História Open my eyes - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Dimitry, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Thomas, Viktor Chavalier, Violette
Tags Ação, Alexy, Amor Doce, Armin, Castiel, Comedia, Drama, Kentin, Legais, Lysandre, Nathaniel
Exibições 70
Palavras 2.300
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Esse capitulo provavelmente vai ser diferente do que vocês imaginaram.

O Capitulo Halin tevê beijo, mas digamos que eu acho que Hastiel tem que ser mais intenso do que isso.

O final é meio... Impressionante (?) mas prometo que Hastiel chegou para abalar corações


E se você shippa Halin e não esta disposto a largar esse shippe não desanime.
Halin ainda vai brilhar pessoal

Até Halys, Hatin e etc. vão ter seus momentinhos kawaii

Já sei com quem a Hale vai ficar no final... (só queria dizer isso mesmo KK)
~❤~

Capítulo 25 - Um pré Hastiel


-Que merda – Castiel disse enquanto estávamos sentados em minha varanda - Vou acabar com quem postou aquele vídeo.

Ele soltava vários múrmuros e eu tentava pensar no porque todas aquelas pessoas ficaram tão impressionadas em pensarem que eu estava com o Castiel e o Armin... Sendo que é mentira...

-Pensei que você não se importava...

Ele olhou em meus olhos.

-Me importo desde que aquilo fez você chorar.

Senti minhas bochechas aos poucos corarem e fiquei em silêncio enquanto apenas nos encarávamos.

-Então –Ele pigarreou – Você e o Armin estão juntos?

-Não... –Eu disse apenas - Aquilo foi só um beijo.

-Como assim só um beijo? –Ele perguntou sorrindo - Você viu a cara que vocês estavam fazendo? Aquilo não foi só um beijo.

Ri levemente olhando para o chão.

-Acho que foi só o momento. Nós nos emocionamos e aconteceu...

Ele balançou a cabeça levemente e riu

-Posso te deixar emocionada também?

-Só você mesmo pra me fazer rir agora – Empurrei levemente seu ombro.

Ele passou seus braços pelos meus ombros e me puxou para seu peito.

-Não quero te ver triste...

Fechei meus olhos e me deixei relaxar concentrada apenas em sentir seu cheiro calmante.

-Obrigada...

Ficamos em silêncio por um tempo que não sei dizer ao certo quanto foi, mas foi um dos mais calmantes que já tive em toda minha vida.

A situação me parece um pouco ridícula, mas... Depois do que eu passei, insultos como esse me machucam muito...

-Quer entrar? –Perguntei para ele.

Ele sorriu e nós levantamos.

Castiel se sentou no sofá e eu sentei ao seu lado.

O dia estava esquentando aos poucos e aquele clima me agradou muito. Castiel passou seu braço por meus ombros e me deitei em seu colo.

Ele começou a brincar com meu cabelo enquanto eu apenas refletia.

Eu não deveria ter ficado tão mal por aquele vídeo ter caído na internet, eu sei que aquilo não aconteceu de verdade... Não deveria me incomodar desse jeito.

-Obrigada por ficar comigo - Eu disse olhando para os olhos acinzentados de Castiel.

-De nada - Ele riu.

Ficamos em silêncio e eu me perguntava se amanhã seria diferente... Talvez essas pessoas esqueçam...

Argh, eu sei que isso não vai passar tão rápido.

Mas... Mesmo que eu tivesse beijado os dois não é motivo para ficarem me chamando de vadia... Por que me atacam? Tem pessoas que fazem apostas para ver quem leva mais para cama e por eu ter beijado UM único garoto as pessoas me xingam? Aquilo foi minha emoção falando, o Armin é especial pra mim...

-Quando eu fico bravo ou meio pra baixo costumo tentar fugir disso –Castiel disse sem colocar os olhos em mim – E isso foi um convite.

-Convite?

-Sim, você quer fugir disso comigo? –Ele colocou os olhos em mim novamente sorrindo.

Não contive um sorriso e me levantei para poder olhar melhor para ele.

-Fugir com você? –Ele assentiu - Isso vai ser divertido.

Comecei a rir e ele se levantou estendendo a mão para mim.

-Vamos, my lady? –Ele fez um olhar perigoso e pegou minha mão, me fazendo rir mais ainda enquanto ele me puxava.

-Aonde vamos? –Perguntei rindo e me deixando ser guiada por ele.

-A questão não é essa. Apenas relaxe, ok?

Ele me arrastou de uma forma divertida até fora dos condomínios.

-Tchau Frank - Gritei acenando para o porteiro.

