História Opostos se atraem - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Allison Argent, Derek Hale, Erica Reyes
Tags Shipp Impossivel
Exibições 51
Palavras 978
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Famí­lia, Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Heeey leitores, tudo bem?
Essa é a mesma fanfic de "I Love Hate You", porém mudei de um pouco de história.
Espero que gostem!

Capítulo 1 - O termino


Fanfic / Fanfiction Opostos se atraem - Capítulo 1 - O termino

Pov.Allison Argent.
 

Olhei pela cidade enquanto meu pai dirigia, era noite e as luzes estava iluminando pela rua. Ajeitei o meu casaco, estava sentido frio. Simplesmente sorri, estava feliz. Enquanto meu pai estacionou o carro perto no aeroporto, saimos no carro e meu pai me acompanhou abraçada até o aeroporto, olhamos para a tela esperando uma pessoa. A porta se abriu e mais pessoas sairem de malas carregadas, meu sorriso iluminou quando minha irmã chata apareceu, ela andava rapido com sorriso enorme e nós abraçamos forte, logo em seguinte meu pai a abraçou.

Ela me olhou de cima para baixo com sorriso lindo no rosto.

-Não acredito, Allison!-Ela disse risonhos.-Você está ficando velha hein?

-Cala a boca, Emily.-Dei empurrãozinho de leve fazendo-a rir.-Vamos lá, tem garotos bonitos na escola, mas regras 1: Nada de matar lobisomens.

Ela arregalou os olhos.

-Você já sabia sobre lobiosomens agora?-Ela perguntou aliviada.-Porque senão, eu e papai iamos esconder isso de você, como descobriu?

-Meu namorado.-Soltei risadas. Papai revirou os olhos.-Sério? Papai odeia o Scott.

-É mesmo?-Brincou Emily com sorriso malicioso.-É esse Scott McCall que você falou?

-SIm, porém, já te falei que terminei com ele?-Perguntei tentando lembrar do assunto que falamos.

-Não, por isso estou surpresa. Você não parava de falar com ele o tempo todo.-Emily disse me fazendo rir, nós seguimos até o carro, eu ajudava minha irmã a carregar a mala.-Então, tem gente lindas na escola?

-Alguns, tem garotos bonitos na escola também.-Eu respondi, Emily fez caretas.-O que foi?

-Meninos...-Ela negou, depois sorriu malicioso.-Meninas? -E olhei para ela sem entender, ela revirou os olhos.-O que? Não sabia que sou lesbica?

-Não, eu já desconfiava, você também não parava de falar sobre essa tal Patricia.

-É....eu gostava dela mas ela gosta da outra.-Emily revirou os olhos.

-Que triste.-Fiz biquinho fingindo estar triste, ela monstrou o dedo do meio.

-Emily!-Meu pai fez cara sério, caimos nas risadas.

(...)

Chegamos em casa, enquanto eu conversava com a Emily sobre tudo. Meu pai colocou as malas na sala, Kate correu na escada e abraçou a Emily tão forte quase fazendo-a derrubar no chão.

-Calma tia Kate, quase me derrubou no chão. Se me derrubasse, vão ter que comprar um caixão para mim.-Emily disse sarcastica.

-Nada mudou.-Kate disse rindo.-Cresceu também hein.

-Eu sei tia.

-Como está a sua mãe?-Kate perguntou ficando séria, os nossos sorrisos desapareceram.

-É...eu acho que está bem. O mesmo de sempre, você sabe como é.-Emily falou sem nehuma reação. -Mas ela está casada com o tal de Ryan, ele é o homem mais chato! Graça a Deus finalmente morarei com vocês.

-Com certeza.-Falei batendo palmas.-Agora, vamos jantar. Tem torta e lasanha.

Comecei a rir sabendo qual seria a sua reação.

-Você disse torta?-Emily ficou animada.-Amo torta. É minha favorita!

-O de Dean também.-Brinquei rindo.

