História Opposites Attract - Capítulo 55


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction, Selena Gomez, Zayn Malik
Personagens Ashley Benson, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Selena Gomez, Zayn Malik
Tags Ashlena, Harry, Romance, Selena, Selenagomez, Zaylena, Zayn, Zaynmalik, Zelena
Visualizações 103
Palavras 2.615
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 55 - R.I.P. 2 My Youth


Fanfic / Fanfiction Opposites Attract - Capítulo 55 - R.I.P. 2 My Youth

 

Selena POVs ON

Meus olhos ardem pela claridade que vem pela fresta da madeira gasta do portão. Forço meu corpo a se sentar e gemo em reprovação ao sentir a palha grudada em meu corpo suado, puxo a manta junto ao meu peito percebendo que ela está apenas sobre o meu corpo. Ouço a respiração leve do moreno deitado de bruços ao meu lado e tento me levantar silenciosamente apoiando minhas mãos no chão.

O barulho do anel em contato com o chão me faz ter um choque de realidade e eu o encaro em meu dedo por longos segundos enquanto a luz do sol ilumina o mesmo me deixando levemente encantada. 

Uma vez que estou de pé com a camisa do moreno em minhas mãos, eu a visto junto com a minha calcinha de renda. Minha cabeça dói um pouco e me sinto levemente estranha mas afasto esses sintomas de minha cabeça quando ouço um barulho se aproximando, franzo minha sobrancelha e espreito os meus olhos direcionando meu olhar para o portão. Meu coração da um solavanco e eu jogo rapidamente a manta em cima do moreno dando um chute desesperado em sua perna em seguida.

- Mas o que? - Ele murmura rápido e confuso enquanto se senta e me encara sonolento. Em outra ocasião eu teria morrido de rir de sua cara e expressão impagável. O portão é aberto bruscamente e o moreno dá um salto ficando de pé enquanto enrola a manta em volta de sua cintura. 

- Mas oque esta acontecendo...? - O senhor moreno de cabelos grisalhos diz confuso enquanto adentra o celeiro jogando algumas coisas para o canto. 

- Sr.Manoel... - O moreno pica os olhos repetidamente e coça sua nuca desconfortável enquanto o velho se aproxima. 

- É você mesmo? - O velho para em sua frente e coloca seu óculos de grau que estava pendurado em seu pescoço, o analisando com um sorriso. - Menino Zayn? Esta maior e mais bonito, não pensei que o veria novamente. - Ele diz sincero e empolgado enquanto roda seus braços ao redor do moreno o abraçando carinhosamente.

- Eu também não, mas olha eu aqui. - Ele diz meio que sem graça enquanto o senhor se afasta para encara-lo. - Me desculpe estar assim... - Ele gesticula a cabeça para baixo se referindo ao pano que o cobre da cintura para baixo. - Não foi assim que eu imaginei nosso reencontro. - Ele diz divertido fazendo-o soltar uma risada gostosa.

- Deixa disso...estou muito feliz em vê-lo. - Ele diz sorrindo. - E quem é essa moça bonita? - Ele pergunta olhando para mim logo atrás do Zayn e eu sorrio tímida. 

- Oh sim...Essa é a Selena, minha namorada. - O moreno diz olhando para mim e eu dou um passo a frente para cumprimenta-lo. 

- É um prazer conhece-lo... - Eu digo apertando a sua mão e ele sorri amigável.

- Ontem foi aniversário dela a estávamos aqui perto então eu pensei...

- Por quê não passar a noite em um celeiro? - O senhor completa a frase do moreno e ambos soltam um riso no final. - Foi uma ótima ideia afinal...você sabe que sempre será bem vindo aqui. - Ele diz simpático fazendo o moreno assentir. - Bom...estou saindo para que vocês possam ficar a sós. - Ele completa e se vira indo em direção ao portão.

Eu sorrio em sua direção soltando o ar que eu nem percebi estar segurando enquanto o senhor fecha o portão nos deixando sozinhos, o moreno se vira para mim e eu o recebo com um tapa em seu braço.

