História Oposto - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Romance
Exibições 8
Palavras 739
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Gente perdão pela demora .... espero que gostem e pfv comentem ^'&

Capítulo 11 - A raiva me ajudar?


Quando as palavras devem ser pronunciadas,  mas sua voz é  falha ,que nem ao menos consegui abri a boca para emitir som algum. Era assim que estava me sentindo quando a chuva de questionamentos caíram sobre mim. Marcelo me interrogava e como minha raiva já tinha passado ,nem conseguia olhar para cara do mesmo .

A hora do intervalo nunca foi tão conturbada, nunca pensei que gostaria tanto de ter ficado na sala de aula durante o recreio. Não aguentava mais ,ter que olhar para Ana lú , e ela neste exato momento está , se divertindo com Bernardo,  que já está incluso na mesa dos “populares”. Enquanto isso,  eu e Marcelo,  estamos aqui, na mesma mesa de sempre. 

- Cara .....- começou novamente ,falar sobre o assunto que eu não queria responde nem se me pagassem. – porque aquela malu.. .... – quando por fim ... 

- olha cara eu não sei , não quero falar sobre isso , o assunto que vem em minha mente agora , e , por que você está de papinho com minha irmã? – em uma sacada só,  despejei as palavras que saíram em uma forma homogênea da minha boca. 

Marcelo ainda sorriu de lado, o que me deixou pensativo. 

- humm pode ficar tranquilo eu não sou pedófilo – falou sorrindo.  Com um sorriso sínico nos lábios me fizeram ficar com raiva. Queria tanto sabe o que o mesmo estava pensando que jurei que iria descobri isso a qualquer custo. 

Apesar de não gostar muito de Giovanna , ela continua sendo minha irmã mais nova , isso é uma coisa que não pode mudar , de fato. Marcelo não seria um mal partido para ela , porém como irmão mais velho tenho que sabe passo a passo de como isso aconteceu. Ela de qualquer modo e minha responsabilidade.   

- agora me falar , o que aconteceu com você e a piradinha da Scarllet ? – perguntou olhando para mim . 

- Nada demais – falei sem muitas delongas e acabou que com esse ato meu despreocupado,  saísse como uma piada nos ouvidos de Marcelo . 

- A garota quase estava batendo em você ainda diz que não é nada demais ? – outro questionamento . Não poderia negar que Marcelo estava certo, já que a mesma , me empurrou na parede , e me ameaçou somente com seu olhar raivoso. Confesso que sentir medo dela. 

- HumRum nada demais , assim como sua conversa com minhas irmã – uhhhh jogada de mestre , hoje poderia dizer que estou fuzilador com minhas palavras , não é por menos já que todas as situações que me envolve ou até mesmo as que não me envolvem como Ana lú e Bernardo , ou até mesmo Marcelo e Giovanna, mas algo me puxava para essas situações e não poderia deixa de me importa.  

[...] 

- olha aqui , vai ser o seguinte , você vai pra minha casa e a gente faz o trabalho,  por mais que você vá fazer ele sozinho , mesmo com minha presença – Scarllet me encarrar  , mas eu apenas dei os ombros como resposta . – você não vai falar nada ? – questionou 

- Tá pode ser – digo , não dando a mínima para a mesma. 

- fechou  então , próxima quarta – disse , e logo depois saiu. Marcelo que estava na mesa olhou para mim com um ar de aprovação.  Provavelmente estaria se perguntando porque estou tratando todo mundo,  digamos que estranho. E até mesmo Scarllet a menina que eu tinha um pouco de receio, consegui falar com a mesma sem gaguejar. Pois é isso que acontece quando vou falar com garotas , o fato de minha voz falha na mesma hora . Mas com ela foi diferente pelo simples fato de já está com raiva. 

- Cara.... isso foi.... – antes que ele pudesse concluir .

- legal ? – o que questionei.  

- encantador , mais que encantador . – falou e seus olhos brilharam como se tivesse feito algo de errado que no fim deu certo.  

- por que?  

- você viu o jeito que falou com ela ? – perguntou . 

- Sim o quer que tem ? 

- você tem que ficar com raiva mais vezes , pelo menos consegui falar com garotas e o mais consegui se irritar fácil. 

 Agora fiquei pensativo ... será mesmo que quando estou com raiva consigo fazer coisas as quais não tenho coragem de fazer quando estou com sã consciência?  ... 

 

  


Notas Finais


Espero que gostem .... bjsssss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...