História Os Melhores - Livro Quatro - Love Kills - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Biologia, Et´s, Física, Guerra, Heróis, Mutantes, Queen, Química
Visualizações 0
Palavras 1.208
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lírica, Luta, Mecha, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Steampunk, Super Power, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eu fico muito puto quando os navegadores param de funcionar!

Boa leitura!

Capítulo 4 - In the Lap of the Gods... Revisited - Parte 4


 Andar -1, Base Abandonada do TURKEY, 12h30, 7 de Agosto de 2017:

 Ryan estava na frente de um quadro branco com um marcador, Vicki estava sentada numa cadeira pequena em relação a ela, o garoto pôs-se a explicar tudo:

 

 Ryan: Muito bem, vamos lá, você é o clone de uma garota chamada Vitória...

 

 Ryan usou o marcador no quadro para desenhar um boneco palito com cabelos longos e um rosto, ele voltou à explicação:

 

 Ryan: Ela era uma garota normal, só que exalava feromônios, ou seja, cheiros, que atraíam abelhas, mas alguns meses depois, eu descobri que ela era apenas uma larva de abelha, logo, ela viraria uma abelha de verdade, eu percebi isso quando ela se enrolou num casulo...

 

 Ryan desenhou o casulo de uma abelha, que mais se assemelhava a uma múmia, depois continuou a história:

 

 Ryan: Depois de um mês e pouco, ela ficou igual a você, metade mulher, metade abelha-rainha, graças a isso, ela ganhou poderes, que você também deve ter...

 

 Ryan desenhou um boneco palito de quatro braços, com antenas, olhos compostos, asas e ferrão, que estavam circulados, o garoto explicou:

 

 Ryan: Você tem quatro braços, até aí tudo bem, mas por você ter um poderoso exoesqueleto, pode aguentar dezenas ou até centenas de vezes o seu peso; as suas antenas permitem você ouvir frequências ultrassônicas e infrassônicas para humanos, sentir odores com maior precisão e até localizar feromônios de outras abelhas, além de conseguir sentir as coisas enquanto você voa, as antenas são sensores, para encurtar; seus olhos compostos permitem ver uma luz polarizada, que é muito útil contra inimigos furtivos; as asas servem obviamente para voar e o ferrão tem um veneno letal, eu acho, pois nunca vi a Vitória usando em uma pessoa comum...

 

 Ryan parou a aula para ver a aluna dormindo sentada na cadeira, o garoto jogou os braços para cima e o marcador foi junto, com os membros ainda estirados, ele gritou:

 

 Ryan: Ô caralho! Tem como acordar?

 Vicki: Uá! O que aconteceu?

 Ryan: Você dormiu na minha explicação!

 Vicki: É que eu já sei sobre tudo isso.

 Ryan: Sério?

 Vicki: Sim.

 Ryan: Então me explica uma coisa que eu quero entender desde junho.

 Vicki: O quê?

 Ryan: Quem foi o anão que tá clonando todo mundo?

 Vicki: Eu não sei, mas acho que não é um anão, mas se você descobriu esse local no começo do mês, como quer entender isso desde junho?

 

 Ryan foi pego por ela, mas não era nada que ele precisava esconder de alguém, então o garoto retirou um papel dobrado do bolso e começou a explicar:

 

 Ryan: Em Junho, um cara apareceu se passando por mim, até participou de uma missão com os meus amigos, mas no final, ele foi morto por um criminoso chamado Chameleon, nos seus últimos suspiros, ele pediu para a Naiara escrever uma carta do que parece ser arrependimentos, mas isso daqui é praticamente ilegível...

 Vicki: Mas quem era ele?

 Ryan: Eu.

 Vicki: Como assim?

 Ryan: Era eu do futuro, tudo o que ele escreveu aqui, provavelmente, se refere ao futuro...

 Vicki: Ele era do futuro?

 Ryan: Você se acostuma com essas coisas, mas tipo, o que significa “Ge162Tl6”?

 Vicki: Tá, mas isso não tem nada a ver comigo, certo?

 Ryan: Muito pelo contrário, eu passei meses decifrando isso, e não são códigos, são siglas ou abreviações, por exemplo, “Tl6” é a mesma coisa que Timeline 6 ou Linha do Tempo 6.

 Vicki: Continuo não entendendo.

