História Opposti e Pari - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, SHINee
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lu Han, Suho, Taemin Lee
Tags Chanbaek
Exibições 93
Palavras 5.081
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Capítulo bem encheção de linguiça, mas fazer o que né...

Capítulo 9 - Capitolo Otto


Fanfic / Fanfiction Opposti e Pari - Capítulo 9 - Capitolo Otto

Assim que chegaram ao andar do apartamento risadas altas começaram a ser ouvidas no corredor.

-Aposta o que, que eles tão de bagunça ou jogando algum jogo idiota? – disse BaekHyun a Kibum enquanto seguiam em direção ao apartamento.

-Não duvido nada – riu Kibum seguindo o mais novo.

Ao chegarem na porta do apartamento as risadas ficaram mais altas e BaekHyun apenas soltou um riso nasalado.

“YoungJae é tão escandaloso”

Pensou entrando no apartamento junto aos outros.

-JinYounggie – gritou se jogando por cima de um moreno pouco mais alto que si.

-Baekkie – riu o garoto o abraçando.

-Estava com saudades do abraço da omma 2 – disse BaekHyun se aconchegando melhor nos braços de JinYoung.

-Yah, o que há com você? Esta mais manhoso que o normal hoje – riu Kibum – Chega pra lá Mark – disse dando um tapa na coxa do garoto loiro jogado no sofá e se sentou ao lado dele.

-Meu Deus, mais gente... – disse Jongin se perguntando de onde o irmão conhecia aquele povo todo.

-Mark hyung, o BamBam comeu os seus morangos – disse um garoto de cabelos castanhos escuros saindo da cozinha.

-YoungJae? Que tu faz aqui criatura? – questionou MinHo olhando para o garoto.

-Hyung? – disse olhando confuso para MinHo – Desde quando vocês chegaram? – perguntou olhando para BaekHyun – E eu estou aqui porque o JaeBum me ligou dizendo que o Baek estava precisando de ajuda – respondeu dando de ombros e se sentou ao lado de um garoto moreno deitando a cabeça no colo do mesmo – Faz carinho hyung – disse manhoso e logo foi atendido.

-Eu não to entendendo mais nada – disse ChanYeol se sentando no chão mesmo.

-Ué, você não prestou atenção quando eu e o Baek estávamos mandando as mensagens? – questionou Kibum o olhando como se o maior fosse retardado.

-Hm... Isso é muito gostoso – disse BaekHyun quase ronronando devido ao carinho que recebia no cabelo.

-Pelos deuses, assim ele fica mal acostumado gente – disse Kibum olhando BaekHyun abraçado a JinYoung enquanto recebia carinho de outro loiro – A propósito, quando foi que tu chego ai criatura?

-Jackson ta aqui desde que o Jae saiu da cozinha – respondeu BaekHyun de olhos fechados aproveitando o carinho.

-Ta, chega, da pra vocês agirem como pessoas normais pelo menos uma vez na vida? – se pronunciou Jongin.

-Ta bom, ta bom, seu estraga prazeres – disse BaekHyun com um bico se desvencilhando de JinYoung – Negócio é o seguinte, aquele ali é o YoungJae, irmão mais novo do MinHo, o que ta fazendo carinho nele é o JaeBum, e vocês dois – disse apontando para os dois no sofá atraindo a atenção de ambos – Se beijem logo e não estraguem meu shipp, pelo amor de Gdeus, torna sa porra real logo, não aguento mais sofrer por um shipp que fica de glicose anal e... Ai... – reclamou ao ser acertado por um tapa de JinYoung.

-Não desvia do assunto Baekkie, depois você briga com o seu shipp, agora continua as apresentações – disse JinYoung.

-Ta – reclamou BaekHyun com um bico – Bem, continuando, aquele ali do lado do Kibum hyung é o Mark, ele é americano, o loiro aqui é o Jackson, ele é chinês, esse lindão aqui é o JinYoung, ou no meu caso, omma 2, aquele ali, das bochechas maiores que a cara é o BamBam, ele é tailandês, e uma dica, não tentem falar o nome dele, pode ser que o satanás apareça na sua frente, fiquem só com o apelido, e o... Ué, cadê a criança gigante?

-To aqui hyung – disse um garoto de cabelos castanhos claro saindo da cozinha.

