História Opposites attract - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Novela, Romance
Exibições 67
Palavras 3.030
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olaaaaaaaa primeiro vou avisar meu sumiço, minha internet resolveu parar e eu não sei quando volta, mas vou fazer o possível para postar sempre, espero q ela volte logo.
NÃO SEI ESCREVER CENA DE LEPO LEPO ENTÃO ME PERDOEEEMMM.
BOA LEITURA, BJJJ

Capítulo 4 - Cap 4 Play


Pov — Zoey Montgomery

  Fui até a área Vip e me sentei com os meninos, não vi Caitilin com certeza deveria estar lá embaixo bebendo ou pegando alguém.

   — Eai gente — me sentei ao lado de Ryan e dei um breve sorriso para eles.

   — Eai Cunhadinha tudo bem? — Ryan colocou a mão na minha perna e deu alguns tapinhas leves.

   — Quer jogar um jogo, Zo — já tinha ganhado até um apelido aí que máximo, olhei para Chaz e falei.

   — Claro, qual jogo me tira do tédio! 

   — Isso aí garota — esfregou as mãos, Chaz e Chris começou a pegar vários copinhos e várias bebidas diferentes, colocaram no chão, me levantei junto com Ryan e me sentei no chão cruzando as pernas.

    — É o seguinte, essa é a brincadeira do shots vamos colocar várias bebidas diferentes, vamos fazer perguntas e desafios e depois rodar a roleta e pegar sua bebida — explicou Chris enquanto colocava as bebidas.

   — Bora jogar então — disse animada.

    Chaz girou a garrafa e caiu no Chris.

   — Pergunta ou desafios? 

   — Pergunta 

   — Quantas vezes você já transou na sua vida inteira? 

    — 4 vezes Chriszão — Ryan bateu em suas costas, ele rodou a roleta e caiu bem no copinho de Vodka.

    A garrafa foi girada mais uma vez e caiu adivinha em quem adivinha isso mesmo em mim, era Ryan pergunta e eu respondo.

   — Pergunta ou desafio?

   — Pergunta 

   — Quando você e o Justin vão contar que não estão noivos de verdade? — quando eu ouvi aquelas palavras meu coração apertou, tava tão na cara assim que não éramos noivos? — Relaxa Zoey, ele nos contou tudo.

    — Hum, ainda não sabemos quem sabe um dia.

   — Mas vocês se gostam, eu sei disso.

   — Não, não nos gostamos só estou fazendo porque já está nas revistas de todo o mundo, nem aqui eu queria estar.

   — Nossa magoou — Eles falaram 

   — Não é isso gente, eu amei conhecer vocês, vocês são demais super engraçados e divertidos, é que eu odeio mentira e ainda mais mentir para uma mulher igual a Pattie.

   — É, mas falta pouco pra isso acabar, você vai ver — me confirmaram.

    Girei a garrafa e caiu em um copinho de tequila, peguei o sal e o limão e mandei pra dentro.

   Ja havia se passados várias rodadas, me sentia um pouco bêbada mas nada que me impedisse de continuar a jogar, a garrafa para em mim de novo.

    — Desafio — falei antes que Chaz perguntasse.

   — Eu te desafio você ir la naquele palco e dançar no Polle dance pra todos.

   — Okay — me levantei e acabei cambaleando um pouco, desci as escadas rápido e fui até aquele palquinho.

  Logo uma música sexy invade o lugar, eu seguro a barra começo a andar em círculos até os homens começa a gritar uma luz para em mim só para mim, pegou um pouco de força subo e desço sendo o mais sexy possível, me agarro na barra e desço jogando a cabeça pra trás, vejo várias notas de dinheiro jogada no chão, mando um beijo para todos que estavam ali e eles gritam.

   — Tira roupa, tira a roupa — não seria uma má ideia, começo a tirar uma manga do macacão e depois a outra, tiro até a metade e vou até o Polle dance de novo grudo minhas pernas na barra e desço fazendo uma cara sexy, não era profissional mas olha até que eu não mandava mal.

   — Mas que porra é essa? — escuto uma voz conhecida parar o show inteiro — vai embora todo mundo acabou a festinha — puta merda, olhei para frente e vejo Justin muito bravo.

