História Os 7 reis - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Hopekook, Jihope, Jikook, Junghope, Namgi, Namjin, Sugamon, Taegi, Vsuga, Yoonseok
Exibições 179
Palavras 2.633
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Posso ser sincera? Eu não gostei muito desse capítulo...mas enfim...
1- demorei para postar porque tava escrevendo a outra fanfic (os descendentes), porque eu to alternando os capítulos.
2- Boa leitura amores 🎁(não achei o coração então vai o presente).

Capítulo 22 - A conversa muda


Fanfic / Fanfiction Os 7 reis - Capítulo 22 - A conversa muda

"Eu realmente queria falar que está tudo bem, eu queria me odiar por está me apaixonando, mas o que eu posso fazer? Estou apaixonado por min yoongi..."
        - terra chamando TAEHYUNG!
        - aish! Para de ser chata rosy, não pode nem pensar em paz!- cruzo os meus braços.
        - desculpa pensante, mas o sinal já tocou e termos de entrar na sala- ela se levantou do banco e foi em direção a nossa sala.
        Que chato...já passaram duas semanas desde do episódio do banheiro...e aquela maldita ligação.
        Nunca vi o yoongi tão sério, nem mesmo quando ele ficava de cara fechada nos corredores do colégio. Não tinha entendido bem o que estava acontecendo, mas a poucos dias atrás, soube pelas conversas das praticinhas da sala que os pais dos 7 reis tinham chegado no colégio...os 7 imperadores. É, tá mais para os 7 ditadores...quem eles pesam que são? Todos desse colégio são ricos, até eu! Ah vai se fuder, espero que eles tomem no orifício anal deles! Por quê tanta raiva? Bem, eu não sei como eles são, mas não gosto nada dos sintomas que eles estão criando.
        O jungkook parece mais sério,  na verdade todos eles parecem sérios...é impressão minha ou eu realmente estou preocupado com eles? Não era eu que ia destruir eles? Mas por que eu tenho a ideia que já estão fazendo isso? E da onde esses diabos imperadores saíram?
  //tae off//hoseok on//
        - uip!
        - dá para parar de rodar nessa cadeira? Tá meio irritante sabe hoseok?
        - para de ser chato Kim bum! Só quero me divertir! Não está feliz pelo meu estar dando certo?
        -para ser sincero...- ele bebe um pouco de vodka - não.
        - obrigado pela sinceridade e companherismo- paro de girar a cadeira e foco naquele ser de cabelos negros na minha frente.
        - o que você quer hein hosoek?- Kim fitava sério ele.
        - diversão? - essa pergunta não é meio óbvia?
        - você é louco- Kim não falava num tom normal de sempre, era um tom sério, Grosso e ....assustador.
       -Não tenho culpa se eles apareceram agora- que mentira.
       - sei...sei muito bem j-hope- usou seu melhor tom irônico.
       - fingido...
//hoseok off// namjoon on//
        - e os negócios?- nossa pai, obrigado por perguntar se eu to bem, como ta indo os estudos, valeu mesmo.
       - bem, consegui mais 3 para as nossas empresas- respondi no mesmo tom que ele havia perguntado....autoritário.
      - Só? O jihun conseguia três em cinco minutos.- mais uma facada.
      - acredito no seu comentário, mas infelizmente ele não está mais aqui- falo firme.
      - é...àquele fraco, se matou por um motivo besta - mais uma facada.
      - motivo besta?- olho incrédulo.
      - amor é desnecessário e se matar por ele é inútil- ele fixa seu olhar nos documentos presentes na mesa.
      - então o que você sentia por minha mãe?- levanto da cadeira e jogo toda a minha força na minha mão direita para a mesa presente.
       - nós casamos por negócio, você sabe disso, você é um negócio, eu sou um negócio, qualquer ser humano é um negócio. Existem aqueles bons e ruins, aqueles úteis e inúteis, aqueles que rende um bom dinheiro e  outros o fazem falir.
       - e qual eu sou?- ajeito a minha coluna e o fito sério.
        - imprestável.
//namjoon off//jin on//
        - BAGUNCEI A DIVISÃO ESPARREMEI PEGUEI SUA OPINIÃO 1 2 3 PISEI ! Como nossa sabiá Carol konga e HELLO BITCHS da CL, eu vou entrar naquela sala e arrasar com a cara do meu pai, é isso mesmo, aqui é o fluxo, vai na minha que é sucesso!- depois desse discurso de auto estima, eu vou arrasar com o meu pai, qualquer coisa que ele perguntar a resposta vai tá na ponta da língua! Eu não tenho medo, eu sou KIM SEOKJIN, eu sou O cara.

