História Good Kids Don't Talk - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Autora Panda, Bts, Good Kids Don't Talk, Menção Jikook, Menção Namjin, Taegi, Uva, Vhope Aparte, Yaoi
Visualizações 78
Palavras 599
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo 1


Yoongi

— ... Eu ainda não estou acreditando! Você viu a cara dele né? — perguntou pela milésima vez.

Eu confirmo, pela milésima vez, com a cabeça.

— Acho que esse foi o melhor dia da minha vida! — diz muito animado.

Eu rio de leve para demonstrar como eu estava feliz por ele.

— Pena que não pode durar para sempre... — diz ele ficando cabisbaixo.

Dou alguns leves tapinhas em seu ombro tentando conforta-lo.

— Obrigado por me ouvir! Você é o melhor amigo que alguém poderia ter! — ele diz bagunçando meus cabelos e abrindo um sorriso, que de certa forma era triste, mas ele tentava esconder.

Eu sorrio sem graça e me curvo de leve como para agradecer.

— Que tal irmos no cinema hoje? — eu nego com a cabeça e aponto para a mochila.

— Ah é... tem prova amanhã... — ele para de andar.

Eu paro um pouco mais à frente me virando para ele.

— Suga hyung — ele choraminga — Me ajude a estudar! Por favor!

Eu sorrio e confirmo com a cabeça.

— Você é o melhor, Yoongie! — eu confirmo com a cabeça — Convencido!

Eu o olho como se não acreditasse no que ele disse e aponto para mim mesmo com cara de dúvida.

— Sim, você! Tem mais alguém aqui por acaso?

Eu olho em volta e aponto para Hoseok que estava andando do outro lado da rua um pouco mais atrás de nós.

— Mas o Hoseok não é convencido! — diz e cruza os braços. Eu suspiro e abaixo a cabeça como se disse-se "tem razão...".

Ele ri.

— Mas mesmo convencido você é o melhor! — ele sorri. Eu rio e voltamos a andar.

— Na minha casa as duas e meia, ok? — eu faço um Ok com os dedos.

 

***

 

Abro a porta de casa, entrando e tirando os sapatos.

— Filho? — perguntou minha mãe aparecendo na porta da cozinha — Não me assuste assim... Você devia fazer algum barulho pelo menos — disse parecendo se acalmar.

Eu me curvo como se pedisse desculpas.

— Ah, não se preocupe, não foi culpa sua — sorrio.

Retribuo o sorriso, ouço minha barriga roncar, o problema é que eu não lancho então torna difícil não sentir fome a essa hora. Coloco minha mão na barriga e ela entende o que quero dizer.

— Logo estará pronto, suba e troque de roupa! — mandou voltando para a cozinha.

Eu subo, jogo minhas coisas na poltrona do meu quarto e troco de roupa.

 

***

 

Acordo com o celular tocando, atendo e ouço a voz de Jimin.

— Estava dormindo? — perguntou parecendo meio sério.

Bato na mesa de cabeceira uma vez.

— Então se esqueceu do que combinamos hoje cedo? — penso um pouco.

Bato viárias vezes na mesa em certo pânico.

— Você tem amnésia? — fala irritado.

Bato duas vezes.

— Quer saber! Não aguento mais isso de você sempre se esquecer quando marcamos algo! — diz me deixando sem reação — Não fale mais comigo! Ah, pera. Você já não fala a bastante tempo... — diz e desliga na minha cara.

Fico sem reação. Apenas encaro a tela do meu celular agora apagada. Merda! Por que tem que ser assim? Merda! Merda! Merda!

Jogo o celular do outro lado da cama e ele acabai caindo no chão. Me deito na cama colocando as mãos em cima dos meus olhos.

Talvez assim seja melhor para ele...

Passou tanto tempo se prendando a mim que se esqueceu o que é ter alguém para conversar;

Alguém para ajuda-lo nos momentos difíceis;

Alguém para lhe dar palavras de apoio e xingar os outros quando quebram seu coração...

Talvez eu não mereça ter sido amigo dele... Ele merece coisa melhor...

Afinal, não tem mais nenhum amigo, além de mim...


Notas Finais


Me desculpe qualquer erro,não corri com muita atenção. Por favor, sua opinião é importante, então se puder me dizer o que achou eu agradeceria.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...