História Opposite Hearts! - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Tags Aguslina, Gaslena, Joara, Liona, Michaetina, Ruggarol
Exibições 90
Palavras 1.545
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Aqui está mais um capítulo para vocês meus amores, espero que gostem meus anjos 💕💕💕

Capítulo 6 - Perdidos?


Fanfic / Fanfiction Opposite Hearts! - Capítulo 6 - Perdidos?

•Caro On•
Entrei dentro do carro bufando, como ele consegue ser tão insuportável assim? Ele entrou logo em seguida e colocou o sinto e deu partida no carro e saímos em direção a casa.
Caro-Ainda não que peguei carona com você.-falei bufando.
Agustin-Pq? É tão ruim assim?-riu irônico.-Larga de ser chata Caro, se eu não aparecesse você ia ficar lá com aquele garoto que tava beijando outra.
Caro-Talvez se você não tivesse aparecido com aquela Gabriela eu e o Marcelo estivéssemos de boa.
Agustin-O nome dela é Rafaella.
Caro-Que seja, é oferecida do mesmo jeito.-falei e me emburrei dentro do carro. 
•Agustin On•
Ah se ela soubesse o quanto fica linda assim. O silêncio estava me matando então decidi ligar o rádio e colocar uma música, liguei e deixei em qualquer rádio.
Caro-É sério isso?
Agustin-O que?-perguntei confusso.
Caro-Que vamos escutar essa porcaria de música.
Agustin-Não é porcaria, e sim vamos escutar, já que o carro é meu.
Caro-Tira essa música Agustin.
Agustin-Não.-falei forte.
Caro-Tira agora.
Agustin-Não vou tirar.-falei e ela se emburrou outra vez, percebi que ela esticou o braço e mudou a música.-Eu não dei permissão para mudar a música.
Caro-E dês de quando você me da permissão Agustin?
Agustin-Acho que tenho que te lembrar que estamos no meu carro.
Caro-Ta e dai? Quem me ofereceu carona foi você.
Agustin-E quem disse sim foi você.
Caro-É e estou começando a me arrepender. Devia ter ficado no parque mesmo.
Agustin-Se quiser paro o carro e te deixo aqui mesmo.
Caro-Você não teria coragem.-falou e deu um riso fraco.
Agustin-Ah não?-perguntei irônico-Me provoca outra vez que te deixo na beira da estrada.
Caro-Ata duvido, ainda de estragar meu encontro quer me deixar na beira da estrada.
Agustin-Não estraguei seu encontro, você mesmo que não conseguiu segurar aquele cara para ficar com você.-Caro revirou os olhos.
Caro-Você se acha demais.
Agustin-Eu? E você que é muito insuportável.
Caro-Eu insuportável? Você que é imprestável.
Agustin-Ha ha há ha, pelo menos eu ainda consigo ter as garotas nos meus pés não é? Você de tão chata que é não consegue segurar um homem por dez minutos.
Caro-Ah claro.-riu irônica-Pelo menos eu não piso nos sentimentos dos outros.-falou e cruzou os braços. Revirei os olhos.-Aonde a gente ta?
Agustin-Indo pra casa.-falei já me estressando com a voz da Carolina.
Caro-Não estamos indo não.
Agustin-ESTAMOS SIM CAROLINA.-falei alterando a voz.
Caro-NÃO ESTAMOS NÃO AGUSTIN.-falou se alterando também, freiei o carro bruscamente e olhei em volta e realmente não estávamos indo para casa.
Agustin-Você tem razão.-falei me acalmando.
Caro-Estamos perdidos?
Agustin-Não imagina.-falei em tom irônico e ela me olhou mortalmente.-Tudo sua culpa se não tivesse me desconcentrado estaríamos voltando de boa.
Caro-Minha culpa?-falou e cruzou os braços.
Agustin-Sim sua culpa.-soquei o volante e joguei minha cabeça no banco