-Oi Yug, enfim, essa criança enorme ai é o Yugyeom, ele é a minha fofurinha então se ataca ele eu vou atacar – disse BaekHyun com um enorme sorriso.

-Ai que orgulho, já ganhei até um netinho, como o tempo passa... – disse Kibum fingindo secar uma lágrima de emoção.

-Primeiro, Kibum hyung, você é estranho, segundo, de onde tu conhece esse povo todo Baek? – perguntou Jongin se sentando ao lado de ChanYeol.

Taemin fora sentar ao lado de BaekHyun e MinHo tomou o lugar de Kibum o colocando em seu colo.

-Primeiro, Jinnie, é verdade que tu ta transando com o MinHyuk? – perguntou BaekHyun olhando para JinYoung fazendo MinHyuk se afogar com a água que estava bebendo.

-Olha ai o que você fez Baekkie – disse JinYoung levantando e indo socorrer MinHyuk – Alguma vez na vida você já foi discreto BaekHyun?

-Já, em 2012, o pior ano da minha vida... – respondeu BaekHyun.

-Eu peguei a referência – disse Yugyeom sorrindo.

-Esse é o meu menino, que orgulho – disse BaekHyun com um enorme sorriso fazendo um joinha para o mais novo.

-Enfim, continua Baek – disse Jongin

-Ta, ta... Euconhecielesemumacompetiçãoderacha – disse rápido e baixo de escondendo atrás de Taemin.

-É o que, BaekHyun? Repete, porque eu acho que estou com sangue nos ouvidos, porque eu acho, assim, só acho que entendi você dizer que os conheceu em uma competição de racha – disse Jongin o olhando sério.

-Primeiramente, eu entendi essa referencia ai, segundamente...

-Essa palavra não existe, Baek – disse JaeBum.

-Cala a boca – retrucou mostrando a língua – Como eu ia dizendo, não era eu que estava competindo, eu só fui assistir a competição e o Kibum hyung tava comigo, ele esta de prova que eu não competi.

-É verdade, eu jamais deixaria o meu bebê participar de um racha daqueles – disse Kibum deitando a cabeça no ombro de MinHo.

-Mas você não disse que não tinham se envolvido em nada ilegal? – perguntou ChanYeol com o cenho franzido.

-Bem, nós fomos apenas para assistir e não para competir, então tecnicamente não nos envolvemos em nada ilegal – respondeu Kibum dando de ombros.

-E não se preocupem, ninguém aqui faz coisas ilegais... Bem, o Mark sabe hakear e o JooHeon abrir trancas, mas isso não quer dizer nada – disse JaeBum.

-Sei... – murmurou MinHo – Cara, como tu conseguiu isso? Que magica é essa? – perguntou ao ver que o irmão estava quase dormindo.

-O cafuné do Bummie hyung é gostoso, só ele consegue fazer isso – murmurou YoungJae de olhos fechados.

-Ai meu santo 2Jae – disse BaekHyun pondo uma mão sobre o coração – É tão lindo que chega a doer.

-Você é retardado Baek – disse MinHyuk rindo enquanto abraçava a cintura de JinYoung.

-E você ta pegando o meu omma 2 – retrucou mostrando a língua.

-Mas o que isso tem a ver? – questionou de cenho franzido.

-Nada – BaekHyun deu de ombros e apoiou o queixo no ombro de Taemin.

-Doido – murmurou MinHyuk.

-Espera, se o MinHyuk ta pegando o JinYoung, isso faz dele o appa2 do Baek? – disse BamBam sentando na mesinha de centro

-Primeiro, sai da minha mesinha de centro, ai não é lugar pra sentar, futuro genro fofinho, senta no colo do Yug que eu aposto que é mais confortável – disse BaekHyun olhando o mais novo e o vendo corar – Segundo, faz sentido... Não tinha parado para pensar nisso...

-O papo ta ótimo, mas eu e o Chang temos um trabalho enorme para fazer, então já vamos indo – disse KiHyun.

-Trabalho, né? Sei... – provocou Shownu.

-Trabalho mesmo, ou tu esqueceu aquele trabalho de química enorme que a gente tem que entregar na terça-feira? – rebateu ChangKyun.

Os meninos riram e um a um foram se despedindo e indo embora, restando apenas ChanYeol, BaekHyun, Taemin, YoungJae, JaeBum, Kibum, Jongin e MinHo. Os garotos ficaram jogando conversa fora pelo restante da tarde conversando e se conhecendo melhor, Taemin chegou a conclusão de que BaekHyun estava certo, JaeBum e YoungJae deveriam mesmo ficar juntos, formavam um lindo casal.

