História Oposto - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Colegial, Comedia Romantica, Romance
Visualizações 14
Palavras 760
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá pessoas mais um cap espero que gostem e comentem ficarem super agradecida

Capítulo 22 - Bêbado?


Pensei em alguns sermões, mas nada me vinha na cabeça.  Queria ser responsável é dizer o quanto scarllet estava errada , as  palavras vinham mas a voz era falhar , queria muito chegar em scarllet e pergunta o que se passar na sua cabeça,  queria segurar seus ombros e a chacoalhar , ate ela dizer que não foi certo o que fez  e que  nunca mas iria fazer isso. Talvez estivesse incapacitado de falar. 

A ajudei a limpar a casa , mas não troquei nem uma palavra com a mesma, quando olhava para ela , desviava o olhar, então achei melhor não  tocar nem no assunto.  

A única palavrar que lancei diretamente para ela foi um “tchau , já to indo” , para logo em seguida bater a porta atrás de mim. Não sabia exatamente o que dizer nem o que fazer. 

Cheguei em casa um pouco atordoado , não sei se estava triste por Scarllet ou com raiva por a mesma. Não poderia ficar com raiva , eu acho. 

Acabei pegando no sono , em minha cama. 

[...] 

Abrir meus olhos devagar , e ouvi longe a voz de alguém falando , não conseguir identificar quem era . Cocei meus olhos para então coloca os óculos que já se encontrava em cima da escrivaninha. Coloquei o mesmo e olhei em direção a porta do quarto,  quando me deparo com minha mãe e meu pai olhando para mim . 

A cara da minha mãe não era uma das melhores a mesma parecia preocupada , enquanto meu pai estava normal. 

- por que vocês dois estão aqui dentro ? – questionei. 

- hummm sua mãe que .... – antes que meu pai pudesse concluir , minha mãe tomou a vez 

- o que significa isso Pierre ? O que significa esse cheiro forte de álcool na sua blusa ? Ah meu deus , tanto que eu pedir para que meu filho fosse para o bom caminho , e agora ele esta bebendo!! 

- Elise por favor , deixe nosso filho explicar – meu pai calmo e cauteloso,  falou.  

- mas ... oque.... ? – antes que pudesse concluir fechei a boca é por fim tudo veio a tona, ontem ... na casa de Scarllet.  

- E ai ? O que diz ? – meu pai falou mais uma vez . 

Tinha que pensar rápido não poderia falar parar minha mãe que Scarllet simplesmente estava bêbada e eu que tive que levar a mesma para o  quarto , minha mãe literalmente iria me matar , falar que não iria aceitar minha amizade com ela . Além de pedir diversas vezes para me afastar dela. Não poderia deixar isso acontecer. Mas o que poderia dizer ? A não ser a verdade? Pensar Pierre.... pensar ... 

- eh ... a ... a bebida  - falei .... engolindo as palavras que não queriam sair da minha garganta.  

- você estava bebendo?  - perguntou olhando para mim . 

Eu apenas abaixei a cabeça.  

- Não.... não acredito .... o que você acha que esta fazendo Pierre?  Hein? 

- tenha calma Elise isso é só uma fase – meu pai colocou as mãos de forma amigável no ombro da mesma. 

- ter um filho alcoólatra é uma fase ? – perguntou com os olhos cheios de lagrimas – aonde foi que eu errei ?  

Eu queria muito dizer a minha mãe que não tinha bebido,  queria muito ter inventado qualquer outra coisa mais nada me veio a mente na hora . 

Minha mãe saiu do meu quarto ... e meu pai logo em seguida,  nenhum dos dois tocaram nenhuma palavra comigo . 

Isso não pode está acontecendo comigo . 

Tudo por causa de scarllet ? Ou do minha causa ? 

Poderia ficar horas e mais horas tentando desvendar de quem realmente foi a culpa , mas hoje ainda tinha escola e eu teria que me arrumar. Por mais que hoje , não quisesse ir . E isso é difícil de se acontecer. O fato de não querer ir para o Colégio. 

Fiz de tudo  para não encontrar minha mãe no meio da casa, mas era meio impossível já que a casa não era tão grande , é isso facilitava muito o nosso encontro pelo corredor. 

Encarrar minha mãe com os olhos vermelhos era de partir o coração,  queria muito dizer que não tinha feito isso , mas não sei se era certo dizer o que aconteceu com Scarllet.  Não acho justo. 

Ah não quero entrar no conceito do que acho justo ou não pois nem sei mais o que sou puro de fazer essa analise. 

 

 


Notas Finais


Comentem pessoas ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...