História Orfanato - Kim Yugyeom (Got7) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Got7
Visualizações 196
Palavras 414
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei, mas cheguei meu povo lindoo

Capítulo 8 - 《08》


Fanfic / Fanfiction Orfanato - Kim Yugyeom (Got7) - Capítulo 8 - 《08》

  Todos já haviam dormido, ótimo! Irei procurar alguma pista na sala de diretora. Pego uma lanterna e vou até a sala da diretora.

  Entro naquela sala, e vou procurando algum arquivo em sua mesa. Não vejo nada, mas que merda! Vejo uma caixinha cor-de-vinho, abro-a e vejo um revólver, fecho rapidamente a caixa após escutar um barulho na porta. Vou até um canto onde ficava vários livros e lá me escondi.

   一 Sim! HyunJae, você acha mesmo que eu seria capaz de perder esses documentos?! 一 a diretora entrou, ela falava no telefone, parecia estar muito nervosa.

  Ela abriu uma gaveta e colocou algumas pastas dentro e logo fechou. Saiu da diretoria, e eu finalmente pude sair do meu "esconderijo".

  Continuo a procurar, desta vez eu fui até o armário, mas ao abrir a gaveta, percebi que estava trancada.

  一 Burra, lógico que ela iria trancar 一 sussurro pra mim mesma.

  Olho pro chão e encontro uma chave, pego a chave e coloco no bolso do meu pijama.

  Devido não demorar mais naquele lugar. Voltei pro meu quarto, e todos estavam dormindo - quase todos.

  一 Se você quiser bancar a detetive, me chama, adoro brincar com o perigo  一 escuto a voz de Yugyeom, me fazendo pular na cama por causa do susto.

¤¤¤

  Levanto-me da cama um pouco sonolenta, percebo que todos já tinham saído, troco de roupa e vou até a cozinha, mas só encontro Jackson sentado na cadeira com sua cabeça apoiada na mesa. Vou até ele e sento do lado do mesmo, ele não se mexe nem nada.

     一 Jackson? Você está bem? Pergunto um pouco nervosa.

  Ele não me responde e eu decido cutucá-lo, mas quando ia tocar nele, ele pega minha mão e aperta, aperta com tanta força que eu tinha vontade de chorar naquele momento.

  一 O que você está fazendo?! Solte-me! Gritei enfurecida.

  Jackson não falou nada, só levantou sua cabeça que estava deitada na mesa e se virou pra mim.

  Naquele momento eu comecei a chorar, Jackson não estava normal, ele tinha sangue nos olhos, nariz e boca. Ele estava com a cara toda rasgada e mantinha um sorriso no rosto.

  Medo, só isso que sentia. Queria voltar para meus pais, quero sair logo daqui! Por quê diabos me colocaram neste inferno?!

  Jackson foi encostando mais perto de mim, Deus, me dê mais uma chance para sair daqui. Escutei um grito, e tudo ficou escuro pra mim, depois disso, não lembro mais de nada.

  


Notas Finais


Eae
Estão gostando?
Irei responder os comentários do capítulo anterior, e responderei os deste capítulo também (se tiver)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...