-Bem, já esta ficando tarde e vocês tem bastante coisa para organizar, então é melhor nós irmos, né Jae? – disse JaeBum sorrindo enquanto passava a mão nos cabelos do mais novo.

-Uhum, vamos sim – concordou prontamente com um leve sorriso.

-Sério, quando que vocês dois vão se assumir ein? – perguntou BaekHyun os olhando.

-Em breve Baek, em breve – respondeu JaeBum sorrindo fazendo YoungJae o olhar confuso e BaekHyun arregalar os olhos – Agora vamos Jae... – disse se levantando.

-M-mas hyung... Vo...

-Vai logo com o garoto YoungJae, aproveita e da uns pega nele no elevador – interrompeu Kibum fazendo o mais novo corar.

-Ai meus deuses, que fofo – disse BaekHyun de forma nada máscula com os olhos brilhando.

YoungJae riu sem graça e se despediu dos outros junto a JaeBum.

-Como você esta meu doce? – perguntou Kibum olhando para BaekHyun.

-Além de destruído? Não sei, acho que da pra sobreviver – respondeu com um sorriso cansado.

-Bem, amanhã é segunda-feira, ou seja, vocês terão que voltar para o internato e eu e o Min vamos ter de ir também, então acho melhor arrumarmos tudo e vocês – disse Kibum apontando para os mais novos – Descansarem para amanhã.

-Realmente, vai ser uma longa semana – disse Jongin desanimado.

-Ta assim porque? A semana vai ser mil vezes pior pro Taemin – diz BaekHyun brincando com sua corrente.

-Porque pro Taemin – Perguntou Kibum curioso.

-Ele é o presidente do conselho estudantil – respondeu BaekHyun largando a corrente e deitando no chão de braços abertos.

-Nossa, isso é incrível – disse MinHo admirado.

-Posso adotar o Taemin também? – pergunta Kibum olhando para MinHo com os olhos brilhando.

-Vocês falam como se ele não estivesse aqui... – resmunga Jongin passando a brincar com o cabelo de BaekHyun.

-Verdade – concorda ChanYeol apenas olhando a cena.

-Calados vocês dois – disse Kibum com um bico e MinHo riu.

-Amor, vamos deixar o Jongin e o Baek descansarem, amanhã você resolve isso, ok? – disse MinHo se levantando.

-Mas...

-Kibum... – disse MinHo o olhando e Kibum apenas se emburrou concordando.

-Tudo bem – diz Kibum após um suspiro – Mas se precisarem de algo ou acontecer alguma coisa, por menor que seja, me liguem – disse se levantando do sofá.

-Pode deixar hyung – disse BaekHyun sorrindo.

-Acho melhor nós irmos também – disse Taemin a ChanYeol que assentiu.

Após se despedir os quatro foram embora e BaekHyun se jogou no sofá do apartamento.

-Ainda bem que você me convenceu a reformar o apartamento – resmungou com um braço sobre os olhos tentando esconder as lágrimas que ameaçavam voltar.

-Com a mudança do papai depois da morte da nossa mãe, achei que seria melhor termos um lugar para fugir em um caso de emergência – responde Jongin calmamente se sentando no chão ao lado do sofá.

-E você estava certo – disse BaekHyun em tom choroso – Como ele pode fazer isso? Como? – algumas lágrimas já escorriam por seu rosto e Jongin sentiu seu coração doer.

Sem responder a pergunta do irmão se levantou e deu um beijo em sua testa.

-Vem, precisamos arrumar nossas coisas, vai ficar tudo bem agora – disse Jongin pegando as mãos do irmão e o fazendo levantar.

Após secar as lágrimas, BaekHyun se pôs a ajudar o irmão a arrumar suas coisas, cada um arrumou o próprio quarto, por não terem feito compras acabaram por pedir comida chinesa e assim passaram a noite, arrumando o que haviam levado para o apartamento em seus devidos lugares e tentando não pensar no ocorrido.