   — Me deixa ser feliz Justin — reclamo.

   — Vamos para casa — me pegou no colo e saiu da boate, me colocou no banco de passageiro fechou a porta e deu a volta indo para o meu lado.

   — Você tem problema Zoey? — ali dentro todos sabiam que você era a minha noiva, podia ter fotógrafos lá dentro imagina se isso sai no jornal — Bieber falava muito bravo dava pra ver seu maxilar travado.

   — Desculpa, não fiz por querer é que eu fui desafiada pelo Chaz.

  — Tanto faz, só não quero que isso se repita — logo a porta da garagem se abriu já era tarde só queria um banho e dormir.

   Peguei meus saltos na mãos, e fui direto pro quarto, me despi e liguei a banheira vi alguns sais de banho joguei na banheira e as bolhas se formaram, entrei na banheira e meu Deus que maravilhosa.

   Coloquei uma blusa grande e uma calcinha preta de renda, ja não me sentia mais incomodada em ficar só de calcinha na frente do Justin, sai do banheiro e vi que ele já tinha tomado banho.

    Me deitei e coloquei um travesseiro no meio das minhas pernas já era mania, minha bunda ficava empinada com isso mas nem ligo, o silêncio invadiu o quarto junto com as nossas respirações.

  — Justin, está dormindo? 

  — To tentando — fiquei ali sem falar nada por alguns segundos.

  — Me desculpa por aquilo mas cedo, lá no escritório não sei o que tinha dado em mim.

  — Zoey, para de pedir desculpas e dorme — virei o lado onde Justin dormia e ficamos nos encarando.

   Seus olhos cor de mel estavam pesados de sono, seu cabelo bagunçado me deixa louca, esse jeito durão e sensual não engana ninguém.

   Acabei adormecendo.

 

Pov — Justin Bieber

   Percebi Zoey me olhar enquanto eu dormia, eu gosto disso, eu gosto quando ela me olha.

   No meio da noite, escuto alguns gritos, acordo desesperado e vejo que é Zoey chorando e gritando.

   — Zoey, o que foi, calma — tento acorda - lá.

    — Justin, ele quer me matar — ela começa a chorar de novo e me abraça.

   — Ele quem? Não tem ninguém aqui fica calma, foi só um pesadelo — coloquei ela entre o meu peito e abracei forte, não exitei sobre ela estar em meu braço, só a abracei bem mais forte aos poucos ela foi se acalmando.

   Quando acordei estávamos na mesma posição, tentei tirar meu braço sem acorda - lá, fui até o banheiro e tomei um banho rápido.

   — Bom dia Justin 

   — Bom dia — falei.

   — O que aconteceu ontem? 

   — Você teve um pesadelo que alguém queria te matar, você chorava muito e gritava.

  — Foi horrível, obrigada — agradeceu e entrou no banheiro.

  Desci as escadas e todo mundo estava na sala conversando.

   — Justin, está tudo bem com a Zoey? ouvi ela gritar — mamãe perguntou preocupada.

   — Depois de ontem teve pique pra uma rodada, grande Dude.

   — Cala boca Ryan porra, Zoey teve um pesadelo mas não foi nada demais.

  — Ainda bem, adivinha quem vai vir aqui hoje, Jazzy e Jaxon.

    — Sério mãe? Aqueles pirralhos vão vir aqui hoje

   — Sim, depois do almoço, a Erin quer almoçar com eles hoje, então perguntei se eles poderiam dormir aqui hoje.

   — Ótimo

 

Pov — Zoey Montgomery

   Banho acalma tudo, agora só preciso de um bom café da manhã.

   Escuto batidas na porta.

     —  Oi Zo, tudo bem? — Caitilin se jogou na cama.

    — To bem e você?

    — Maravilhosamente bem, o que acha de uma piscina depois do almoço?

   — Não curto muito piscina

   — Ah não Zoey, não quero saber você vai sim.

   — Tenho outra escolha? 

   — Não, você vai e ponto — riu.

    — Tá — me joguei ao seu lado na cama.

