História Os Deuses Gêmeos - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Atena (Sasha), Hades, Hypnos, Sísifos de Sagitário, Thanatos
Tags Hypnos, Thanatos, The Lost Canvas
Exibições 96
Palavras 1.297
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Harem, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 37 - Volta


Fanfic / Fanfiction Os Deuses Gêmeos - Capítulo 37 - Volta

Os gêmeos chegaram ao quarto de uma maneira autoritária, deixando Stella um tanto confusa. Logo as duas figuras masculinas se colocaram frente a cama como se fossem um “escudo”.

 

-Senhor Hypnos... Senhor Thanatos. -Sussurra a ruiva se sentando na cama.

-Que bom que você está bem, Stella. -Comenta Hypnos olhando de canto para ela.

-Realmente você está aqui. -O dono daquela voz fria havia chegado ao local, causando arrepios na humana. -Mais uma vez atrapalhou Thanatos e Hypnos... Você até parece que está ao lado do santuário.

-Se retirar foi uma decisão minha. -Retruca o deus da morte sem medo.

-Thanatos abandonando uma luta, realmente é algo muito divertido. -Hades fala ironicamente o provocando.

-Por que o imperador Hades veio até aqui? -Pergunta Hypnos mudando de assunto, conhecendo seu irmão sabia que se Hades continuasse a provoca-lo uma nova batalha se iniciaria.

-Vim busca-la... Hypnos e Thanatos, espero que vocês me tragam resultados logo, pois não preciso de piões inúteis basta eu descarta-los quando quiser. -O deus do submundo fala de uma maneira intimidadora se aproximando da cama.

 

Hypnos sendo o mais sábio abriu caminho, mas Thanatos permaneceu sem se mover o encarando, sem medo algum e Hades aceitou o desafio. Ambos se encaravam como se fossem os piores inimigos e o deus continuava a se aproximar. O deus do sono mudou sua expressão, ele parecia assustado com a atitude audaciosa e a preocupação do loiro não passou despercebida por Stella.

 

-Saia do caminho, Thanatos. -Pede o gêmeo. -Thanatos.

-Vai mesmo se arriscar por uma humana? -Provoca Hades.

-Está tudo bem, Thanatos. -Stella percebendo que aquilo poderia se tornar uma luta extremamente perigosa, se levanta e entra na frente do deus da morte o abraçando. 

-Não lhe dei permissão para me tocar. -Diz o moreno desviando seu olhar para ela.

 

Stella estava aliviada, pois havia conseguido desviar a atenção do deus da morte para ela, pois Hades não o pouparia se ele permanecesse a desafia-lo.

 

-Me perdoe. -Se desculpa ela se afastando.

-Parece que essa humana raciocina mais que você, Thanatos. -Provoca o deus do submundo. -Vamos, Stella.

 

Hades deu as costas para se retirar do local, Stella olhou para os gêmeos e sorriu como forma de agradecimento pela preocupação e logo correu para perto do outro deus partindo.

 

-Ela nem imagina que provavelmente esteja carregando uma criança. -Comenta Hypnos vendo a inocência. -Ela ainda é uma criança.

-Uma idiota se intrometendo dessa maneira, até parece que não se importa com sua vida. -Responde Thanatos irritado.

-Você que está sempre sendo imprudente a colocando em risco.

-Cale-se. -Ordena o moreno em seu tom autoritário se retirando em seguida.

 

***

 

Hades retornou trazendo Stella com ele, Pandora e Kagaho os aguardavam ajoelhados demonstrando o respeito pela volta do deus.

 

-Kagaho, leve Stella a prisão do castelo. -Ordena o moreno.

-Mas imperador Hades, o senhor disse aos gêmeos que a trataria bem. –Relembra Pandora.

-Eles me desobedeceram e essa será a punição deles e dela também. -Responde o deus desviando seu olhar para a menina.

-Está tudo bem, quando eu sai estava disposta a receber qualquer punição.

 

Stella caminha até Kagaho que deixa a sala sendo seguido por ela. Logo já estavam na prisão do castelo de Hades, onde a ruiva adentra uma sela e o espectro a fecha.

 

-Pense antes de agir de maneira imprudente novamente.

-Está tudo bem, não me arrependo... Precisava tomar um ar puro.

 

Kagaho deixa o local, não se sentia bem em fazer algo do tipo com uma menina como ela, mas eram ordens de seu superior.

Ainda se sentindo exausta, ela se sentou querendo que aquele mal-estar passasse logo, era tão estranho aquela sensação.