 

 

A segunda feira amanheceu nublada, uma garoa fina se fazia presente deixando claro que a qualquer momento poderia virar uma tempestade. BaekHyun mal conseguira dormir naquela noite, seu pai o ligara varias e varias vezes, mandado milhares de mensagens, uma mais desagradável que a outra, pouco depois das quatro da manhã ouviu seu celular tocar, o pegou pronto para mandar seu pai para o inferno, mas ao olhar para o aparelho viu que não era seu pai e sim JongHyun, seu corpo tremeu em um calafrio desagradável, com tudo o que havia acontecido esquecera completamente do ex namorado, rejeitou a chamada desligando o celular logo em seguida e tentou voltar a dormir.

No entanto, a lembranças de como fora seu dia voltaram para perturba-lo, antes que percebesse lagrimas grossas já escorriam por seu rosto o deixando completamente encharcado, os soluços baixos vieram pouco depois, a dor no peito do pequeno Byun crescia cada vez mais à medida que as lembranças de seu pai antes da morte de sua mãe o atingiam, seu travesseiro encontrava-se completamente molhado, assim como seu rosto.

Jongin acordara com o choro do irmão, pensou seriamente em ir ao quarto do menor ficar com ele, mas sabia que BaekHyun tentaria se controlar e não colocaria tudo para fora se o fizesse. O ódio pelo pai crescia a cada novo soluço que ouvia vindo do irmão, seu pai o ligara e mandara mensagens milhares de vezes, assim como fizera com BaekHyun, mas o moreno não se deu ao trabalho nem sequer de pegar o celular, o nojo e repudio que sentia de seu pai era grande demais.

Acomodou-se melhor em sua cama pensando em como faria dali para frente, Kibum certamente já havia contado para sua tia sobre o ocorrido e ela com toda certeza iria querer ajudar, o que era ótimo, uma vez que por ser menor de idade ainda, não conseguiria mexer em nada de sua herança com facilidade, faltavam apenas seis meses para atingir a maior idade, mas ainda seriam seis longos meses tendo de se virar. Sem perceber Jongin adormeceu deixando-se vencer pelo cansaço.

Vendo que já passavam das cinco e meia da manhã, BaekHyun levantou-se e foi para o banheiro de seu quarto deixando suas roupas jogadas pelo caminho, ao entrar foi direto para o box ignorando completamente o espelho que ficava sobre a pia, preferia não encarar seu reflexo e ver o quão deplorável estava. Ao ligar o chuveiro na água morna, sentiu seu corpo todo relaxar, seus músculos pouco a pouco foram perdendo a tensão, respirou fundo fazendo possível parar esvaziar sua mente e fechou os olhos.

Naquele momento BaekHyun se sentia um trapo, não sentia vontade de fazer absolutamente nada, queria apenas ficar deitado em sua cama até o fim do mundo, ou de sua vida, o que viesse primeiro.

Após um demorado banho, o Byun saiu do banheiro enrolado na toalha e foi até a janela de seu quarto vendo o céu carregado por nuvens de chuva, bagunçou levemente os cabelos negros achando irônica a forma como o tempo vinha combinando perfeitamente com seu humor mórbido nos últimos dias.

-Seria engraçado se não fosse trágico... – resmungou para si mesmo indo em direção ao guarda roupas.

Pegou uma calça jeans preta justa, uma camiseta branca e um moletom cinza com o emblema de Hogwarts, após estar devidamente vestido levou a toalha até a área de serviço e a colocou na secadora, voltou ao quarto e foi direto secar o cabelo, se ficasse gripado teria de tomar os chás caseiros malucos de Kibum e aquilo era a última coisa que queria.

Após estar com o cabelo seco, BaekHyun decidiu chamar Jongin, ao entrar no quarto do irmão ouviu o barulho do chuveiro do mesmo e apenas  saiu do quarto, não estava com animo algum, então apenas pegou as coisas que levaria para o internato e as jogou no chão ao lado do sofá e se atirou no mesmo logo em seguida.

Pouco tempo depois Jongin apareceu na sala, pronto e devidamente arrumado, BaekHyun apenas murmurou um baixo bom dia enquanto mexia em seu celular vendo as mensagens que JongHyun o mandara depois que desligara o celular, um suspiro baixo escapou por seus lábios e bloqueou a tela jogando o celular na mesa de centro de qualquer jeito.

-O que foi? – perguntou Jongin verificando suas coisas.

-Preciso mudar de numero, o JongHyun não para de me ligar e mandar mensagens – respondeu olhando para o teto de forma vazia.

