História Os Filhos do Olimpo - 1a temporada - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Grega, Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Exibições 3
Palavras 433
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 2 - O que tudo isso quer dizer?


Quando acordei e vi que já tinha amanhecido, fiquei surpreso. Aquele sonho maluco não parecia ter durado mais que dez ou vinte minutos e, no entanto, se passou a noite toda... como isso era possível?

Por um momento, fico pensando na mensagem daquele homem. Porque ele queria tanto me mostrar o lugar? Disse que seria meu novo lar, embora eu não tenha entendido muito bem. Moro com minha mãe, isso não ia mudar. E era muito improvável que ela fosse querer se mudar para um lugar como aquele. Talvez eu devesse parar de pensar nisso, afinal, foi apenas um sonho... mas eu estava realmente intrigado com tudo isso. Aquele lugar, apesar de estranho, parecia o tipo de lugar onde as pessoas se divertiam. O homem disse que eu teria amigos lá. A ideia era tentadora.

Eu estava tão perdido em pensamentos, que não percebi minha mãe se aproximar até que ela estivesse sentada do meu lado.

— E que está pensando, Alex?

Hesito, pensando se devo ou não contar. Por fim, decido ir aos poucos:

­—Tive um sonho maluco. Parecia muito real, mas... não faz nenhum sentido.

— Um sonho? Como foi esse sonho? Quer dizer, se quiser contar...

Isso é uma das coisas que mais gosto na minha mãe. Ela dá meu espaço, não costuma ficar “se metendo”... ela sabe que não sou muito bom em “me abrir”, e não força. Resolvi contar a ela:

— Sonhei que eu estava num lugar estranho, e um homem apareceu e me disse que eu logo iria para lá, e que aquele seria meu novo lar. Mas não faz sentido, mãe... não dá pra imaginar a gente morando naquele lugar.

— Como era o lugar? E quem era o homem?

— Não sei quem era o homem. Ele tinha pele bronzeada, e vestia uma camisa havaiana e shorts cáqui. Parecia um pescador, ou um surfista. E o lugar, tinha umas construções muito estranhas, no estilo grego... uma delas tinha até um enfeite de tridente... o homem disse que era um acampamento... e disse que lá eu teria amigos.

Minha mãe ficou quieta, por um tempo. Percebi que estava pensando em algo, e que não queria contar.

Por fim, ela sorriu, e disse que eu estava me preocupando à toa, que era apenas um sonho, nada mais. Mas sua expressão me intrigava, era como se ela soubesse de alguma coisa que não estava me contando. Algo importante.

— Ei, Alex, não se preocupe. Tudo foi só um sonho, certo? Fruto da sua imaginação, só isso... – disse, notando minha expressão. – Agora vamos, saia dessa cama. Você tem um grande dia pela frente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...