História Os Guardiões: O Espírito do Outono - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Origem dos Guardiões
Personagens Jack Frost
Tags Coelho Da Pascoa, Fada Do Dente, Jacke Frost, Papai Noel
Visualizações 19
Palavras 889
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural
Avisos: Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - As Crianças


Fanfic / Fanfiction Os Guardiões: O Espírito do Outono - Capítulo 7 - As Crianças

— Ei pessoal!  Jack voltou!  — gritou uma das crianças apontando para cima, chamando a atenção das outras que se aglomeram em volta, uma delas tentou atirar uma bola de neve discretamente, mas espírito do inverno percebeu e revidou acertando o seu alvo, causando risadas por todo grupo e logo em seguida pousou no chão, então as crianças começar a fazer perguntas para o espírito adolescente como: o Himalaia é exatamente igual as fotos do Google Maps? Como é a Antártida? Em que lugar do Polo Norte mora o Papai Noel? E Assim por diante... Jack começou a responder todas com a maior naturalidade, porém o menino não estava se sentido confortável com aquele grupinho de crianças em cima dele e tentou sair de fininho, mas Jack e percebeu e no mesmo instante agarrou o seu braço a força de uma maneira discreta, o menino bufou e não falou nada apenas escutou as crianças tagarelarem sem parar e Jack dar mais cordas para elas continuarem. Monty, um dos meninos mais desajeitados do grupo, mas o mais atento, notou que Jack segurava alguma coisa invisível com força e ajeitando os seus óculos perguntou:

— Jack o que você está segurando?

Todas as crianças do grupo pararam de falar e olharam na direção onde Monty havia pontado, O pequeno espírito começou a ficar nervoso nunca tinha passado por uma situação como aquela, as crianças começaram a perguntar e adivinhar o que Jack tinha trago. Espírito do inverno achou graça de cada palpite, um mais criativo que o outro, ninguém havia acertado, o que era uma pena, mostrando que o espírito das quedas não era nem um pouco popular, o que deu mais vontade de Jack ajudá-lo a encontrar o seu lugar  no mundo, pois ele sabia o que o outono sentia, um sentimento horrível que não ninguém merecia saber o que era. Jack notou a cara emburrada do espírito das quedas para as crianças, ainda bem que naquele momento nenhuma delas podia vê-lo. E decidiu apresentá-lo para o grupo:

— Crianças conheçam Mabon Elfed, o espírito do outono.

— Legal! Onde ele está? — perguntou Jamie, tentando encontrá-lo, as outras crianças começaram a rodear em volta do espírito do inverno e fazer perguntas relacionadas ao outono, Jack sô achava graça  das dúvidas que eles tinham e olhou para Mabon na esperança que ele pudesse responder todas a essas perguntas, mas o espírito do outono permaneceu em silêncio e encarou Jack em reprovação, que não entendeu porque ele tinha lhe lançado aquele olhar. Mabon em um momento de distração do bola  de neve, conseguiu libertar o seu braço, que estava um pouco gelado de mais até para ele próprio e tentou se afastar dali o mais discreto possível, passando através das crianças que estavam em sua frente. Jack interviu chamando o seu nome, mas Mabon ignorou. 

As crianças decidiram correr atrás dele, mas não conseguiam vê–lo e nem sentí-lo, perguntaram a Jack a onde ele estava, o espírito do inverno, com a sua esperteza,  olhou para chão coberto de neve e recomendou as crianças seguirem as pegadas, mas tinha um monte no chão como achar a certa? Sophie, a mais nova do grupo, olhou na direção oposta dos seus amigos e percebeu que pegadas de neve começavam a aparecer do nada até acabarem de frente para uma árvore, a menina muita animada com a sua descoberta soltou uma pequena risada e seguiu em direção do rastro do espírito invisível, Jack escutou a menina e a parabenizou pelo seu feito, as outras crianças a seguiram correndo.

Finalmente podia soltar o ar, que estava o prendendo, talvez se ficasse quietinho Jack e os outros não saberiam que ele estava por perto. Assim, apoiou a sua cabeça na árvore, mas quando estava fechando os olhos, ouviu risadas de crianças se aproximando, ele tinha falhado em sua fuga, ao abrir os olhos viu Jack Frost estava sentado ao seu lado rindo da sua tentativa fracassada, Mabon levou um pequeno susto mas não mostrou reação em vez disso suspirou e revirou os olhos. Jamie, que é claramente o líder do grupo quando Jack não está por perto, perguntou a Mabon porque ele estava se escondendo deles, o espírito das quedas queria responder aquela pergunta, mas como sabia que ninguém podia ouvi-lo não falou nada, apenas lhe deu um olhar amargurado.  

O vento soprou  e Jack notando o desconforto de Mabon por causa da pergunta, decidiu quebrar o silêncio constrangedor, mentindo que o espírito do outono estava muito cansado para brincar, o que não era totalmente uma mentira visto que fez uma longa viagem. Jack voou em direção ao grupo, inventou uma brincadeira para distrair as crianças que correram até a praça para começarem uma guerra de bolas de neve, e ficou para trás para acompanhar Sophie, que era a menor e portando corria mais devagar em relação aos outros. A menina olhou para árvore antes de começar a alcançar o resto e abriu um pequeno sorriso travesso, Jack olhou o semblante dela e retribuiu de volta, e assim os dois foram brincar na praça junto com os outros. Mabon percebeu no mesmo instante que Sophie podia sentir a sua  presença, mesmo sem tê-lo visto antes, pela primeira vez em anos o espírito do outono deixou a esperança acender em seu coração e Jack também sentia o mesmo pelo seu colega de temporada.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...