História Os gêmeos Pines e uma garota diferente 2 temporada - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Pandinha_Evil

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Dipper Pines, Mabel Pines, Personagens Originais
Tags Mabill, Maripper, Marwin
Exibições 57
Palavras 1.564
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiie leitores! Desculpem por não postar nesses últimos 3 dias! É que...né...eu precisava refrescar mais as idéias, porque eu não quero trazer capírulo ruim pra vocês ok? Boa leituraa! Hihi! :3

Capítulo 3 - A primeira pérola


----Dipper falando----
Fugimos daquele lugar num instante, nada de guardas e nem nada! Simplesmente conseguimos fugir. Caminhamos bastante, até avistarmos uma montanha.
Darwin:-lá em cima é onde está a primeira pérola.
Mabel:-vamos ter que subir isso tudo?!
Darwin:-bem, vocês não sabem voar...então não posso fazer nada...
Mabel fez uma cara de bunda, parecia estar com preguiça de subir até o topo. Não vou mentir, eu também estava, mas precisávamos da pérola pra sair daqui. Caminhamos bastante, e em nossa subida, notei que a Mari estava com um olhar...preocupado...Darwin a observa com ternura e sorri pra ela. Ela olha pra ele e sorri de volta, e acenando que "sim" com a cabeça, não sei por quê. Não demorou muito pra noite chegar e encher o céu de estrelas. Estávamos exaustos, principalmente a Mabel, ela suava muito e estava com as pernas tremendo de tanto caminhar.
Eu:-Mabel, tá tudo bem?
Mabel:-não...eu...eu acho que vou...desmaiar bro...
Eu:-calma, acho que você só tá cansada.
Mari:-acho que vamos ter que acampar.
Darwin:-assim?! Sem barracas ou algo do tipo?
Mari:-sim. Você acha o quê? Que conseguimos tudo de graça, cabeção?
Darwin:-sei lá...
Depois dessa fala, fomos pegar algumas coisas pro nosso acampamento. O Darwin ficou cuidando da Mabel, enquanto eu e a Mari fomos pegar as coisas pra acampar. Eu estava muito apressado pra pegar tudo. Tipo...vamos calcular:
Pervertido+uma inocente=vai dar merda!
Mari:-por que a pressa Dipper?
Eu:-porque não confio muito naquele Darwin
com a Mabel...achei ele muito safado pro meu gosto!
Mari:-hum...entendi...mas pode ter certeza, de que ele não vai fazer nada de errado com a Mabel.
Eu:-como você tem tanta certeza?
Mari:-eu conheço o Darwin, ele só fez aquilo comigo pra te deixar com ciúmes...hihi...
Eu:-Q-QUÊ?!C-CIÚMES?! CLARO QUE NÃO!!! EU NÃO TENHO CIÚMES DE VOCÊ!!!!
Mari:-Dipper, tipo...é ciúmes de amigo, normal cara!
Eu:-o-ok...foi mal...
Mari:-de boa! Agora vamo voltar pra onde eles estão.
Pegamos as coisas, e voltamos pra o lugar do acampamento. Eu ainda estava preocupado com a Mabel, ela parecia tão fraca...Ao chegarmos lá, não vimos o Darwin e nem a Mabel. MEU DEUS!!! ELE SEQUESTROU A MABEL?! AAAAAAHHHH!!!!
Eu:-CADÊ ELES?!
Mari:-calma cara! Olha eles lá!
Olhei pro lado, vi o Darwin com a cara mais lisa do mundo, e a Mabel apoiada em seu ombro. Que RAIVA desse cara! Fica dando em cima da Mari e ainda leva minha irmã pro meio do mato! Grr...ainda mato ele!
Darwin:-ah, e aí gente! Eu levei a Mabel pra beber um pouco de água aqui perto.
Mari:-okay,eu e o Dippy pegamos algumas coisas pra passarmos a noite aqui.
Um tempo depois, com tudo pronto, sentamos em frente a fogueira, e fizemos o que qualquer pessoa faria: contamos histórias de terror. A Mari foi a última a contar.
Mari:-eu chamo essa história de: A garotinha...
Darwin:-lol, que nome clichê.