-Claro né, até Dean WInchester sabe que Torta é o melhor.

-Eu achei que gosta de Pudim.-DIsse papai confuso.

-Não. É torta mesmo.-Emily falou.

-Você disse que ama Pudim.

-Não disse não. É torta mesmo.-Emily disse fazendo a Kate rir,

-Nosso pai sempre confude com as coisas.-Falei e Kate concordou.

-Allison, estou ficando velho.-Ele falou revirando os olhos.

-É claro que está.-Kate provocou.

(...)

Eu estava no quarto, arrumar a cama para dormir depois. Ouvi a batida da porta:

–Allison, posso entrar? -Isaac falou calmamente entrando em meu quarto.

–Bem, já entrou. -Eu achei estranho ele não me beijar primeiro.-Precisamos conversar.

-Precisamos conversar.-Eu e ele falamos ao mesmo tempo. Logo ficamos calado por um tempinho.

-Certo...O que aconteceu, está tudo bem?-Perguntei preocupada, o clima estava tensa.

–Eu não sei se consigo. -Falou virando-se de costas e colocando duas mãos no rosto.

–Calma Isaac, confia em mim, pode falar. -Estava preocupada, pois ele nunca tinha ficado assim.

–Eu não consigo mais...eu não consigo mais te enganar...fingir que eu gosto de você enquanto amo outra pessoa, fingir que está tudo bem, quando não está...eu gosto da Cora, e já te trai com ela. -Falou tudo muito rápido e de uma vez só.

Eu apenas suspirei, ficando em silêncio.

-Allison? Não vai falar nada?-Isaac estava nervoso e com medo. Engoli em seco.

-Eu já sabia fazia tempo, Isaac. Eu sei o quanto gosta dela.-Senti um nó na garganta.-Eu também não consigo mais te enganar, Isaac...eu...eu nunca senti nada por você...por isso te chamei para vir para cá...

Ele parecia aliviado..

-Eu quero me desculpar, por te magoar dessa forma.-Isaac falou sério.

-Mas me magoou, Isaac. Não precisava ficar comigo para ficar com a outra também. Você podia me contar antes, podia confiar em mim.-Eu disse quase chorando.-Depois o que te vi beijando com a Cora na sala. Meu coração estava despediçada, ainda mais quando ainda está comigo. Mas você preferiu esconder isso de mim, sendo que eu já sabia.-Limpei minhas lágrimas com calma. Você podia confiar em mim, Isaac.

Ele olhou para o chão.

-Sinto muito. Eu tinha medo, tinha medo de te ver magoada quando eu contar a verdade, eu nunca me perdoaria, Allison. Mas você estava certa, eu podia contar tudo a você, mas preferi esconder. SInto muito.-Ele me aproximou, segurou a minha mão.

-Entendo Isaac, mas você ainda me ama?

–Não, que...quer dizer, sim...mas como irmã. -Ele estava super nervoso, deu para perceber.-Você me ama?

-O mesmo que você...Como irmão.-Dei sorriso aliviada.

-Ótimo...Estamos bem mesmo?-Perguntou ele preocupado, apenas assenti.

-Sim, está tudo bem entre nós.-Respondi, ele assentiu suspirando, eu o abracei. Não era o abraço qualquer, era o abraço de irmão. Logo separamos.-Boa sorte com o namoro com a Cora.

-Obrigado Allison.-Ele deu um beijo na minha testa. Emily entrou no quarto.

-Você deve ser Isaac Lahey?-Emily encostou na porta.

-E você é Emily Argent?-Isaac perguntou, ambos apertaram a mão de cumprimentos.-Prazer em conhecer.

-Igualmente.-Emily respondeu, Isaac logo saiu do meu quarto.-Ué, parece tenso.

-Sim, nós terminamos.-Respondi dando de ombros, ela arregalou os olhos.

-O que aconteceu?-Perguntou ela curiosa.

-Nada demais, é só um termino maduro.

-Sei...


Notas Finais


Gostaram??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...