História Os Mano - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 4
Palavras 905
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Escolar, Luta, Magia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Drogas, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 24 - Aniversário


Tava todo mundo acordado e na cozinha, eu acordei e fui pra lá tambem, os povo parecia uma reunião, ta ligado.

- Oi gente, bom dia! - Falo.

- Bom dia... - Eles fala.

- É reunião? - Pergunto.

- É, de uma coisa muito séria! - Hillary fala.

- Mas vem cá vocês não ta esquecendo de nada não? - Pergunto.

Orra era o meu aniversario e ninguem lembrou (eis aqui uma carinha triste).

- É... Não... - Nina fala.

- Certeza? Não? - Pergunto.

- Certeza! -  Lucas fala.

Vou pro meu quarto chorar um pouco.

Saulo

- Acha que ela ficou triste? - Pergunto.

- Talvez, mas não podemos deixá-la descobrir que faremos uma festa surpresa! - Lucas fala.

- Mas tem que ser de algo que ela goste! - Nina fala.

- Ela tem muitas coisas do Harry Potter... - Ryan fala.

- É... E se a gente fazer um castelo como Hoguarte...? - Hillary fala.

- Hogwarts! - Marcos fala.

- É, vamos fazer no mundo da Suzan... Ela pode nos ajudar com o castelo... - Jack fala.

- Tu tava aqui antes? - Pergunto.

- Sim... - Jack fala.

- Ta, eu tava pensando em fazer um bolo gigante com o Harry potter, e uns cupcake com umas varinha - Fflo.

- É, iria ficar legal, e se a gente colocasse lá os uniforme? - Lucas pergunta.

- É! - Falo. - E a gente convidasse o pessoal levando umas coruja e aquelas cartinha que dá pra gente entrar! - Lucas fala.

- Quanta criatividade! - Nina fala. - E se do nada entrasse o vilão e dasse lá uns presente pra Luci? 

- É... Não... - Hillary fala.

- Mano, por que? - Nina pergunta.

- Se o vilão entrar pra dar presente vai ser a coisa mais paia do ano! - Hillary fala. - E outra coisa que é o cara dr joelho, e por que raios ele iria dar presente? O presente dele ia ser uns tabefe na gente!

- É... - Nina fala.

Então, enquanto Luci não estava no quarto dela, entramo no portal, sorte a nossa que ela estava lá.

- Oi pessoal! - Suzan fala, se aproximando.

- Oi! - Falo. - Já sabe?

- Sim, aniversário da Luci! - Suzan fala. - E eu fiz um castelo e uns docinhos com umas varinhas de um filme que ela gosta...

- Ei... A gente também teve essa ideia! - Lucas fala.

- Eu sei! - Suzan fala. - Só não enviei os convites!

- Eu pensei em enviar os convites em corujas... - Falo.

E assim a gente fez, enviamos os convites em corujas.

Luci

Voltei pra casa. Onde estavam os outros? Ah, provavelmente foram para algum lugar sem mim...

Fui pro meu quarto, me deitei e comecei a chorar.

Era como antigamente... Sem amigos... Apenas eu e... Eu.

Baltazar subiu na cama e fixou lá comigo.

Ninguém se lembrou do meu aniversário... E todos sabem que é hoje, pois eu já tinha falado.

Peguei Baltazar e saí de casa. Fui para um lugar ficar sozinha... Um que eu criei... Uma casa.

Entrei, o anjo estava lá.

- Oi... Feliz aniversário... - Ele fala e me entrega um embrulho. - E por que está chorando?

- Ninguém se lembrou do meu aniversário... - Falo e ele me abraça.

- Eu lembrei! - Ele fala. - Abre...

Abro o embrulho, era um colar que parecia ser de ouro, e que tinha uma lua.

- Obrigada... - Falo, colocando ele.

Solto Baltazar e ele fica andando pela casa.

- Por que você não chama os outros pra morar aqui? - O anjo pergunta.

- Você não sabe... Aqui é como se fosse um mini inferno... - Falo. - Você conssgue sentir a energia... E eles não iriam durar aqui...

- É, tem razão... Mas eu achei que essa energia estava saindo de você! - O anjo fala. - Eu tava pensando... E se eles não estivessem fazendo uma surpresa pra você?

- Então por que eles não me disseram pelo menos um feliz aniversário? - Pergunto.

- Sei lá... E quantos anos você tá fazendo? - O anjo pergunta.

- 16... - Falo.

- Eita, véia! - O anjo fala.

- Vai se fuder - Falo.

Passaso um tempo da gente ali, voltei pra casa com o anjo e Baltazar.

Lucas estava ali, e nos empirrou pro portal, mas antes, ele vendou os meus olhos.

Chegando no lugar, tirei a venda, era um castelo gigante, era Hogwarts, e todo mundo entrando com fantasias.

Eu fui a única trouxa a ficar sem, mas uma pessoa sei lá quem me deu uma fantasia, su vesti, pro anjo também.

Baltazar ficou brincando com ad borboletas e os livros voadores.

Me aproximo daqueles retardados que eu chamo de amigos.

- Bando de fela da puta - Falo.

- Bem... Feliz aniversário! - Nina fala.

- Pessoal, a pessoa que ta fazendo aniversario chegou! - Jack grita.

Era um bolo gigante e tinha a cara do Hari Porta, e envolta tinha um monte de docinho com varinha.

- Bando de corno safado - Falo.

- Não falei! - O anjo fala.

- Eita misera - Falo.

Do nada Zakah brota na minha frente e me dá um embrulho, abro e é uma mala que tem um monte de ingrediente pra poção.

Enfim, muitos presentes, muitas alegrias, muitas horas foram se passando...

Quando a festa acabou, eu estava me sentindo amada. Eu nunca recebi tanto presente assim na minha vida.

Voltei pra casa, tava meia noite. Eu fui dormir.

Sonhei que aquela puta veia da Eloah invadiu a minha festa e adivinha? Matei ela.

E depois eu voltei pra casa e me vi dormindo... Espera, tinha uma coisa muito estranha... Um ser completamente estranho estava ao meu lado, e Baltazar estava o observando... O que era aquilo?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...