Caro-Burro, burro,burro-falou batendo com o dedo no meu peito.-A CULPA É TOTALMENTE SUA, QUEM ERROU A RUA FOI VOCÊ.-eu suspirei e fechei os olhos e continuei escutando ela me culpar de todas as formas.
Agustin-CHEGA CAROLINA.-puxei o rosto dela-Para de gritar, ou será que você ainda não percebeu que só tem eu e você aqui?-ela me olhava intensamente-Eu só tenho você e você ao tem eu, então é melhor nós dois parar de brigar e culpar o outro e tentar se ajudar ok?-ela concordou e eu a soltei, ela jogou a cabeça no bando e eu fiz o mesmo, ficamos em silêncio por alguns minutos.
Caro-Você vai voltar?
Agustin-Não da, não tem como. Eu não sei o caminho pra voltar.-ela deu um longo suspiro.-Desculpa.
Caro-Tudo bem.-falou e senti sua mão tocando na minha.-Vamos voltar a andar e tentar achar o caminho ok Agustin?
Agustin-É só Agus.-falei e ela me olhou confusa.
Caro-Não entendi.
Agustin-Só você me chama pelo meu nome, mais pode me chamar de Agus meus amigos me chamam assim.
Caro-Acontece que não somos amigos.
Agustin-Pq ambos não querem.-falei e ela sorriu.
Caro-E pq você é muito chato.
Agustin-E você é super insuportável.-ela riu me fazendo rir, dei partida no carro e voltamos a andar pela estrada que estávamos. Já estava escuro e a única coisa que iluminava a estrada era a luz do farol do meu carro, olhei Caro que estava olhando pela janela e passava as mãos pelos seus braços que estavam arrepiados, com certeza ela estava com frio. Tirei meu casaco e a entreguei.
Caro-Não precisa não estou com frio.
Agustin-Já disse para parar de ser teimosa Kope. Pega o casaco.
Caro-Mais e você?
Agustin-Eu vou ficar bem.-ela sorriu e colocou o casaco.
Caro-Obrigada.
Agustin-Pêra aí o que disse?-ela riu.
Caro-Eu agradeci, isso não é o fim do mundo Agus. 
Agustin-É que você nunca agradeceu, nem mesmo quando salvei você da piscina.
Caro-Tecnicamente não deveria agradecer por aquilo, foi você que me empurrou.
Agustin-Eu sei, mais nunca imaginei que não soubesse nadar.
Caro-Tudo bem.-falou e voltamos a ficar em silêncio, encontrei um barzinho logo na frente e parei o carro na frente dele. Caro me olhou assustada-Você não vai lá pedir informação né? 
Agustin-Pq não?
Caro-Agus você já olhou eles? Eles são todos fortes e bombados e você não é tão forte assim.
Agustin-A nossa, valeu Kope.-falei irônico-Eu vou lá e já volto.
Caro-Ta vai lá, mais se você voltar totalmente machucado eu não vou cuidar de você.-eu sorri e peguei a carteira e sai do carro, caminhei até o barzinho, entrei e todos me olharam, tentei não parecer nervoso, caminhei até o cara que estava atrás de um balcão.
Xxx-O que o jovem quer?-me perguntou assim que me viu.
Agustin-Uma informação.-falei e ele se aproximou e me olhou.
Xxx-Que tipo de informação?
Agustin-Queria saber como posso voltar para a cidade. Poderia me informar?
Xxx-Claro, você segue reto aqui por uns 20 minutos aí vai encontrar uma ruazinha a esquerda, vai entrar nela e vai até o final e lá vai ter uma estrada de asfalto que vai fazer você voltar para a cidade.
Agustin-Obrigado-falei e apertei a mão dele, ia saindo.
Xxx-Sua namorada?
Agustin-Oi?
Xxx-A garota que está no seu carro, é sua namorada?-percebi o interesse dele na Caro.
Agustin-É sim.-falei forte.
Xxx-Parabéns ela é uma gata.
Agustin-Como sabe?
Xxx-Ela abriu o vidro, consegui vê-la.-ele sorriu malicioso.-Ela é linda.
Agustin-Sim ela é maravilhosa.-sorri-Bom já vou indo.-falei e sai até o carro onde entrei.