                   ------x------
       Então....sabe aquela coragem? Ela sumiu assim que eu saí do espelho do meu quarto e abri a porta do  escritório, não é meu pai que tá aqui, é a pessoa 10x pior...minha mãe.
     
              Tomei no cu.

      - Kim seokjin, você poderia me explicar esse 9,9 em redação?  Que nota É essa?
      Isso é INACEITÁVEL! Foi essa educação que eu lhe dei? Meu Deus, isso é uma vergonha!- "foi essa educação que eu lhe dei?", colega nem educação tu me deu, a pessoa que me ensinou foi a SR.Sook, que era uma das cozinheiras do restaurante do pai. Você nunca se importou comigo agora você quer cobrar? Ah vai se fuder. 
       - desculpa omma- olha, eu realmente queria falar tudo que eu penso, mas é aquele momento da trocas de olhares entre mães que você vê o quanto é insignificante lutar contra a "senhora da razão".
       - omma? Acha mesmo falando formalmente comigo vai resolver alguma coisa?- ENTÃO O QUE VOCÊ QUER QUE EU FALE CRIATURA DE DEUS! ?
       - eu vou melhorar esse semestre omma, então por favor não fale como se o mundo fosse acabar - tá, desafiei o diabo, to querendo morrer de vez, só quero dizer uma última coisa:

    Quero flores rosas para o meu velório.

      - VOCÊ ESTÁ FALANDO QUE EU! EU! ESTOU FAZENDO ESCÂNDALO POR NADA?- pra ser sincero...sim.
     - claro que não omma, só quero que você se acalme- alguém me da um Oscar de atuação enquanto eu estou vivo?
     - ESTÁ DIZENDO QUE ESTOU NERVOSA?- Ótimo...vamos fazer tudo denovo.
     -Não omma.
    - está assim! Eu nunca pensava escutar isso de você !- oras, o que diabos eu falei errado? Enloqueceu mulher?
     - omma...- alguém me da paciência!
     - você magoou meus sentimentos! - é sério que ela vai começar a chorar?
     - dramática...- sussurei.
     - você me chamou de que Kim seokjin!?- pedir para morrer agora é demais?
//jin off//jimin on//
      - fazendo muito sexo? E a vida de macho alfa?- sim, você escutou/leu direito, o meu pai é um viciado em sexo, um grande empresário Playboy e muito muito irritante.
      - normal.- como eu queria sair daqui.
     - normal? Como é o seu normal? 5 por dia? - o cheiro do cigarro já empestou a sala toda, não consigo respirar direito e principalmente quando ele da sua risada, porcaria de homem viciado em maços de cigarro.
       - por aí...então, acho que  a conversa acabou não?- eu quero sair dessa sala logo...a voz dele está me sufocando.
       - oras, já?- ele passa um de seus braços no meu ombro, me abraçando de lado.
       - Não tem nada para conversar, e além do mais você deve ter seus encontros por aqui, não ?- me arrependo amargamente de ter perguntado. Aquele sorriso malicioso de lado me causa náuseas. Eu sinceramente sofro fobia do meu pai.
       - a sua professora de português é uma gata- posso vomitar?
       - é....- eu quero sair daqui.
      - você já pegou?- que tipo de pergunta é essa?
      -Não.- não da para perceber que eu não quero conversar?
     - mas ela com certeza deu em cima de você?- ele começou a gargalhar. Isso era para rir?  Acho que EU não tenho senso de humor, muito menos convivência com esse cara que no pasado chamei de "appa".

    Eu quero sair daqui, é sufocante.

