no braço de Thomas, e em um quebra molas a mão do Leon (que estava do meu outro lado) veio parar nos meus seios, e ele não conseguia mexer o braço de tão apertado que tava, e é claro que quando viu, o nosso amado Wilson de nossos corações lançou um olhar malicioso pra mim e murmurou pro chato do meu outro lado “queria tá no seu lugar viu?” se eu pudesse, eu tinha enfiado a mão do Leon no cu do “Deadfaggot”!
Saímos, e mesmo depois de termos saído, a mão musculosa daquele garoto continuava no meu peito! Ninguém notou até que a Rose começou a rir de mim (endiabrada!) e todos resolveram arranjar um torcicolo pra olhar para a muito humilhante cena.
-OOOOOOWN! Eu shippo esses dois!-Uni falou, me juntando com ele por um coraçãozinho em sua mão.-Qual vocês acham melhor? Leondy ou Andeon?
Corei vermelhamente, e rapidamente, Foster retirou sua mão de mim, e eu fui andar ao lado de Anya, que brigava com Gabriel (coitados....eles seriam dupla).
-Você por algum acaso é retardado? Cara chato!
-Olha quem fala!-Tossiu Gabriel.- “Ah! Eu sou filha de um estranhão, e nem conheço ele, e eu me acho porque não tenho macarrão em vez do cérebro, como a maioria aqui!”-Ele a imitou em uma voz que não parecia nem um pouco a dela, e vi, em uma das melhores cenas que presenciei em toda minha vida: Francis, Leon, Thomas, Ally, eu e Mary demos um soco em cada parte do corpo desse panaca.
Eu e o moreno de farmácia subimos em uma pilastra e entramos por baixo do teto, em uma espécie de sótão sujo e mal frequentado , vi pelo menos quinze ratos em uma festinha íntima, mas Léo com toda certeza pisou em um (e provavelmente o matou) sem dó nem piedade, e esperamos ali, naquele lugar frio e cheio de musgo, o comando de Lucas e Ally (que ficaram responsáveis pela vigia) para atacar-mos a Gangue da Demolição a todo vapor. Leon se encostou ao meu lado no toco da pilastra de mármore pelo qual tínhamos subido, em pé, assim como eu,  e me olhou dos pés à cabeça. 
-Bonito uniforme.-E notei que o dele era muito bonito, usava uma espécie de colete azul e preta, com calça e luvas pretas de couro.
-O seu também é legal.-Falei, com sinceridade.
E começamos a conversar sem corar, ou pelo menos eu acho que não, estava escuro ali, mesmo assim não consegui ver nenhum borrão coral em seu lindo rosto e.....ANDY QUEEN! QUE PORRA É ESSA? AQUELE IDIOTA? LINDO? ME POUPE!
Ele começou a rir de mim como um completo mané, eu, claramente não soube o porquê disso.
-Que é?-Perguntei, com a cara fechada.
-Seu cabelo......(risada)......seu cabelos tá parecendo uma montanha de pó!-Tentei limpar, mas vi alguns fiapinhos de sujeira caindo na minha frente, e ele caiu em uma gargalhada mais profunda ainda.
-Aqui deixa que eu limpo, claro que o meu cabelo é muito melhor que o seu, mas acho que consigo limpá-lo.-Revirei os olhos, e Leon começou a tirar todo o pó de meus fios loiros, olhando fixamente para meus olhos, com suas esmeraldas intensas, e, sem nem nos tocar-mos da proximidade entre nossos rostos, nos beijamos.
Nos beijamos levemente, era um beijo calmo, tranquilo, como se não estivéssemos esperando a primeiro luta séria de nossas vidas. Ele mordiscou meu lábio inferior, e num movimento rápido me puxou, prendendo meu corpo ao seu, e pôs suas mãos fortes em meu quadril, então pus meus braços envolta de seu pescoço e senti seu gosto, era esquisitamente viciante, esquisitamente perfeito.
Então, o maldito ar faltou, e arfando, Leon me encarou, mas não como geralmente encarava todo mundo, com ar de superioridade e arrogância, mas sim com carinho. Retribui. E maravilhosamente, em outro gesto rápido, o moreno colou novamente nossas bocas com perfeição, um pouco mais delicioso do que no primeiro beijo.
Então, ouvi a desgraçada voz de Ally, nos interrompendo.
-A Gangue entrou, fiquem a postos!-Ouvi a voz da ruiva alarmada.
-Bom, parece que é melhor terminarmos isso aqui mais tarde.- Leon disse, depois de me dar outro selinho.
-Você tem andado muito com o Thomas, né?-Perguntei, notando o tom de malícia dele.
Deu de ombros, e ouvimos um estrondo terrivelmente alto.
Me virei pulamos juntos do “sótão” e a luta se iniciou.
-Vocês tavam transando por acaso?-Gabriel falou, vermelho, pois tínhamos demorado bastante para atender o chamado.
-É claro que não!-Eu o respondi.
E começei a lutar com o Destruidor, é fácil, essa gangue só tem povo besta! Derrotei-o com facilidade, entrando em sua mente e causando no mínimo uma catatônia nele. Anya e Ally derrotaram em uns vinte segundos o Aríete, e os outros dois fugiram, depois de levarem uma baita surra no povo. Foi mais fácil que o teste da piscina, e muito melhor, pois eu estava com o gosto de um certo moreno muito lindo na boca.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...