História Os mistérios da Lua - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hidan, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Kisame Hoshigaki, Konan, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Mebuki Haruno, Metal Lee, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Naruto, Novela, Romance, Sobrenatural
Visualizações 128
Palavras 2.004
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - Capítulo XI


Ainda tinha tempo de ir ao centro comercial comprar um presente para os aniversariantes. 

Andei por várias lojas procurando algo que eu pudesse comprar para as crianças. 

Acabei me distraindo quando cheguei a uma loja de roupas, afinal não tinha o que vestir na festa e mesmo sendo apenas uma comemoração infantil eu estaria acompanhando os Uchihas. Então teria que estar no mínimo apresentável. 

Comprei o que julguei necessário.

Uma rápida olhada no relógio e confirmei que estava atrasada, e a única maneira de conseguir algo para a festa teria que vir de uma cobrança de favores.

- Alô?

- Luy sou eu Sakura. 

- Quanto tempo querida. Como posso de ajudar?

- Quero que faça dois colares com o símbolo que estou te enviando. Quero que fiquem prontos em no máximo um hora. Você pode fazer isso para mim, não é?

- Não tem mais ninguém no mundo que poderia me pedir algo assim. Me mande o endereço da entrega. E uma última pergunta, o que anda fazendo da vida?

- Eu estou apenas gastando o dinheiro que consegui. 

Cheguei em casa e fui direto para o banho, em seguida fui ao closet vestir a roupa que comprei e acabei me deparando com algo que não tinha percebido. Os Uchihas deixaram diversas marcas escuras espalhadas pelo meu pescoço.

Aquilo seria um problemão, meu vestido era um tubinho preto justo e com o decote tomara que caia, tive que deixar os cabelos soltos e fiz cachos nas pontas para disfarçar as marcas, o sapato scarpin preto finalizou todo o visual, maquiagem discreta ajudava a esconder as marcas.

A campainha tocou e ao atender recebi duas pequenas caixas com os presentes. 

Tudo arrumado e eu teria apenas que esperar os rapazes, então como não sabia a hora que meu irmão chegaria deixei um recado escrito na janela, algo sútil que só o meu irmão entenderia. 

Novamente a campainha tocou e ao abrir a porta meu mundo parou, lá estavam os três homens mais lindos que eu já vi na vida vestindo roupas sociais, elegantes e alinhados.

Itachi na esquerda vestia uma calça social preta e uma blusa branca, com um blazer preto, o tecido muito bem cortado contornava o corpo divido.

Madara estava com a blusa vermelha e calça preta, sem blazer. A cor de tecido realizava o tamanho do seu corpo.

Sasuke com blusa azul petróleo e calça preta, parecia saido de algum filme.

Os três eram lindos e juntos lado a lado eu pude notar alguns detalhes que antes não consegui notar. Entre eles a diferença de altura não passava de 10 centímetros e mesmo assim, Sasuke era o mais alto. Já no quesito músculos Madara parecia o mais forte,  e mesmo assim todos pareciam verdadeiras montanhas de músculos.

Sorri para eles e anuncie que buscaria os presentes.

Enquanto caminhavamos até o carro Itachi disse.

- Você esta maravilhosa essa noite.

Sorri e agradeci. 

- Todos vocês estão lindos.

No carro eu notei que eles pareciam relutantes em entrar. Não entendi o problema.

- O que está acontecendo? 

- É que ninguém quer ficar longe de você. 

- Tenha dó gente. De quem é o carro?

- Meu. - Madara respondeu.

- Ótimo, estão façamos assim eu vou atrás com os gêmeos e você vai dirigindo.

Os meninos gostaram e sorriram, já Madara ficou emburrado mas aceitou e como recompensa por isso eu beijei Madara e depois entrei no carro.

- Porque só ele ganhou? - Sasuke parecia indignado.

- Porque ele vai nos levar. Então não reclamem.

Entrei no carro sem esperar a resposta deles. Em silêncio todos me acompanharam. Não fizemos paradas. 

Chegamos em uma casa bonita, branca e bem grande. Janelas grandes e telhados marrom. 

O jardim da frente era grande e bem decorado. Descemos todos juntos e caminhamos para a porta da frente. No trajeto eu percebi que os três caminhavam de maneira que eu ficasse dentro de um semicírculo, um na frete e outro um de cada lado.

