História Os Deuses Gêmeos - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Atena (Sasha), Hades, Hypnos, Sísifos de Sagitário, Thanatos
Tags Hypnos, Thanatos, The Lost Canvas
Exibições 121
Palavras 1.542
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Harem, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 35 - Desmaio


Fanfic / Fanfiction Os Deuses Gêmeos - Capítulo 35 - Desmaio

 

Duas semanas haviam se passado, e durante essas semanas Stella recebeu a visita dos gemeis. Em uma manhã normal ela despertou e como esperava estava sozinha novamente naquele imenso quarto que aos poucos se tornava sufocante. Quando estava na presença de Thanatos ou de Hypnos esquecia os problemas, mas quando eles partiam tudo se tornava mais difícil, apenas queria voltar a viver com seus mestres.

Cansada de ficar deitada ela se levantou calmamente tocando seus pés no chão frio, sentindo um arrepio, aquele lugar aparentava estar cada dia pior. Uma batida na porta a retira de seus devaneios, mas antes de dar permissão para a entrada do indivíduo que estava do outro lado da porta, o mesmo entra e não podia ser ninguém mais, ninguém menos que o imponente Kagaho.

 

-Você está sendo bastante visitada. -Comenta o espectro em um tom malicioso. -Parece que é uma serva muito importante aos gêmeos.

-Você não deveria entrar no quarto de uma dama dessa maneira. -Responde a ruiva mudando de assunto.

-Tsc... Parece que os gêmeos receberam visitas, mas apenas Thanatos ficou para dar as boas-vindas.

-Visita? -Pergunta a menina um tanto confusa.

-Sim... -Responde Kagaho se aproximando ainda mais da serva. -O santuário, parece que também querem leva-la.

-Me levar? -Pergunta a ruiva extremamente surpresa.

-Sim, Thanatos acabou falando que você estava viva e querem leva-la, parece que ficaram com peso na consciência por terem ferido uma simples serva que nem mesmo teve coragem de ferir Atena.

-Qual cavaleiro está lutando com o senhor Thanatos? -Pergunta Stella apavorada.

-Cavaleiro de Sagitário, E o cavaleiro de câncer.

-Dois contra um... Senhor Thanatos está em apuros.

-Ele é um deus e eles apenas meros humanos.

 

Stella sabia que mesmo Kagaho sendo orgulhoso e parecer ignorar os sentimentos das pessoas, ele só estava ali para avisa-la, pois sabia que era algo que importava muito a ela, mesmo não querendo demonstrar era um bom homem.

 

-Kagaho... Eu preciso que você me leve até o senhor Thanatos, estou disposta a receber qualquer punição, mas preciso ir até ele. -Implora a ruiva abraçando o espectro que fica paralisado por alguns segundos, não sabia o que fazer, não queria desobedecer Hades, mas também não queria ver uma boa menina como ela daquela maneira.

-Se você morrer não irei me responsabilizar. -Responde o espectro cedendo.

Ele a pega no colo e deixa o quarto imponentemente, algumas servas que estavam próximas viram a cena, mas não ousaram questiona-lo. Kagaho a leva para onde estava tendo a batalha e logo a menina avista Thanatos e não consegue conter sua felicidade em vê-lo bem e grita:

 

 

-Thanatos.

 

O deus da morte ao escutar aquela voz fica surpreso e ao mesmo tempo preocupado e olha na direção da menina ficando um tanto irritado, enquanto o espectro se retirava a deixando.

 

-Stella.... O que faz aqui? Volte imediatamente para seu quarto.

-Senhor Thanatos, é perigoso lutar contra dois cavaleiros de ouro de Atena ao mesmo tempo.

-Vá embora, se você ficar aqui apenas me atrapalhara.

-Stella... -Diz Sísifo em um tom baixo.

 

Ela desvia seu olhar para o sagitariano que a olhava com culpa e com vergonha de vê-la novamente depois de tudo que houve.

 

-O que vocês estão fazendo aqui, essa é uma luta injusta.

-Stella... -Chama Sísifo se aproximando. -Minha intenção não era lutar, mas Manigold não perdeu a oportunidade de vir até aqui.

-Não se aproxime. -Pede Stella um tanto assustada recuando.

-Acho que eu lhe devo desculpas, mas o exército de Hades não é lugar para uma menina de bom coração... Atena quer que você vá para o santuário, pois ao lado dos gêmeos você só encontrara a derrota. Se você deixar essa vida de maldades ainda poderá ser salva, sua alma ainda não foi corrompida.

-Porque está me dizendo isso, tentei matar Atena uma vez e agora estão tentando me levar para perto dela novamente.

-É o desejo da própria Atena... Mesmo indo para o santuário com intenções maldosas ela sabia que você era uma boa menina.

-Você dará ouvidos, Stella? -Pergunta Thanatos interrompendo pela primeira vez. -Lembre-se que esse mesmo homem não hesitou em ataca-la.

-Confesso meu erro... Nunca mais consegui dormir em paz relembrando aquela cena. -Confessa o sagitariano humildemente.

-Está com medo de ser trocado, deus da morte? -Provoca Manigold “ajudando” o amigo a dispersar aquele clima de culpa.