- Hey! - Ele exclama massageando o local e me encara. - O que eu fiz? - Ele diz confuso e eu cruzo os braços.

- O que você fez? - Eu indago. - Você disse que não morava ninguém aqui Malik!

- E não mora Gomez! - Ele diz obvio. - Ele mora na casa ao lado. 

- Engraçadinho, mas o celeiro é dele! - Eu digo debochada e o moreno ri. - Já pensou se eu não tivesse vestida com a sua blusa? Ou se ele tivesse chegado antes...teria nos visto deitados sobre a palha dele completamente nus. - Digo perplexa.

- Ele não teria tanta sorte assim - Ele brinca agarrando minha cintura e me puxa para mais perto. - Você é toda certinha e não iria querer vir para cá se eu te contasse que iriamos passar a noite em um celeiro de um velho amigo meu e...ah sem o consentimento dele. - Ele diz e beija o meu pescoço enquanto continuo com meus braços cruzados.

- Não mesmo! - Eu digo emburrada. - Você mentiu para mim...

- Eu não menti, apenas omiti a verdade para o nosso divertimento sweet...

- Tá, mas... - Eu tento questionar mas o moreno toma meus lábios para si iniciando um beijo calmo me fazendo fechar os olhos e aprecia-lo - Ok... - Eu murmuro afastando nossos lábios e ele sorri me dando um selinho antes de retirar suas mãos de minha cintura.

- Vou me vestir... - Ele murmura e eu assinto olhando ao redor e vendo sua calça atrás de mim.

Eu a pego e a seguro enquanto o moreno termina de por sua cueca e me encara sorrindo, caminhando até mim.

- Pode pegar uma coisa para mim...? Esta no bolso de trás da calça. - Ele gesticula com a cabeça e eu franzo o cenho assentindo.

Procuro com minhas mãos algo em seu bolso da calça e ouço rir de leve pela minha expressão.

- No outro bolso... - Ele murmura e eu bufo rindo.

Sinto algo pequeno no fundo do bolso e o agarro o puxando para fora. Abro minha mão e encaro o anel igualmente ao meu só que de um tamanho maior. Encaro o moreno divertida e a sua mão esta esticada em frente ao meu corpo enquanto ele sorri divertido.

- Serio isso? - Eu sorrio agarrando a sua mão e ele assenti rindo de leve. - Zayn Javadd Malik...Quer namorar comigo? - Eu digo mordendo o meu lábio para conter um sorriso.

- Achei que nunca iria pedir. - Ele brinca e eu rio colocando o anel em seu dedo. - Agora me de minhas calças. - Ele pede me dando um selinho e eu entrego-a em suas mãos enquanto procuro meu vestido. 

Assim que o encontro retiro a sua blusa colocando meu sutiã junto ao vestido, ajeito-o em meu corpo e me viro vendo seus olhos âmbar sobre mim, sorrio envergonhada e jogo sua blusa em sua direção fazendo-o acordar do seu transe. 

Passo minhas mãos por meus cabelos para baixar os fios rebeldes e ando até o grande portão ao lado do moreno. Uma vez que estamos fora, estreito meus olhos por conta da luz, me sinto enjoada e minha dor de cabeça aumenta de uma forma dramática. 

- Hum...Zayn? - Eu o puxo pela mão fazendo-o se virar para mim. - Não estou me sentindo bem... - Eu murmuro manhosa enquanto o moreno entrelaça nossas mãos e faz carinho em meus cabelos com a outra.

- Vamos dar tchau ao Sr.Manoel e já vamos embora. Sim?! 

- Ok meu amor! - Eu digo e ele sorri para mim enquanto caminhamos para a casa ao lado.

Paramos em frente a porta e o moreno dá leves batidas na mesma. O senhor logo aparece na porta a abrindo com um sorriso.

- Viemos nos despedir Sr.Manoel. - O moreno explica e o senhor logo desmancha o seu sorriso tão doce e amarelo.