-Aposto que o Kibum hyung pode dar um jeito nisso – disse o moreno se jogando no sofá livre.

-Sim, creio que sim... – murmurou BaekHyun – Podemos passar em uma cafeteria antes de ir? – pediu após sentir o estomago reclamar de fome.

-Sim, o MinHo hyung me mandou uma mensagem dizendo que ele e o Key hyung vão passar aqui para nós irmos juntos, eles já devem estar chegando na verdade... – disse Jongin mexendo no celular, provavelmente respondendo a alguma mensagem.

BaekHyun apenas soltou um murmúrio em concordância e fechou os olhos tentando tirar um rápido cochilo, coisa que não foi possível, sempre que fechava os olhos a imagem de seu pai com um sorriso presunçoso enquanto anunciava a “venda” de Jongin se fazia presente e fazia seu interior revirar em repudio.

“Não consigo acreditar que um dia quis ser como ele”

Pensou BaekHyun sentindo um súbito nojo de si mesmo ao lembrar da época em que se espelhava em seu pai.

O soar da campainha tirou BaekHyun de seus pensamentos, o menor levantou seguindo para o quarto para buscar seu all star vermelho enquanto o irmão ia abrir a porta, ouviu a voz de Kibum seguida da voz de MinHo desejando bom dia a Jongin e logo os passos dos mais velhos entrando no apartamento. Pegou o tênis e o calçou voltando para a sala logo em seguida.

-Bom di... O que aconteceu com você? – questionou Kibum olhando assustado para BaekHyun.

O mais novo encontrava-se com olheiras profundas devido à noite mal dormida, o cabelo estava desgrenhado por ter passado pelo ar quente do secador sem cuidado algum, a pele que já era clara encontrava-se mais pálida, e os olhos pareciam mortos. Uma imagem deplorável do que um dia fora Byun BaekHyun.

-Não consegui dormir direito, e bom dia pra vocês também – respondeu BaekHyun sem muito interesse.

Kibum se limitou a apenas soltar um suspiro e colocar as mãos nos bolsos do casaco que usava.

-Melhor irmos... – disse MinHo pegando as coisas de Kibum que o mesmo havia simplesmente jogado no chão.

-Podemos passar em um café antes? – pediu BaekHyun pegando suas coisas.

-Claro meu bem – respondeu Kibum com um pequeno sorriso.

Os quatro se retiraram do apartamento e seguiram para o carro onde o motorista de Kibum já os aguardava.

Durante o caminho até o café Kibum disse que contou a sua mãe sobre o ocorrido e que ela se ofereceu para pagar a mensalidade do internato para que não ficasse muito pesado para os sobrinhos, Jongin agradeceu e disse que aceitariam a ajuda.

Assim que chegaram ao café, BaekHyun junto a Kibum desceram do carro e entraram no estabelecimento, o Byun pediu apenas uma tortilha de frango junto a um cappuccino para si, Kibum pediu um maquiatto junto a alguns pãezinhos para si e alguns donuts para MinHo e Jongin que alegaram não quererem café, assim que seus pedidos ficaram prontos Kibum pagou tudo e voltaram para o carro. BaekHyun até tentou reclamar por Kibum não o ter deixado pagar nada mas o mais velho apenas o ignorou e entrou no carro.

O caminho para o internato fora com clima menos pesado, vez ou outra MinHo fazia alguma palhaçada para BaekHyun rir, e funcionava. Jongin não se importava tanto com o que o pai havia feito, já havia aceitado que o homem que um dia fora seu pai jamais iria voltar, diferente de BaekHyun, que apesar das palavras ácidas e do comportamento  rebelde, ainda tinha esperança de pudessem voltar a ser uma família outra vez.

Ao chegarem ao internato se depararam com um cena um tanto quanto inusitada, LuHan praticamente engolia um garoto loiro mais alto que si, enquanto o mesmo abraçava possessivamente sua cintura na entrada do internato.

-É coisa da minha cabeça ou aquele ali é o LuHan quase transando com um carinha na frente do internato? – pergunta KyungSoo se aproximando dos quatro.

-CreemDeuspaiJesusMariaJosé – grita BaekHyun pulando para o lado – Isso é jeito de chegar perto das pessoas KyungSoo? Se eu fosse cardíaco eu poderia ter tido um infarto.

-Mas você não é cardíaco e não sofreu um infarto, então para de drama – retrucou o menor de olhos grandes.