-Quem você escolhe, Stella? Só espero que não seja ingrata a esse ponto. -O moreno diz aquelas palavras em um tom ameaçador assim como seu olhar.

-Eu nunca deixaria o senhor Thanatos e o senhor Hypnos, vocês apenas conhecem esse lado inimigo dos gêmeos, mas eles não são assim comigo e eu os devo muito, minha curta vida não permitirá que eu retribua nem metade ... Só sairei do lado deles quando minha presença não for mais precisa.

-Que lindo, falou muito bonito. -Diz Manigold irônico batendo palmas. -Me comoveu... Não vem me dizer que você está apaixonada.

-E se eu tiver? – Eles não esperavam que ela disse aquilo e até mesmo Thanatos ficou surpreso, mas tentou ao máximo não demonstrar. -Sou uma humana frágil e não estou livre desses sentimentos... Chego a ser uma tola para meus mestres.

-Se eu fosse você me apaixonaria pelo Hypnos, pois o pouco tempo que passei com Thanatos percebi que ele é mal-humorado e mandão... Meu mestre contou que Hypnos é mais paciente e calmo. -O azulado não perdia a oportunidade de continuar provocando o deus da morte.

-Como ousa humano insignificante.

 

Thanatos atacaria Manigold, mas outra coisa o chamou atenção. Sísifo estava frente a Stella segurando seu braço, provavelmente tentando convence-la de ir para o santuário com eles. O deus furioso acaba agindo por impulso e nem pensa antes de atacar, lançando uma esfera roxa com descargas na direção do sagitariano e só depois se deu conta que também a atingiria, mais uma vez agiu sem pensar e poderia feri-la. O deus da morte pensou que não daria tempo, mas agiu o mais rápido que pode a tirando de lá, levando a para seu lado. Tudo aconteceu muito rápido e ao perceber que estava a salva respirou aliviada, o moreno a segurava pela cintura e só se deu conta depois a soltando.

Com ajuda de Manigold Sísifo havia conseguido parar o ataque, sofrendo poucos danos, afinal, Thanatos não havia os atacando com toda sua força.

 

-Sísifo quer nos matar mexendo com a namorada dos outros...

-Não fale besteiras Manigold.

-Se algum homem interessante mexesse com Atena você também ficaria assim.

-Manigold só uma pergunta... Você está contra mim ou ao meu favor? Você que esta tentando nos matar falando algo do tipo.

 

“Namorada” Aquela palavra soava estranho a Thanatos que acabou se distraindo com a situação, será que estava tão na cara seus sentimentos? Pensava ele aflito. Enquanto isso ela prestava atenção nos dourados conversando e ria baixinho, pois Manigold era divertido até em momentos difíceis e porque Sísifo havia corado quando tocaram no nome de Atena. O deus da morte olhou para o lado e viu aquele sorriso tão belo e sincero, sem maldade alguma e só pensava em tira-la daquele local com medo da mudança de ideia e medo de vê-la se ferir novamente.

 

-Chega de brincadeiras... Vamos acabar logo, essa batalha já demorou muito tempo. -Diz o deus da morte em um tom autoritário.

-Não sabia que o deus da morte podia ler mentes. -Ri Manigold se posicionando para uma batalha séria.

-Stella, se afaste. -Pede o moreno baixo.

-Vocês não precisam lutar...

-Cale-se e se afaste.

-Não seja selado, pois na próxima guerra santa eu não estarei mais aqui. -Sussurra a ruiva baixo.

 

O que uma mera humana poderia fazer diante das ordens de um deus, sem opções ela se afastou, mas queria ter forças para impedi-los de lutar, mortes eram sempre ruins, pois assim como ela esperava pela a vitória de Thanatos, Atena esperava pelos seus amados cavaleiros e não importava quem perdesse, pois alguém sofreria.

A luta logo começou, Stella observava aflita, com uma sensação horrível em seu coração em presenciar algo do tipo e não podia negar que os ataques de Thanatos a deixavam com medo. Logo sua visão foi ficando turva, inesperadamente a deixando confusa, a procura de equilíbrio se apoiou em um pilar, mas sentiu suas forças de esvaindo aos poucos e sua visão ficar cada vez mais escura até perder a consciência e desmaiar. Ao ver aquela cena, o deus da morte ficou sem reação e se distraiu, sendo atingido no rosto, mas o ataque do cavaleiro de câncer apenas fez um corte em seu belo rosto. Sem pensar duas vezes ele deixou seu orgulho de lado abandonando a luta indo até a menina que estava no chão a pegando no colo com cuidado. Sua pele estava ainda mais pálida que o normal, Thanatos observava cada detalhe de seu rosto adormecido.

 

-Stella... -Diz Sísifo preocupado.

-Vocês tiveram sorte... Irei me retirar e deixarei vocês viveram mais um pouco, mas da próxima vez que nos reencontrarmos será diferente.

-Calma ai, você é o Thanatos mesmo ? Abandonando uma luta por uma espécie que você odeia.

-Tsc... Não abuse da sorte.

 

O deus se retira com a menina em seus braços, tentava ao máximo não demonstrar, mas estava muito preocupado, pois foi tão repentino.


Notas Finais


Demorei muito, estava escrevendo essa capitulo a muita tempo, mas acabei demorando por uma questão de tempo e saúde... Desculpem *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...