História Os Donos da Rua - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Ação, Gaara, Hinata, Ino, Matsuri, Naruto, Neji, Romance, Sai, Sakura, Sasuke, Shikamaru, Temari, Tenten
Exibições 84
Palavras 2.532
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal, desculpe a demora para postar hoje, estava meio corrido meu dia e não consegui postar mais cedo.

Bom dane-se vamos ao capítulo :D

Espero que gostem do capítulo de hoje, boa leitura.

Capítulo 8 - Esbarrando com o Destino - Parte 2 - 2


Fanfic / Fanfiction Os Donos da Rua - Capítulo 8 - Esbarrando com o Destino - Parte 2 - 2

Apartamento das Meninas – Dia Seguinte

– Aquilo ontem me deixou um pouco assustada, sorte que aqueles garotos estavam por lá para nos ajudar. – diz, ainda com seu pijama sentada sobre a cama.

– Ino os esquece aqueles garotos, eles não servem para nós, só pegamos carona com eles por que precisávamos com urgência, então os esqueça. – reclama, batendo a mão no colchão, olhando para a loira.

– Calma Saky, eles não pareciam ser tão ruins assim. Espera um pouco, você esta gostando daquele moreno lá é? – pergunta sorrindo de canto, olhando para ela.

– Cla-cla-claro que não, de onde tirou essa idéia Tenten. – resmunga, entre gaguejos. – Se arrumem logo, precisamos ir para a aula. – diz, levantando-se e indo em direção ao banheiro.

– Ei Saky aquele ali não é ele. – comenta, apontando para a janela.

– CALA A BOCA! – grita dentro do banheiro, batendo a porta.

Do lado de fora, todas as outras riram da rosada, cada uma tinha tido uma queda pelos rapazes, mas gostavam de perturbar a rosada por causa de sua forma autoritária.

– E você Ino, você também ta bem animada, se interessou pelo seu motorista foi. – diz, sentando ao lado da loira.

– Bom o que posso dizer, bem raro encontrar um cara como aquele aqui pela cidade, não me impressiona ele ser de fora. – comenta, com um sorriso bobo no rosto.

Olhando para a loira, percebem que ela estava falando serio, até o momento era apenas uma brincadeira, no entanto, descobriram que ela estava mais seria que o comum.

– Ei Ino você esta gostando do cara mesmo? – pergunta, se abaixando na frente dela.

– Hi-hi-hina se você me perguntar isso assim, vou ficar sem como responder. Mais sim, estou interessada nele sim. – responde abaixando o rosto e apertando suas mãos.

– Isso é bom Ino, não precisa se envergonhar. Estou feliz por você, mas sabe que se ele não é daqui então é provável que vá embora, não queremos que você se machuque depois, então pense bem no que vai se meter. – segura as mãos da loira e olha fixo para ela.

– Obrigada Hina, mas não pretendo revelar isso a ele. – diz sorrindo meio triste. – Sabe tenho a faculdade e também tenho vocês, mesmo que desse certo entre ele e eu, um dia ele vai embora e como ficaríamos; então é melhor deixar do jeito que esta. – completa sua frase, levantando-se e indo até o outro banheiro da casa.

Hinata e as outras ficaram paradas a observando, cada uma entendia um pouco do que a loira estava passando no momento, mas não tinham certeza se aquela era a melhor opção, às vezes um amor vivido é melhor que um amor reprimido, mesmo que seja apenas por pouco tempo.

[...]

Dentro do carro o silencio era inquietante, tentando animar um pouco as coisas Temari liga o som, as batidas do som chamava a atenção das pessoas na rua para elas, mesmo assim não se importaram e aos poucos foram se soltando começando a cantar alto a musica.

Seguindo em direção a universidade, logo que se aproximaram dos portões abaixaram o som, momentos depois estacionaram o carro e desceram, seguindo a pé até o portão de entrada. Passaram pela catraca de acesso e finalmente estavam dentro do estabelecimento.

– Hoje não é dia de prova não né? – pergunta, tentando recordar o que teria na aula de hoje.

– Não Matsuri, hoje não é dia de prova, serio você tem que cuidar dessa sua cabeça. – brinca com a morena, dando um leve toque com a mão fechada na cabeça dela.

