História Os 3 motivos (Yoonseok) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 158
Palavras 1.235
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


não sabia que nome colocar pro pai do yoongi, entao imaginem qualquer nome ae snjdqbdkjw

Capítulo 6 - Notícias


POV's Yoongi ON
O Hoseok é um idiota.
Ele é irritante.
Eu odeio ele.
Mas se eu odeio ele...
Por que eu pareço sentir algo por ele?
Por que você é tão idiota quanto ele, por que você nunca aprende. Por que você ainda insiste em gostar de alguém? Você se lembra do que aconteceu na última vez que gostou de alguém, certo? Não dá certo, nunca vai dar certo. Você se lembra, você se lembra de todos os detalhes;
Ele simplesmente apareceu na minha vida, do nada. Viramos amigos. Me acostumei a falar com ele todos os dias. Me apeguei, comecei a sentir coisas. Contei pra ele. Ele falou que sentia o mesmo, começamos a namorar. Demonstrei, até demais. Paramos de nos falar todos os dias, ele estava estranho. E foi assim que eu descobri, ele estava me traindo. Tudo que ele dizia era uma mentira, uma linda mentira, assim como o amor. Terminamos. E assim eu descobri que o amor é uma ilusão.
Isso foi na minha escola antiga, antes de eu me mudar pra essa, antes de conhecer o Hoseok. Depois dessa experiência eu deveria parar de me apegar às pessoas, não é mesmo? Mas não é isso que eu faço, por que eu sou um idiota. E agora vai tudo se repetir.
Por que eu estou com uma sensação tão ruim?

Do nada meu celular começa a tocar, era meu pai, eu sorrio imediatamente.
-Paii! Quando você volta?- Falo animado, mas quem estava falando não era meu pai.
-Quem fala?- O homem do outro lado da linha pergunta. -Min Yoongi, quem fala?-  Minha expressão virou preocupada. -Oh, você é o filho de ______, certo?
-Sim, por que?
-Lamento... Houve um acidente e ele...-

-Não me diga que ele...- 
-Lamento pela perda...- Eu já não ouvia mais nada. Tudo ficou em silêncio. Deixei o celular cair no chão, a vista ficou borrada pelas lágrimas. -P-Pai...- peguei o celular tremendo. -I-Isso só pode ser um engano! Isso é brincadeira né? Por favor me diga q-que não passa de uma brincadeira idiota...- Falei com dificuldade por estar chorando.  
-Sinto muito..-
-Como isso aconteceu?-
-Ele estava em um voo do nosso avião para Seul e o avião caiu, houve poucos sobreviventes. Conseguimos entrar em contato com sua família e sua irmã vai pegar um voo ainda hoje pra sua casa, ela irá cuidar de você, mas só chega amanhã. Mais uma vez,  em nome de toda a equipe, lamentamos.- Eu agradeci e desliguei. A ficha ainda não tinha caído. Espera, ele estava em um avião pra Seul... Ele estava vindo me ver... Então é tudo a minha culpa! Se não fosse eu ele não pegaria o avião e não teria acontecido isso! Eu sou um idiota! Eu só causo mal as pessoas... Meu pai morreu, e a culpa é minha, é toda minha...
Não conseguia ver mais nada, as lágrimas invadiam meu campo de visão, corri pro meu quarto e me joguei na cama. Olho pra minha gaveta e abro ela, encontrando uma lamina antiga. Faz tanto tempo que eu não uso ela... Eu sei que meu pai não ia gostar que eu fizesse isso, ele nunca gostou, ele me fez prometer que ia parar, e eu parei.
Desculpa pai, mas eu preciso, só um pouco... Me perdoa.
Pego a lamina e me tranco no banheiro.
~Quebra de tempo~
Eu fiz de novo. Olho pros meus pulsos que estavam agora cortados. Essa não é a solução, isso não vai ajudar em nada... Mas alivia um pouco. Pego a lamina prestes a fazer cortes mais profundos quando alguém bate na porta.
-Sugaaa? Tá tudo bem?- Merda, era Hobi. Eu não respondi nada.
-Eu vi você da minha janela, você parecia estar chorando e se trancou no banheiro faz um tempão, resolvi vir aqui ver se está tudo bem...- Ele estava me vendo?
-Responde!- Começo a chorar de novo.
-Vai embora, eu quero ficar sozinho...-
-Yoongi, você tá chorando? O que aconteceu?-
 Ele começa a empurrar a porta pra entrar, mas estava trancada. -Abre a porta!- Eu não respondo. -Min Yoongi abre isso agora! Se não eu vou derrubar a porta!- Ele falou confiante, eu suspiro e me levanto. Destranco a porta e me sento no chão, ele abre a porta. 
-POR QUE TEM SANGUE AQUI?? YOONGI O QUE VOCÊ FEZ- Ele olha pra minha mão e pega a lamina. -Não me diga que você...- Eu confirmo com a cabeça. -NÃO FAZ ISSO! POR QUE VOCÊ TÁ FAZENDO ISSO?-
-O meu pai, e-ele... E-ele sofreu um acidente e ele...-
 Eu não consigo terminar de falar e deixo a frase solta no ar, e começo a chorar. -Eu não quero que você me veja chorando, por favor, sai...- Eu cubro meu rosto com as mãos e sou surpreendido com um abraço. -Eu sei que é difícil aceitar, mas é o ciclo da vida...- Eu tiro as mãos do rosto e abraço ele como se fossemos super íntimos. -M-Mas a culpa é minha...-
-Por que você acha isso?
-Ele estava em um voo pra voltar pra casa, ele ia me fazer uma surpresa... Mas aí o avião caiu e...-

