História Opera - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Hoseok, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Rap Monster, Seokjin, Suga, Taehyung, Yaoi, Yoongi, Yoonmin, Yoonseok
Visualizações 256
Palavras 1.442
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Avisando antecipadamente que esse é um capítulo lemon e eu não sei escrever lemon muito bem então se vocês não gostarem desculpa :(( só sei escrever lemon romântico e clichêzão, caso vocês não gostem de lemon assim vocês podem pular essa parte e ler apenas o final do capítulo. Obrigado pela atenção.

Capítulo 16 - Sensation


Jimin levantou-se do banco porque queria observar melhor todo aquele sentimento que Yoongi colocava sobre a música que tocava no piano. Era a coisa mais linda que já viu em toda a sua vida. O modo como ele fechava os olhos com força para sentir melhor e o modo como as suas expressões mudavam a cada acorde que ele tocava poderia ser considerado arte. Quando a música acabou Yoongi abriu os olhos e viu um Jimin parado com os braços sobre a cobertura do piano, carregando no rosto o sorriso que Yoongi mais gostava de ver.

 

- Eu me sinto tão lisonjeado por poder ver-te tocando. – Jimin se aproximou do outro e sentou sobre o seu colo. – Acho que nunca vou me cansar.

 

- Se eu puder ver esse sorriso por me ver tocando então vai ser sempre um prazer tocar para você. – Yoongi puxou o queixo do outro para um beijo.

 

Já fazia duas semanas que Jimin havia voltado a enxergar e mesmo assim tudo parecia ser uma novidade. Acordar e ver Yoongi ao seu lado sempre parecia como a primeira vez mesmo que fizesse aquilo pelo resto da sua vida. Não trocaria isso por nada.

Eles passaram a ir juntos ao teatro todos os dias e às vezes Jimin cantava para Yoongi quando todo mundo saía, essa era a parte favorita do dia de Yoongi porque a voz do mais novo sempre tinha a capacidade quase surreal de fazê-lo ficar bem mesmo nos piores momentos. Voltavam para casa com os dedos entrelaçados e Yoongi sempre desejava que fosse possível que eles se prendessem e nunca mais se soltassem.

Naquele dia eles sentaram no sofá e ficaram em silêncio enquanto viam TV, não que o relacionamento já estivesse degastado, mas sim a presença um do outro já havia se tornado reconfortante. Jimin estava com a cabeça encostada o ombro do outro e seus olhos estavam fixos na TV, entretanto sua mente estava longe demais para conseguir entender o que estava acontecendo. Pensava em coisas completamente diferentes.

 

- Yoongi? – Jimin disse tentando quebrar o silêncio e mostrar o que ele tinha em mente.

 

- Sim?

 

Jimin tirou sua cabeça do ombro dele e o olhou de um modo apaixonado como sempre olhava. Park agiu como instinto, nunca havia feito nada parecido com aquilo antes, quando percebeu já estava sobre o colo de Yoongi e intercalava seus beijos entre seus lábios e seu pescoço porque eram suas partes favoritas de Yoongi.

 

- O que está fazendo? – Yoongi perguntou confuso, mas tinha um sorriso no rosto e estava gostando daquilo.

 

- O que você acha que estou fazendo? – Jimin se afastou um pouco do outro de modo que pudesse vê-lo. – Estou me entregando para você. – e sorriu.

 

- Tem certeza que quer isso? – Yoongi apertou as coxas fartas de Park.

 

- Mais do que qualquer outra coisa.

 

Yoongi tomou para si o fôlego de Jimin com um beijo e começou a tirar a camisa dele. Suas mãos passeavam entre o seu abdômen despido e o seu membro sobre a calça. Jimin começou a se movimentar sobre o colo do mais velho e ele jurou que havia perdido todos os sentidos porque a sensação era incrível demais para ser verdade. Os lábios carnudos de Jimin estavam entreabertos e ele parecia mais uma obra de arte do que um ser humano comum. O mais novo começou a tirar a roupa de Yoongi porque a vontade de senti-lo dentro de si era maior do que qualquer outra coisa.

Jimin levantou-se para tirar as roupas que ainda restavam em seu corpo e Yoongi fez o mesmo, não demorou muito até que as roupas de ambos estivessem jogadas no chão. A imagem completamente nua de Jimin era ainda mais bonita do que a música que Yoongi havia tocado naquela manhã, Min estava em um estado de êxtase com aquela imagem. Sentia-se a pessoa mais sortuda do mundo por poder ver. Jimin empurrou o outro de volta para o sofá, o corpo de Yoongi estava quente.

