História Os dois lados - Capítulo 150


Escrita por: ~

Visualizações 82
Palavras 752
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 150 - Será?


- Thau, Jack- ela foi pro quarto 

- Não vai me falar, Não?

- Não - ela gritou de lá de dentro 

- Então só me diz se é pra casa de homem ou de mulher.

- Homem. Pronto? Feliz? Espero que sim. Não me atormenta mais, não me liga, não tenho horário pra voltar, beijo, Thau. - saiu batendo a porta e deixando um Jack quase morto de ciúmes. 

- Mary!!!!!!

Ela ouviu mas ignorou. Não tinha que dar satisfações para Jack. Ele não era dono dela.Cinco horas. Como não teria treino, Mari decidiu ir pra casa dos pais com Hanna, Adrien foi ao aeroporto esperar Gabriel e Nathalie, Yin ligou para a mãe, Sophie foi visitar uma amiga, Louis ficou em casa, Jack ainda se remoia de ciúmes e Mary andava por Paris para fotografar.

- Oi Mãe!!!!!!!!!- Mari entrou gritando na padaria, quase matando Sabine do coração

 - Minha filha, não faz isso! Eu tô velha, criatura! Quer me matar do coração?!

-  desculpa.- riu 

- E Então? Cadê o Adrien?

- Mãe! Sua filha sou Eu! E essa é a casa dos MEUS pais então eu posso vir sozinha! 

- Sozinha? Eu não tô aqui não?- Hanna disse rindo 

-  Você entendeu, Han.

- Oi,Hanna!

- Oi,Sabine! 

- Tudo bem?

- Ah, mãe. Pra essa aqui, tudo ótimo. Ela tá namorando!!!

- Mari!!!!

- Sério!? Com quem!?

- Esse é o problema, mãe. Ela não disse ainda. Mas o caso tá sério, cadeado na ponte e tudo.

- Você não pode falar nada. O seu tá lá também.

- É o que!? Filha! Me conta isso!!

As três conversaram e riram durante muito tempo. Nem viram a hora passar. Com Adrien, Gabriel e Nathalie foi a mesma coisa, assim como com Yin e Sophie. Mas para Jack, o tempo praticamente parou.

- Dylan... por que eu tô assim?- Jack perguntava encarando o teto

- Ah, garoto. Você sabe o motivo.

- Sei?

- Sabe. E não quer acreditar.

- Mas ela é a minha melhor amiga!

- Exato. Aquele amigo seu, o loiro. Se apaixonou pela melhor amiga e eles vão se casar. É a coisa mais comum do mundo.

- Mas a Mari já gostava dele. Eu nem sei se a Mary realmente  vai com a minha cara.

- Ela não te chamou pra morar aqui com ela? Então. Ela não é sua melhor amiga? Então. 

- Mas, Dylan.... Se ela me amasse, não seria tão grossa.

- Já cogitou a hipótese desse ser o jeito dela? 

- Será? Será que ela gosta de mim e esse é o jeito dela demonstrar?

- Eu não sei. Mas pelo o que o Harvey me diz, ela é assim com todo mundo. Bom, menos a namorada do seu amigo, o japonês e a garota de óculos vermelhos.

- Viu? Ela gosta deles. Não de mim

- Eu chuto que ela gosta. Se não gostasse não vivia te provocando pra ver até onde você vai.

- Você bem que podia ter razão.

- Por que você não a pergunta, Jack? Vai que ela gosta de você?

- É doido, é?! Ela nunca ia me responder! É perigoso até de eu sair com uma katana na garganta.

- Você é muito medroso.

- Ela é uma Elemental do fogo, Dylan!!! 

- A namorada do seu amigo também. E ela é mais poderosa e perigosa do que a Mary ainda. E ela ainda não matou seu amigo. Não custa nada tentar.

- Segundo o Adrien, vontade pra ela não falta. Pra Mary então.. . Se a Mari, a segunda pessoa mais calma que eu conheço não falta vontade de matar o namorado/melhor amigo, imagina o que a Mary vai fazer comigo!?

- Se você não tentar nunca vai saber 

- Acho que tenho medo de tentar

- Então você vai ficar fitando o teto, me fazendo de terapeuta enquanto ela tá com alguém o resto da vida.

- Nem brinca!

- Então vai logo.

- Eu vou. Mas primeiro preciso de provas. Vou ligar pro Adrien e pro Nino. Não, melhor não. A Alya não vai muito com a cara da Mary, ligar pro Nino não vai me adiantar nada.

- Acho que entendi o que você quer. Vai ligar pro seu melhor amigo e fazer ele te ajudar. Já que a namorada dele é a melhor amiga da Mary. Vai tentar obter informações. Esperto ....

- Eu só ia pedir pra ele me dizer pra onde a  Mary ia- ele riu  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...