-A culpa não é sua, milhares de pessoas sofrem acidentes todos os dias em aviões!-
-Mas ele só pegou o avião por minha causa! A culpa é minha! E agora meu pai está morto e eu sou o culpado!- 
Eu saio do seu abraço e me sento envolvendo meus braços em minhas pernas, escondendo a cabeça. Ele se ajoelha em frente a mim. -A culpa não é sua. Você não é o culpado de nada. Ele ia voltar pra casa alguma hora, infelizmente ele estava no momento errado, no lugar errado, mas hey- Ele levanta minha cabeça me fazendo olhar pra ele. -A culpa não é sua, ok?- Eu concordo com a cabeça, como uma criança. -E você não deveria ter se cortado, isso só vai te prejudicar... E eu não gosto de ver você machucado...- Ele fez uma expressão triste ao ver meus cortes. -Da próxima vez que você estiver triste fala comigo... Eu não sou o melhor com conselhos, mas te ajudei ao menos um pouco, né?- Ele sorriu fraco. Eu concordo com a cabeça. -Agora para de chorar por que eu também não gosto de ver você triste.- Ele acaricia minha bochecha com o polegar e limpa minhas lágrimas, sinto minhas bochechas ruborizarem. Ele fica um pouco vermelho ao ver minha reação. -Vem, vamos limpar seu rosto e seus braços.- Ele se levanta e me estende a mão pra me ajuda a me levantar. Ele limpa meu braço na pia e eu limpo meu rosto em seguida, depois seco. -Deixa eu ver o que eu faço com isso...- Ele pega a lamina. -Vou ficar comigo pra você não usar mais!- Ele coloca a lamina em uma mesa. -Ok, você não está mais chorando, agora eu quero ver você sorrindo!- Ele sorri e eu sorrio sem perceber. -Aaah, agora sim!-
-Obrigado...-
-Por o que?-
-Por ter me ajudado!-
-Ah, isso não é nada... Aliás, segundo motivo pra ter amigos: Eles te ajudam em momentos como esse. Só falta mais um motivo e eu serei seu melhor amigo, você quem disse, lembra?-
-Você levou isso a sério mesmo?-
-Sim!-
-As vezes você parece uma criança...- 
Eu rio.
-EU??? Isso é uma calúnia!-
-Aham, sei
-É sérioooooooooo!
-Tá, vou fingir que acredito.
-Aish, mas você é muito teimoso mesmo! Pabo...

 


Notas Finais


ficou bad o cap mas eu fiz um coiso fofinho no fim
nao me matem
asmo voces

comentem e favoritem se gostaram, falem oq acharam nos comentarios <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...