Mari:-eu vou mudar o título da história pra: como a Mari decepou o Darwin, se você não me deixar continuar.
Darwin:-continua fofa...hehe...
Mari:-os pais de um garoto haviam saído, e deixado ele sozinho em casa.quando a noite chegou, ele foi dormir tranquilamente...até que ele acorda com um som de choro, vindo do corredor. O garoto achou que poderia simplesmente ser o bebê da vizinha, então volta a dormir...E novamente, ele acorda com o barulho de choro, dessa vez mais próximo...então ele ouve a porta do seu quarto abrir lentamente, até mostar a silhueta de uma menininha baixa. Assustado, o garoto acende a luz, e vê uma garotinha com a pele alva como a neve, cabelos negros, usava um vestidinho branco. Ela olhava fixamente pra ele. Até que ele perguntou:"Quem é você?" A menininha não respondeu sua pergunta, e logo depois de uma longa pausa, ela falou:"você é o próximo". Então a luz do seu quarto apagou depois dessa fala. O garoto, assustado com o que ouviu, acendeu a luz do quarto, mas não viu a menina lá...No dia seguinte, os pais do garoto estariam em casa, o que havia o tranquilizado mais. A noite caiu de novo, e ele não ouviu barulhos de choro, então foi dormir. Acordou, mas não com choro, e sim, com gritos de agonia dos seus pais, o garoto queria muito ver o que estava acontecendo, mas ele estava com medo, um tempo depois, havia uma escrita feita com o sangue dos seus pais na parede:"Você é o próximo". Fim! Hihi!
Dawrin:-ai...gelou até meu saco!
Mabel:-meu tobinha tá fechado...
Eu:-acho que me borrei todo...
Mari:-ah, qual é pessoal?! Nem foi tão assustador assim!
Rimos, e finalmente fomos dormir. Eu nunca tinha reparado, mas a Mari f ica tão fofa enquanto dorme! Talvez porque ela estivesse transformada numa fada, assim como eu e a Mabel, que também ficou adorável. Acho que vou dormir agora...
----Quebra do tempo----
Acordo no meio da noite, não sei por quê. E não vejo as garotas onde elas deveriam estar. Saio pra procurá-las, e ouço um som de água, misturado com um de risadas. Calma, não é a menininha da história! Chego mais perto do som, e vejo uma linda cachoeira, com um tom de azul que eu jamais imaginei que a água teria. Um nevoeiro intenso cobria um pouco da paisagem. E pra deixar a imagem que vi ainda mais bonita, vejo a Mabel e a Mari brincando com a água como duas crianças. Eu queria entrar nessa também, mas eu resolvi deixar só as duas lá. Voltei pra onde estava, fecho os olhos, e volto a dormir tranquilamente.
----no outro dia----
Continuamos a trilha, e sério, eu queria muito saber voar agora! Apesar de eu estar me sentindo muito afeminado transformado num homem fada!
Darwin:-estamos quase chegando pessoal!
Mabel:-aleluia!! Não aguento mais andar!
Eu:-ei gente, o que são aquelas coisas que parecem sapos mutantes?
Mari:-são ogros! Provavelmente estão guardando a entrada...
Nos aproximamos dos grandalhões. Que eu me lembre eles eram mais bonitinhos nos filmes! Agora vendo eles de perto gela até o toba!
Darwin:-com licença senhores ogros, nós gostaríamos de passar!
Ogro:-estamos guardando a passagem.
Mari:-legal! Mas...podemos passar?
Ogro:-de jeito nenhum! Podem voltar forasteiros!
Mabel:-espera aí, quer dizer que nós subimos essa montanha, fomos picados por mosquitos com o tamanho de baratas mutantes, morrendo de fome, sede, frio e calor, pra chegarmos até aqui e vocês falarem que NÃO PODEMOS PASSAR?! TÁ DE SACANAGEM NÉ?!
Ogro:-sinto muito senhorita, mas estamos protegendo a flo...
