História Origens (Interativa) 1 e 2 temporadas - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Agents of S.H.I.E.L.D., Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Bobbi Morse, Clint Barton, Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Jane Foster, Janet Van Dyne (Vespa), Jessica Jones (Safira), Maria Hill, Melinda May, Mulher-Aranha, Natasha Romanoff, Pantera Negra (T'Challa), Pepper Potts, Phillip Coulson, Sam Wilson (Falcão), Scott Lang, Skye, Steve Rogers, Visão
Tags Interativa Vingadores, Os Vingadores, Vingadores Interativa
Exibições 28
Palavras 736
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


como prometido, a nova versão de origens. Cada capítulo será narrado por um personagem diferente e ele será a capa do cap. Hoje a Annie é a narradora por isso está na capa. O que estiver entre parenteses é narrado por mim, normalmente é uma descrição da cena, tipo como fazem em teatro.

Capítulo 1 - Death


Fanfic / Fanfiction Origens (Interativa) 1 e 2 temporadas - Capítulo 1 - Death


(É sexta-feira, por volta das cinco da tarde. Annie está na sala do apartamento onde mora em NY. Está perto de uma janela, observando a paisagem distraidamente. Seu semblante é triste e ela está pensando nas coisas que aconteceram nos últimos meses. Alguém está se aproximando, mas ela não percebe)
- Pra você.
- O que é isso?
- Não sei, eu não abri. - sorriu gentilmente para mim, e eu retribui
- Obrigada, Mary.
- Não há de quê. E, Annie, está escrito que veio da Inglaterra.
Mary se retirou me deixando sozinha. Inglaterra. Só conheço uma pessoa que mora na lá. Seria ela? Não, não pode ser. Abri o envelope. Tratava-se de um convite de casamento e, minha mãe era a noiva. Aquela notícia me pegou de surpresa, eu sequer sabia que ela estava com alguém. Como tudo pode mudar em seis meses! Ah, os piores seis meses que eu já vivi. Eu perdi tanto nesse período. Nem mesmo eu sei como ainda me mantenho de pé sem desabar. 
Ele foi a pessoa mais importante que perdi. As coisas têm sido difíceis desde que ele se foi. Sua morte trágica e prematura, nos obrigou a mudar radicalmente de rotina. Como se a dor da perda já não me fosse mais que suficiente!
Maria se tornou diretora da SHIELD, ela e Phill permitiram a volta da equipe do Capitão América aos Vingadores. Para eles, a morte do meu pai deve ter sido um alívio, afinal agora podem voltar como heróis, coisa que Tony Stark nunca permitiria em vida.
Lucas assumiu a presidência das empresas, ele tem trabalhado bastante, e está se tornando cada vez mais fechado em si mesmo. E eu, bom, eu estou tentando levar uma vida normal. Nada de SHIELD, Vingadores, armaduras ou vilões. No momento, sou apenas uma adolescente cursando o ensino médio. As pessoas sequer sabem que eu sou uma Stark.
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
(Mesmo dia, às oito da noite. Lucas está sentado em uma poltrona perto da lareira. Como acabara de chegar da empresa, tirou apenas o paletó e a gravata. Annie está sentada no chão ao lado dele. Eles conversam banalidades, até que ela resolve lhe contar sobre o casamento)
- Ela vai se casar, baka-chan. Daqui há seis semanas.
- Isso é um problema para você?
- Eu não sei. E se eu não gostar do marido dela?
- Você não vai nem conviver com ele direito, Annie.
- Lucas...
- O que tem de errado com você, maninha? - ele acariciou meu cabelo, e eu quis chorar.
- Eu estive pensando, agora que o papai... agora que ele não está aqui, a minha mãe deve querer me levar de volta para casa.
- Não se preocupe, tenho certeza que ela não vai te obrigar a nada.
- Mas é que, talvez... talvez eu queria ir.
Eu não consigo nem descrever o olhar dele. Desolado, surpreso ou até mesmo triste. Só sei que vê-lo daquele jeito, me deu um aperto angustiante no peito.
- Você quer ir embora?
- Não sei - fitei o chão tentando controlar as lágrimas e sem ter coragem de encarar seus olhos - Eu sinto tanto a falta dele, tanto! Ainda posso sentir o cheiro de seu perfume, ouvir sua risada. Não a de ironia, mas aquela que ele só dava quando estava com a gente. Eu o vejo e o sinto por todo canto dessa casa. E dói muito, baka-chan.
Ele me abraçou. Seu aperto era quente e confortável. Eu me senti apoiada, e pela primeira vez desde a morte dele, nós dois nos unimos e partilhamos nossa dor.
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
(Sábado, nove horas da manhã. Annie está sozinha em casa. Recém saída do banho, procura algo para vestir. Sexta-feira avisa que Maria Hill está na porta e quer falar-lhe)
- Peça que me espere na sala.
- Sim, senhorita.
(Após vestir-se e pentear os cabelos, Annie vai receber a visita inesperada)
- Bom dia - falei ao entrar
- Bom dia, Annie.
- O Lucas não está.
- Eu sei, foi com você que eu vim falar.
- Sobre o que exatamente? - perguntei curiosa e confusa
- Sobre um projeto que queremos por em prática, os Novos Vingadores.
- Me desculpe, mas  por que você acha que eu tenho algum interesse em um projeto da SHIELD?
- A SHIELD apenas quer tirar a iniciativa do papel. Mas foi seu pai quem idealizou tudo.


Notas Finais


não deixem de comentar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...