- Ora! Mas já? - Ele diz indignado enquanto Zayn parece se sentir mal. - Não querem entrar? Tenho certeza que a mocinha esta com fome e gostaria de tomar um café. - Ele desvia seus olhos do moreno para mim por segundos como um pedido de ajuda. - E enquanto isso colocamos a conversa em dia, sim?- Ele gesticula com a cabeça para o moreno, que pisca os olhos e olha diretamente para mim como um pedido. Eu aperto seus dedos nos meus e sorrio assentindo. 

 - Claro! Eu adoraria tomar um café. -  O sorriso amarelo e agradável volta para os seus lábios.

- Ótimo! Entrem, por favor... - Ele diz nos dando passagem. Eu adentro a casa com o moreno logo atrás de mim, suas mãos ainda entrelaçam os meus dedos enquanto o senhor toma o lugar a frente mandando que nós o seguíssemos.

- Tem certeza que esta bem para ficar? - Ele sussurra em minha orelha e eu assinto.

Assim que chegamos a cozinha, o mais velho gesticula para que nós nos sentássemos sobre a mesa. Eu e Zayn soltamos nossas mãos pela primeira vez e nos sentamos lado a lado. Sobre a mesa há varias coisas gostosas e eu já posso ouvir o meu estômago roncar assim que o senhor se senta colocando três xícaras sobre a mesa. Ele me entrega uma e eu sorrio colocando um pouco de café sobre a mesma.

- Não fique tímida querida, pode ficar a vontade. - Ele murmura enquanto Zayn coloca um pouco de café em sua xícara dando um risinho pelo seu comentário direcionado a mim. Eu lhe lanço um sorriso e assinto enquanto pego um pedaço de bolo sobre a mesa. - Então...Zayn. O que lhe traz aqui novamente? - Ele se vira perguntando ao moreno ao seu lado. Zayn pega um pedaço de bolo e dá uma mordida antes de começar a falar.

- Bom...Eu vim para comemorar o aniversário da Selena. A família dela mora aqui. - Ele explica enquanto o senhor me olha rápido lançando um sorriso. Minha cabeça dói levemente e eu aperto meus olhos enquanto coloco o café para dentro. Sinto a mão do moreno sobre a minha repousada sobre a mesa e abro os olhos.

- Você esta bem querida? - O senhor pergunta preocupado e eu mordo o lábio pela pontada em minha cabeça. Eu nego com a cabeça largando o pedaço de bolo que eu iria levar a boca mas meu estômago pede que eu não o faça de jeito nenhum.

- Acho que ela esta de ressaca... - Zayn murmura para o velho e eu franzo as sobrancelhas.

- Oh sim! Eu deveria ter imagino. - O senhor diz obvio se levantando. - Eu cansei de ver o menino Malik de ressaca em meu celeiro. - Ele comenta divertido e eu rio minimamente. - Procure um remédio de dor de cabeça para ela no armário enquanto faço um chá de gengibre para curar essa ressaca. - Ele diz calmo e o moreno o olho nostálgico. 

- Oh não! O senhor ainda faz o seu famoso chá de gengibre!? - Ele diz fazendo uma careta e o mais velho ri alto.

- Sempre soube que você precisaria de mais. - Ele diz revirando os olhos. - E não reclame! Quem irá tomar é a sua mocinha. - Ele diz autoritário. 

- Eu sinto muito minha mocinha. - O moreno se senta ao meu lado e caçoa de como o velho se referiu a mim. Ele me entrega o comprimido junto a um copo d'água e eu rapidamente coloco os dois para dentro de minha boca, fechando os olhos fortemente. - Depois que ela tomar o chá...acho que é hora de leva-lá para casa. - Zayn murmura e vejo o velho concordar com a cabeça. - Então você fica aqui enquanto Sr.Manoel prepara o seu chá... e irei buscar o nosso carro para irmos. Sim? - O moreno pergunta enquanto acaricia minha mão sobre a mesa, assinto com a cabeça enquanto ele se levanta me dando um beijo na testa. - Eu já volto 

Zayn e Sr.Manoel saem da cozinha me deixando sozinha enquanto eu suspiro e tento relaxar sobre a cadeira de madeira. Percorro os meus olhos pelo ambiente em meu tempo livre e sozinha, a casa do senhor é muito graciosa e agradável, não é tão grande e a mobília parece antiga, o que deixa tudo mais aconchegante e confortável. 