-Cala boca ou ele vai contar que saímos –Castiel disse rindo –estamos em horário de aula sua boba.

-Opa - Respondi rindo.

Nós continuamos andando e cada vez mais eu me sentia perdida.

Andamos tanto que meus pés começaram a doer. Estavamos chegando a uma área onde eu acho que não tinha nenhuma alma viva além de nós e de alguma forma isso me deixou com medo.

-Relaxa - Ele sussurrou em minha orelha.

Engoli em seco e apertei sua mão para continuarmos andando agora pelo imenso pedaço de vegetação cheio de arvores enormes que cobriam grande parte do chão, constantemente tínhamos que desviar de raízes e se olhássemos para frente à única coisa que dava para ser vista era o predominante verde.

-Estamos chegando? –Perguntei fazendo Castiel rir.

-Já esta cansada? Não andamos nem um quilômetro...

Suspirei bem alto para que ele pudesse ouvir.

-Meus pés estão me matando - Resmunguei fazendo ele rir novamente.

-Ok –Ele disse parando –Estou prestes a fazer minha boa ação do ano. Sobe ai.

Ele se curvou e eu sorri. Sem dar muito tempo pra ele pensar pulei em suas costas rindo.

-Vamos lá cavalinho - Eu disse sorrindo enquanto chutava levemente sua barriga.

Castiel revirou os olhos e se endireitou.

-E já me arrependi...

Ele firmou minhas pernas e continuou andando enquanto eu apenas curtia.

-Mais rápido! Mais rápido! –Eu dizia enquanto chutava sua barriga mais algumas vezes.

-Se você me chutar mais uma vez eu juro que te jogo no chão e vou embora - Ele disse lentamente.

-Você não teria coragem - Eu disse passando meus braços por seu pescoço para abraça-lo.

-Quer apostar? –Pude ver um sorriso surgindo em seus lábios.

-Ah, Cast –Comecei a passar minhas mãos por seu rosto –Sorria um pouco - Puxei meus dedos para formar um sorriso no rosto dele enquanto eu ria.

Ele apenas revirou os olhos soltando um leve riso.

-Estamos chegando - Ele anunciou.

Suspirei aliviada.

-Você vai ver –Ele disse animadamente – Lá é um lugar abandonado bem bacana. Dá para fazermos grandes loucuras.

Comecei a rir novamente.

Continuamos andando e a “floresta” pareceu estar se abrindo aos poucos e ao longe pude ver algo que se assemelhava a...

-Este é um parque bem antigo, então não repare muito - Castiel disse se curvando para que eu pudesse descer.

-Nossa –Olhei a minha volta vendo diversos tipos de brinquedos –Você vem sempre aqui?

-Só quando estou com raiva ou quando preciso pensar... –Ele disse aparentemente feliz.

-E já trouxe quantas garotas aqui? –Perguntei sorrindo maliciosamente para ele.

-Nem o Lysandre conhece esse lugar, então sinta-se honrada em ser a primeira - Ele disse rindo.

-Nossa que grande honra –Eu disse me curvando em uma reverencia –Espero estar a altura de tamanha generosidade que o senhor teve ao me trazer aqui.

-Fica calma my lady, não precisa se sentir tão lisonjeada. Vou acabar querendo algo em troca por ter te mostrado essas maravilhas - Ele disse sorrindo enquanto encachava seu braço direito ao meu - Por onde quer começar?

Existia uma variedade enorme de brinquedos naquele lugar, mas eu tinha minhas duvidas se eles funcionavam ou não.

-E sim, eles funcionam - Ele disse como se estivesse lendo meus pensamentos.

-C-Como?

-Não é tão difícil saber o que esta se passando ai dentro - Ele disse apontando brevemente para minha cabeça.

Eu apenas sorri de canto e olhei a minha volta.

-Hummmm...

-Já que você não escolheu logo, perdeu sua chance - Ele disse dando de ombros e em seguida me olhou desafiadoramente - Já andou de montanha-russa?

Eu sorri animadamente.

 -Tem isso aqui? Eu sempre quis andar.

-Ela só é um pouco menor do que você deve estar imaginando - Ele respondeu rindo e me puxando para um canto mais distante do parque.

Castiel se aproximou de uma minimontanha-russa muito trevosa e me colocou em um espaço daqueles carrinhos decorados com caveiras. O nome escrito em letras enormes acima do brinquedo estava gasto demais e era quase impossível desvenda-lo.

-Vou só conectar alguns fios para não corrermos o risco de morrer naquela descida - Ele disse rindo.

Fiquei sentada olhando para todos os lados curtindo a emoção da minha primeira vez nesse brinquedo.