Quando Jimin sentou novamente e Yoongi sentiu que estava dentro dele perdeu de vez todos os seus sentidos. Jimin começou a se movimentar e era impossível controlar os suspiros e gemidos diante daquilo. Yoongi segurava a cintura e o ajudava a manter o ritmo dos movimentos enquanto beijava os seus lábios, a forma como a boca de Jimin estava entreaberta e os sons que ele fazia a cada movimento estavam deixando Yoongi completamente fora de si.

 

- Yoongi... – Jimin disse entre gemidos segurando o roto dele entre as mãos.

 

Yoongi apenas sorriu porque não conseguia pensar em nada que não fosse o quanto aquele momento estava maravilhoso e passou a língua sobre os lábios porque a sua boca estava começando a ficar seca, mas continuava suspirando e gemendo porque Jimin era muito bom naquilo que fazia. Aquilo apenas instigou que Jimin intensificasse ainda mais seus movimentos. Yoongi encostou sua cabeça no sofá e deixou que Jimin tomasse conta de si completamente e foi a melhor coisa que fez em tempos.

Min estava perto do seu ápice quando decidiu que ele quem tomaria conta de Jimin. Ele o levou para a cama, Jimin se apoiou com os joelhos e as mãos sobre a cama e Yoongi tomou conta dele como se fosse a última coisa que faria da vida. As costas de Jimin estavam arqueadas e Yoongi o pressionada contra si com força suficiente para fazê-lo gemer enquanto tocava-lhe o membro. O rangido da cama se confundia com os gemidos deles e era como uma melodia. O mais velho intensificava ainda mais os seus movimentos, sentia que seu ápice estava chegando, mas ainda assim não conseguia parar de senti-lo. Ele queria muito mais. Quando seu ápice chegou, Yoongi abraçou forte a cintura do outro e se permitiu desmanchar-se dentro dele. Eles sorriram no mesmo instante quando aconteceu. Yoongi depositou um beijo sobre as costas do outro de sair de dentro dele e se jogou na cama ainda possuindo um sorriso no rosto. Park deitou-se ao lado de e entrelaçou seus dedos com os do outro como sempre gostava de fazer.

 

- Isso foi incrível. Você é incrível. – Jimin depositou um beijou na bochecha do mais velho e se pôs sobre ele.

 

- Incrível é o fato de que eu me apaixono mais por você a cada minuto que se passa.

 

- Você está exagerando.

 

- Não estou. – Yoongi sorriu e passou a mão no rosto do outro.

 

Jimin ganhou o costume de ficar olhando para Yoongi e com isso perder a noção do tempo, daquela vez não foi diferente. Ficou o admirando como costumava fazer e se pegou sorrindo porque quando estava ao lado dele era a pessoa mais feliz do mundo. O mais novo abraçou o outro, seus corpos suados se fundiram perfeitamente como se realmente estivesse destinado.  Min apertou forte as costas do mais novo e se permitiu prender nele desejando que pudesse ficar daquele jeito pelo resto da sua vida.

 

- Eu te amo muito. – Yoongi sussurrou no ouvido dele.

 

- Eu te amo infinitamente.

 

Yoongi sorriu e o jogou na cama, se colocando sobre ele. Começou o beijando lenta e apaixonadamente e quando foi perceber já estava o escutando gemer baixinho enquanto o estocava durante o resto da noite.

 

 

- Yoongi. – Jimin depositou um beijo na bochecha dele. Era sempre tão difícil acordá-lo.

 

Yoongi esticou seus braços para cima e abriu seus olhos. Geralmente odiava ser acordado, mas estava tudo bem quando era acordado por Jimin.

 

- Bom dia. – Jimin disse com um sorriso.

 

- Bom dia, meu bem.

 

- Você precisa levantar, vamos. – Park ficou em pé sobre a cama e o ajudou a levantar.

 

- Não posso simplesmente ficar aqui? – Yoongi levantou e abraçou o outro.

 

- Não, você precisa ir trabalhar. – Jimin sorriu porque Yoongi era muito importante.

 

- Você não comigo hoje?

 

- Tenho consulta hoje e tenho que ver o Seokjin.

 

- Então acho que vou ficar em casa. – Yoongi ameaçou deitar de novo.

 

- Min Yoongi! – Jimin o segurou com um sorriso no rosto.

 

- Tudo bem, eu vou.

 

Yoongi arrumou-se e antes de sair presenteou o outro com um beijo.

Não demorou muito que alguém batesse na porta após Yoongi sair e Jimin foi correndo achando que era Yoongi ainda querendo ficar em casa. Park já abriu a um sorriso antes de abrir a porta, mas ficou decepcionado quando a abriu. Ele tinha uma boa aparência, mas ainda assim a sua presença fazia Jimin se sentir mal.

 

- O que faz aqui? – Jimin disse com um tom frio olhando diretamente para ele.

 

Hoseok arregalou os olhos em surpresa quando percebeu que Jimin conseguia vê-lo.

 

                                                                                                                                               

                                                                                 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...