-Não queria estragar o papo de vocês dois, mas o LuHan ta vindo para cá, e o loiro ta vindo com ele – disse Jongin ajeitando a mochila no ombro.

-Jongin, com que tipo de companhia você deixa o meu filho andar? – Pergunta Kibum olhando feio para Jongin

-Olha hyung, eu sei o que parece, mas não é nada disso que você ta pensando, ok? – disse Jongin na defensiva – o LuHan é uma ótima pessoa, ele só... Tava... Beijando o namorado?

-Nossa Jongin, como você soou firme e convicto – disse Kibum ironicamente.

-Você que transa alto o suficiente para a casa toda ouvir e eu que tenho culpa do LuHan estar dando uns pegas no loiro? – retruca Jongin emburrado.

-Ora seu...

-Eu aposto que o Jongin ganha – disse KyungSoo a BaekHyun.

-Que nada, Kibum hyung nunca perde uma discussão – retrucou BaekHyun – Desculpe hyung, mas eu aposto no omma.

-Se o Baek aposta no baixinho, eu também aposto – disse LuHan se metendo na conversa.

-Da pra você pararem de falar como se não estivéssemos aqui? – pergunta Kibum cruzando os braços e os olhando com uma sobrancelha arqueada.

-Quem ganhou a discussão MinHo hyung?  - perguntou BaekHyun ignorando completamente Kibum o fazendo bufar.

-O Kibum – respondeu rindo da cara que o namorado fazia.

-Isso, é isso que você recebe por dar amor e carinho a eles, é exatamente isso, dois ingratos – resmunga Kibum emburrado.

-Yah, não faça drama – disse BaekHyun abraçado Kibum.

-Sai – disse Kibum emburrado.

-Vou dizer pro diretor não deixar você no mesmo quarto que o MinHo – diz BaekHyun com um sorriso travesso.

-Você não faria isso... – diz Kibum direcionando seu olhar ao mais velho.

-Ah eu faria sim – retruca BaekHyun.

-Ta, ta, parei – resmunga Kibum.

-Você é horrível BaekHyun – diz MinHo rindo.

-Eu sei – diz o menor com um sorriso travesso.

-Byun BaekHyun, é bom você começar a se explicar – diz LuHan olhando feio para BaekHyun.

-Outro hyung ciumento... – resmunga o Byun revirando os olhos – LuHan, Soo e... Carinha que eu não sei quem é, esses são Kim Kibum, meu primo lindo e omma, e o namorado dele Choi MinHo, meu appa – disse apontando para cada um – E hyungs, esses são Do KyungSoo e Lu Han, meu amigos e colegas do clube de musica.

-Tem um clube de musica aqui? – pergunta Kibum olhando par BaekHyun – Ah, e a propósito, é um prazer – sorriu para os mais novos.

-O prazer é meu – diz LuHan se curvando levemente

-Prazer – disse KyungSoo com um leve sorriso de coração.

-Minnie... – diz Kibum manhoso.

-Fala amor – diz MinHo rindo baixinho já imaginando o que viria a seguir.

-Eu quero adotar eles – diz manhoso.

-Impressão minha ou o hyung vai adotar todos os meus amigos? – diz BaekHyun olhando a cena com o cenho franzido.

-Isso tudo é ciúmes porque ontem ele queria adotar o Taemin? – pergunta Jongin com um sorriso travesso.

-Vocês estavam com o Taemin ontem? – pergunta LuHan com um sorriso de canto.

-E com o ChanYeol, na verdade, o Baek até dormiu com ele no sábado – retrucou Jongin fazendo LuHan olhar para BaekHyun com um sorriso malicioso.

-Não aconteceu nada demais – diz BaekHyun sentindo suas bochechas esquentarem – E não fale como se você não tivesse dormido com o Taemin também.

-Oh... Que interessante foi o final de semana de vocês – diz LuHan fazendo Jongin corar.

-E alias Hannie – diz BaekHyun atraindo a atenção do maior para si – Quem é esse ai?

-Ah, meu Deus é verdade, desculpa gente – diz LuHan com um sorriso se graça – Esse é Oh SeHun, meu namorado, ele estava fazendo intercâmbio na China, voltou na sexta-feira

-Olá, é um prazer – diz SeHun com um curto sorriso abraçando o namorado por trás.

