História Os garotos que eu odeio - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Yaoi, Yaoi Entre Irmãos, Yaoi Lemon
Exibições 412
Palavras 944
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Ecchi, FemmeSlash, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Hum este cap ele foi um pouco dificil pois eu estava com nenhuma vontade de continuar a escrever tanto que pensei a chegar desistir disso, porém a Yune não ia bancar a vacilona e deixar vcs. Então decidi terminá-lo!!!!! E que se foda o resto pq minha vida tá arrombado q nem o cu do Lyan U.U

Capítulo 5 - Como posso amar ele


Fanfic / Fanfiction Os garotos que eu odeio - Capítulo 5 - Como posso amar ele

Depois que eu transei com Yukio e ele ter feito aquele pedido eu sai da sala sem dizer nada e fiquei dois dias sem ir para o colégio trancado no apartamento.

- Senhor Scarlin.

O recepcionista era um homem alto de pele moreno de cabelos curtos e escuros, seus olhos eram castanhos escuros com leves olheiras envoltas, ele aparentava ter uns 28 anos de idade, vestia um uniforme social preto com uma gravata cinza e carregava uma corrente de prata no pescoço o que o deixava estiloso.

- Sim?

- O Senhor Eric pediu para te dar a chave do apartamento, pois ele vai passar a noite fora.

- Hum... Ele disse para aonde iria?

- Não Senhor.

Humph! Deve ter ido comer alguma prostituta. Peguei as chaves saindo do prédio, confesso que andar pelas ruas à noite às vezes é solitário naquele momento com Yukio eu fiquei com medo, não porque ele é um garoto, mas por medo de ele me machucar os meus sentimentos, porque não é só garotas que tem os seus corações partidos e machucados.

- Lyan?

Percorri meu olhar ao redor até se encontrarem em um garoto do outro lado da rua, seu corpo era atlético e malhado, seus cabelos eram pretos e repicados, seus olhos escuros eram intensos como se quisesse ver dentro de você. Quando o reconheci congelei e fiquei literalmente com o cu na mão!

- Yukio! Tô fudido.

Ele vestia o uniforme da escola de um jeito delinquente que o deixava muito sexy, conforme ele atravessava a rua meus olhos deslizaram pelo seu corpo, quando me dei conta nossos rostos estavam MUITO próximos um do outro e Yukio sorriu de canto com malicia.

- Lyan seu pervertido pare de ter pensamentos obscenos com o meu corpo.

- N-não estou idiota!

Dei meia volta e apressei os passos deixando-o pra trás, o que foi inútil Yukio agarrou meu braço com uma expressão séria.

- Nós precisamos conversar.

Antes que eu pudesse dizer algo ele me arrastou até o beco sem saída e me prensou na parede, encaixando uma de suas pernas entre as minhas, com uma das mãos ele passou por trás da minha nuca entrelaçando seus dedos entre meus cabelos e com a outra ele agarrou minha cintura com firmeza.

- Lyan você me ama?

- Não... Desviei olhar evitando encará-lo

- Está mentindo...

Suas mãos deslizaram por cima das minhas orelhas tirando o meu aparelho auditivo, de repente tudo ficou silencioso, porém conseguia sentir o meu coração que batia tão alto e acelerado.

- Yukio... Eu não amo você...

Antes que eu terminasse de dizer ele me puxou beijando-me, ele provocava dando mordidas no meu lábio inferior e passando a língua entre eles pedindo passagem, entre o beijo suas mãos deslizaram pela minha bunda dando um forte aperto deixando-me escapar pequenos gemidos de prazer o que fez Yukio ficar mais excitado, ele parou e me encarou com olhar de malicia.

- Não aguento mais eu quero transar com você!

Yukio segurou minha mão me arrastando para uma Ferrari preta estacionado do outro lado da rua, ele tirou um dispositivo do bolso e apertando o botão fazendo o carro dar  um bip, ele abriu a porta do banco de trás do carro dando espaço para eu entrar o que me fez hesitar por um momento.

- O que foi não quer mais?

Fiz que não com a cabeça

- Não é nada...

Entrei no carro com ele atrás que por fim fechou a porta e tomou meus lábios, sua mão deslizaram pela minha coxa puxando-me para mais perto de si fazendo sentar em seu colo.

- Cansei de provocar eu vou te fuder.

Lancei um sorriso sarcástico

- Me foda então!

Movi meu quadril lentamente provocando-o sentindo seu pau ficar duro, arrancando um gemido abafado do Yukio, ele me encarou um olhar malicioso.

- Você é mesmo um pervertido!

Conforme nosso beijo se aprofundava ele tirou minha roupa enquanto eu abria o fecho do zíper da sua calça exibindo seu membro duro e molhado, levei minha mão acariciando e masturbando-o num movimento vai e vem insuportável.

- Lyan você me deixa excitado pra crl!

Yukio agarrou minhas coxas e encaixou seu pau dentro de mim dando leves estocadas torturantes.

- Ahn... Yu mais rápido... hum.. Yu...!

Ele segurou firme minha cintura pressionando seu membro com mais força e intensidade, o ar abafado e quente dificultava a respiração, o êxtase me tirava à concentração.

- Yukio eu vou... Ahn...

Ele deu um tapa forte na minha coxa e a apertou com força.

- Rebole para mim Lyan.

Comecei a rebolar em seu pau com mais fricção, ele deslizou sua mão tocando em meu membro fazendo movimento vai e vem torturante, senti Yukio gozar dentro de mim e no ápice da excitação arquei as costas e um líquido quente saiu do meu pau escorrendo pelo comprimento do mesmo, deitei meu corpo sobre o seu estávamos ofegantes e cansados.

- Yukio... Você me ama?

Ele permaneceu imóvel com os olhos fechados.

- Não.

Afastei-me dele e nossos olhares se encontraram, ele me encarava com uma expressão séria.

- Eu não posso amar algo que não é meu.

Fiquei em silencio

- Mas eu posso ser seu, se você quiser.

Ele se aproximou de mim colocando sua mão por de trás da minha nuca me puxando dando um selinho.

- Boa Noite Lyan.

Depois disso ele me ajudou a me vestir e foi embora desaparecendo pelas ruas, quando me virei para ir embora dei de cara com o Eric com um olhar intimidador e vazio.

- Lyan o que você estava fazendo com o Yukio? Num tom ríspido.

Fudeu!


Notas Finais


Desculpem mesmo pela demora T.T
Um beijo na boca e um aperto na bunda de vcs kkkkkkkkkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...