História Os mistérios - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 4
Palavras 504
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 6 - Amigos?


Amy

A aula de matemática estava um inferno, e a capeta na frente... continuava sendo uma capeta. Eu descontava todas as minhas raivas, tanto quanto da professora quanto a que sentia de Lay no caderno. Eu queria mata-lo! Mas ao mesmo tempo, queria ele vivo ao meu lado. Realmente, mulher é um bicho esquisito e que poderia virar uma das matérias em ciências.

Aquela aula estava cada vez indo mais para as profundezas do submundo, parecia que o tempo congelava sempre que aquela porra começava. O sinal bate eu sinto que os capetas pararam de me atormentar, eu pego minhas coisas e vou para a saída, quando estou atravessando o portão, sinto alguém me cutucando, me viro e vejo dois garotos, um de cabelo castanho escuro, pele clara, olhos escuros e mais alto que eu, e o outro era um pouco mais baixo, quase da minha altura, de cabelo preto, pele clara e olhos castanhos.

- Você deixou isso cair. – o mais alto me entregou meu colar.

- Meu colar? Valeu, mas... como ele caiu?

- Acho que deve ter estourado o fecho. – o de cabelo preto tirou a corrente que estava usando e tirou o fecho – aqui, pode ficar, eu tenho vários lá em casa.

- Nossa, valeu mesmo!

- Qual seu nome? Acho que nunca percebi você aqui. – o mais alto coloca a mão na nuca.

- Amy, já estou acostumada, ninguém me percebe aqui.

- Nossa, que bad. Meu nome é Lucas e o dele é Hideki. – disse o mais alto.

Eles saem comigo e se despedem, quando acabo de me despedir sinto alguém me puxando pelo ombro. Lay.

- Lay? O que tá fazendo aqui?

- Vim te buscar hoje, e quem eram aqueles?

- Uns colegas de classe, acho que nem isso, os conheci hoje.

- Hm, tá. – ele me olha com uma cara feia.

Assim que chegamos em casa, ele senta no sofá e começa a mexer no celular. Eu vou tomar banho, o silencio era torturante. Saio e começo a ler, ele parecia bravo comigo e com certeza não iria puxar conversa, eu digo o mesmo. Mas mesmo precisando de silencio para ler, aquilo era estranho e muito torturante.

Depois de um tempo, decido subir para meu quarto e acabo dormindo.

Eu estava em pé, perto de uma cozinha diferente, eu estava chorando, estava descalça, apenas com meu vestido azul e meu ursinho. Meus olhos ardiam, eu via vultou e duas pessoas conversando, mas minha visão estava embaçada. Até que ouso gritos e sons de tiro. Gritei, mas logo apaguei.

Acordo num pulo, eu soava, estava ofegante e com o coração acelerado. Passo a mão por todo o meu corpo tentando entender o que havia acontecido.

- Tá tudo bem, foi só um sonho... tá tudo bem...

Me levanto e vou tomar banho, olho pela janela que tinha no banheiro, ‘nossa, eu dormi tanto assim?’ já estava quase na hora de me arrumar para ir à escola de novo. Me arrumo, desço, pego minhas coisas e saio.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...