História Os guerreiros do apocalipse - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 4
Palavras 1.093
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Mecha, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 9 - Gigante de aço vs zumbi gigante


Os soldados do esquadrão 9 ficaram boquiabertos com aquele gigante de aço e começaram a aplaudi-lo sem parar. 

- agora está na hora se você mostrar todo seu poder. - disse Normam. Então o gigante pôs o seu criador no chão e correu até o zumbi que estava distraído com alguns prédios ali perto, correndo com toda vontade o gigante da um super soco nas costas do monstro que cai derrubando vários prédios pela frente. 

Desorientado o zumbi se e levanta e ver o gigante em meio às fumaças com seus olhos brilhantes encarado-o e então começa a jogar destroços de prédios contra o colossal que vem caminhando bem devagar em sua direção e ao se aproximar levanta a perna esquerda e a enche de potência dando um super chute na barriga do zumbi que é arremessado um pouco mais pra longe, o seu impacto causa a abertura de um buraco no chão e a destruição de um bairro quase todo.

Todos ficam maravilhados com a força do gigante de aço e começam a elogia-lo por essa performance, Norman se sente orgulhoso de ter criado o que pode ser a mais nova arma de guerra.

- Parabéns Norman, você sempre se sai bem. - disse o capitão Rick.

- ora meu caro, me diga uma invenção que nunca foi boa. - respondeu Norman.

- se não for incomodo queria que você desse uma olhada nas mechas. Acho que estão meio fracas.

- claro Rick meu amigo. Vou ver o que posso fazer sem equipamentos.

- não se preocupe. Temos o necessário para uma revisão rápida nelas.

O zumbi se levantou meio fraco da queda e olhou com ódio para o gigante que se aproximava rapidamente dele como um foquete pronto para acertar o seu alvo, mas o zumbi desviou do ataque e segurou o gigante pelas costas, deu um salto e no ar soltou o gigante dando-lhe um soco na cara e o mesmo se choca no chão... do outro lado até Norman parou de da uma revisada nas mechas para olhar aquela reviravolta do zumbi. O monstro pulou em cima do gigante e depois o puxou pelos pés até arremessa-lo uns cinco metros de onde se encontravam, o gigante caiu e logo se ergueu para lutar novamente, mas um chute bem na sua cara foi dado pelo zumbi que o encurralou nos prédios ali perto e ficou socando o gigante sucessivamente.

Para se livrar do zumbi o gigante automaticamente aumentou o brilho de seus olhos que deixou o monstro cego por alguns instantes, tempo suficiente para pega-lo pela cabeça e joga-lo para cima e logo depois o gigante lançou duas mãos bem alto e logo voltaram como foquetes acertando o zumbi bem forte , as mãos retornaram ao corpo do gigante que já estava dando chutes no zumbi caído no chão. O gigante de aço fechou suas duas mãos e se preparou para um soco duplo , mas o zumbi conseguiu desviar do ataque jogando-se para o lado.

           ***

DOUTORA SEYNA FOGE

Depois de ficarem bem acomodados no apartamento Seyna coloca Will para dormir e sai para a varanda e fica sentada por uns instantes olhando para um projeção do céu azulado no teto do templo , ela fecha os olhos e lembra de uma época em que era enfermeira do exército de clones. Ela sempre se pergunta o motivo de ter enfermeiras para os clones já que a INBM ( instituto biotecnológico militar) criava milhares de clones a cada batalhão destruído, era um modo de economizar pessoas.

Mas foi um dia com o céu azulado quando do ela estava trocando o soro de um dos clones e o mesmo começou a falar. - sabe o porque de selecionarem enfermeiras para cuidar de nós?

- não faço a menor idéia. - respondeu a doutora.

- a empresa parou de receber recursos para a criação de clones e vai parar a produção. Parece agora que vão investir em máquinas.

- mas já temos muitos robôs e coisas do tipo ajudando vocês.

- é,  mas dizem que são máquinas capazes de lutar contra coisas de outro mundo.

- como assim ?

- não sei ao certo ,  só sei que vão nos mandar para selva.

Depois daquilo o clone não falou mais nada e isso deixou a jovem Seyna curiosa e intrigada até os dias atuais. Seyna se deu conta de que o esquadrão 9 foi designado para ficar fora durante a tempestade e se eles estavam lá fora era por que alguma coisa não era normal e se não era normal, era se interesse dela já que ela era responsável pelo esquadrão e então decidiu da uma fugida rápida para analisar a situação, pegou a máscara ante radiação e uma roupa adaptável e se direcionou para uma das saídas que estava desprotegida e fugiu, deu a volte e pegou seus dois robôs e saiu com eles em direção ao esquadrão 9.

                 ***

Os dois gigante agora em pé trocando socos sucessivamente como se fosse uma luta de boxe sem rounds e sem juiz. O zumbi desviou de um soco do gigante e o levantou pelas pernas saindo correndo com ele até joga-lo chão, depois pegou um prédio inteiro e jogou encima do gigante de aço que ficou imóvel caído, aproveitando a situação o zumbi arrastou o gigante pelos pés e começou a jogar ele de um lado para o outro sem parar.

Quando finalmente cansou da brincadeira o zumbi o arremessou até próximo ao esquadrão. Norman se aproximou do gigante e disse. - calma garoto você aguenta. Arranque a cabeça dele e use sua rajada elétrica.

O gigante se levantou com ar de vitorioso e foi em direção ao zumbi que vinha correndo, o zumbi tentou da um super soco no gigante que o impediu com sua mão que agora apertava o punho do zumbi com toda força e então o gigante acumulado de energia soltou uma rajada elétrica no zumbi que quase fritou e caiu no chão. O gigante de aço começou a esmurrar o monstro sem parar até que o pegou com um dos braços e o levantou alto e com a outra mão puxou a cabeça do zumbi giante e a jogou bem longe, o corpo ele jogou em um lado oposto da cabeça e a batalha que destruiu vário prédios , ruas e bairros terminou ali.

Todos comemoram a vitória cansada e demorada , agradeceram ao Norman por ter criado uma maravilhosa máquina de matar. Enquanto comemoram tempestade pirou e eu minha raios e trovões um ser com um capuz preto e uma foice enorme na mão sai do nevoeiro junto com um exército de esqueletos prontos para travar uma batalha.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...