 Ryan: Uma dessas passagens está escrito: CCViTl6, mas o que é CC? Nos meus grupos, /cc/ é um método de dizer que já fizeram aquela postagem antes, ou seja, que é uma cópia, Vi é abreviação de Vitória, logo, CCViTl6 significa, “Cópia da Vitória da Linha do Tempo 6”, ou seja, você é a cópia da Vitória, só que dessa linha do tempo...

 Vicki: Bem, e o que isso significa?

 

 Ryan continuou seu raciocínio sem ligar para a cópia:

 

 Ryan: Se CC é cópia, CCr, significa copiador, logo, o que diz na carta é que CCrMaTl6 é copiador Ma... da Linha do Tempo 6.

 Vitória: Não respondeu minha pergunta!

 Ryan: Isso significa que ele sabia que você aparecia, mas também anotou a data, só que aqui diz que você apareceria no natal...

 Vicki: OK, mas o que eu queria saber desde o início é, o que são “os melhores”?

 

 Ryan ouviu a pergunta, se sentiu feliz, sorriu e disse:

 

 Ryan: Ótima pergunta! No princípio, eu andava com um grupo de meninas, entre elas, a Maira...

 Vicki: Tá, tá, eu sei dessa parte, vocês criaram um grupo de super-heróis, depois se separaram, então você criou uma equipe nova...

 Ryan: Comigo, a Maira, Felipe, Lucas, Vitória, Ana Caroline, Ana Julia, Jessica, Fernanda, Naiara, Lorena, até ela morrer, e, depois, a Djulha... Bons tempos! A partir dessa segunda formação, a PF passou a nos chamar de “Os Melhores” por causa de uma frase de efeito que eu usei, a partir de uma aliança com ela, nos tornamos isso.

 Vicki: Eu posso entrar?

 Ryan: O quê? Não, os Melhores são todos colegas de classe, por isso alguns saíram... Mas você pode nos ajudar numa missão...

 Vicki: Pode ser, que missão é?

 Ryan: É o seguinte, esse fim de semana, nós vamos começar uma missão em São Paulo, na capital, iremos à 25 de Março procurar por algum lugar onde a Tríade possa estar desenvolvendo tecnologia extraterrestre, o que é ilegal...

 Vicki: Por quê?

 Ryan: É crime galáctico você praticar plágio tecnológico, principalmente em planetas mais primitivos, onde se deve deixá-los isolados para evoluírem sozinhos, já que os resultados são mais explícitos.

 Vicki: OK...

 Ryan: A INTERPOL e o Comando Operacional Tático da PF também estarão lá, nesse caso, é mais para prender os membros da Tríade.

 Vicki: E o que eu farei lá?

 Ryan: Você é a infantaria, na verdade, todos os mutantes vão servir de infantaria, já que somos mais especializados em lutar contra esse tipo de equipamento, será mais fácil para nós, além de como você é mais versátil e resistente que os outros membros, não precisa de grande preparo, a Vitória com essa forma, na primeira missão, já conseguia segurar tetos de concreto pesando algumas toneladas.

 Vicki: Certo! Eu vou dar o meu melhor!

 Ryan: Mas lembre-se, não fique perto do Felipe enquanto ambos estiverem lutando, a sua roupa é feita de bismuto, um forte isolante elétrico e o material mais diamagnético, ou seja, que é repelido por campos magnéticos, então você já viu, né?

 Vicki: Certo, só mais uma coisa, você disse algo sobre copiador, sabe quem deve ser?

 Ryan: Bem, a única coisa que temos são as letras iniciais “Ma”, eu conheço alguns que tem nomes assim, Marcos, Mateus, Maria, Maira, Marcelo... Mas só conheço uma que seria capaz de fazer tudo isso... E temo que se for ela, teremos problemas...

 Vicki: Por quê?

 Ryan: Imagine a criatura mais vil, negligente, cruel e que faria tudo apenas pelo sonho de criar uma sociedade utópica, mesmo sabendo que é uma ideia irracional, imaginou?

 Vicki: Sim.

 Ryan: A criatura que você imaginou não é nem metade do que ela já fez por esse ideal doentio. E o pior de tudo, é que eu terei que pedir a ajuda dela nessa missão...

                      

Continua...


Notas Finais


E agora? Quem é CCrMaTl6? O que acontecerá entre Ryan e o possível CCr? Qual é a velocidade do som no ar, sabendo que a frequência em que um sino de 3 m de altura oscila é de 1000 Hz? Tudo isso, e mais, no próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...