Fomos recebidos por Jiraiya.

- Bem vindo Uchihas e menina Sakura.

Fomos guiados pelos cômodos, estávamos cercados de espaços harmonioso, apesar de não serem luxuosos, tudo era de extremo bom gosto. 

Chegamos a um salão confortável e espaçoso, várias pessoas conversavam em grupos. 

As crianças corriam gritando feliz enquanto brincavam. Hinata nos viu e veio nos comprimentar. 

- Boa noite a todos.

- Hinata, boa noite.Gostaria de descobrir aonde estão as crianças para poder entregar os presentes mas isso parece impossível.

- A Sakura, as crianças estão lá no jardim de trás mas estão brincando e acho que vai ser muito difícil você conseguir encontrar.

Deixei os meninos irem conversar com Naruto e outros dois homens que eu não conheço. Fui com a Hinata até aonde as crianças estavam brincando. 

O jardim estava lotado de gente, as crianças estavam gritando e se divertindo. Uma senhora ruiva e muito bonito chegou sorrindo.

- Boa noite, eu sou Kushina Uzumaki a senhora desse clã. 

- Sou Sakura Haruno, a professora dos seus netos.

- Vamos tentar falar com os meninos.

Os meninos atenderam o chamado imediatamente, a voz daquela mulher era tão potente que as crianças não relutaram. 

Os pequenos Uzumakis chegaram perto e pude lhes entregar os presentes. 

Hinata e a senhora Kushina arregalaram os olhos quando os pequenos abriram os embrulhos contendo os colares de ouro branco e o pingente no formato do brasão do clã Uzumaki. 

As crianças gostaram e eu coloquei no pescoço de cada um deles, ambos agradeceram e voltaram a brincar.

Ambas ainda estavam caladas me olhando, pareceram emocionadas e como ninguém se propôs a me explicar fiquei sem entender.

Voltei para onde estavam os Uchihas e junto com eles havia outros homens que eu nunca tinha visto. Quando me aproximei eles pararam de falar e os Uchihas se voltaram para mim, sorrindo.

- Senhores eu gostaria de apresentar a senhorita Haruno. 

Itachi fez as honras e começou as apresentações, todos os homens ali eram altos apesar de nem todos serem tão vivazes quanto os meus anjos. 

O primeiro a quem fui apresentada era simplesmente a versão mais velha do Naruto, o senhor Minato Uzumaki.

 E assim segui para todos os anfitriões, e foi quando eu notei que aquele círculo de conversas era formado por pessoas mais velhas que os meus anjos.

O segundo foi um homem de grande semelhança com o Neji, o senhor Hiashi Hyuuga.

O terceiro possui os cabelos levemente mais escuros que o Gaara e os olhos pretos ele se chamava Rasa No Sabako.

Por último eu fui apresentada ao pai dos meninos Fugaku Uchiha, o senhor que transbordava frieza e rigidez, aquele homem era o líder daqui e dava para afirmar só pela maneira como ele olhava para todos ao redor e como os outros correspondia a ele. 

O senhor Uchiha me olhava de maneira avaliativa, um vinco se formou entre as sombrancelhas a quando notou quando percebeu que os meus cabelos escondiam todo o meu pescoço, também pareceu não gostar do meu vestido ou de tudo o resto que viu. 

- Então você é a Sakura, parece que a mãe Lua está nos afrontando.

Eu não entendi e por isso não respondi, apenas me virei e sai. 

Lá fora encontrei as outras mulheres e fui apresentada a senhora Minoko Uchiha, e como o marido pareceu me avaliar.

Continuei no mesmo grupo que ela, porém não entrei na conversa até que os homens chegaram. 

Os meus anjos guardiões ficaram envolta de mim, quanto o casal Uchiha se manteve abraçado. 

O garçom passou e eu peguei um uísque, aquele situação estava me irritando e depois que comecei a beber a senhora Uchiha começou a me interrogar.

- Então Sakura com o que você trabalha?

- Sou professora.

- Pelo menos é uma trabalho de mulher. Já os pensou em se casar?

- Não.

- Antes de vir para Konoha o que você fazia?

- Eu trabalhava com imigrantes.

- Acho que nas próximas semanas eu e as outras mulheres vamos ter um pouco de trabalho com você. 