 

***

Thanatos ainda não conformado com a situação estava pensativo, tudo estava tão bagunçado para uma guerra, a última coisa que eles pensavam eram em lutar. O deus da morte se sentia desmotivado, não tinha o mesmo prazer das outras vezes em entrar em uma batalha.

 

-Thanatos. -Chama seu irmão.

-O que você quer, Hypnos? -Pergunta o moreno irritado pela interrupção.

 

Ao se virar o moreno fica surpreso ao ver Hypnos acompanhado por Lyra, ela havia ido embora, o que fazia ali novamente depois de tudo, Thanatos pensava.

 

-O que significa isso?

-Trouxe Lyra novamente.

-Não estou cego, estou vendo.... Quero saber o motivo.

-Impaciente como sempre. Stella precisa de alguém que tenha contato diretamente conosco nesse momento.

-Você confia nessa mulher para deixa-la se aproximar de Stella novamente?

-Ela já está ciente do que acontecera caso tente algo. -Diz Hypnos a olhando de uma maneira ameaçadora.

-Me perdoem. -Se desculpa a serva se ajoelhando. -Me arrepende de tudo que fiz, Stella é como uma filha para mim, não sei como agi daquela maneira vergonhosa, estou feliz pela gravidez dela e farei o possível para ajudá-la, essa será uma maneira de me redimir.

-Ela não pode saber que está gravida, não por enquanto. -Avisa Hypnos.

-Entendo, não direi nada, apenas cuidarei para que ela e o bebe fiquem bem.

-Você acha que Hades nos deixara coloca-la com Stella dessa maneira? -Pergunta Thanatos.

-Conversarei com ele, porém não direi que ela está à espera de uma criança nossa, pois ele poderá usar isso para nos ameaçar.

-Ele não é bobo, logo percebera se ela continuar a passar mal dessa maneira.

-Até que ele descubra teremos esse tempo para fazermos nossa parte na guerra santa ou até mesmo acabar com Atena. -Responde Hypnos calculando seus passos como de costume.

-Nos deixe a sós, Lyra. -Pede o deus da morte.

-Sim, licença. -A serva se retira.

-Você vai mesmo confiar na Lyra, Hypnos?

-Sim, porque não?  -Responde o deus do sono calmamente.

-Ela já ficou gravida de nós também, mas perdeu a criança. Se ela já invejava Stella, por ter nossa atenção, imagina agora que ela está a esperar um filho nosso... Stella estar a carregar e gerar um filho que ela não conseguiu. -Thanatos lembra de uma situação que aconteceu anos atrás.

-Ela sofreu muito quando soube que havia perdido a criança, mas logo depois Stella chegou e o “substituiu” amenizando a dor, então essa angustia deve ter diminuído. -Explica o loiro.

-Mas agora ela cresceu e se tornou uma mulher igualmente a Lyra, ela não a vê mais como uma filha e sim como uma rival que está tomando tudo que é dela.

-Stella não pode saber que Lyra também já engravidou de nós, creio que será desconfortável. Nunca soubemos se o filho de Lyra pertencia a mim ou a você, mas agora é passado, temos que cuidar dessa criança, como não cuidamos da outra... Me sinto um tanto mal, pois a desprezei sem nem mesmo saber se era meu, agora estou feliz. -Hypnos diz aquelas palavras sentindo um peso.

-Lyra tem toda razão em odiá-la, assim como ela, Stella também é uma serva, mas nós não a usamos como usávamos Lyra. Engravida-la foi apenas um acidente e nós não ficamos feliz, vimos aquilo como um erro. -Relembra Thanatos normalmente, não se sentia culpado.

-Também não planejamos engravidar Stella, mas diferente de Lyra nós gostamos dela e estamos um tanto felizes com essa criança. Sinceramente não queria que isso acontecesse em uma situação como essa, estamos em uma guerra, nem Stella nem a criança terá paz... Eu não esperava que isso iria acontecer tão rápido.

-Lyra está vendo a preocupação que estamos tendo que não tivemos com ela e pode tentar algo.

-Ela não tentara, Thanatos... É estranho vê-lo preocupado com uma vida, algo tão banal para um deus da morte. Parece que nós dois fizemos coisas erradas, mas não esperávamos o resultado agora. Ela realmente nos enlouquece e acabamos agindo sem pensar. Sinceramente você parece outro Thanatos, gosto de conversar com esse outro Thanatos que raramente aparece.

-Não diga besteiras. -Responde o deus da morte se retirando do local.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...