História Operação Cupido - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~Mori-chann

Postado
Categorias Naruto
Personagens Asuma Sarutobi, Boruto Uzumaki, Chouchou Akimichi, Fugaku Uchiha, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Inojin Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kurenai Yuuhi, Naruto Uzumaki, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Temari
Tags Sasusaku
Exibições 120
Palavras 1.738
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi meus amores

Essa semana está uma correria, por isso estamos atrasadas com os capítulos...
Espero de coração que nos perdoe

Desculpem os erros de ortografia

Quero agradecer a todos os favoritos e comentários do ultimo capitulo

Boa leitura.

Capítulo 7 - As emoções continuam...


Fanfic / Fanfiction Operação Cupido - Capítulo 7 - As emoções continuam...

 Autora


 Sarada estava arrumada com as roupas de seu irmão, para ela aquilo era extremamente desnecessário, mais iria cumprir conforme o plano.

 - Vamos Seiji - Kurenai apareceu na porta da cabana a chamando, logo Sarada adotou a postura de seu irmão e saiu com a mochila nas costas. 

"O que ele leva dentro da mochila para estar tão pesada" - foi o caminho todo desejando ter ido para Tokyo, mais precisava ir conhecer sua mãe,  sabia inglês mais não era praticante e agora teria que falar fluentemente, bateu um desespero avassalador.

 - Não se preocupe, fica tranquila. - a morena sentiu uma mão tocando seu ombro, olhou vendo Inojin lhe dando apoio. 

- Estou calma, eu não sei se sairei bem no inglês.  

- A maioria das vezes falamos em japonês mesmo, não se preocupe. - Sarada viu ao longe Mel e Chouchou caminhando para o ônibus, não podia ir lá cumprimentar pois estava como seu irmão, teve que somente acenar para ninguém desconfiar que era ela, observou o diretor do acampamento se aproximando. 

- Mais um ano se passou, se divertiram e espero encontrar com vocês ano que vem, vão ser separados pelos ônibus que vieram, todos que irão para continente Europeu se dirijam ao ônibus amarelo, Américano ao azul e Ásiatico verde, bom retorno à suas casas. - assim que terminou o discurso todos começaram a se dirigir aos seus ônibus, Sarada seguiu Boruto e Seiji entraram no ônibus amarelo, caminharam até o final, se sentaram nos últimos bancos. 

- Calma tudo dará certo, não se preocupe - Boruto falou deixando a morena um pouco mais calma, sorriu pensando que agora só ficaria mais tranquila quando estivesse próximo a sua mãe, o veículo começou a andar seguindo rumo ao aeroporto. 

 ☆ 

 Pvo's Seiji  


 Fomos o caminho todo em silêncio, eu olhava meu pai a cada cinco minutos, ele era alto e sério, eu ficava pensando do porque ele e mamãe terminaram se formavam um casal tão lindo juntos.  

- Sarada estamos chegando. - acenti para ele, vi um portão se abrir de uma enorme mansão.  

- Ual - exclamei, vi meu pai sorri e perguntar- por que a surpresa se você sempre vem aqui Sarada?

 - Eu não imaginava que era tão grande ou melhor não recordava - ele me olhava procurando um sinal de mentira, engoli seco me lembrando o que Sarada tinha me explicado se houvesse perguntas, ah bem tinha que ficar séria, fiz conforme a explicação, fechei o semblante me virando para o lado 

- Agora voltou a ser quem é - meu pai mexeu no meu cabelo rindo. "Sarada é uma anti social mesmo"- pensei olhando o jardim da mansão pela janela do carro.

 - Chegamos - meu pai me disse, desci olhando tudo, analisando o local até ver um cachorro enorme vindo em minha direção latino raivoso.

- Calma toto - falei tremendo na base vendo ele rosnar.

 - Que isso, é a Sarada Flop - uma mulher linda veio em minha direção sorrindo, puxou o cachorro entregando ao segurança, se aproximou me puxando.

 - Saudades da minha neta linda.

 - Vovó?

 - Claro que sou eu ou já se esqueceu de mim? - ela sorriu me abraçando bem apertado. 

- Claro que não. - "Claro que sim nunca a vi" 

- Sarada. - virei para o lado vendo um senhor parecido com meu pai só que com longos cabelos negros.

 - Itachi acho que ela precisa descansar está muito estranha.- dizia minha avó.

 - Oh, ela tem que abraçar seu tio, venha aqui. - abriu os braços e eu corri o abraçando.  - viu como não esqueceu de mim. 

Senti lágrimas escorrendo na minha face e logo que ele nos separou, ficou me encarando.

 - Aconteceu algo mocinha?

 - Não, só Saudades de vocês. - Meu tio sorriu, vi outra pessoa se aproximando me puxando para um abraço, estava ficando muito emocionado com tudo aquilo. 

- Fugaku vamos deixar ela descansar - a senhora que era minha avó sorriu, meu pai venho me pegando na mão, me tirando do meu avô.

 - Sarada você irá ficar na sua avó, tenho algumas reuniões na cidade e em breve voltaremos para fazenda.

 - Ok - disse entrei no pequeno palacete e reparei que era tudo organizado e bonito ou seja puro luxo.

 - Aqui será o seu quarto, Kakashi estará a sua disposição, Karin está no outro quarto é só chamar ela, lembrando a noite será o jantar de noivado de seu tio e em cima da cama está sua roupa que comprei para você usar, se comporte. - ele beijou o topo da minha cabeça se retirando. Vi uma moça vindo em minha direção me olhando através dos óculos com um imenso sorriso. 

- Sarada já chegou, ficou belíssima com esse corte.

 - Obrigada. - " Não boba, cheguei não tô lá ainda", pensei sarcasticamente umas perguntas idiotas.

