História Opposite lives - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~bruna-bieber

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Amor, Crime, Drama, Justin Bieber, Nina Nobrev, Romance, Sexo
Visualizações 931
Palavras 1.930
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura !!

Capítulo 2 - Escola !


Fanfic / Fanfiction Opposite lives - Capítulo 2 - Escola !

- obrigado mãe, to indo - vou pro meu carro que era um aston martin db9 2002 preto entro e coloco o morango no banco do passageiro.


                                      CONTINUAÇÃO...

                         (***)


Ligo para Angel, no terceiro toque ela atende como se já estivesse esperando minha ligação .


LIGAÇÃO ON    

 

- Oie !! - ela fala e eu coloco o telefone no viva voz para poder manobrar o carro. 


- hello, já está​ pronta ?


- Sim, estou no safa da sala .


- Estou saindo de casa agora.


- Ok, bye... 


- bye... - sorri e desligo prestando atenção na estrada.


LIGAÇÃO OFF


    Angel, tinha mandado o carro pro conserteto, então estou dando uma carona para ela até seu carro ficar pronto.


                          (***)


   Dou duas buzinadas assim que paro em frente ao portão da casa da dela, sorrio vendo ela sair de casa, e trancar a porta e logo vem em direção  ao carro.


- Oie, amor - dou um beijo na bochecha dela, comprimentando assim que ela entra no carro.


- Oe linda, preparada pra mais um dia de aula ? - ela também me comprimenta e logo poem o cinto de segurança.


- não muito, mas partiu inferno - começamos a rir e ela liga o som do carro. o resto do caminho foi em silencio, só com o som da musica. 


     Entro no estacionamento da escola e logo avisto Miguel e Madison vindo na nossa direção.


     - Eii... algum problema ? - pergunta Miguel chegado perto do carro.  


     - não, ta tudo bem - sorrio, pego minha mochila saindo do carro, coloco a mesma nas costas, arrumo minha roupa, e faço um coque no cabelo.

  

     - Nossa, hoje esta calor, né ? - falo caminhando para dentro da escola com Miguel , Angel e Madison me acompanhando.

 

- Sim, muito - fala Miguel.


- bruh, vamos no shopping ? - pergunta medy.


- claro, quando ? - olho ela.


- bom, podemos ir hoje depois da aula ? - Medy pergunta, na hora ia responder sim, mas lembrei que minha mãe queria me levar em algum lugar.


- bem... eu amo fazer compras, e você sabe disso, mas é que hoje não da. minha mãe quer me levar em um lugar - falo chegando no meu armário com Angel indo no armário da minha direita, e Miguel o da esquerda pegando seu material também, pelo que parecia Medy já tinha pegado o material dela.


- então deixa - Mady fala meio  triste.

 

- Não fica triste, amiga, se eu não chegar muito tarde nós saímos para compra ou compramos amanhã de tarde antes de ir para festa. 


- tá bom - ela sorri empolgada- eu te amo - ela fala pulando e me dando um abraço, o qual eu rio e retribuo.


- qual é aula de vocês agora ? - pergunto fechando o armário.


- A minha é historia - fala Miguel   quando fecha o armário dele.


- A minha é artes - fala Angel.


- A minha também - fala Mady pegando no braço da Angel.


- que saco !! - bufo - a minha é química vou ficar sozinha com aquela bruxa.


- coitadinha de vc bruninha - fala Miguel me abraçando pro trás e me dando um beijo na bochecha, bem nessa hora o sinal toca.


- Tenho que ir para aula, fiquem de olho na caixa de mensagens de vocês - saio do abraço do Miguel, e dou um beijo na bochecha do mesmo, indo até Angel e medy também depositando um beijo na bochecha delas. Logo depois sigo meu caminho até a sala, a professora já estava lá, mas não tinha quase ninguém.


- Com licença, professora, posso entra ?- por favor diga que não, diga que não. Fslo quase que rezando


- Pode, mas rápido - merda!! entro e sento em uma das ultimas cadeira perto da janela, na hora que ia mandar uma mensagem para Angel, a professora vira me olhando fazendo eu guardar o meu celular rapidamente.

 

- bom dia, classe, hoje vai ter uma prova surpresa - que mania chata essa professora tem de dar provas surpresa. ela pede pro Denison entrega as provas. 


  ele era o favorito dela, porque era o CDF da sala, não tinha preconceito ou fazia zoação com ele como os outros da turma, eu até que admirava ele, porque queria ser inteligente como ele é.


                          ( ***)


      estaciono o carro na garagem da minha casa, a escola foi normal como todos os dias. saio do carro pegando o prato e minha mochila.


- mãe!!! cheguei - grito assim que entro em casa. vou até a cozinha coloco o prato na pia e vou até a geladeira pegar alguma coisa para comer, vendo um bilhete preso na mesma, estranho e pego vendo que era a letra da mimha mãe.


BILHETE :

            FILHA, FUI NO MERCADO FAZER COMPRAS COM CLARICE, TOMA UM BANHO E VESTE UMA ROUPA LEVE QUE DAQUI A POUCO ESTOU EM CASA, SE PASSAR DAS 17:30 ME LIGA TE AMO COM AMOR MAMÃE


Logo subi e tomei um banho rápido, coloquei uma camiseta preta, um short jeans, e um tênis preto. peguei meu celular coloquei no bolso do short. Desço ate a sala me jogo no safa e ligo a TV em um canal qualquer logo em seguida ligo para Angel.


LIGAÇÃO ON :


- Oie, gata - falo assim que ela atende no primeiro toque


- oe, vida. 


- ta ocupada ?   - pergunto enquanto olhava a TV


- não, só estava arrumando algumas  coisas aqui no quarto, mas pode falar   


- estou no tedio, você tem alguma novidade ? 