– Temari pare com isso, isso machuca. – resmunga, passando a mão sobre o local do toque.

Rindo em conjunto do rosto que a Matsuri fez, continuaram seguindo em direção a classe delas, logo que entraram na sala de aula se sentaram em suas cadeiras e abriram seus cadernos.

Estacionamento do Hotel – dez horas da manhã

– Aquela corrida, quando vamos marcá-la? – pergunta, parado junto com todos na rodinha que fizeram.

– A qualquer momento, basta vocês informar o dia que estarei lá. – responde ao lado, com seu olhar frio de sempre.

– Naruto e Sasuke, vocês estão bem interessados nessa corrida, acho que vocês querem mais é correr entre si e não contra todos nós. – comenta, cruzando seus braços e olhando para os dois que estavam em dialogo.

– Você esta errado Shikamaru, meu objetivo é ganhar de todos os melhores corredores, o único motivo do meu interesse em correr contra o Naruto é mera infantilidade minha. – diz em resposta, olhando de canto para o Shikamaru.

– Pretende correr contra todos, até mesmo contra o motorista fantasma? – pergunta, olhando para o Sasuke, deixando todos em silencio.

– Sai essa lenda urbana nunca foi comprovado, um homem que mata sem ser visto, algo muito sobrenatural não acha?! – diz, descruzando seus braços.

– Não Neji, quem esta errado é você. Esse corredor existe realmente, mas ele é criterioso sobre seus alvos, apenas corredores que tenham os nomes no auge, assim como minha mãe adotiva. – sussurra o final, recordando de quando Konan foi presa. – Entretanto, ela foi à única que conseguiu sobreviver ao ataque, mas nesse momento se encontra pressa, sem uma data estipulada para ser libertada. – suspira chateado, olhando para o canto.

Os cinco olham para o loiro e ficam sem compreender, aqueles que correm ilegalmente, conhecem muito bem o quanto precisam correr mais que a polícia para se manter vivo nas ruas. Ocasionalmente aqueles que são presos, raramente tinham sua liberdade decretada, dependendo do país e da velocidade que estão.

– Mais o que é e quem é esse tal de motorista fantasma? – pergunta, tentando entender mais sobre o assunto.

– Não é apenas uma lenda urbana; ele é real. O nome “motorista fantasma” ou ”Ghost Driver” é apenas para assustar, mas ele faz parte de um grupo mercenário que mata corredores, essa é a única verdade sobre os boatos. – comenta Naruto, começando a caminhar pelo estacionamento, guiando os outros.

– Ghost Driver, gostei desse nome. – diz, sorrindo de canto.

– Você é aquele tipo de pessoa que não teme nada, certo Sasuke. Pois bem, acho bom começar a sentir medo, logo mais o medo vai ser seu maior aliado ou o maior pesadelo. – fala, chamando a atenção do moreno.

– Pessoal. – diz, parando mais atrás, vendo todos olhar para ele.

– Diga Sai, o que foi? – pergunta, estranhando o motivo de o moreno parar de andar.

– Pode parecer uma pergunta idiota, mas gostaria que me respondessem uma coisa. – explica, suspirando e tentando achar a melhor forma para começar a falar. – O que significa ficar pensando em uma pessoa, mesmo não querendo e tentando prestar atenção em outra coisa, mas voltando a pensar nela. – diz meio desajeitado, olhando e notando que nenhum deles havia entendido nada que ele disse.

Parados e o observando, começaram a pensar sobre o que ele havia dito: Pensar em alguém mesmo não querendo, e quando tenta pensar em outra coisa volta a pensar neste alguém. Parecia com livro de romance, nenhum deles entendia muito bem sobre o assunto, nunca tinham vivido um romance para saber como deveriam pensar.

– Cara. Sinto muito. Não conheço muito sobre o assunto, vou ficar lhe devendo essa resposta. – responde Gaara, coçando sua cabeça.

– Minha resposta é a mesma, também não conheço nada sobre. – concorda Shikamaru com a resposta do Gaara.

Todos os outros também negam com a cabeça, exceção do Neji que ficou em silencio e acabou sendo o centro dos olhares.