- Falei baixo para não desconfiarem da minha voz. 

 - O que está acontecendo?  

- Não sei do que está falando. - olhei tentando desviar o assunto, se me lembro bem, Sarada me contou que Karin desconfia de tudo. 

- Te conheço desde pequena, já se esqueceu de mim - a moça ruiva se aproximou me olhando fixamente - Está diferente.

 - Não estou não karin, impressão sua.

 - Se você diz, quer ajuda com as malas?

  - Não, Obrigada. - Falei rapidamente. 

Ela assentiu se virando e saindo dali, logo entrei no quarto trancado a porta por dentro. Fui até a cama e o meu principal problema estava na minha frente. Peguei a roupa a levantando. 

- Vestido - fechei os olhos com vontade de chorar .

 - Tomara que tenha alguma coisa nesse quarda-roupa que eu possa usar, eu quero evitar chamar aquela babá desconfiada. - fui até  o armário pegando as peças e procurando algo de bom para ser usado. 

☆ 

 Pvo's Sarada    


 As horas passaram para mim foi uma eternidade, não tinha demorado a chegar no aeroporto, agora estava eu e os dois loiros sentados no avião quase chegando a Londres. 

- Ansiosa - perguntou Boruto e Seiji me olhou. 

- Um pouco. 

- Não se preocupe tudo dará certo. 

- Fico pensando como Seiji estará lá, a essa hora já está anoitecendo e deve acontecer o jantar e.. 

- Chegando lá você liga para o infeliz.  - Seiji me interropeu sorriu - Ah, tenho que te lembrar, você irá conviver comigo, Boruto, a irmã dele e dois outros amigos Mitsuki e Shikadai. 

- Certo e não há meninas no meio?

 - Para quê? Você está como Seiji, Sarada é a única coisa que ele faz é tentar fugir das meninas, ele é gay - comecei a rir se ele sonhar que chamaram ele disso - não se preocupe a aula não irá iniciar tão cedo ainda da tempo de fazer a troca de vocês antes delas começarem.

 - O problema futuramente será esse.- suspirei com dificuldade ao pensar que viverei longe novamente da minha mãe. - a nossa troca. 

- Calma mais para frente você ver sobre  isso. - Boruto falou me deixando um pouco mais aliviada.

 Assim que o comandante avisou do pouso, suspirei descompasadamente. Olhei para ambos que estavam numa conversa animada. Quando a aeromoça veio até nós, pegou nossas mochila no bagageiro nos entregando. 

 -  Vocês três me sigam. - seguimos a aeromoça até a saída, ela sorriu e descemos a escada.  A cada segundo meu coração dava pulos. A ansiedade ne dominava, tomava conta de mim. Segui os dois até o fim do corredor que dava acesso ao avião e já avistava a entrada do saguão do aeroporto. Seiji saiu correndo ao ver uma mulher loira e a abraçou, Boruto me olhou sorrindo e apontou para uma mulher de longas madeixas rosa ao lado. 

- Ali sua mãe, acho que ela irá me levar embora também.  Sorri com lágrimas nos olhos, assim que ela parou a conversa com o senhor de cabelos escuros se virou sorrindo, eu sai correndo até abraça - lá. 

- Meu Deus tudo isso é saudades. - ela se agachou me beijando.

 - Mamãe, mãe - comecei a chorar sem se importar. 

- Calma eu tô aqui. - ela sorria limpando as minhas lágrimas, abracei mais fortes sentindo o cheiro agradável de seu perfume. Ela usava uma roupa simples, calça jeans e uma blusa rosa, uma sandália com um pequeno salto, o cabelo dela era longo liso, pisquei olhando o cara que a acompanhava ela. 

- Esse é meu amigo Idate Morino. 

 - Prazer jovenzinho. - o cumprimentei como Seiji me ensinou e fiz cara de desdém, vi mamãe de risinhos para com ele e logo meu sinal de alerta ativou, isso não é só amizade. Puxei minha mãe pela mão para irmos.  

- Vamos. - Falei e logo ela se assustou.

 - Tchau Morino aparece mais vezes lá em casa.- ele acenou se despedindo, vi Boruto atrás da gente. 

- E como foi o acampamento?

 - Hum. 

- Já voltou a ser meu filho.- minha mãe riu  puxando eu e Boruto pela mão até o carro. 

- Vamos para casa,  antes deixaremos Boruto em casa. -  Me sentei no banco do carona e Boruto atrás, ela entrou batendo a porta. Assim que colocou o cinto, ela olhou no retrovisor interno, virou me olhando piscou para mim, dando partida no veículo.  "mamãe é linda, parece uma princesa" - pensei sem parar de encarar ela, a janela do carro estava aberta fazendo o vento circular fazendo o cabelo dela voar e o perfume dela impregnar o ambiente.

  - Tia, a senhora é demais sabia.

- Boruto disse me fazendo o olhar sorrindo.

 - Obrigado lindo. - Ela falou para Boruto o olhando no retrovisor. Não demorou nem 20 minutos e chegamos na entrada da casa do loiro, ela parou o carro tirando o cinto. 

 - Me espera aqui vou só levar ele lá dentro. - ela falou me fazendo concordar. - Seiji qualquer coisa me liga.

 - Certo - falei com a voz grave para ela não desconfiar. Eles saíram e eu respirei aliviada, até ali estava indo tudo bem, "como ela é perfeita, linda, quero entender por que eles se separaram", ela voltou se sentando, assim que fechou a porta colocando o cinto, ligou o carro.

 - Agora vamos para nossa casa. - ela sorriu, eu devolvi o sorriso vendo ela acelerar o carro.

 "O que irá acontecer daqui em diante. "   


Notas Finais


E aí gostaram?? Espero que sim ...

Até breve

Bjs

Sakurai e  Autora


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...