História Os gêmeos - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Tags Gêmeos, Perdida, Princesa, Selecao
Exibições 3
Palavras 986
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sei que ficou muito curto, mas não sabia o que mais eu podia escrever.

Capítulo 6 - O baile


Fanfic / Fanfiction Os gêmeos - Capítulo 6 - O baile

Ponto de vista da Violet.

Depois do casamento todos se dirigem ao salão das mulheres, que está completamente decorado para a festa. Eu fico o tempo inteiro ao lado de Ethan, cumprimentando os convidados.

- Muito obrigado por ter vindo. – Ethan diz. Presto atenção na menina, ela tem o cabelo preto preso numa trança, usa um vestido branco, com detalhes em vermelho e azul.

- Estou muito feliz pela sua presença. – Digo, sorrindo para Isabelle, é bom ver um rosto conhecido.  – Adorei o vestido, está representando as cores de sua bandeira?

- Está. – Ela responde, de maneira seca.

- Vejo que se conhecem, se quiserem conversar a sós... – Ethan começa a falar, mas é cortado por Isabelle.

- Não é necessário. – Ela diz, e vai embora.

- Vou procurar minha família. – Digo, aproveitando a brecha para me livrar dele. Antes que ele diga algo, mergulho na multidão. Encontro os cinco sentados numa mesa ao lado da janela. Me aproximo, mamãe logo me vê. Ela se vira e fala algo para as gêmeas, que saem da mesa. Me sento na cadeira de frente a ela.

- Queria conversar com você. – Digo, olhando para ela, logo em seguida olho pros meus irmãos. – A sós.

Mamãe parece me ignorar completamente, enquanto Jacob nem se move.

- Jacob que tal a gente pegar algo pra beber? – Diz Jordan, relutante Jacob se levanta. Antes de perder eles de vista, vejo Jordan me lançar um sorriso, que retribuo com um aceno de cabeça.

- Precisamos conversar. – Falo, e minha mãe continua imóvel.

- Não temos nada para conversar. – Retruca minha mãe.

- Mas não aqui. – Digo, ignorando completamente a resposta dela. – Vou te explicar tudo, mas tem que ser num local reservado. – Falo, me levantando.

- Eu não te criei assim. – Diz a minha mãe, e sinto como se tivessem jogado facas no meu coração.

- Estou cansada das pessoas me tratarem assim. – Digo, olhando direto para os seus olhos azuis.

- Assim como? Você ajudou a matar um homem. – Diz minha mãe, com desgosto aparecendo na voz.

- Eu não o matei. – Falo, num rosnado feroz e bato as mãos na mesa. Minha mãe pula na cadeira, assustada com a minha reação. – Eu não o matei. – Falo, de uma maneira controlada. Sinto uma lágrima cair pela minha bochecha, faço questão que minha mãe veja ela.

- Vamos pra outro lugar. – Diz ela, se levantando. Limpo a lágrima e começo a guia lá pela multidão, até encontrar a porta.

- Aonde você vai? – Pergunta Ethan, segurando meu braço. Me viro, sem ter a mínima ideia do que falar.

- Vou fazer uma maquiagem nela. – Diz minha mãe.

- Tudo bem, mas não demorem. – Fala Ethan, me soltando. Respiro aliviada, e agradeço mentalmente minha mãe. Saímos do salão e começamos a subir a escada, com dois guardas atrás da gente. Minha mãe parece notar, antes que ela possa perguntar qualquer coisa, falo.

- Depois eu explico.

Entro no meu quarto, e fecho a porta. Minha mãe senta na cama.

- Começa a falar. – Ela diz, e começo a contar tudo o que aconteceu, a partir do dia do ataque.

Termino de contar, minha mãe está de boca aberta, me encarando.

- Posso contar pros seus irmãos? – É a primeira coisa que ela fala.

- Não, Jacob e Jordan são impulsivos, a reação deles é imprevisível. E Mia e Millie são muito novas, não quero envolve-las nisso. – Falo, e minha mãe assente com a cabeça.

- Não vou contar pra ninguém. – Ela diz. – Onde fica a maquiagem?

Pego uma maleta em cima da penteadeira, que contem sombra, blush, batom, base, rímel, lápis e até cílios postiços. Dou pra minha mãe, que começa a me maquiar.

- Pronto, dá pra enganar ele. – Ela diz, e fecha a maleta. Me olho no espelho, ela passou um batom vermelho cereja e um blush um pouco mais claro, e também passou rímel.

- Mãe. – Chamo, antes dela sair do quarto. – Você poderia fazer o Jacob voltar a falar comigo?

- Sem contar nada vai ser difícil, mas prometo tentar. – Ela diz, e nós duas saímos do quarto. Mamãe volta a se sentar na mesa, vejo que já estão todos na mesa novamente. Me viro para ir embora, mas uma mão me segura.

- Fica um pouco com a gente. – Diz Millie, que começa a me puxar até a cadeira ao lado da sua.

- Eu fico. – Digo, e me sento ao seu lado. Começo a conversar com elas, ignoro os olhares que Jacob me lança. Não sei há quanto tempo estou na mesa, ou o quanto de bebida tomei, mas uma hora mamãe fala.

- Estou namorando.

Todas as conversas na mesa se calam, e todos olham para ela. As gêmeas tem um sorriso no rosto, enquanto eu, Jacob e Jordan temos a boca aberta de espanto.

-Onde se conheceram? – Pergunto

- A quanto tempo estão namorando? – Pergunta Jacob

- De que casta ele é? – Pergunta Jordan

- Vocês já se beijaram? – Pergunta Mia

- Como ele é? – Pergunta Millie

- Calma. – Diz minha mamãe, e começa a responder. – Numa festa onde nos apresentamos. A mais ou menos dois meses. Ele é um dois. Sim. Ele é alto, pele morena, olho castanho e cabelo preto curto.

- Dois?! – Perguntamos nós cinco, ao mesmo tempo.

- É. – Responde mamãe, sorrindo.

- Isso é... Maravilhoso. – Diz Jacob, meio atordoado com a noticia.

- Maravilhoso? Isso é fantástico! – Grita Mia, praticamente pulando na cadeira.

- Por que não contou antes? – Pergunta Jordan

- Queria que estivéssemos todos juntos. – Diz mamãe, e todos olham para mim.

- Isso merece um brinde. – Falo, levantando a taça. –Um brinde ao casal mais lindo do mundo Eva e... – Olho para mamãe, esperando que ela diga o nome do cara.

- Robert. – Ela diz, erguendo a sua taça.

- Eva e Robert! –Todos nós gritamos juntos, e pelo resto da festa, esquecemos todos os nossos problemas.


Notas Finais


Espero que estejam gostando.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...