Caro-Conseguiu alguma informação?-perguntou eufórica.
Agustin-Sim, já sei como voltar. Os carinhas são camaradas-falei e ela sorriu-Você abriu o vidro certo?
Caro-Sim precisava de ar, pq? 
Agustin-Da próxima abre o seu.
Caro-Pq?
Agustin-Teve um cara ali que falou que conseguiu ver você, disse que você é linda e mostrou um interesse malicioso em cima de você.-ela me olhou assustada.
Caro-E o que você falou?
Agustin-Que você era minha namorada.-percebi ela ficar boquiaberta e senti um tapa em meu braço.
Caro-Palhaço.-falou e eu gargalhei, logo voltamos a ficar quietos.
•Caro On•
O silêncio era horrível, olhei para Agus que mostrava um pouco de cansaço, por um momento senti dó dele.
Caro-Agus se quiser parar para descansar não tem problema.
Agustin-Não quero parar, não estou cansado.
Caro-Você também consegue ser teimoso quando quer.-falei e ele me olhou.-Olha você ta dirigindo a horas Agus.
Agustin-Não tem problema mesmo?
Caro-Não.-falei e ele sorriu-Amanhã de manhã continuamos bem cedo.
Agustin-Tudo bem, vou arrumar lá atrás.-falou e parou o carro e saiu. "Arrumar lá atrás?" Pensei e fiquei com um ar de dúvida, sai do carro também e o vi arrumando um colchão inflável no banco passageiro.
Caro-Agora entendi.-falei e ele me olhou.
Agustin-Que susto garota.-falou e eu dei uma leve risada.
Caro-Desculpa.-falei e ele apenas me olhou.-Posso saber pq tem esse colchão, esses travesseiros e essa coberta dentro do carro?
Agustin-Precaução.-falou e eu ri e o olhei seria.-Ta legal, quando eu saio com garotas e o clima esquenta eu e a garota acabamos...
Caro-Ta legal eu não preciso e não quero escutar.-falei e ele riu.
Agustin-Acabei de arrumar.-falou e eu olhei o espaço-Quer escolher o lugar?
Caro-Eu não vou dormir nesse espaço minúsculo com você.-falei e o olhei.
Agustin-Ou dorme comigo ou sentada no banco.-eu bufei e ele riu.-Qual vai ser?
Caro-Eu durmo do lado esquerdo e você do lado direito.-falei e entrei, tirei meu sapato e coloquei no banco da frente.-Você não vai entrar não?-falei e ele sorriu, logo entrou e fez o mesmo com o sapato dele, ele deitou e eu fiz o mesmo. Estava quase dormindo quando escutei um barulho e me sentei rapidamente.
Agustin-O que foi?-se sentou e eu olhei pra ele.
Caro-Você não escutou esse barulho?
Agustin-Qual? O da coruja?
Caro-Aquilo não foi uma coruja Agustin.
Agustin-Não precisa ter medo Kope.-se aproximou.-Olha eu to aqui e nada vai te acontecer.-ele falou firme e eu apenas sorri, me senti protegida com ele, ele foi se aproximando aos poucos, ele titou uma mecha do meu cabelo do meu rosto e o acariciou.
Caro-Agus...-falei quase num sussurro e ele me beijou.
•Agustin On•
Ela me chamou com um sussurro e eu não consegui resistir, eu a beijei carinhosamente, ela acariciava meus braços, retirei o meu casaco que cobria os braços dela e acariciei suas costas, procurando o zíper de seu vestido.
Caro-Agus, por favor não me machuca.-sussurrou desgrudando nossos lábios.
Agustin-Eu não teria forças Kope.-falei em tom de sussurro em seu ouvido e voltei a beija-lá, procurando novamente o zíper de seu vestido, assim que o encontrei abri lentamente...


Notas Finais


Então meus amores, o que acharam? O Agus e a Kope brigam ne?
Por favorzinho não me matem ta?
Até o proximo💕💕💕💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...