História Opostos Iguais - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Levi Ackerman "Rivaille", Mikasa Ackerman
Tags Levi, Mikasa, Rivamika, Romance, Shingeki No Kyojin
Visualizações 63
Palavras 590
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais uma história rivamika aqui! Espero que gostem, se tiverem alguma dica ou opinião não deixem de comentar, gostaria de melhorar a história cada vez mais :).

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Opostos Iguais - Capítulo 1 - Prólogo

[Mikasa]

Acordei com uma forte dor de cabeça, como se acabasse de levar uma pancada. Não reconheci o lugar no qual me encontrava, a forte luz que refletia em meu rosto dificultava localizar - me. Ao tentar levantar, senti uma forte dor vinda de meu braço esquerdo, ao observa - lo reparei o gesso que o cobria. 

Observei ao meu redor e percebi uma silhueta familiar: era Levi quem dormia na cama ao lado. Aparentemente, havia quebrado o braço esquerdo também e por sua posição desconfortável tinha certeza que alguma costela poderia estar fraturada. Percebi hematomas em seu rosto e a face abatida devido a falta de sono.

Não entendia o que estava acontecendo. A última lembrança que restava em minha mente era o rosto de um Eren desesperado gritando meu nome, mas não sabia o que isso queria dizer.

Tentei levantar - me mesmo com a extrema dor que sentia, porém fui impedida por uma simpática senhora que me obrigou a voltar para cama. Obedeci.

Horas se passaram quando ao lado ouvi gemidos de dor, Levi havia finalmente despertado. Sem entender nada expliquei - lhe o que podia - e o que lembrava. Porém a única coisa que o importava no momento era descobrir como diminuir a dor que o desmontava a cada movimento.

Não trocamos mais uma palavra sequer.

Logo a porta se abriu fazendo um barulho insuportável que ecoava em meus ouvidos. Era Eren a Armin.

- Mikasa! Ainda bem que está acordada - disse Eren aproximando - se para me abraçar. Senti sua respiração e mesmo que o abraço me causasse dor, a satisfação que tinha em te -lô em meus braços era muito maior.

- Não precisa se preocupar, estou bem - disse a ele que olhou para mim incrédulo.

- Não! Não está não! Você foi atacada por um titã, se não fosse por Levi estaria morta agora!

Ao ouvir isso meu coração parou: realmente não fazia ideia do que ele estava falando. Olhei para Armin que confirmou com a cabeça, Levi parecia também não acreditar.

- Vou contar o que aconteceu - disse Armin sentando - se ao meu lado. - A missão de reconhecimento estava calma, não havíamos avistado um titã sequer em mais de 10 quilômetros a cavalo. Ouvimos um barulho parecido com passos vindo em nossa direção, já era tarde para recuar. Eram dezenas de titãs, pequenos, altos, fortes e fracos. O grupo desorganizou - se e todos começaram a fugir desesperadamente. Eren e eu fomos levados pelos outros, mas você foi derrubada do cavalo, o impacto foi tão forte que desmaiou na hora. Caos. Ninguém fazia ideia do que estava acontecendo, mortos por todos os lados, titãs devorando pessoas. Eren e eu já não a víamos mais. Segundo Jean, que vislumbrou cada cena e cada morte, viu Levi a ajudando a levantar, provavelmente por ter ouvido os gritos de Eren, porém antes de poder ajudá - la, um titã de aproximadamente 5 metros os atacou, e o resto ninguém sabe. Levi chegou a muralha com Mikasa nos braços, todo ensanguentado e antes de dizer qualquer coisa desmaiou. Isso aconteceu há 5 dias.

Não podia ser verdade, realmente estávamos dormindo a mais de 5 dias?

- É só isso que sabemos, aparentemente vocês não lembram de mais nada - acrescentou Armin.

Levi não disse uma palavra, virou -se e aparentemente voltou a dormir. Armin e Eren se despediram, afinal deveriam sair novamente em busca do resto dos cadáveres que ainda restavam. Os vi sair e por algum motivo meu coração começou a acelerar, tinha medo de não ver seus sorrisos novamente.



Notas Finais


Eiiii gostaram? Espero que sim, me digam o que acharam.
Capítulo curtinho, mas é só uma pequena introdução há história.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...