– Também nunca tive experiência do tipo, no entanto, provavelmente você esteja gostando dessa pessoa. – diz, olhando fixamente para o moreno que tinha a duvida.

– Gostando, mas como isso é possível, só a vi uma vez e não trocamos uma única palavra. – comenta, se assustando com a possibilidade. – mesmo assim, quem garante que ela sinta algo por mim. – encosta sobre a carroceria de um veiculo e leva suas mãos a cabeça.

Naruto se aproxima do rapaz e encosta no ombro dele, começa a pensar em algo que possa ajudar o colega e logo tem uma idéia.

– Muito bem, que tal voltarmos hoje a aquela boate novamente. – diz, sorrindo de canto.

– Não é uma má idéia, você pode lançar um desafio e se ganhar a chama para um encontro, simples assim. – aumentando a idéia, já bolando um plano.

– Shikamaru você é um gênio. – concorda com o moreno, levantando o Sai e o balançando. – Vamos lá Sai, manda esse desanimo pra longe e vá se preparando. – diz, dando um tapa nas costas do rapaz.

Gaara, Sasuke, Neji e Shikamaru começaram a rir ao ver a cara de dor do Sai. Todos já haviam se acostumado um ao outro e já até tinham notando que o loiro era o mais animado do grupo, mas antes de tudo mesmo com a amizade, cada um tinha um objetivo diferente para estar ali e enquanto não os cumprisse não poderiam se dar ao luxo de distrair-se com qualquer coisa.

Mais tarde Naquele mesmo Dia – Boate

Com a alta musica e os jogos de luzes enfeitando o ambiente da boate, novamente os rapazes se encontravam sentados ao bar do estabelecimento, conversando enquanto secavam a primeira garrafa de whisky.

– Então galera, estive pensando sobre o desafio, acho que não vou fazer o desafio. – diz, meio gritando para que todos ouvissem. – Vou pedir a ela, acho que assim não vai parecer que estou a comprando ou algo assim. – sorri confiante em sua escolha.

– Você que decide Sai. – vira outro copo de whisky, garganta a baixo. – Estamos torcendo por você. – bate o fundo do copo no balcão e olha para o moreno.

A festa continuava no local e até o momento nada das dançarinas virem, todos estava começando a achar que naquele dia não teria o show das garotas, porem seus ânimos voltaram a ferver quando a apresentadora principal apareceu para anunciar a vinda das garotas.

Todos foram aos delírios quando as seis entraram juntas, usando fantasias bem curtinhas. Todas ficaram ao meio do palco e começaram a dançar juntas, fazendo uma linha reta, uma atrás da outra, com a de trás segurando a cintura da que estava na sua frente.

A formação estava da seguinte forma Sakura, Hinata, Tenten, Ino, Temari e Matsuri. Enquanto a mão esquerda estava na bunda uma da outra o dedo indicador da mão direita, era colocado de forma sexy entre os lábios.

– Essa mascara. – diz, olhando atento para as mascaras nos rostos das garotas. – por que será que elas usam aquilo? – pergunta, bebendo outra dose ainda as olhando.

– Provavelmente para esconder suas identidades, lembram ontem quando elas se assustaram por causa da polícia, provavelmente elas tenham medo de serem descobertas e expulsas da universidade. – Responde ao ruivo, se levantando e caminhando em direção ao banheiro.

Olhando o Sasuke ir ao banheiro, os outros voltaram a assistir ao show, enquanto isso o Sai aguardava o momento em que elas ficariam sozinhas para ir até a Ino, o que não havia ocorrido ainda.

– Acho que hoje não vai ter show solo, se continuar assim o Sai não vai conseguir fazer o pedido para a loirinha. – sussurra aos outros, evitando deixar que o Sai ouvisse.

Todas fitam o Sai e sorriem de canto, momentos depois o Sasuke retorna e eles falam sobre o plano para o moreno, ouvindo com atenção e entendendo a situação concorda com a idéia deles e decide entrar, mesmo não indo com a cara da sua parceira.

– Certo. Cada um já sabe a que vai tirar para dançar, quando estiverem todos lá fechem a visão do publico para o Sai conseguir sair com a garota. – confirma o plano antes de o executarem.