   — Como está o noivado falso? — relaxa eu sei.

   — Até você sabe, ah não é um dos melhores, nem nos falamos direito, apenas dormimos e comemos juntos nada demais — falei com uma voz triste.

   — Nossa Zo, não é fácil né mas relaxa que eu vou resolver isso.

   — Não precisa Cait, logo logo isso acaba, agora vamos descer pra comer — puxei sua mão e fomos pra cozinha.

   — Bom Dia, bom dia — apareci na cozinha e vi Pattie e Guadalupe cozinhando.

   — Bom dia meninas, Zoey vocês bem? 

   — Estou sim.

   — Hoje teremos visitas os irmãos de Justin vão dormir aqui.

   — Sério? Aí que legal — jamais imaginaria que Justin teria irmãos, ele nunca falou nada.

   — E cade Justin?

   — ele e os meninos estão lá no escritório, você pode chamar eles para comer por favor, só virar a direita se seguir reto.

    Essa casa tinha tantos lugares, era fácil de se perder ali, antes de bater na porta ouvi eles conversarem 

   — Brou, você gosta dela não gosta? 

   — Não Ryan, não gosto

   — A gente vê como você olha pra ela.

   — Caralho, já falei que não gosto dela, e nunca viu gostar nossa relação não passa de um contrato idiota — senti meus olhos arderem eu queria chorar, uma lágrima desce limpo rápido mas outras invade, bati na porta.

    — Entra — a sala fica em silêncio até que Justin fala.

    — A Pattie está chamando todos pra almoçar.

    — Zoey, você está bem? — Chris veio na minha direção mas abaixei a cabeça.

    — Estou sim Chris.

    — Você estava chorando Zo? 

    — Eu chorando? estava não — minha garganta embola bato a porta e saio correndo.

    Enxugo minhas lágrimas e volto para cozinha.

   — Eles já estão vindo — sentei na mesa e Cait se sentou ao meu lado.

    Os meninos estranho na cozinha e também sentam na mesa, Justin se senta bem na minha frente. Ótimo

   Não podia olhar pra ele, se não iria chorar o almoço todo ele ficava me olhando mas eu disfarçava e ficava conversando com Caitilin.

    Terminamos de almoçar, Cait e eu ajudar Guadalupe a  tirar o almoço da mesa, enquanto os meninos estavam na sala conversando alto.

    — Justin — uma menininha de vestido com uma boneca na mão entra na sala, e corre pro colo de Justin.

    — Jazzy meu amor que Saudade — ele a enche de beijinhos.

   — Jaxon seu pirralho vem aqui — Bieber agarra o menino e poem ele de cabeça para baixo.

    — Me solta, me solta seu chato — o menino se debatia rindo muito.

    — Zoey, vem aqui quero que conheça Jazzy e Jaxon meus irmãos — Justin me chamou e eu fui, logo as criancinhas se encolheram na perna do irmão.

    — Oi sou Zoey — Me agachei pra ficar na altura deles.

   — Oi Zoey, sou Jazzy seu cabelo é muito lindo — a garotinha tocou no meu cabelo.

     — Obrigada Jazzy, seu cabelo é mas lindo ainda — pisquei pra ela. 

    — Você é bonita — Jaxon disse.

    — Obrigada Jaxon — apertei sua bochechinha rosada.

    Jazzy não me desgrudava, Jaxon gostava de ficar assistindo TV junto com os meninos, Justin estava ao meu lado no sofá ficava me olhando de canto.

    — O que você é do meu irmão, Zo? — Bieber virou e ficou me olhando para ver minha resposta.

   — É... é eu sou noiva dele 

   — Noiva? — perguntou curiosa 

   — Sim Jazzy, ela é minha noiva — Justin se intrometeu.

   — Você é bem mais bonita que a Savannah — cochichou pra mim e eu ri.

   — Jazzy, quem é Savannah? 

   — Savannah era a namorada do meu irmão.

    — Ahh

    — Zoey, vamos para piscina? — Caitilin apareceu do além, jurava que ela tinha esquecido essa história mas não.

   — Aí Cait — joguei a cabeça pra trás e resmunguei.