Mabel:-VÃO PROTEGER SUA BUNDA!!! EU NÃO VIM AQUI SÓ PRA NEGAREM NOSSA ENTRADA SEUS SAPOS COM CARA DE JACARÉ AMASSADO!!! NÓS VAMOS PASSAR, E VAMOS PASSAR AGORAAAAAA!!!!!!
A Mabel nem perdeu tempo! Ela avançou pra cima dos ogros e estraçalhou eles. Cara, as vezes me pergunto, cadê aquela Mabel inocente e fofa que eu conhecia? Agora só consigo ver aqueles ogros deitados no chão desmaiados, foi só a Mabel bater no cucuruto deles. É, eu amo minha irmãzinha.
Mari:-mandou bem Mabel!
Darwin:-agora vamos entrar na floresta dos unicórnios e pegar a pérola!
Adentramos a floresta, era bonita, tinham alguns unicórnios espalhados aqui e ali, mas como íamos achar uma pérola tão pequena, numa floresta tão grande? Eu me perguntava mentalmente. Até alguém falar:"relaxa, eu sei onde está a pérola!" What?! Alguém falou comigo pela mente?!
Eu:-M-MAS O QUÊ..?!
Mabel:-o que foi bro?
"Ei! Não fale isso pra ela idiota!" Essa voz tava me deixando malucoooo...respondo a voz mentalmente:"quem é você?!",perguntei, ainda assustado com aquilo.
"Mano, você é idiota mesmo?!". Perguntou a voz.
"Bem, acho que sou 75% idiota". Respondi sarcasticamente.
"Tá, tanto faz! Cara, eu sou o Darwin, posso me comunicar com as pessoas mentalmente." Buguei, o Darwin tem poderes telepáticos?! O que ele não deve ter falado com a Mari mentalmente...hum...
"Que irado! Mas, você falou que sabe onde está a pérola..."
"Sim, eu sei, estamos chegando perto!"
Caminhamos, até nos depararmos com um enorme paredão de pedra e um enorme portão de ouro do meio.
Mabel:-que nostalgia...
Empurramos o gigantesco portão, que revelou um unicórnio, o qual a Mabel olhava torto.
Mabel:-Celeste Bella Beta Bella...nos reencontramos novamente...
Celeste:-Mabel!! NÃO POR FAVOR!! EU TENHO TODA CRINA QUE VOCÊ PRECISAR!! MAS POR FAVOR, NÃO ME BATA!!!
Darwin:-quê? Tá...olha, não viemos atrás da sua crina!
Celeste:-oh, sério? Então o que vieram fazer aqui?
Eu:-viemos atrás de uma pérola mágica!
Celeste:-pérola mágica?
Darwin:-sim! Essa daí no seu pescoço!
Celeste:-pode esquecer! Eu não vou...
Mabel:-grr...
Celeste:-ah! Não vou...não vou deixar vocês sem a pérola! Aqui! Peguem!
Ao Darwin pegar a pérola, a Celeste se tansformou numa humana! WHAT?! Não tô entendendo mais nada!
Mari:-wow...que..bonita...
Darwin:-não tanto quando você, minha dama!
Mari:-*fica corada* você não perde uma né..?
Eu:-grrr...ok! Agora não é hora pra elogios! O que fazemos agora?
Darwin:-destruam a pérola! Ela vai levar vocês pra outro universo.
Antes que eu destruísse a pérola, Darwin falou mentalmente comigo:"Hey Dipper, fica logo com a Mari!".
"Peraí, você não vai?"
"Claro que não idiota! E vou te dar uma dica: a Mari não é tão difícil de ser conquistada, apenas ace ite quem ela é de verdade!"
"Quem ela é de verdade..?" Perguntei, achando estranho aquele negócio de verdade.
"É, pelo visto ela ainda não te contou. Deixa quieto!"
Mabel:-ei bro bro! Não vai mais destruir essa pérola?
Lembrei que estava conversando com o Darwin mentalmente, ou seja, eu tava paradão ali, parecendo um retardado. Na verdade eu já sou retardado. Tanto faz! Destruo a pérola, e sinto como se tudo estivesse desaparecendo. Foi uma viagem rápida, quando me dei conta, já estávamos nas nuvens.
Mari:-fala sério! Essa dimensão não!

Continua...

Notas Finais


MEU DEUS! 2 HORAS escrevendo esse capítulo! Sério gente, dá muito trabalho! Espero que tenham gostado! Beijinhos doces e até o próximo capítuloo!! Hihi! :3 s2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...