-Legal, ta tudo muito lindo, tudo muito bom, mas gente, nós precisamos entrar – diz KyungSooo.

-A corujinha tem razão – diz Kibum e KyungSoo o olha feio.

-Não liga Soo, ele sempre faz isso, sempre da apelidos pra quem ele gosta – diz BaekHyun sorrindo levemente e passa o braço pelos ombros do menor – Ele chamou o ChanYeol de Dumbo.

-Ta brincado? – disse KyungSoo vendo BaekHyun negar e riu alto.

LuHan se despediu do namorado e o grupo entrou no internato, KyungSoo e BaekHyun acompanharam Kibum e MinHo até a diretoria enquanto Jongin e LuHan iam deixar suas coisas em seus quartos.

Ao chegar a diretoria pediram para falar com o diretor, este não demorou muito a chamar Kibum e MinHo, BaekHyun ficou esperando junto a KyungSoo do lado de fora, após alguns minutos os mais velhos saíram e os quatro saíram da diretoria indo em direção aos  dormitórios.

-E então Baek, vai me contar como você foi parar na cama do ChanYeol ou vou ter que perguntar as forças das trevas? – pergunta KyungSoo olhando BaekHyun com uma sobrancelha arqueada.

-E com forças das trevas você quer dizer bater no meu irmão até ele contar? – retruca BaekHyun risonho.

-Na verdade eu tinha pensado em ir perguntar ao próprio ChanYeol, mas você acabou de me dar uma ideia bem melhor – diz KyungSoo e BaekHyun ri alto.

-Verdade Baek, você também não me contou como foi que você acabou dormindo com o orelhudo – diz Kibum se metendo na conversa.

-Tudo bem, tudo bem, eu conto – disse BaekHyun erguendo as mãos em sinal de rendição -  Depois daquela festa maldita e de ter encontrado a desgraça do JongHyun, o ChanYeol me levou para o apartamento dele e do Taemin, como você já sabe – diz olhando para Kibum.

-JongHyun? Aquele JongHyun?  O cara de dinossauro? – perguntou KyungSoo interrompendo BaekHyun.

-Sim, esse mesmo – respondeu Kibum rindo.

-Enfim – interrompeu BaekHyun – O Kai foi me buscar no apartamento, o Taemin ouviu a história, ficou um pouco emotivo...

-Espera, espera, o Taemin? O nosso Taemin? Digo, o Taemin presidente do conselho? Emotivo? Tem certeza? – perguntou KyungSoo desacreditado.

-Sim, o nosso Taemin, presidente do conselho, e sim, tenho certeza, ele é bem diferente quando não esta no internato, ele é muito mais legal – respondeu BaekHyun.

-Do jeito que vocês falam até parece que ele é um demônio – disse MinHo.

-É, tipo isso... – disse KyungSoo.

-Posso terminar? – perguntou BaekHyun com uma sobrancelha arqueada.

-Pode, desculpe – respondeu KyungSoo.

-Bem, o Taemin ficou emotivo, o ChanYeol encomendou pizza já que estávamos todos com fome, começou a chover, nós ficamos conversando, o Kai não ficou gaguejando o tempo todo perto do Taemin, quando nós íamos embora acabou a energia e a chuva ficou mais forte, o Taemin e o ChanYeol não nos deixaram ir embora, o Taemin deu a ideia de nós posarmos lá, me mandou dormir com o ChanYeol e o Key omma chegou no dia seguinte fazendo gritaria e estardalhaço como sempre – concluiu com um pequeno sorriso.

-Caraca... Fim de semana cheio o seu... – disse KyungSoo.

-E aposto que o burro não fez nada pra fazer o crush notar ele – disse Kibum com cara entediada.

-Crush? Não sei do que você ta falando... – diz BaekHyun se fazendo de desentendido.

-Acorda Baek, fora o ChanYeol, todos na escola sabem que você tem um precipício por aquele dumbo nerd, não sei como ele nunca percebeu – disse KyungSoo fazendo o Byun corar.

-Y-yah, não o chame de dumbo nerd – retruca BaekHyun sem saber o que dizer.

-Quem é dumbo nerd? – pergunta ChanYeol atrás de BaekHyun.

-PUTA QUE PARIU CHANYEOL – grita BaekHyun pulando para o lado com a mão no peito – Que isso? Dia que todos tiraram pra me assustar? Misericórdia...