- nada e você ?


- nada - digo com tédio.


- e sua mãe, ainda ta com aquela ideia de mudar de cidade ?


- sim, ela ainda ta, hoje falou que era pra eu vim direto pra casa que ela ia me levar em um lugar, mas saiu pra fazer compras com Clarice, e não voltou ainda, só falou que era pra eu colocar uma roupa confortável.


- amiga, a tia ta cada vez mais louca - ela fala rindo. 


- eu sei amiga - começo a rir junto com ela, e escuto um barulho na garagem.


- falando nela, acho que chegou, tenho que ir beijos.  


- beijos, depois me liga pra fala onde vocês foram.


- ta - desligo o telefone e a TV.


LIGAÇÃO OFF


Vou ate a garagem, e vejo que minha mãe estava pegando as compras com Clarice.


- Oie, filha - ela fala assim que me ver .

 

- oe mãe, onde vamos ? 


- você já está​ pronta ? - ela ignora minha pergunta.


- sim.


- então ajuda Clarice a levar essas compras lá pra dentro que eu já volto.

- ta, mas mãe onde vamos ? - ela sai indo pra dentro cheias de sacolas e finge que não me ouviu, reviro os olhos e começo a ajudar Clarice a levar as compras pra dentro de casa. Estava na ultima sacola quando minha mãe desce.


- pronta ? - ela fala assim que termina de descer as escadas.


- pera ia mãe, eu vou levar a ultima sacola. 


- vai lá no seu quarto e pega seus documentos, que eu levo as sacolas. - ela fala pegando as sacolas da minha mão.


- mas, mãe. pra que ? - olho ela confusa


- na estrada eu te explico 


- ta bom - dou de ombros - já volto - vou ate meu quarto e pego os meus documentos, desço e vou até a garagem, me aproximo do carro e entro no mesmo vendo minha mãe retocar o batom coloco o cinto de segurança e ela para de passar batom guardando o mesmo na bolsa, logo depois dando ré no carro saindo da garagem​, em questão de minutos já estávamos na avenida principal.


- mãe!? - olho ela chamando sua atenção - agora a senhora vai me contar onde nós vamos ?  


- vamos compra sua passagem - ela fala simples sem me olhar.

 

- Mas já ? eu não vou viajar só daqui algumas semana ? - pergunto  levantando uma sobrancelha.


- não, mudei de ideia. você vai ir na terça


- mas, mãe... eu nem arrumei minhas coisa.


- eu sei, por isso eu vou deixar você ir só na terça, você podera ir na sua festa sábado, domingo arruma suas coisas, segunda pega o que tem pra pegar na escola, e terça você viaja.

 

- mas... porque, mãe ? eu não quero ir embora - a vontade de chora me invade e meus olhos se enche de lagrimas.


 Eu não queria ir, não queria deixar meus amigos, minha escola, minha vida, eu não queria abandonar o que eu tenho...


- você não tem que querer nada, eu sou sua mãe e to mandando você ir - ela fala com tanta rigidez, que até perece que não vai sentir​ minha falta, parece que nao se importa comigo, que nao me ama mais.


- porfavor me explica? você não quer mais ficar comigo ? não me ama mais ? - não consigo segurar o choro, fazendo o mesmo vim átona e eu começar a chorar descontroladamente mas sem fazer um barulho apenas deixava as lágrimas escorre.


- Não chora minha filha, é claro que eu quero ficar com você, por isso to fazendo isso. eu sei que é difícil abandonar seus amigos, mas uma menina linda e simpática como você consegue fazer amizades novas rapidinho, e logo seus amigos vão ser maior de idade, vão poder visitar você a hora que quiser.


- eu não quero novos amigos, quero os que eu tenho - falo um pouco alto e um silêncio invade o carro, o único som era dos carros passando.


- mãe, me explica, porque isso agora ? porque você quer que eu vá embora. - pergunto me acalmando


- minha filha, eu estou levando você pra Califórnia porque seu pai quer pegar​ sua guarda, ele descobriu onde nos moramos, disse que ia fazer de tudo para consegui sua guarda e levar​ você para longe de mim, no caso para morar com ele - ela da uma pausa, e eu percebo que seus olhos estava com lagrimas - estava pensando em ir pro Canadá, mas conversei com Pattie, e ela sugeriu irmos pra Califórnia, ela vai ajudar você por um tempo, depois vai vim pra me ajudar a por a casa para vender e muda para lá, vou mandar suas coisas assim que você consegui uma casa, sei que você tem bom gosto e vai escolher uma bem Lindinha, nos primeiros dias você vai morar com justin. quando você compra a casa, eu vou passar um tempo com você, mais logo depois vou compra uma casa para mim, e Madison pode vai vim morar​ com você, já conversei com seu tio e ele acho uma ótima ideia - não respondo nada, tentando digeri aquilo tudo.

 

- como assim, meu pai quer minha guarda ? - pergunto depois de um tempo em silêncio.


- então, lembra que sempre que Você e seu pai se encontravam era na praça da cidade vizinha ? - ela retorna a falar.

 

- sim  - olho ela.


- então...tudo isso era pro seu pai não descobrir onde moramos, e começa a me ameaçar​ e depois achar qualquer coisa que faça eu perde sua guarda, ele é capas de colocar fogo na casa e depois falar​ que foi eu que coloquei para mata você, minha filha você tem que me entender - ela continua concentrada na estrada.


- eu entendo, mãe - dou um sorriso sem vida 


- e vc aceita ir comigo ? - ela sorri


- mãe ...


Notas Finais


Espero que tenham gostado, até o próximo capítulo dessa vez não irei demorar tanto pra postar e muito obrigada pelos favoritei e comentários


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...