   — Piscinaa! — Jazzy grito batendo palma animada 

  — Viu? Agora você vai ter que ir, vem — Caitilin me puxou do sofá, segurei a mão de Jazzy e subimos para colocar o biquíni.

    Abri minha mala e que sorte, trouxe vários biquínis sabia que aqueles malas gigantes eram úteis, peguei um biquíni preto e coloquei um shorts jeans, Jazzy me mostrou sua malinha e pegou seu biquíni rosa de morangos muito fofa.

   — Vamos — peguei em sua mãozinha e descemos as escadas, indo para a piscina.

   Coloquei nossas toalhas e o protetor em uma cadeira, Justin e os meninos estavam sentados lá também, parece que é só eu querer ir em um lugar ele também quer, oh perseguição.

    Ajudei Jazzy a descer as escadas da piscina e ela começou a nadar.

    — Vem Zo

    — Já vou, só vou tirar meu shorts — levantei da cadeira e tirei meu shorts vi os olhares de todos me olhando deixei o shorts na cadeira e pulei na piscina.

   — Mulher que corpo é esse ? — Caitilin começou a bater palma me deixando envergonhada 

   — Oh quem fala 

   Entrei na piscina, e comecei a brincar com Jazzy

 

Pov — Justin Bieber

    Se eu menti sobre falar da Zoey? menti, quando eu vejo aquela mulher me dá uns negócios que eu não sei explicar.

   Ja me senti assim com uma pessoa, Savanaah prefiro não lembrar dela só de falar me sobe o sangue, meus irmãos se deram super bem com a Zoey, parece que se conhecem a anos.

    Quando elas chegaram na piscina e pude ver aquele corpo dos deuses, fiquei sem reação.

   — Seloco em Zoey — Ryan não tirava os olhos dela.

   — Ola em casa — Chaz também falou.

   — Ei, ei vamo parar de graça — não me segurei tive que falar todos me olharam com uma cara de " você não sabe mentir"

   — Não foi você que disse que ela não significava nada para você? — o nerdão do Chris falou.

   — Foda - se, só não quero que fale, quer saber vão tudo pra merda, vou nadar. — me levantei e tirei a camisa, saltei na piscina fazendo as meninas gritar.

   — Justin, Justin vem aqui — minha irmã me chamou.

   — Oi princesa — Zoey saiu de perto.

   — Vamos brincar de mamãe filhinha, você é o pai, a Zoey é a mãe e eu a filha, por favor irmão — fez uma carinha de cachorro sem dono tem como negar uma carinha dessa? Claro que não.

   — Ah não Jazzy, melhor não — Zoey se pronunciou.

   — Vai Zozo, por favor — ela pensou bem mas cedeu.

   — Tudo bem vai 

   — Justin segura a mão de Zoey — ela me olhou mas fizemos o que a Jazzy pediu — agora se olhem bem no fundo dos olhos um do outro e Justin fala que ela é linda — ah não Jazzy você só poderia estar de brincadeira.

   — Você é linda — falei e seus olhos estavam bem mais azuis.

   — Zozo abraça ele e depois vocês se beijam

   — Ah não Jazzy, tudo menos isso — reclamamos juntos e ela fez uma cara feia — tá tá

   Zoey passou seus braços contra o meu pescoço e eu agarrei sua cintura, ela abaixou a cabeça mas depois voltou a me encarar, nossos lábios se grudaram fazendo um movimento fantástico, seus lábios macios e rosados me deixava louco apertei seus cintura e vi um riso se formar entre o beijo.

    Aquela brincadeira não tinha nada de mamãe e filhinha, família feliz Jazzy queria mesmo nos ver juntos.

   — Hummm.... Danados — Chaz gritou 

   — Aqui não é lugar de fazer bebê viu — Caitilin zombou então nós separamos 

   — Jazzy vou sair okay? — Zoey beijou a bochecha dela me olhou e saiu pegando sua toalha na cadeira.

 

Pov — Zoey Montgomery

   Não era pra isso ter acontecido, eu sou muito burra, subi as escadas e entrei no quarto indo direto pro banheiro.

