História Os dois lados - Capítulo 145


Escrita por: ~

Visualizações 99
Palavras 800
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 145 - Aprontando


Horas depois, Adrien e Nino voltaram pra casa do moreno.

- Caraaaaa que filme animal!!!!

- Também achei, e na hora que o cara arranca a cabeça da mulher!? Irado!!!- Adrien disse quase pirando 

- Será que sua mulher morreu lá dentro?

- Nem brinca! Aaaaaaaahhhhh, agora admitiu que ela é minha?

- Não.

- Mas você...

- Não.

- Eu.. 

- Não.

- Você.. .

- Não.

- Vou contar pra Alya que você acha a Mary mais bonita do que ela.- Adrien disse rindo

- O que!? Não!!! Minha deusa arranca a minha pele e faz um tapete novo! Faz isso Não!

- Medroso.

- Vai me dizer que você não cala a boca na hora quando a Mari diz Agreste?

- Eu tenho MEDO da Mari. 

- E eu da Alya!

- Quando ela me chama de Agreste eu tô perdido. É assim desde sempre. 

- A Aly já nem fala mais nada. Só me olha e eu sinto o sangue gelar.

- Incrível....

- O que?

- Somos totalmente loucos por  essas mulheres. 

- Absoluta e completamente.

- Elas conseguem tudo o que querem com um sorriso 

- E é desse sorriso que esses dois idiotas apaixonados aqui precisam todos os dias.

- Não Sei o que seria de mim se um dia acordasse e a Mari não tivesse roncando do meu lado.

- Não acho que seria normal acordar todos os dias e  não sentir o cheiro de comida queimando nas tentativas fracassadas da Aly na cozinha. Sério, minha deusa é um desastre na cozinha. Sorte sua que minha irmã manda muito.

- Quem disse que eu deixo a Mari cozinhar? Não mesmo. Minha princesa não nasceu pra isso. 

- Isso aí! Deixa eu saber que você tá fazendo a Sereia trabalhar.... arranco sua garganta.

- Eu nunca deixaria a Mari trabalhar. Não desse jeito.

- Cara, você deu muita sorte mesmo. Mulher como ela nem aqui nem na China. Na verdade... aqui sim. A Aly. Mas essa já não tá mais disponível.

- Se é que um dia esteve. Alya sempre aparecia com um ficante novo. A gente conhecia um por semana.

- Mais pessoas pra minha lista de "detesto" por semana.

- Você é muito ciumento.

- Diz a pessoa que quase trancou o Nathaniel na sala pra poder chamar a melhor amiga pro baile.

- Esse ruivo tava me provocando. A Mari já era minha, Ele sabia disso e mesmo assim insistiu.

- Ela já era sua? Como assim, cara? Ela ainda era sua melhor amiga, podia muito bem ir com quem quiser.

- Mas antes disso, ela já tava com o Chat.... Então.. . É minha e não se fala mais nisso.

- Possesivo.

- Realista. Ela já era minha.

- Então por que tava preocupado com Nathaniel!?

- Eu sei lá, cara. Sou uma pessoa insegura, sabe disso. E a Mari é bonita e perfeita  de mais pra ficar boiando por aí esperando o " gatinho preto" dar as verdadeiras caras.

- A história de vocês daria uma série.

- Vai sonhando, Nino. Vai sonhando...

- Acha que devemos ficar aqui?

- Na real? Não. Vamos lá pra casa?

- Partiu.

Os dois saíram. Lá dentro,Mari e Alya conversavam:

- Então... amigas de novo?

- Não. Melhores amigas de novo - Mari sorriu e abraçou Aly 

- Cinema?

- Eu super topo.

-Só preciso fazer uma coisa antes

Ligação Mari/Adrien on 

- Loiro...

- Aqui amor.

- Eu vou sair. Não precisa mais me buscar.

- Tá bom então. Eu e o Nino estamos aqui em casa.

- Ok, divirtam-se. Beijo, te amo.

- Também te amo. Beijo 

Ligação Mari/Adrien off 

Ligação Mari/Yin On 

- Já saiu daí?

- Não...

- O encontro é que horas?

- Daqui a quinze minutos.

- Você vai, Não vai?

- Vou. Só tô meio nervoso.

- Vai dar tudo certo, Yin. Mais tarde eu vou pra sua casa e você me conta tudo. Chama a Mary e a HanHan também.

- Claro! Se não chamasse essas duas iriam acabar comigo. A Mary quase me matou quando descobriu que eu tinha ... isso pra ir e não contei pra ela.

- Bem a cara da Mary fazer isso mesmo - Mari riu 

- Então tá, vocês três lá em casa mais tarde. Aproveita e me conta o que aconteceu aí.

- Acho que as meninas também vão querer saber....

- Com toda certeza!- Hanna interrompeu a ligação gritando 

- Sai pra lá sua doida! Tô tentando ter uma conversa civilizada com minha amiga aqui, da licença!? - Yin gritou de volta - A Han não bate bem da cabeça não, viu. Então tá, tenho que ir, beijo. Até mais tarde

- Vê lá o que você vai aprontar, Yin. Beijo, até 

Ligação Mari/Yin off 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...