História Orfanato Heart. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Romance
Visualizações 6
Palavras 649
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Essa é minha primeira história aqui, espero que gostem (isso é, se alguém vai ler hsuahsu :') ) então, aproveitem!

Capítulo 1 - 01 - Como cheguei aqui?


Fanfic / Fanfiction Orfanato Heart. - Capítulo 1 - 01 - Como cheguei aqui?

Era um dia normal como todos os outros, ia para a escola e voltava direto para casa atirando a minha mochila para qualquer sítio, e me sentava no sofá da sala lendo o meu mangá favorito.

Os meus pais chegavam sempre à noite, mesmo eu tendo apenas 5 anos de idade. Sempre disseram que com essa idade eu deveria tomar conta de mim mesma e ser independente, mas não é isso que reparo nas outras crianças.

Todos os pais da minha zona acham os meus irresponsáveis e eu só tenho que concordar com eles, realmente, os meus pais não se importavam comigo. Eles odiavam-me. Porquê que eles me odeiam? Sinceramente, eu não sei.

Quando eles entravam na sala, o meu segundo lugar favorito da casa, apenas mandavam-me ir para o meu quarto, o meu primeiro lugar favorito e era a única vez que dirijiam-me a palavra.

Entrava em meu quarto e sentava-me à beira da janela, fechava os olhos e apenas comecei a cantar, a minha voz era forte e por isso saía alta, mas cantava bem. Foi assim que quando abri os meus olhos azuis, vi um rapaz do edifício que era em frente do meu, me olhando de boquiaberta.

- Eu... Ah, desculpa. Eu costumo cantar quando me sinto triste ou sozinha e esqueco-me que a minha voz é forte. - Disse num tom de voz calmo e envergonhado e abaixando o meu olhar.

- Está tudo bem. Qual o seu nome? - Perguntou o rapaz com um sorriso brilhante em seus lábios.

- Alice. - Apresentei-me ainda com o olhar abaixado, mas logo levantei para encarar o rapaz moreno e simpático à minha frente.

- Sou o Drey. Prazer, Alice. Cante mais um pouco, eu quero ouvir e talvez cante junto. - Enquanto se apresentava ele fez um pedido inesperado.

Fiquei um tempo a olhar para o mesmo em silêncio, todos, até os meus pais falam que eu sou um aborrecimento e irritante, e que odeiam a minha voz por ser alta e forte.

Mas, Drey foi o único que ouviu a minha voz com todo o gosto e compaixão.

Até que um dia, a minha mãe entra em meu quarto e fecha a janela do mesmo e me olha com o seu olhar ignorante, como se eu fosse um pedaço de lixo ali. 

- Alice, temos que falar. - Afirmou cruzando os seus braços e num tom de uma voz um pouco rouca.

Sentei-me na minha cama, olhei para ela e acenei com a cabeça para a mesma continuar.

- Estamos fartos de ouvir-te todas as noites a cantar, a sua voz é irritante tal como você própria. Eu e o seu pai, decidimos te meter num orfanato, é ótimo pelo que ouvi dizer e lá vais aprender algumas maneiras. - Ela falava em uma forma calma, como se fosse uma empregada a falar com um herdeiro.

Ao ouvir tais palavras e explicações daquelas, os meus olhos enchiam-se de lágrimas, mas nenhuma saía. Eu as aguentei. Não tive como despedir-me do Drey, passamos tanto tempo juntos e agora vamos nos separar.

Anos depois se passaram.

Eu já tenho 17 anos e ainda estou neste orfanato, eu sofri aqui dentro, quando cheguei eu tinha feito, exatamente, 6 anos.

As crianças maltratavam-me e riam-se de mim, mas agora como já sou adolescente e sou da casa, não ligam para mim.

Nunca recebi cartas dos meus pais como as outras crianças escondidas dos demais, eu sempre estava fechada em meu dormitório e olhava para a janela do mesmo.

Era um dormitório arrumado, tinha duas camas grandes, mas eu não tinha um colega para partilhar ainda. 

A minha única preocupação era saber se o Drey estava bem, se me esqueceu. Soltava um suspiro enquanto pensava nisso.

- La, la, la... - Cantava baixinho, mas ia aumentando o tom de voz, era incontrolável.

Uma vez ou outra a senhora do orfanato vinha em meu dormitório para mandar-me ficar em silêncio, aquilo era uma autêntica prisão onde os meus pais me descartaram! 


Notas Finais


Então, irá acabar aqui ahah~
Terá mais noutro dia! ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...