História Os Guardiões: O Espírito do Outono - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Origem dos Guardiões
Personagens Jack Frost
Tags Coelho Da Pascoa, Fada Do Dente, Jacke Frost, Papai Noel
Visualizações 14
Palavras 658
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural
Avisos: Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Os Sonhos


Fanfic / Fanfiction Os Guardiões: O Espírito do Outono - Capítulo 8 - Os Sonhos

A noite, Jack foi até o quarto de Jamie, para jogar vídeo game, enquanto Mabon ficou sentado em cima de uma árvore, que fica de frente para a janela do quarto do garotinho, olhando as estrelas e lembrando-se de um passado distante e perdido que provavelmente nunca mais voltaria, a Era de Ouro, uma época em que tudo era possível. Atualmente já não é mais assim, o mundo continua mudando, e tanto os guardiões como os espíritos da natureza, tentam acompanhar o seu ritmo, para entender melhor as crianças. Mabon sempre acompanhou os avanços da humanidade e até as suas guerras, quase deixou de acreditar nos homens, se não fosse pela bondade dos jovens o mundo que conhecemos hoje possivelmente já nem existiria mais, a vida é uma dádiva porém a morte é a sua consequência.  O vento do inverno afastou algumas nuvens que bloqueavam a sua visão da lua cheia, Mabon queria conversar e tirar satisfações com MiM, mas sabia que o homem da lua só respondia quando queria ou se achasse necessário, por isso não perguntou nada e apenas o observou a sua esplendorosa luz prateada proteger as crianças do mundo inteiro.

Jack, que estava na janela, olhou na mesma direção que Mabon, e silenciosamente saiu do quarto do seu amigo, fechando a janela atrás de si, para não acordá-lo. E sentou-se ao lado espírito do outono e tentou começar uma conversa:

— O que o homem da lua pretende com isso tudo?

— Eu não sei, apenas aceitei o chamado, Frost? O quão longe nós podermos ir ?

— Como assim?

— A nossa força, quero dizer... a força dos guardiões, sempre que o derrotamos, ele sempre acha um jeito de voltar. E por séculos foi a mesma coisa se repetindo, um ciclo interminável, Quando isso acabará?

— Não vai acabar.

— Ah, como?

— Você mesmo disse “E por séculos foi a mesma coisa, um ciclo interminável” Enquanto uma criança, pelo menos uma em meio as outras,continuar com medo e dormindo com os seus pesadelos, Breu não vai parar, ele vai se aproveitar dessa fraqueza para usá-la contra nós.Mas os guardiões estarão lá para protegê-la e guiá-la para luz, pois é para isso que existimos.

— Jack... os guardiões, será que um dia vou poder me juntar a vocês? — sussurrou Mabol, bocejando, sem pensar direito na sua pergunta, porém ao perceber o que acabou de fazer ficou totalmente envergonhada — Ah... quero dizer, eu guardião que estúpido... o que eu estou falando? A lua nem me escolheu. Esse vento infer... quero dizer invernal que estou sendo forçado a aguentar é legal...

— Mabon. — Interrompeu Jack — Talvez você se torne um, se o homem da lua te chamou e porque alguma coisa te aguarda.

— Você acha mesmo? — Perguntou Mabon, olhando para a rua e vendo alguns carros passarem.

—Sim, todos os guardiões sabem que quando o homem da lua chama não é por acaso, sempre tem algo mais. — Explicou Jack, notando o brilho nos olhos do espírito do outono, mesmo o menino estar olhando para a rua.

Uma luz dourada vinda de uma janela, provavelmente um quarto de criança, era refletida através do vidro, interrompeu a conversa dos dois espíritos sazões. Jack sabia que era o seu amigo Sandman, trabalhando em mais um sonho infantil. O guardião dos sono saiu do quarto e subiu ao céu para ver melhor qual era a próxima casa. Os olhos do espírito do outono se arregalaram ao vê-lo, seu brilho dourado era tão puro que literalmente dava um pouco de sono só de olhar. Jack voou até o céu para cumprimentá-lo e levou Mabon junto, para apresentá-lo. Porém Sandman sabia quem era o espírito das quedas e fazendo desenhos de areia em cima de sua cabeça, perguntou do porque o menino não estar dormindo igual as outras crianças, mesmo tendo mais de um século de idade, Mabol reclamou entre os seus bocejos, que não era mais criança para ir dormir no horário programado, dando início a uma  engraçada discussão.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...