História Os contos de Sakura. - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Visualizações 64
Palavras 1.534
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Yoooooooooooooo, good night pra quem curte uma boa sexta-feira!
Num mundo comum, eu estaria em um barzinho curtindo uma música e arrumando encrenca, mas no meu mundo ideal estou em casa digitando fics, comendo pipoca, ouvindo músicas alternativas e curtindo uns yaoi da vida *-* e a vida segue....
Espero que curtam essa continuação! Me senti extremamente excitada escrevendo OHOHOHOHO
Enjoy ;***

Capítulo 10 - Elastic heart


Fanfic / Fanfiction Os contos de Sakura. - Capítulo 10 - Elastic heart

Senti cada pontada do meu ventre cada vez mais forte a medida que o beijo se intensificava. Enlacei meus dedos em seus cabelos negros, impedindo que sua cabeça se afastasse, mas ela não dava o mínimo sinal de se afastar. Sasuke passou suas mãos ao redor de minha cintura, acariciando minhas costas e meu quadril conforme movimentava sua língua ferozmente, pedindo mais. Gemi ao receber uma leve mordida no lábio inferior, sorrindo. Estava alheia aos sons ao meu redor naquele momento. Nada de gritos, risadas, vozes conhecidas ou desconhecidas. O único som que eu ouvia era de nossa respiração descompassada e nossas línguas em movimento constante por uns bons minutos. 

Quando finalmente me senti segura para parar e encarar o estrago que tinha feito, vi um Sasuke de aparência satisfeita, sorrindo.

- Que merda, Haruno, isso não ajudou em nada....- resmungou, soltando da minha cintura e pousando uma das mãos em sua nuca, coçando a cabeça. 

Atrás dele, pude ver outra cena se desenrolando. Sasori, ainda de avental, esfregava uma Konan com muita força na parede. Era bem difícil entender seus movimentos, mas parecia um verdadeiro sexo ao ar livre. Ao ver minha expressão de desentendimento, Sasuke virou-se e bufou.

- Exibidos...

Senti uma mão em meu ombro e me assustei com a voz feminina.

- Quer ir embora, Sakura ? - era Ino, preocupada.

- Por que ? - consegui tirar um resto de voz do fundo da garganta. Não queria demonstrar  que aquela cena me deixava extremamente desconfortável. Era mais do que óbvio que Sasori queria se vingar do beijo que eu dera em Sasuke, mas então por que já tinha se relacionado com Konan antes ? 

- Bom...o Sasori tá engolindo a Konan bem ali....e eu já não gosto nada dela, uma metida....

- Eles nem são namorados. - ouvi Sasuke responder, apontando para mim e um ruivo bem descontrolado na parede.

Ino deu de ombros e me encarou novamente, esperando minha resposta. Acabei dando de ombros também e caminhei em direção à cozinha, queria algo para beber. Ainda consegui ouvir Ino ralhar com Sasuke, mas não consegui entender em relação a quê exatamente.

Abri caminho em meio a bêbados, pessoas animadas e líderes de torcida para o casal da parede. A cozinha estava vazia, exceto por Sai, que batia algumas frutas no liquidificador.

- Bem ? - acenou, descontraído.

Assenti com a cabeça , parando ao seu lado enquanto esperava o suco ficar pronto.

- Sasori se excedeu um pouco, pelo visto....

- É.

- Isso sempre acontece. - suspirou, desligando o aparelho e colocando o líquido em dois copos de vidro, me entregando um. - Toda vez é sempre a mesma putaria.

- Entre os dois ?

- Entre todos, praticamente. 

Bebi um pouco do conteúdo do copo, parecia abacaxi com hortelã. Estava muito bom. 

- Então isso já é comum....

- Não entre eles dois, já que são primos.

Cuspi o suco em toda a bancada repleta de outras bebidas e gelo espalhado.

- P-Primos ?!?

Sai concordou com a cabeça, voltando a beber sem se preocupar com o estrago que eu fizera em sua cozinha. Encheu novamente meu copo com o suco e saiu em direção à piscina, me deixando sozinha com meus pensamentos. Terminei o suco e deixei o copo dentro da pia, olhando mais uma vez para o quintal cheio de arruaceiros. O barulho ainda continuava. Resolvi me afastar um pouco da confusão e caminhei de volta ao hall. Ao redor, uma escada de madeira lustrada levava para o segundo andar. Resolvi arriscar e praticamente subi aos pulos todos os degraus, apressada. O segundo andar era ainda maior que o primeiro e levava a uma enorme sala com tv de 60 polegadas, aparelhos de som e vídeo, almofadas espalhadas em um tapete felpudo bege. Na parede, quadros de paisagens lindas assinadas de forma rebuscada, deviam custar uma fortuna. Após a grande sala, um corredor se estendia para os quartos, provavelmente. Passei rapidamente pelo centro do cômodo e encarei 6 portas fechadas ao longo do corredor. Todas pareciam trancadas, exceto a última. Com a mão na maçaneta dourada e brilhante, abri devagar e encontrei um cômodo escuro. Porém, antes que eu pudesse acender as luzes, ouvi um grito masculino e um feminino particularmente agudo.

