História Os apostos se atraem - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Amanda, Ámbar Benson, Delfina, Gaston, Jazmin, Jim, Luna Valente, Matteo, Miguel, Monica, Nico, Nina, Pedro, Personagens Originais, Ramiro, Simón, Tamara, Tino, Yam
Tags Lutteo, Osapostosatraem
Visualizações 137
Palavras 600
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Musical (Songfic)
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


La dee la doo.
Oie gente.

Capítulo 6 - Primeira vez(de dois sentindos)


Narradora on


Matteo saiu do palco as presas puxando Luna.


Encurralou ela em uma parede.


Matteo:esperei o dia todo pra te beijar- falou apertando seu corpo, contra o pequeno corpo- acho que vou fazer isso-falou a beijando.


Um beijo voraz, passou a mão pelo belo corpo de Luna, fazendo-a soltar.um pequeno gemido.


Não aguentou aquilo, a levou pra o quarto, trancou a porta, andando até a menina ofegantea a sua frente.


A beijou novamente, a deitando na cama, sem se importar rasgou a roupa da namorada, olhando os seios médios, rasgou o sutiã com violência.


Essa menina só lo deixava com mais tesão, apertou os seios da morena, ouvindo um gemido vindo da mesma, apertou os mamilos rígidos.


Colocou um na boca, brincando com o outro.


Deixou escapar um sorriso vendo-a gemer, eram tão bom ouvir os gemidos dela, seu membro chegava a doer de tanta excitação, olhou a namorada tentando não gemer alto.


Tirou a boca de seus seios, fez uma trilha de beijos até sua calcinha, a olhou e pode ver o desejo em seus olhos.


Rasgou, vendo um gemido baixo sair da boca da Valente.


Soltou um sopro em sua intimidade, vendo a se contrair de prazer.


Deu uma leve mordia no clitóris da morena vendo a mesma gemer seu nome.


Luna:ma-ma-matteo...-gemeu.


Aquilo foi agota d'agua, penetrou-lhe dois dedos. Deu as estocadas leves.


Luna:ma-mais rap-rápido ma...mat...te...u-gemeu manhosa.


Matteo:claro, princesa-falou almentando as estocadas.


Seu membro latejava de alívio, retirou sua calça e cueca, junto a camisa.


Luna corou ao ver seu namorado já duro.


Ficou ofegante ao ver subir em cima dela. Voltou a beija-la, seu membro pincelava na intimidade de Luna.


Matteo:pronta?-perguntou, com medo de machuca-la.


Luna:s-sim...-respondeu com medo.


Matteo posicionou-se na entrada, enfiando apenas a cabecinha, deu uma estocada leve, entrando a metade.


Matteo:que sacrifício enfiar, Luna vc é muito apertada, mais vou te arrombar inteira-falou dando a última estocada.


Viu as lágrimas descer do rosto da namorada, deu beijos por todo rosto, olhou que não sentia mais dor, começou com as leves estocadas.


Matteo: m-merda, Luna vc é muito gostosa-falou acelerando as estocadas, fundas e rápidas.


Luna:matteo...-gemeu, sentindo que ia gozar.


Matteo:goza, Luna, goza pra mim-falou beijando-a.


Viu fechar os olhos com força, caindo de seu amado precipício de prazer.


Caiu mole na cama, sentindo, as estocadas, fortes.


Matteo gritou alto gozando dentro dela.


Matteo: caralho, luna!!!-gemeu gozando dentro dela.


Caíram em.sua cama abraçados, dormindo.




Luna acordou, sendo abraçada por matteo, que dormia igula um anjo.


Se levantou devagar, sem acordar ele.


Pegou suas roupas, tomando um banho.


Terminando, foi fazer um cafe da manha.


Panquecas, sucos, etc.


Subiu para o quarto e nao o viu na cama, colocou o cafe em cima de um criado-mudo.


Matteo:bom dia, pequena!!!-falou saindo do banheiro com apenas uma toalha.


Luna:b-bo-bom di-dia-falou nervosa.


Matteo:gostou de ontem?-perguntou se aproximando.


Luna:sim, as musicas sao bem lindas-falou.


Matteo:nao as musicas, mais a transa!!-corrigiu ela.


Luna abriu a boca em um perfeito "O", como ele era otimista.


Luna:vc e muito direto!!-falou surpresa.


Matteo:sou sim, mais vc nao me respondeu, gostou ou nao?-sussurrou no ouvido dela.


Luna:si-sim-falou arrepiada.


Matteo:pq esta arrepiada?-perguntou dando um beijo em seu pescoço.


Luna:q-que ca-cafe?-perguntou pegando a bandeja em cima do criado-mudo.


Matteo:uau, vc que fez?-perguntou, pegando uma panqueca.


Luna:s-sim-respondeu.


Matteo:vamo, pra casa?-perguntou, entrando uma cueca box branca.


Luna:sim!-respondeu.


8 horas depois.


Luna chegou em casa, se jogando na cama.


Pegou seu celular ligando pra simon, seu melhor amigo de infancia.


Luna:alo simon?


Simon: luna!! Faz tempo que vc nao me liga, senhorita Valente!!


Luna:ora, simon, sabe que eu estudo, mais me fala como ta ai, em cancun?


Simon:muito legal, acho que depois das ferias eu volto.


Luna:que legal!!! Vamo fazer uma festa!!!


Simon:tchau, amor...


Luna: que simon? Me chamou de amor?


Simon desligou


"Do que me chamou? Amor!!!"


Luna deitou e pegou no sono.


© dia seguinte©


Luna acorda com um barulho em sua janela.


Com sono abriu a janela e viu matteo na frente da mesma.


Matteo:bom dia, se arruma vou te levar pra escola-falou dando um beijo nela.







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...