Concordando com o Shikamaru, vão até o Sai e Naruto junto com o Gaara abraça o moreno pelo ombro, começando a guiá-lo pelo salão até aproximarem-se do palco.

– EI MENINAS, PODEMOS SUBIR ATÉ AI? – grita o loiro, sorrindo para elas quando suas atenções focaram-se neles.

Como era parte do trabalho delas, não poderiam negar; na verdade até poderiam, mas os pretendes da dança na visão delas, valeria apena o esforço.

Cada uma se soltou e foi até a lateral do palco, estenderam as mãos até os garotos e os ajudaram a subir. Todos se abraçaram e começaram a dançar bem juntinhos, porem as meninas fazia movimentos mais sexys, afinal não era uma boate de romance.

– Escute, nosso colega se interessou na loirinha que esta dançando, queremos ajudá-lo a sair com ela, podemos contar com vocês? – sussurra Neji ao ouvido da Tenten, percebendo os braços dela arrepiar.

– Mais ele esta serio sobre isso, sabe ela também se interessou por ele, mas não queremos que ela se machuque. – sussurra de volta, erguendo sua perna até a cintura do moreno e sentindo a mão dele agarrá-la com força.

– Ele estava bem serio quando conversou conosco, mas se um vai se ferir com o outro ai só descobriremos depois do que rolar com eles. – diz, puxando-a para cima e a fazendo tirar o outro pé do chão, agarrando-a pela bunda e a segurando.

– Ei o que pensa que esta fazendo? – pergunta, olhando para baixo e vendo o rosto dele entre seus seios. – o seu nome, qual é o seu nome? – pergunta novamente, enquanto ele girava.

– Neji Hyuga, mas pode me chamar por Neji. – responde, parando de girar e a abaixando, até ela encostar os pés no chão. – E você como se chama? – pergunta de volta, enquanto esfregava a barriga e a cintura lizinha dela.

– Tenten Mitsashi, mas meus amigos me chamam apenas por Tenten. – diz, sorrindo ao sentir cócegas, depois do moreno agarrá-la pelas costas.

O publico ia à loucura, muitos por inveja e vontade de estarem no lugar deles, outros pela bebedeira e já não saberem mais o que estavam fazendo.

Fazendo a atenção do publico ir totalmente para eles cinco, deixando Sai e Ino apagados em cima do palco, piscaram todos juntos para a dupla, fazendo os dois entenderem o que estavam fazendo. Sai e Ino ficaram se encarando e sorriram, os dois deixaram o palco sem serem notados e ao chegar à multidão começaram a correr, passando por todos eles, indo em direção a saída.

Olhando de canto para onde o guarda estava, aproveitaram sua distração e foram para o lado oposto, correram até a próxima esquina e entraram na rua encostando-se à parede e descansando, ofegantes pela corrida.

– Ino. – diz erguendo seu rosto e olhando para a loira.

– O-o que foi! – se assusta com o olhar fixo do moreno para ela.

Tentando falar, mas sem conseguir mover a boca, se irrita e pega a mão da Ino puxando-a para perto de si. Assustando-se pela segunda vez, ficou com seu corpo colado ao do moreno, olhou para ele fixamente e quando menos esperava recebeu outro puxão sendo erguida do chão e encostada na parede; sentiu as mãos do moreno em suas coxas a erguendo e logo percebeu que estava com os pés cruzados na costa dele.

– Não brinca comigo, se for apenas me usar e depois me jogar fora então, por favor, pare agora. – vira o rosto triste e olhando para o chão. – Entretanto, se estiver serio sobre o que quer então ME BEIJE AGORA! – grita no final o olhando diretamente, recebendo o beijo do moreno.

Ino levou suas mãos até a nuca do moreno, aceitando o beijo dele com toda vontade, aumentando ainda mais a intensidade do beijo, ao apertar o corpo dele no seu próprio.


Notas Finais


E ai pessoal o que acharam do capítulo de hoje?
Como disse, vou fazendo aos poucos cada casal, sempre respeitando o final do capítulo anterior, então não se preocupem que logo menos o casal que estão esperando aparecer, vai aparecer, desta vez foi SaiIno e no próximo capítulo teremos um Hentaizinho :P

Então aguardem ansiosos hahahaha...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...