História Oque aconteceu com a Terra? : Visão de Lunna - Capítulo 1


Escrita por: ~, ~Camillaa_Rfp e ~Lyla_Louise

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Apocalipse, Drama, Fim Do Mundo, Futuro, Revelaçoes, Surreal, Suspense
Visualizações 13
Palavras 1.228
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oii, tudo bem? Essa vai ser outra fanfic! Espero que gostem!!

#Lumus

Capítulo 1 - A História de Lunna Clark


Fanfic / Fanfiction Oque aconteceu com a Terra? : Visão de Lunna - Capítulo 1 - A História de Lunna Clark

 Meu nome é Lunna Clark, nasci em Londres depois da guerra, na "nova Terra". O grupo que vivo junto com minha mãe, que chamamos de "Sede 11" não é muito grande, o nosso líder e Kolonius, um homem na meia idade de cabelos grisalhos. A Sede 11 é bem rigorosa, eu sou imune a doença que se espalhou por todo mundo durante a guerra,mas tem muitos que não são. Meus cabelos são castanhos escuros,olhos azuis. Nessa nova vida não tem muitas coisas e cores,tem vários resquícios da guerra ainda. Não tenho muitos amigos na Sede 11, as pessoas são muito reservadas e com muito medo, medo da doença e da fome que ameaçam voltar. Nunca gostei de viver na Sede 11, muito repreensão,eu queria  ter minhas próprias escolhas,poder ajudar de outra forma, eu queria descobrir os segredos que a Sede 11 esconde e por sinal são muitos, eu queria liberdade. Eu comecei a ter esse sentimento, de liberdade quando eu tinha uns sete anos a partir de um dia que estava no teto da minha casa, com minha amiga Liz e meu amigo James. Nós estávamos olhando para as coisas além da Sede, quando vimos algum movimento além dela e disse:

-Viu Liz! Viu? Eu disse pra você que existiam outras pessoas além da sede 11!- eu digo apontando para o local do movimento.
-Para de besta Lunna!- Liz fala- deve ser só um animal foragido!
-Eu acho que vi uma pessoa também...-James diz apertando os olhos pra ver se ainda tinha alguma coisa.
-Para com essa baboseira vocês dois!- Liz fala indo em direção a janela do meu quarto- vamos logo se não a mãe de Lunna vai nos gritar para decermos!
Naquele dia eu não comi direito e nem falei mais nada, só estava pensando no vulto que vi correndo. Fiquei pensando aquilo por dias até hoje, eu sou parte de um grupo secreto de rebeldes na Sede 11, eles tem o mesmo pensamento que eu, que existe outras coisas além da Sede 11. James está comigo nesse pequeno grupo,ele acha que viu uma coisa também,Liz não quiz entrar porque acho isso tudo uma bobeira total e também uma perda de tempo. Por isso me aproximei mais de James e fiz novos amigos no grupo "os rebeldes". Eu nunca conheci meu pai, gostaria muito de conhecer ele mas minha mãe nunca falava dele, só disse que eu era a cópia feminina dele. Um dia eu e James estávamos na telhado da minha casa, minha mãe tinha saído para fazer turno extra no trabalho. Estávamos conversando,eu e ele, no mesmo lugar que as nossas esperanças de um dia sair da Sede algum dia se acendeu. Faltava um dia para o meu aniversário de dezesseis anos, estávamos conversando sobre isso até que...
-Eu vou fugir três dias depois- ele fala como se fosse a coisa mais natural do mundo.
-Como assim?-eu falo espantada- como você não me falou?Com quem você vai fugir?
-Vou fugir com Calvin, Locander e Newt- fala botando a mão no meu ombro tentando me acalmar- e eu quero a sua segurança, não quero que fuja...
-OQUE?- eu grito indignada-Como assim? Meu sonho desde criança e fugir dessa prisão e você diz que não quer que eu fuja? Quem é você pra falar oque eu tenho que fazer?
-Calma- ele diz- fala mais baixo. E quem eu sou? Sou seu melhor amigo e sou... Eu só quero o seu bem!
-Não você não quer!- eu falo mais alterada ainda- Sai daqui! Me deixa sozinha!
-Não,calma...- James diz- vai ficar tudo bem.
-Não! Não vai!- eu grito mais ainda- Eu já disse! SAI DAQUI!
Ele saiu ainda com relutância mais saiu. Fiquei chorando depois de ele ir embora, é óbvio que não ia chorar na frente dele. Depois de um tempo desci e fui dormir. No dia seguinte,minha mãe não pode ficar comigo, então as pessoas do grupo "os rebeldes" foram lá pra casa e trouxeram um bolo deformado de morango, olhei feio pra Locander Calvin e Newt a festa toda depois que foram embora eles três e James vieram falar comigo:
-Desculpa Lunna...-Começava Calvin.
-Estavamos muito preucupados que você não acompanhace o nosso ritmo...-falava Locander mais não terminou já que eu o enterrompi.
-Oque? Não aguentava o ritmo de você? Eu sou mais rápida que todos você!- eu falo com muita raiva carregada na frase.
-Newt ganhou de você uma vez...- James relembra.
-Claro, eu tava com a perna doendo de tanto vocês me fizeram correr atrás de vocês e do MEU prato no dia anterior!- eu respondo.
-Lu presta atenção...- falava Newt- você não podia fugir conosco entende? Você é a mais nova, não te contaram os segredos ainda...
-Mas Locander fez aniversário a uma semana! E você e James a um mês!- eu retrucou.
-Mas já nos contaram-ele continua- vão contar a você amanhã, tivemos que mudar pra amanhã que quarta que era o nosso dia, irá chover...
-Mas...mas vocês não podem... não podem fugir sem mim!-eu falo já com lágrimas nos olhos- nós cinco somos amigos a mais de sete anos e vocês vão me deixar!? Isso não é justo!
Depois nós fizemos um abraço coletivo e sentamos na mesa pra jogar o último verdade ou desafio. Quando deu umas dez horas eles foram embora, disseram que era pra eu encontrar eles nos portões da Sede. No dia seguinte,fui até lá em plena seis horas da manhã e tive a maior surpresa da minha vida, minha mãe estava os ajudando a se armarem. Quando cheguei dei um abraço em todos e fui. Deixei minha mãe lá, porque as sete iam me contar os primeiros segredos,que eram sobre o mundo lá fora. Quando cheguei lá, disseram que não existiam mais nenhuma civilização a não ser a Sede 11 que era a última esperança da humanidade, que os que estão do lado de fora foram e quem sair se não forem imunes, serão pegos pela doença.
Voltei pra casa achando tudo oque me falaram uma baboseria, só achei válido a parte de saber que a doença é realmente real, não só um mito pra crianças ficarem com medo do exterior. Em cima da mesa de mármore que tem em minha, emcima da mesa vi uma carta e uma foto. Atrás da foto estava escrito: "Londres antes da guerra", desvirei e vi que Londres era linda, também percebi que a parte que está na foto não a parte "intacta" de Londres que era onde eu estava. Depois abri a carta, nela avia "Custo do velório de:Rose Clark.
  Sinto lhe informar srat.Clark mais sua mãe foi pega ajudando rebeldes a passar de nossas fronteiras. Ela violou a lei número um da Sede 11, então ela foi executada, não gostaríamos de lhe informar como, já sabemos que está muito doloroso pra você. Estamos prevendo que o enterro seja no sábado se permitir. Lamentamos muito pela sua perda. Até mais ver.

Líder da Sede 11, Kolonius Unicrever."
Depois dessa terrível carta, subi as escadas correndo,me joguei na minha cama comecei a chorar. Tudo tinha acabado pra mim. Meu amigos foram embora, minha mãe foi executada, não sei onde meu pai está... Oque será da minha vida? Depois de muito tempo chorando eu decidi que não dava mais pra viver daquele jeito,na repressão sem saber oque tinha lá fora.
Então já tinha decidido, no dia seguinte eu vou fugir.


Notas Finais


#Nox
Passem nos outros perfis que tem outros pontos de vista só que vai ser na mesma história: Pandy e Lyla_Louise.❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...