Castiel logo se sentou ao meu lado e em uma contagem de cinco segundos o brinquedo começou a andar. No inicio devagar, mas à medida que avançávamos ele ganhava mais velocidade.

-Promete que nós não vamos morrer? –Eu disse olhando para a primeira descida logo a nossa frente.

Castiel apenas riu e segurou minha mão.

-Eu prometo.

Respirei fundo quando o carrinho foi perdendo a velocidade enquanto nos aproximávamos da descida.

-AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH - Eu gritei com vontade, rindo enquanto descíamos três curvas uma seguida da outra.

Castiel apenas ria enquanto eu apertava nossas mãos.

-ISSO É IRADOOOOOOOO - Eu continuei gritando enquanto fazíamos algumas curvas muito rápidas e o vento batia no meu rosto, fazendo com que meu cabelo desse algumas chicoteadas no mesmo.

-Agora vem a melhor parte - Ele disse enquanto estávamos subindo – A ultima descida.

Estavamos muito alto e o fim da subida ainda nem estava próximo. Segurei meu ar e apertei mais a mão de Castiel.

Três míseros segundos nos separavam daquela queda enorme.

-3

-2 –Castiel continuou a contagem

-1

Mordi meu lábio e nós enfim despencamos.

-ISSO É TAO LEGAL! –Gritei.

Castiel apertou minha mão e nós infelizmente chegamos ao final da descida.

-Irado né? – Castiel disse enquanto saiamos do brinquedo.

-Se foi - Eu disse animadamente enquanto girava - Não podemos ir de novo?

-Tem muitos outros brinquedos que eu gostaria de te mostrar - Ele disse rindo e pegando em minha mão - Vem.

Nós riamos enquanto passávamos por cada espaço daquele parque procurando qual seria o brinquedo “perfeito” para irmos. Cada momento que estávamos lá foi um espaço de tempo em que eu realmente me sentia em paz.

Admito que cheguei a esquecer o porquê de não estarmos na aula, tudo o que importava era estar ali com ele.

-Vamos naquele - Eu disse enquanto o puxava pelo braço.

-Você sabe que é um jogo de tiro, né?

-E quem liga –Eu disse rindo –Deve ser legal.

Ele riu e nós fomos em direção aquele brinquedo.

-Acho que as armas devem estar aqui dentro - Ele disse enquanto se ajoelhava perto de onde seria o caixa do brinquedo – Obviamente não são armas de verdade, mas mesmo assim você tem que tomar cuidado, ouviu?

-Clara –Revirei os olhos –Pega logo isso, eu quero jogar.

Ele apenas riu e tentou abrir uma gaveta.

-Tá trancado - Ele disse ainda tentando abrir.

Revirei os olhos e fui em sua direção.

-Da licença novato - Eu disse empurrando-o levemente para o lado e me ajoelhando para ver a gaveta.

Ele bufou e murmurou algumas coisas antes de se levantar e ficar me observando.

Não estava trancado por cadeado ou chave, mas parecia ser algo que a gente costuma ver em filmes.

A gaveta estava decorada com stras vermelhos, provavelmente para disfarçar um botão... Isso parece ser obvio demais...

Localizei o botão bem rapidamente usando como base o fato de que provavelmente ele não brilhava como todos os outros.

Apertei-o levemente e em poucos segundos foi possível ouvir um “clic” bem baixo. Abri a gaveta e lá se encontrava uma arma que não me parecia ser muito falsa.

-Ammm... Acho que essa não é a arma do brinquedo - Eu disse me virando para Castiel.

-É claro que não é –Ele disse apenas –As do brinquedo estão logo ali - Ele apontou para o lado direito do balcão onde se encontravam algumas arminhas dentro de um pote.

-Se você sabia disso por que me fez abrir essa gaveta? –Perguntei olhando indignada para ele.

-Eu queria ver se conseguia –Ele deu de ombros - Eu já tentei abri-la e consegui diversas vezes, eu só queria saber se você conseguiria também.

Fechei minha expressão e dei um soco em sua perna para depois me levantar.

Ele começou a rir e se aproximou de mim.

-Por que esta brava my lady?

-Vai se ferrar Castiel - Respondi enquanto cruzava meus braços.

-O que eu preciso fazer para você me perdoar? –Ele perguntou enquanto pegava minha mão carinhosamente.

Eu a puxei de volta e não respondi.

-Bom... Ok. Então eu te proponho algo.

Minha atenção foi voltada brevemente para ele novamente.

-Se você conseguir acertar pelo menos um tiro eu te dou um presente, mas tem que ser bem no centro.

