História Os cavaleiros do zodiaco - A saga dos Filhos de Gaia - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Battle Royale
Tags Animes, Cavaleiros Do Zodiaco, Mangás, Mitologia Grega
Visualizações 3
Palavras 945
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Saga, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem! Nesse temos a volta do nosso herói!

Capítulo 7 - Seiya desperta! Hefesto faz um milagre.


Fanfic / Fanfiction Os cavaleiros do zodiaco - A saga dos Filhos de Gaia - Capítulo 7 - Seiya desperta! Hefesto faz um milagre.

Santuário

Shiryu tomou o seu posto como cavaleiro de ouro e todos os outros cavaleiros de prata, bronze e ouro se preparavam para a próxima batalha. Shina foi responsável por enterrar os corpos de Orfeu e Sorento no cemitério do santuário.

Não muito longe da entrada do santuário, Hyoga, o cavaleiro de cisne se aproximava para juntar-se a batalha, quando de repente, sente uma presença muito poderosa e maligna perto dele. Porém decide ignorar e seguir o seu caminho. Apenas para enganar a presença maligna.

Após um tempo, Hyoga sentiu um cosmo se elevar atrás de si e sentiu todo o seu corpo frio. Sentiu os seus ossos congelarem. Ele não acreditava naquele poder. Nem mesmo Camus poderia congelá-lo daquele jeito. Aquilo só poderia ser obra de um deus. – Olá cisne – disse uma voz feminina – Eu vim aqui exatamente para lhe matar.

 – Quem é você? – perguntou Hyoga se virando dificilmente

 – Meu nome é Eos, e eu sou a deusa da aurora. O meu gelo é o gelo dos deuses. O ar frio mais poderoso do mundo é um dos componentes dos meus poderosos ataques. Prepare-se para morrer Hyoga.

Eos elevou o seu cosmo, era um cosmo frio e perigoso. Muito, muito poderoso.

 – Você é uma deusa primordial. Uma das deusas mais antigas e poderosas. Porque luta ao lado de Ares?

 – Porque apesar de eu ser muito poderosa, Zeus nunca me aceitou no Olimpo por causa da filha dele, Atena, que era a sua favorita. Ares a invejava e eu também. Então, eu pensei que como eu sou uma deusa muito poderosa e Ares também, se eu me unisse a ele nós dois poderíamos tirar Atena da terra de uma vez por todas.

 – E você ainda pergunta por que Zeus não aceita você no Olimpo? Prepare-se para sentir a fúria do cavaleiro de cisne “Pó de diamante”.

 – Sinta a dor da morte congelante “tempestade mística de gelo”

Uma enorme quantidade de ar frio emanava do cosmo de Eos fazendo os ossos de Hyoga congelar por completo.

 – Me perdoe Atena, por não poder mais fazer nada para salvá-la – disse Hyoga esperando a morte, mas outro cosmo se elevou perto dele. Um cosmo muito familiar.

 – Não se desespere Hyoga – disse a voz de seu mestre Camus ao seu lado – Apenas duas pessoas vão morrer hoje e eu creio nem uma das duas será vc.

 – Mestre Camus – disse Hyoga sorridente – Tome cuidado, ela é muito poderosa, até para vc mestre.

 – Eu sei disso. É por isso que eu recorri a um plano. Vou lhes contar um segredo. Há muito tempo, antes de Atena morrer e ressurgir como Saori Kido, ela pediu uma benção à Éolo o deus dos quatro ventos, que ele a desce um bebê que cresceria e se tornaria um dos cavaleiros de Atena. Esse cavaleiro seria muito experiente em controlar os ventos frios. Esse cavaleiro é o cavaleiro de aquário. Eu sou esse cavaleiro abençoado por Atena e por Éolo.  

– O que? – disse Eos surpresa – Impossível!

 – E eu descobri uma forma de derrotá-la Eos. Usando uma técnica do deus dos ventos.

 – Eu vou matá-lo antes Camus – disse Eos – Seu tolo morra pelo meu ataque mais poderoso que é capaz de congelar até mesmo a alma da vítima. Esse ataque é tão poderoso que é capaz até de matar um deus em forma mortal. Sinta a “Avalanche suprema dos deuses”.

 – Vc foi muito tola em usar o seu ataque mais poderoso – disse Camus – Agora pague o preço por desafiar Atena “Espelho dos quatro ventos”.

Quatro pontos brancos apareceram na frente de Camus. Esses pontos se ligaram fazendo um quadrado, um espelho quadrado. O ataque de Eos atingiu o quadrado e retornou para Eos, congelando-a pouco a pouco e depois se despedaçando em diversos cacos de gelo. Eos foi morta.

 – Esse é o ataque de Éolo. Um espelho que faz o ataque do inimigo voltar para ele com quatro vezes a mesma força. Ela foi idiota em usar o seu ataque mais poderoso. Porém Hyoga, esse ataque exigiu a minha energia vital – disse Camus olhando tristemente para Hyoga – E agora terei de partir para o mundo dos mortos e quero que vc proteja Atena usando o seu máximo e sendo o novo cavaleiro de ouro de aquário.

 – Mestre Camus – disse Hyoga indo até ele, mas Camus já estava morto e a armadura de Aquário brilhava ao seu lado. Logo ela se vestiu em Hyoga que chorava.

Não muito longe dali

Hefesto estava ao lado de Atena. Um bastão estava em sua mão. Seiya estava em uma cadeira de rodas na frente dele. Hefesto bateu com o bastão na cabeça de Seiya e ele acordou chorando e dizendo: – Atena.

Hefesto havia acabado de fazer um milagre.

No Olimpo

Ares e Afrodite estavam na cama fazendo amor. Ares estava irritado, pois Hefesto conseguira fazer algo que nem Ares conseguiria fazer: libertar um mortal de um estado entre a vida e a morte.

A – Para Ares vc está me machucando – disse Afrodite, pois ele estava enfiando o seu membro muito fundo e forte na intimidade dela. Mas ele não parava, ele não estava nem aí para Afrodite.

 – Para! – disse ela chorando.

Só depois de ter chegado ao ápice foi que Ares parou e adormeceu sem nem ligar para as lágrimas de Afrodite e o sangue que escorria dela.

Na cabeça de Afrodite, as palavras de seu filho Eros não lhe saíam da cabeça: Ares não te ama.

Afrodite chorou até o amanhecer. Ela não concordava com essa guerra, pois ela era amiga de Atena. Mas Ares disse que se ela o apoiasse ele se casaria com ela. Ela tomou sua decisão, amanhã ela iria até o santuário para falar com Atena.


Notas Finais


comentem o que acharam!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...