//jimin off//jungkook on//
     - seu idiota!  Prodígio? Uma porcaria que você  é isso! Você é uma vergonha jeon jungkook! Você apaixonado por Park jimin?
      - isso é mentira!- tento me defender, mas ele não me escuta, ele nunca me ouve.
      - mentira? A pessoa que em contou é  bem confiável, na verdade eu vim aqui só para tirar satisfação!
      - se eu tiver apaixonado ou não  por Park jimin o problema é meu! - o enfrento no mesmo tom. Mas em reposta recebo soco na cara.
     -os seus sentimentos são insignificantes para mim! Mas se você manchar nossa honra, eu acabo com você, e não me importo se você é meu filho.
//jungkook off// suga on//
     - xeque-mate - falo logo após de mover a peça no tabuleiro.
     - ainda continua invencível no xadrez, isso é bom, yoongi- ela me fita com um sorriso debochado.
     - claro Sr.Min- respondo com um desinteressado.
     - escola?
     - uma bando de inúteis como sempre.
     - amigos?
     - desnecessário.
     - muito bem, assim que eu gosto- é claro,  você só da valor a pessoas sem sentimentos.
      - que seja, quer jogar outro jogo?
      - que jogo propõe yoongi?
      - qualquer jogo, eu só não quero ouvir sua Voz.
    - que ofensa - ela finge estar ofendida. Típico dela. Típico dos imperadores.
    Acham que tudo é negócio.
    Dramáticos.
    Playboys.
    Controladores.
    Frios.
    Calculistas.
    Os 7 imperadores e suas características evidentes. Que patético. Mais patético ainda é porque sormos parecidos e incrivelmente ordinários hipócritas.
//jimin on//suga off//
    Finalmente sai daquele lugar, não suportava mais aquele homem falando mais merda.
    Caminho até o meu quarto, mas antes vejo a porta do kook semi aberta e ouço um gemido de dor.
    - jungkook tá tudo bem?- abro mais a porta e vejo jungkook na cama com...maquiagem?
    - sai daqui jimin!- sua voz falha um pouco.
    - por que você está com isso? - aponto para a maquiagem e me aproximou mais, vejo o mesmo tentando esconder o rosto.
    - jimin...- sua voz sai mais firme, mas mesmo assim ele não me olha.
    Sento na cama e afasto um pouco as maquiagens ficando na sua frente.
    - o que aconteceu kook?- pego delicadamente o seu queixo-  QUE ROXO É ESSE KOOK!?- num impulso, vou agora frente, colocando a minha mão vaga na sua coxa.
     - j-jimin, não foi nada- ele vai um pouco para trás,  apoiando suas mãos na cama.
    -como assim "nada"? Olha isso!- passo meu dedo polegar sobre a marca.
    - aii- ele geme um pouco.
    - desculpa - sento-me novamente na cama- você não vai me contar ne?- ele assente - ok..quando se sentir melhor você fala- ele concorda novamente- eu te ajudo a esconder- ele abre um pequeno sorriso. Sei que o pai dele tá metido nessa história, mas não só ele ta metido...hoseok me aguarde.
//jimin off//jin on//
     finalmente o discurso de mil horas da Sr.Kim acabou, tava dormindo na parte que ela falava  a história de vida dela.
     Você pode até me chamar de corvade, mas eu prefiro ficar "ouvindo" ela do que discutindo, vou gastar a minha saliva em vão, se fosse meu pai até que ia mas ela não,  a senhora dramática da razão não é fácil de se lidar .
      -jin! - olhos para trás e vejo o namjoon.
      - namjoom, o que foi?- ele começou a andar em minha direção e eu fiz o mesmo.
     - como foi com sua mãe?- ele pergunta parando no meio do caminho.
     - o mesmo de sempre...e com o seu pai?- paro na sua frente.
     - tudo igual também - soltei uma risada enquanto ele sorriu de canto.
    - eles vão ficar quanto tempo? - me viro e começo a caminhar e ele me acompanha.
    - uns dias no máximo- ele coloca suas mãos no bolso.
    - ainda bem- ele solta uma risada- é sério, ninguém merece- ele concorda com a cabeça.
    - você tem razão...meu pai falou de você - eu parei na mesma hora e ele me olha com dúvida.
     - o que ele falou de mim?- espero uma ótima reposta.
     - que você é bom negócio e que é...como posso..."macho alfa"?- ele põem uma das mãos no queixo.
  
        Macho alfa?