- Não entendi. 

Os homens permaneciam calados é aquela senhora estava brincando com a minha pouca paciência. 

- Se você resolveu se envolver com os meus filhos quer dizer que eu devo te preparar para ser uma esposa perfeita, que vai satisfazer o seus maridos e supri todas as suas necessidades.

Esse discurso me tirou do sério, quem ela acha que é para falar assim como? 

- Vamos se eu entendi bem? A senhora nas próximas semanas vai me reeducar para que eu me torne a esposa ideal? 

- É exatamente isso. 

Agora eu fiquei muito curiosa para saber até aonde a loucura deles iriam, só que no minuto que abri a minha boca para questionar sou interrompida por Naruto que estava gritando para anunciar o parabéns. 

Cantamos e comemos me despedi de todos e segui para fora. Queria voltar para casa os meninos pareceram notar já que em pouco tempo eles se despediram de todos e me levaram para casa. O caminho foi silencioso, e apesar de toda a loucura que eu ouvi minha mente estava ansiosa para a chegada do meu irmão.

O carro parou na calçada eu notei que as luzes estavam acessas, os anjos também devem ter notado já que ficaram tensos. 

- Rapazes eu queria agradecer por hoje, e também queria pedir para que viessem aqui na segunda para conversarmos. Meu irmão chegou hoje de viagem e vai ficar o final de semana todo, então eu espero que entendam o motivo que eu não posso chamar todos para dormir comigo hoje. 

Eles pareceram tocados com as minhas palavras. Sasuke que até agora pareceu ser o mais calado deles se pronunciou. 

- Não tem problema, passe o final de semana com o seu irmão e na segunda voltamos.

Madara foi além. 

- Mesmo que eu queria conhecer o seu irmão, eu posso esperar até que você esteja pronta. 

Itachi foi o único que não ignorou as palavras da mãe. 

- Antes de ir eu queria me desculpar pela forma com que a minha mãe falou com você. Ela possui pensamentos bastantes atrasados e meu pai acompanha ela nisso. Mas quero que saiba que eu não gostei da situação e acho que posso falar isso por todos nós. Sendo você quem é acaba por doer em nós a forma como ela te atacou. Desculpa.

Itachi pareceu um menino arrependido e com vergonha, não sabia como melhorar a situação então me aproximei é o beijei. De maneira suave e precisa ele guiou o beijo até a falta de ar, sempre mantendo as mãos nos meus quadris apertando de leve.

Me despedi de Sasuke em seguida com um beijo intenso, com as mãos apertando a minha bunda e exigindo por mais. 

E por último Madara que me tomou em um beijo selvagem se sem pudor, suas mãos passaram pelos meus cabelos até me deixarem perdida, ele se afastou e falou.

- Fizemos as marcas para serem vistas, o mundo tem que saber que estamos com você.

Os gêmeos concordaram com o mais velho e eu nada respondi. 

Quando virei para a minha casa eu me deparo com o Kakashi sorrindo encostado na soleira da porta.

Esqueci completamente dos meninos. Apenas corri o mais rápido que os meus saltos deixavam para poder alcançar o meu irmão. 

Quando nos abraçamos que quis chorar, estar perto do meu irmão é a melhor sensação do mundo, ele é o meu porto seguro. 

Quando nos afastamos ele beijou a minha testa a bagunçou o meu cabelo de forma carinhosa, olhou em direção ao carro do Madara e acenou. Vi os meninos acenarem de volta com caras de poucos amigos, enquanto Kakashi sussurrava para mim.

- Que isso em irmãozinha, te deixou sozinha por pouco tempo e quando eu volto te vejo beijando três caras. Se continuar nesse ritmo você vai pegar toda a população de Konoha até o fim do mês que vem. 

Gargalhando alto nos entramos, havia muita coisa a ser falada e muitos sentimentos para colocar em dia .

E o mais importante, quando eu penso no Kakashi e nos meus três anjos guardiões eu percebo que a minha família está completa.

Por mais que eu pareça uma adolescente, eu posso afirmar que os Uchihas possuem um poder sobre mim, mesmo em tão pouco tempo.

Afinal as presas só percebi o perigo quando esse está perto demais.



Notas Finais


Quero saber de vocês se estão gostando. Amanhã tem mais.
Obrigada por lerem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...