Meus olhos param de passear por ai quando percebo a presença do mais velho no cômodo, ele me lança um sorriso e volta sua atenção ao fogão onde ele termina o chá o coando antes de despeja-lo em uma xícara.

- Você pode ir para a sala e se aconchegar lá, sim? - Ele murmura para mim. - É no cômodo ao lado, já levarei seu chá. - Ele completa me indicando a sala com a cabeça.

- Tudo bem, obrigado Sr.Manoel. - Eu digo e caminho em direção a sala me sentando no sofá, eu relaxo minhas costas sobre algo fofo e retiro meus sapatos os jogando para fora do carpete. Ele caminha até mim cuidadosamente e me estica a xícara, eu a encaro em suas mãos e sinto meu estômago revirar com o cheiro. Faço uma careta agarrando a xícara e olhando para o senhor em pé em minha frente. 

- Ora, vamos lá mocinha. Você consegue. - Ele me incentiva e eu solto um riso dando o primeiro gole.

Se antes eu havia feito uma careta agora então nem se fala. O gosto era tão ruim quanto o cheiro, minha língua saiu involuntariamente de minha boca e eu soltei um grunhido.

- Não é tão ruim assim. - Ouço a risada do senhor, ele me encara divertido sentado do outro lado da sala em outro sofá.

- Eu definitivamente odeio gengibre. - Eu murmuro enquanto bebo mais um pouco do chá mas logo percebo o quão ingrata estou sendo e me arrependo  - Han...Por mais que eu não goste, eu fico muito agradecida  pelo chá Sr.Manoel... - Eu digo sem graça fazendo-o sorrir.

- Não se preocupe com isso querida. O gosto é horrível, você apenas está sendo sincera...como o menino Zayn foi. - Ele diz calmo e sorri ao lembrar do moreno.

- Aposto que ele foi bem mais dramático... - Eu questiono curiosa vendo-o assentir. Eu sábia.

- Com certeza foi, você tinha que ter visto. - Ele ri e eu sorrio bebendo mais um pouco do chá. - Ele é um menino de ouro. - O velho diz com brilho no olhar e meu coração se aquece ao ver o quanto o senhor a minha frente tem admiração pelo meu moreno. 

- Ele é com certeza. - Eu afirmo contra a xícara. - E o melhor namorado.

- A quanto tempo estão juntos? - Ele pergunta e eu fico pensativa por alguns minutos.

- Há uns sete meses. Mas eu ganhei ontem esse anel de namoro. - Eu estico uma de minhas mãos para frente enquanto o velho coloca seu óculos sobre seus olhos para enxerga-la melhor.

- É muito bonita! Que orgulho do meu menino... - Ele diz contente e logo fica pensativo. - Ele já te contou como veio para aqui? - Ele pergunta baixo e tristonho como se o moreno estivesse ai e pudesse nos ouvir. 

- Mais ou menos. Eu sei que foi por causa da ex dele. - Eu digo igualmente baixo. - Mas ele me disse que passou um dia no celeiro e depois foi embora.

- Não foi um dia só. - Ele afirma totalmente convencido do que diz e meu estômago afunda

- Uma semana? - Eu tento acalmar meu coração mas é uma tentativa falha quando o mais velho balança a cabeça negativamente.

- Praticamente um ano.

 

Um doce bebezinho em um mundo cheio de dor

Eu tenho que ser honesto, eu não sei se aguentaria

Todos estão falando, mas o que estão dizendo?

Mamãe disse que, se realmente quero, eu posso mudar

- The Neighbourhood

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...