História Os 4 Atos de um Mistério - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Mistério, Romance, Sequestro
Exibições 2
Palavras 709
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Bom eu tava empolgado e consegui fazer mais um capítulo hoje. Os próximos eu posto ou nessa madrugada ou amanhã.

Capítulo 4 - A Recuperação


Fanfic / Fanfiction Os 4 Atos de um Mistério - Capítulo 4 - A Recuperação

A primeira coisa que faço quando acordo no hospital é olhar para os lados procurando por Bianca. Demoro um pouco para perceber o que me aconteceu e, quando olho para os lados, me deparo com meu pai, Alice e os pais de Bianca sentados em um longo banco escorado na parede do hospital.

Alice é a primeira pessoa que repara que eu acordei. Ela se dirige até mim e me pergunta se estou bem. Nesse momento aproveito para analisar Alice, ela é uma garota jovem, loira e muito parecida com Bianca, a não ser pelo fato de ela ter uma aparência mais velha e a presença de sardas no rosto. Ela novamente me pergunta se estou bem, e desta vez eu respondo:

- Sim eu tô bem mas... Onde nós estamos?

Ela surpresa que eu já consigo falar me responde:

- No hospital de Orlanburgo.

Antes que eu possa fazer outra pergunta meu pai aparece ao meu lado e, triste me pergunta:

- Por que você saiu de casa filho? Você está bem?

Eu respondo ainda um pouco confuso:

- Eu não sei... Bianca precisava de mim e eu fui...

Meu pai sem entender me faz outra pergunta:

- E essa Bianca cadê ela?

Eu novamente respondo:

- Eu não sei... Ele levou ela...

Alice desta vez me pergunta:

- Ele quem? A pessoa que lhe deixou nesse estado?

Eu então respondo:

- Sim...

Nesse momento os pais de Bianca aparecem e me perguntam:

- O que você fez com nossa filha seu delinquente?

Alice responde antes de mim:

- Ele não fez nada! Vocês não conseguem perceber?

Os pais de Bianca se afastam e Alice continua:

- Vocês não percebem que são a causa da partida de Bianca?

Eles sem entender perguntam à Alice:

- Como assim? Como somos os culpados disso? Você tá ficando louca?

Alice responde:

- O modo com que vocês tratam Bianca, vocês não percebem que ela é diferente de mim?

Os pais de Bianca, finalmente entendendo o que acontecia se desculpam e se sentam novamente no banco. Neste momento o enfermeiro responsável pelo meu quarto entra e diz:

- Então o senhor finalmente acordou? Como se sente?

Eu respondo:

- Bem.. Só estou um pouco tonto.

O enfermeiro responde:

- É normal que isso aconteça, bom, você já está aqui a dois dias... Acho que pode ir embora ainda hoje.

Meu pai animado solta um suspiro de alívio. 

Algumas horas depois, finalmente saímos do hospital. Os país de Bianca já tinham ido embora e Alice tinha ficado para falar comigo. Na porta do hospital Alice diz para mim e meu pai:

- Sr. Torres... O Ruben poderia ir comigo procurar por Bianca? Ele foi a última pessoa que a viu, por favor...

Meu pai, pensativo, suspira e dá sua resposta:

- Bom... Acho que sim... Se ele fugiu por causa dessa garota ele deve se importar com ela, não é mesmo filho?

Eu respondo positivamente com a cabeça. Alice então fala:

- Bom começaremos as buscas amanhã, Ok?

Nós nos despedimos e eu e meu pai vamos para casa.

No dia seguinte, Alice aparece na porta de casa bem cedo, perto das 8 da manhã. Meu pai me chama e após uma breve despedida eu e Alice começamos à caminhar. Ela me pergunta:

- E então... Aonde vamos?

Eu à respondo:

- Temos que ir para a casa da floresta, era onde estávamos quando ele apareceu...

Alice me pergunta:

- Por que ele queria minha irmã? O que aconteceu naquela manhã?

Eu novamente à respondo:

- Eu não sei o que ele queria... Ele apareceu na porta e sabia nossos nomes completos. Quando ele puxou a arma nós pulamos pela janela e um pouco depois eu fui baleado.

Alice meio triste pelas poucas informações suspira e diz:

- Bom... Seja lá quem ele é e pra onde ele à levou eu vou buscar Bianca e...

Ela grita de raiva antes de terminar a frase e eu digo:

- Não... Eu vou fazer isso...

Alice me olha com surpresa e fala:

- Bom vingador, é melhor irmos andando logo, já perdemos muito tempo no caminho.

Eu concordo positivamente com a cabeça. Quanto mais conversávamos, mais distante de Bianca eu ficava. Era hora de agir.


Notas Finais


Bom to sem criatividade pra fazer uma nota final então vai ficar sem mesmo :P.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...