História Options - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jihyo, Jimin, Jungkook, Jungyeon, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Suga, Tzuyu, V
Visualizações 24
Palavras 725
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, tudo bom? Comigo n
Desculpa ter demorado pra atualizar, mas é que algum filho de rapariga fez uma coisa n muito legal no meu celular e ele bugou todo. Sério.
Boa leitura ❤

Capítulo 35 - S03EP04 : Powers (Parte1)


Chae On 

Depois que saí da escola com o Jungkook e a Dahyun, fui direto pra casa me arrumar pra sair com a Momo. Ás sete ela passou e nós fomos pro restaurante, foi até legal, por um momento eu esqueci do mundo e dos meus problemas. Não sei, quando estou com Momo tudo fica melhor, sinto uma paz interior inimaginável. Não que eu esteja apaixonada, claro que não, mas não sei, tudo é melhor perto dela. Depois de muita conversa e risadas, Momo me trouxe pra casa e seguiu para a sua. 

Fiquei um tempo observando o carro dela se distanciar, percebi que a medida que ela se afastava o sentimento angustiante e infernal voltava a me assombrar. A rua estava escura e fria, por um momento me senti observada, entrei correndo em casa e tranquei a porta. 

-Aish, que merda de vida eu tenho. - Disse e me sentei no sofá, encarei a mesinha a minha frente, tinham alguns livros. 

Olhei fixamente para um dos livros, e imagens de tudo de ruim que já passei começaram a surgir em minha cabeça. Me senti estranha, parecia que uma nuvem de energia negativa estava vindo sobre mim. As imagens ficaram mais nítidas. Senti algo me possuir e suei de raiva. Continuava olhando para o livro que estranhamente pareceu não estar mais no lugar que estava. Tremi de ódio e senti de novo a sensação de ter algo me possuindo. Até que............. O livro caiu no chão...

-MAS QUE CARALHOS? 

Gritei e me levantei correndo, aos poucos a sensação ruim foi deixando meu corpo e eu relaxei. Mas ainda não tinha entendido o que aconteceu aqui. Como o livro que estava em cima da mesinha foi parar no chão? 

Olhei novamente de maneira fixa para um dos livros e ele se mexeu. Franzi o cenho, que porra é essa? Levantei minha mão esquerda me concentrando muito e vi alguns objetos se levantarem e flutuarem no ar. 

-Eu.......tenho poderes? 

Tzuyu On

Não fui á aula hoje, não acordei muito bem. O resto do dia pra mim se resumiu em ficar na cama com dor por todo o corpo. O que está acontecendo comigo? Peguei meu celular e vi que tinham algumas mensagens da...Suah? 

              ~Chat On~

15:00

Suah: Oi Tzuyu! Tudo bem? Eu sei que é meio estranho mas, sei lá. 

15:01

Tzuyu: Ah, oi Suah!  Então, não estou muito bem não. 

Suah: Você está precisando de alguma coisa? 

Tzuyu: Se não for muito emcomodo, você pode comprar um remédio de dor muscular pra mim? 

Suah: Claro Tzuyu. Já estou saindo de casa, espera aí e não faz muito esforço ok? 

Tzuyu: Essa é mesmo a Suah que eu conheço? Kdjdkdjdjd . Ok, pode deixar, não vou sair da cama até você chegar. 

Suah: Kdjfjd. Acho bom hein mocinha. Tô indo. 

              ~Chat Off~

Ué! O que aconteceu com a Suah?Por que ela ficou tão educada e preocupada assim do nada? Ah foda-se, o que importa é que ela tá me ajudando. 

Peguei um porta retrato que estava em cima do meu criado mudo e o olhei sorrindo. Era uma foto minha com a Dahyun na primeira série, nós éramos taaao fofinhas. Fechei os olhos e fiquei pensando alto, mas algo me fez parar. Senti algo frio e molhado em baixo da minha mão onde estava o porta retrato, abri os olhos e olhei para baixo. 

-O QUÊ? 

Gritei assustada. O porta retrato estava congelado, uma pedra de gelo. Meu Deus! O que aconteceu? Eu fiz isso? Espera, buguei. 

Dahyun On 

-KOOKIE! É UMA EMERGÊNCIA ABRE ESSA PORTA! KOOKIEEEEE! 

Lá estava eu, na porta da casa do Jungkook apavorada. O motivo? Eu simplesmente fiz um copo explodir com a mente, não eu não estou ficando louca. 

-MEU PAI, O QUE FOI DAH?! 

Eu estava escorada na porta, Jungkook abriu a porta com tudo, eu acabei caindo em cima dele e nós dois fomos parar no chão. 

-Eita caralho! Desculpa Kookie, vem.- Disse me levantando e ajudando ele a se levantar também. 

-De boas Dubu. Mas o que aconteceu? - Jungkook me olhou um pouco preocupado. 

-Só veja. - Disse e olhei para um vaso de plástico que Jungkook provavelmente comprou no 1,99 e fixei meu olhar nele. Em segundos o vaso se transformou em mil pedacinhos. - Viu? 

Jungkook estava estático. Por que eu sinto que ele sabe de alguma coisa que eu não sei? 





Notas Finais


Queria aproveitar e mandar o desgraçado que fez bad things no meu celular (foi o meu irmão) ir tomar no cu, sintam-se a vontade pra mandar ele ir se fuder ai tbm.
Cap pequeno, culpa do jumento do meu irmão de novo.
Bju até o próximo ❤, tô muito puta.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...