   Porque ele me deixava diferente? Só ele sabia me deixar desse jeito, seu toque sobre minha pele, seus lábios quentes e carnudos eu queria mais daquele toque.

   Sai do banheiro e fui me vestir para jantar e dormir, sai do quarto e fechei a porta atrás de mim.

   — Olha aí o casal apaixonado — nem tinha percebido Justin estava atrás de mim.

   — Senta aqui Zo — Jaxon guardou um lugar pra mim.

   — Não Zozo, senta aqui do meu lado, sai Jaxon eu vi primeiro — Jazzy mostrou a língua

   — Não precisa brigar vou sentar do lado dos dois — puxei uma cadeira para Jazzy sentar e fiquei no meio dos dois, sem discussão.

   — Amanhã teremos uma festa em família, todos irão vir. — Pattie falou enquanto cortava sua lasanha

    — Mas pra que essa festa mãe? 

   — Para celebrar o seu noivado com a Zoey — comecei a engasgar com um pedaço de carne que acabei de colocar na boca.

    — Zoey, você está bem? — Pattie falou preocupada 

    — estou sim só me engasguei.

 

[...]

   — Boa Noite meus anjinhos — beijei a testa de Jaxon e Jazzy e apaguei a luz do quarto deles.

    Cheguei no quarto e Justin estava no banheiro, tirei o shorts ficando só calcinha e blusa, e adormeci.

    No meio da noite levantei com uma sede, abri a porta do quarto e fui pra cozinha não quis acender a luz, abri a geladeira e peguei uma jarra de água e um copo no armário.

   — Aí que susto, Justin — coloquei a mão no peito e ele deu um meio sorriso, está sem sono? 

   — o que importa? — falou seco.

   — Grosso, bebi minha água e coloquei o copo na pia quando ia sair falei — sobre hoje na piscina foi um erro, sobre eu ter aceitado isso foi um erro — eu não sei o que tinha dado em mim do nada estava chorando.

   — Porque foi um erro? — Justin chegava perto de mim.

   — Porque foi, eu ouvi tudo Justin lá no escritório você não gosta de mim, e quer saber eu pouco me importo com você, você merece viver sozinho mesmo, um grosso como você não merece ninguém nem a mãe que tem — Justin me prenssou na parede e me olhava sério com o maxilar travado.

   — Você acha Zoey? — ele começou a beijar meu pescoço até chegar no canto da minha boca.

   — A... acho para — não aguentei ataquei sua boca sugando tudo, Justin apertava minha bunda forte me fazendo gemer abafado, puxava seu cabelo pra trás enquanto ele atacava minha boca, Bieber me pegou no colo e me colocou no balcão da cozinha.

   — Para com isso Justin — Ele tirou minha blusa e beijou os meus peitos já que estava sem sutiã, eu arranhava suas costas iria ficar marca, mas eu nem ligo, Justin me tirou da bancada.

    — Vamos lá pra cima — continuavamos a nos beijar sem parar.

     Bieber me jogou na cama e subiu encima de mim arrancando minha calcinha e jogou no chão, ele beijava minhas pernas perto da minha intimidade que latejava, Justin estímulou meu clitóris com movimentos de vai e vem, isso estava tão bom não queria que parasse.

  Trocamos de posição e agora ela a minha vez, seu membro estava petrificado tirei sua cueca e vi sua cara de malicioso, encaixei na minha intimidade e comecei a calvagar seus gemidos roucos me deixava mas excitada, beijei sua barriga fazendo caminho até chegar em sua boca, Bieber dessa vez ficou por cima, encaixou mas uma vez e começou com seus movimentos de vai e vem aumentando a frequência

   — Porra Zoey — gemia rouco e sexy.

  — Isso Bieber, isso eu quero você eu preciso de você — sussurrava no seu ouvido.

   chegamos ao nosso ápices, cai ao seu lado.

   — Não deveria ter feito isso — coloquei a mão no rosto.

    — Mas fez — Justin me olhou 

   — Você não presta — falei

   — e você gosta — Justin me envolveu em seus braços e acabamos adormecendo.


Notas Finais


Gostaram? Bj bj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...