Eu não queria aceitar, mas não sou do tipo que recusa desafios... Ainda mais se envolvem ganhar algo.

-E se eu não conseguir? –Perguntei descruzando os braços e olhando fixamente para aqueles olhos.

-Você vai ter que ME dar um presente.

Um sorriso surgiu em meus lábios

-Ok – Me dirigi até o pote das arminhas e peguei uma.

Respire fundo.

Me consentrei e olhei para o primeiro alvo.

Me preparei para dar o primeiro tiro.

Lembrei das minhas aulas de autodefesa na minha antiga cidade.

Preparei a arma do jeito que meu pai costumava me mostrar.

Respirei mais algumas vezes e fechei meus olhos.

A brisa batia no meu rosto como se fosse uma noite dessissiva de inverno.

-Vamo logo my lady - Castiel disse perto o suficiente de meu ouvido para me fazer arrepiar.

Sorri de canto e finalmente puxei o gatilho.

Acertei o primeiro alvo de raspão.

Vamos lá Hale, seu pai não te treinou treze anos da sua vida pra você ficar acertando de raspão...

Me concentrei novamente e da onde eu estava olhei para o segundo alvo como se ele fosse um dos meus maiores inimigos.

Fechei os olhos e disparei novamente.

...Quase no centro... Mas não foi perfeito o suficiente.

Pense o quanto seu pai quis que você soubesse se defender Hale.

Ele tinha orgulho de você.

Você consegue...

Respirei fundo de novo e dessa vez atirei com os olhos abertos...

Senti um formigamento percorrer meu corpo.

O disparo dessa vez foi muito mais alto... Quase como se fosse uma arma real...

Olhei para trás lentamente.

Minha cabeça doía.

-Castiel? –Franzi minhas sombrancelhas.

Minhas pernas fraquejaram e cai de joelhos no chão.

Olhei para ele novamente. Seus olhos cinzas acompanhando cada um dos meus movimentos.

Meus olhos pesaram e meus braços vacilaram.

Quanto mais eu olhava pra ele mais eu percebia que... Aquele sorriso podia ser identificado um pouco atrás dele.

Ela sorria.

Debochando de mim.

Contemplando minha derrota.


Notas Finais


Não me culpem, culpem meus amigos lá do outro lado ♫ ♪ (Pegaram a referencia? KKKK)

----------------------------------------------------------------------------------------------------
Momentinho para responder aquelas perguntinhas que vocês tinham feito a mil e um capítulos atrás:
(Capitulo 18 - especial parte 3)
@BridgesInTheSky
"O que diabos aconteceu com o Alexy?"

O Alexy não gosta de garotas e tudo o que eu posso dizer é isso KKKKKKKKKKKKK
(Daqui alguns capítulos eu vou esclarecer tudo)

"Quem é o crush da Iris?"

Acho que você já sabe KKKKKKKKKKKK
(Eu sei que você tinha dito que foi o momento, mas pode ter certeza que lá no fundinho a Iris queria muito que isso acontecesse)

"A diretora sádica vai voltar para uma revanche?"

... Ninguém volta dos mortos sem uma ajudinha, agora só temos que descobrir quem abriu as portas do inferno KKKKKKKKKKKKK

"O Armin vai ficar com alguma sequela?"

Não, o Armin tá bem.

"Castiel está seriamente gostando da Hale? Ele vai fazer algum movimento de aproximação? "

Ele vai se aproximar, mas eu não diria que ele esta loucamente apaixonado.
A aquela coisinha básica que pode virar algo maior...

"A Melody vai enfim desistir do Nath (eu tive uma premonição aí de Íris x Nath, saindo da minha cabeça, deve ser bizarro)?"

Vai ser dificil, mas depois disso tudo ela esta se sentindo forçada a seguir em frente.

Beijos BFF
@unicorniocinza

"O alexy é bi??"

No

" Porque ele ficou desse jeito??"

Esse é um mistério que esta quase prestes a ser desvendado KKKKKK

" De quem a iris gosta??"

Uma menina a muito tempo atrás disse para eu fazer a Iris ser lésbica então meio que você já fica sabendo de quem é
(Apesar de que a Mel foi a primeira garota que ela beijou)

" vai rolar hastiel??"

Vai rolar um Hastiel básico, talvez nem seja tão sério.

" pq nn teve hentai??"

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Eu meio que quis brincar com vocês.
Mas o hentai se aproxima cada vez mais.

Beijos
______________________________________________________________

Se quiserem deixar mais perguntas em algum capitulo eu irei respondê-las :D
___________________________________________________________________________________

Desculpe-me se for encontrado qualquer erro ortográfico.

Beijos
~❤~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...