Assustei ao encontrar uma Hinata quase despida, apenas de roupas íntimas e Naruto ao seu lado, na cama, apenas de calça.

- Ah, nossa, desculpa! - me apressei em fechar a porta.

- Saky, espera! - ouvi Naruto gritar, correndo e segurando a porta.- Entra, tudo bem...

A morena assentiu com a cabeça, cobrindo seu busto com a camiseta do garoto. Entrei no quarto, ainda envergonhada, enquanto Naruto voltava a se sentar ao lado de Hinata.

- Escuta, meio que ouvimos o que aconteceu. - o loiro começou, com uma das mãos na nuca, aparentemente o mesmo hábito de Sasuke. - Sasori, né ?

- Não entendi. - tentei fingir que não sabia. Quase impossível, já que meus olhos e minha expressão de desgosto entregava o contrário.

- Olha, Sasori é um cara bem legal, ele não é de fazer essas....coisas....ainda mais com pessoas da família. Provavelmente se sentiu enciumado com algo.

- E por que deveria ? Não somos namorados e Sasuke me disse que eles já tinham se pegado antes. - soltei de uma vez, irritada.

- Sasuke ? 

- Ele mesmo... disse que Konan tinha dito antes sobre o abdome do Sasori.

Naruto bateu a palma da outra mão no rosto, fazendo um barulho alto de tapa e assustando Hinata.

- Aquele imbecil...

- Claro que é um imbecil, já tinha pego a prima antes mesmo de eu chegar e...

- Não o Sasori! - Naruto segurou meu pulso, balançando. - Sasuke!

- O que tem ele ? - encarei Hinata, que parecia ainda mais perdida do que eu.

- Você não entendeu...

- Não, mesmo. - respondi, perplexa.

Naruto levantou da cama e pegou sua jaqueta, jogando sobre os ombros.

- Hina, me espera um instante, vou resolver uma coisa. - disse, segurando o queixo da morena e lhe dando um beijo leve no rosto.

Continuei ao lado de Hinata, sentada na cama, enquanto Naruto saia do quarto e encostava a porta. Encarei a morena, ainda desentendida.

- Vocês...é... já se conheciam ?

- Não. Na verdade, Neji já me contou dele uma vez, mas disse que era gay também.

===================================================================

Hinata - já trocada novamente-  e eu decidimos nos deitar na grande cama de casal e esperar, era o que nos restava. O quarto parecia ser de hóspedes, tinha um guarda-roupa de madeira maciça com quatro portas de um lado e uma escrivaninha do mesmo material do outro. A porta ao lado indicava um pequeno banheiro. Era aconchegante e bem iluminado. A porta abriu com um estrondo e nos levantamos, assustadas. Naruto entrou no quarto e, ao seu lado, vi uma cabeleira desgrenhada ruiva, era Sasori.

A morena se levantou apressada e correu ao lado do loiro, dando espaço para Sasori entrar no quarto. Continuei sentada na cama, tentando manter um semblante despreocupado. O loiro puxou Hinata gentilmente e saíram do quarto, fechando a porta e me deixando sozinha com o garoto. Sasori me encarou e senti suas bochechas ruborizarem. Ele rodeou em pé e apontou para a cama.

- Posso me sentar ?

Dei de ombros, observando ele sentar na cama, curvar os ombros e suspirar, de costas para mim.

- Olha...eu não sei bem como explicar...

- E por que deveria ? - tentei parecer indiferente, mas minha voz insistia em sair levemente fraca.

- Eu fiz duas coisas erradas essa noite, pelas quais não me orgulho nem um pouco. - disse, virando para mim, com um olhar de desgosto. Tentei manter minha pose. - Quase estuprei uma prima bêbada e te magoei.

Balancei minha cabeça, encarando minhas mãos em cima da cama. 

- Vou entender se não quiser me perdoar. Nem sei que eu me perdoaria...Mas queria saber algo de você antes.

Levantei minha cabeça e senti lágrimas nos olhos do ruivo. Ah, não! Eu aguentava qualquer coisa, menos ver outras pessoas chorarem.

- Por que o Sasuke ?

- Q-Que ?

- Sasuke, por que ?

- Acho que não entendi...

- Ele te odeia tanto! - Sasori bufou, se aproximando de mim na cama. - Por que beijou justo ele ?

- Me odeia ? - pisquei algumas vezes seguidas, tentando entender a frase e recalculá-la em minha mente. Lembrei do toque do moreno, do seu beijo quente. Não parecia algo de alguém que me odiava.  - Espera, ele me disse que você e da Konan antes...

- De mim e da Konan? Ah, céus, ela é minha prima! Nunca houve nada entre a gente....quer dizer, antes dessa noite.

- Então....então por que ele me falaria isso ? - senti meu rosto queimar. Minha garganta fechou e minha saliva não descia mais. Sabia que minha voz também falharia se tentasse falar novamente.

- Pra te atingir. Nos atingir.

Dobrei meus joelhos e os abracei, sentindo meu peito doer. A mão quente de Sasori passou pelo meu cabelo e acariciou meu rosto. Me deixei sentir aquele toque. Sinceramente, não estava entendendo nada daquilo. 

 

 


Notas Finais


Quero saber uma coisa: quem aqui é Time Sasori e quem é Time Sasuke! \o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...