     -KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK- respiro- isso é uma piada ne?- boto minha mão na barriga.
     - Não, na verdade até concordei- ele me olha com uma pergunta estampada na cara: 'por que você riu?'.
      Deixo ver se eu entendi, eles me acham O cara másculo, um cara que ama Rosa, assisti Rapunzel, chora vendo o filme da Cinderela, assisti programa de culinária em vez de esporte, é péssimo em exercício físico, e o único jogo que gosta é do Mario? Tá ne.
       - digamos, que eu não me ache tão másculo- tento recompor a minha postura.
       - sério? - "não pow,  tô brincando retardado". Mas é ÓBVIO que eu não vou falar isso para a pessoa que eu amo, só falo para o yoongi.
       - é sério...- caminho em sua direção.
       - COM LICENÇA!- ouço um grito atrás de mim.
       - JIN CUIDADO! - namjoon grita.
       - cuidado com o q...- olho para trás e vejo um carrinho do laboratório em minha direção, não deu tempo de reagir, só sinto o meu braço ser puxado por alguém.
      - essa foi quase jin- abro os olhos e vejo namjoon em cima de mim. Suas mãos estavam na altura da minha cabeça, seus cabelos meio bagunçados, e o seu típico sorriso de lado....tão perto do meus lábios....
      - quase...- não consigo parar de fitar sua boca.
      -algum problema com minha boca?- namjoon pergunta com uma pitada de malícia.
    - algum problema com minhas mãos?- paro de reparar na sua boca e fito seus olhos.
    - parece que o jin de verdade e desafio voltou- ele sorri de canto.
     - hahaha que engraçado- Jesus, essa conversa tá seguindo um fluxo diferente.
     - Sr. Namjoon?- escuto uma atrás de namjoon, mas o próprio está me atrapalhando em ver.
      - olá Sr.seokjin- namjoon sai de cima de mim.
      - quem é você? - namjoon fica frente a frente ao homem.
      - você não é...
//Jin off//tae on//
      - dispensados- a professora pronunciava a última palavra da aula.
     - finamente, não aguento mais história da arte - os nerds da sala discutiam que ficará mais entediado na aula. Bem, se eu entrar na disputa venço deles todos de lavada.
      - aiiii! Olha como o yoongi é gato!- alguém falou yoongi?
      - olha o hoseok e aquele sorriso- alguém falou daquele maluco?
      - jimin tão sexy!- alguém falou do cabeça dura ?
      - Kim bum e seu charme! Eu to no chão - oque ninguém se importa?
     - namjoon com sua cara de autoritário, imagina ele não minha cama? - que mina tarada. Ah namjoon...ele é o líder ne?
    - seokjin está tão pensativo, amooooooooooooooo caras que pensam - ainda bem né colega.
      - jungkook sendo jungkook - ainda bem né, imagina o jungkook sendo minha mãe.
        Parou a hora do sarcasmo.
      Fui em direção a porta da sala, aonde aquelas bandas de taradas estavam, e avisto passando no corredor eles...parecem normais...mas por que meu coração não tem toda essa certeza?
     E minha incerteza aumentou quando aquele ser de cabelos acizentados me fitou fortemente...seus olhos...mortos?
     -o que foi?-falo mudo.
     - é só mais outro ato dessa peça - ele me responde mudo.
     - que vai ser bem empolgante- hosoek fala mudo dando um sorrisinho.
     Vejo jimin fitar sério j-hope, namjoon e jin se olhavam a cada instante, jungkook estava sério igual a Kim bum e aqueles dois se fitando.
       O que está acontecendo?
      - alunos compareçam ao ginásio - a diretora falava pelos sons.
      - deve ser para apresentar quem banca essa escola - rosy parou no meu lado.
      - quem? - pergunto olhando aqueles setes sumindo no corredor.
      - os 7 imperadores taehyung- ela revira os olhos.
      - desculpa ser desprovido de inteligência- olho para ela.
      - desculpado - ela anda para fora da sala.
      - vai para o ginásio? - pergunto ajeitando a minha bolsa.
      -não, para Nárnia- ela revira os olhos mais uma vez.
      -Grossa...- dou um sorriso fraco...acho que nem a ironia da rosy vai colaborar para eu esquecer aquela conversa muda.
//Tae off//hoseok on//
       - parece que o taetae estava preocupado, não acha yoongi?- ele se senta ao meu lado.
       - cala a boca hosoek - ele fala na sua típica posição: cabeça apoiada no braço e sua cara de foda-se.
       -irritado?- pendo a cabeça para o lado.
       - quem não ficaria com sua presença - ele me olha pelo canto dos olhos.
      - mais é a minha presença que está tornando as coisas mais interessantes.
   


Notas Finais


Então...APRAECEU OS DONOS DA PORRA TODA.
É TRETAAAAAAAAAA.

https://spiritfanfics.com/historia/os-descendentes-yoonmin-6798671

Esse é o link da minha outra fanfic ☺

E só mais uma coisa...

É tretaaaaaaaaaa
É BEM...EMPOLAGANTE.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...