-Desculpe – fala ChanYeol com o cenho franzido – Mas quem é dumbo nerd? – perguntou arqueando uma sobrancelha.

-Er...

-Você – responde Kibum simplista mexendo no celular.

-Jesus – murmura BaekHyun batendo a mão na testa enquanto KyungSoo se segura para não rir.

-Como é q...

-Oi gente, o que ta acontecendo? – diz Taemin ao chegar ao lado do primo.

-O bacon tava contando pra corujinha sobre o fim de semana nada conturbado dele e o corujinha chamou do poste orelhudo de dumbo nerd, o bacon disse pro corujinha não chamar o poste orelhudo de dumbo nerd e bem nessa hora o poste orelhudo chegou assustando o bacon e perguntando quem era o dumbo nerd, eu respondi e ele ficou bravo – respondeu Kibum desinteressado enquanto continuava a mexer no celular.

-Bacon? Corujinha? O que? – pergunta Taemin confuso.

-Bacon – MinHo aponta para BaekHyun – Corujinha – diz apontando para KyungSoo que apenas revirou os olhos – E dumbo nerd ou poste orelhudo, como preferir – apontou para ChanYeol que fez cara feia – Não me olha assim, to só dizendo quem é quem nos apelidos – diz erguendo as mãos.

-Tanto faz – resmunga ChanYeol revirando os olhos.

-Entendi... – murmura Taemin – Mas de qualquer forma, as aulas começam em quarenta minutos, é bom que não se atrasem – disse voltando a sua postura séria de presidente.

-Aigoo, prefiro o meu babymin, ele não é chato – diz Kibum com um bico.

-Eu disse que ele era mais legal fora do internato... – resmunga BaekHyun.

-Baby... Min... – diz Taemin confuso com o cenho franzido.

-Sim, e se reclamar te chamo de fofuxo – responde Kibum fazendo BaekHyun rir.

-Apenas aceite o apelido, sério, ele me chamava de babyhyun e eu reclamei, agora ele me chama de bacon – diz BaekHyun rindo.

-Verdade, e se você reclamar corujinha, eu vou te chamar de zoiudinho da mamãe – diz Kibum e BaekHyun ri alto.

-Pelos deuses hyung, de onde você tira esses apelidos? – pergunta BaekHyun rindo.

-Ok, não quero ser chamado de fofuxo, e nem de bacon, pode ficar babymin mesmo – diz Taemin com o cenho franzido.

-Yah, deixa o meu apelido – reclama BaekHyun com um bico

-Pelo menos bacon é gostoso – diz KyungSoo dando de ombros.

-Você sabe que isso teve duplo sentido, né? – pergunta ChanYeol olhando para KyungSoo com uma sobrancelha arqueada.

-Querido dumbo nerd – disse KyungSoo com um sorrisinho de canto fazendo o maior o olhar feio – O dia que você tiver o prazer de pegar na enorme bunda do nosso querido Baek aqui, você vai entender que esse duplo sentindo é mais que merecido e verdadeiro – concluiu fazendo BaekHyun corar profundamente e Kibum rir concordando.

-Eu desisto de vocês – resmungou se encolhendo atrás de MinHo.

-O que foi meu anjo? O corujinha só disse a verdade – disse Kibum rindo – Alias, a sua bunda cresceu desde a última vez que nos vimos – Kibum riu maldoso ao ver BaekHyun se esconder ainda mais atrás de MinHo.

-Yah, não fiquem falando da minha bunda, isso é constrangedor – retrucou BaekHyun com o rosto completamente vermelho fazendo Kibum e KyungSoo rirem – Taemin, ajuda aqui por favor, nunca te pedi nada – pede manhoso fazendo Taemin rir baixinho.

-Ok, ok gente, eu e o Chan já entendemos que a bunda do Baek é grande e gostosa – disse Taemin fazendo o Byun arregalar os olhos e todos com exceção de ChanYeol riram – Agora vão por seus uniformes e se arrumar, as aulas vão começar em... meia hora – concluiu após verificar o horário em seu celular.

-Com prazer – disse BaekHyun e saiu correndo para o quarto.

-Bem, nós vamos também, até mais tarde – disse MinHo com um leve sorriso e saiu com Kibum.

-Até a aula – disse KyungSoo se despedindo de ChanYeol e Taemin.


Notas Finais


Bora pro próximo, desculpem o capítulo bosta


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...