História Os mistérios da Lua - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hidan, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Kisame Hoshigaki, Konan, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Mebuki Haruno, Metal Lee, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Naruto, Novela, Romance, Sobrenatural
Visualizações 143
Palavras 2.366
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Capítulo XII


A melhor coisa do mundo era ter o meu irmão comigo. Entramos e começamos a conversar afinal temos muitas novidades para compartilhar. 

Kakashi se direcionou para a cozinha enquanto eu fui para o closet trocar de roupa, tirei o vestido, os sapatos,e a maquiagem. Optei por colocar uma roupa confortável, um conjunto de moletom cinza e penteei o cabelo. 

Voltando para a sala encontrei o meu irmão segurando duas garrafas de rum, e só Deus sabe da onde ele tirou aquelas garrafas. No momento que me aproximei ele me ofereceu uma das garrafas e abriu a porta.

- Recebi o seu recado e achei que você gostaria de conversar. 

Sorri meu irmão realmente me conhecia. O recado que eu deixei foi um adesivo colado na porta, não precisaria de mais nada. 

Sentamos em um banco que ficava na varanda de trás da casa, fiquei olhando fixamente para a floresta e não sei quanto tempo fiquei olhando até que notei alguns pares de olhos vermelhos predadores, quando olhei para o meu irmão para perguntar se ele também tinha visto, porém ele estava focado olhando para as estrelas.

Segui o olhar dele e encontrei uma pintura maravilhosa da natureza, um presente de Deus. Eu nunca havia parado para olhar o céu de Konoha.

- Isso foi o que mais senti falta daqui. 

Eu viajei por várias lugares do mundo e nunca encontrei um céu tão bonito, cheio de detalhes, as cores vibrantes, como o roxo, o azul claro, rosa forte entravam em contraste com o fundo negro, as estrelas brilhantes pareceriam enormes diamantes colocados alí por Deus. 

- Desde que mudei para a cidade eu não tinha parado para olhar o céu. 

Sentamos e começamos a beber, ainda em silêncio. 

- Eu sei o motivo de você não ter conseguido olhar para o céu. 

Ele puxou o meu cabelo para trás e deixou visível as marcas que os Uchihas deixaram em mim.

Sorri envergonhada sem ação, não é como se eu pudesse negar que de certa forma eles eram sim, um dos principais motivos para que eu não olhasse para o céu, meu olhar agora era direcionado apenas a floresta. 

- O que eu posso fazer? Não sou como você meu irmão, que se prende a uma pessoa só. 

- Não é como se nós fossemos assim a vida toda. Se eu bem me lembro até alguns meses atrás a situação estava completamente inversa.

- Eu não sei quando aconteceu essa mudança, meu irmão deixou de ser o pegador que eu conheço. 

-Eu me apaixonei Sakura, e foi muito mais rápido que eu imaginava. Quando eu voltar vou pedir ela em casamento.

Kakashi colocou a mão no bolso e tirou de lá uma caixa de veludo preto, quando abriu a caixa fiquei sem ar. O anel era de um modelo clássico, com várias pedras menores entorno de uma outra muito maior. Emocionada eu abracei o meu irmão. 

- Estou tão feliz por você, está realizando o seu sonho de ter uma família. 

Em silêncio ele balançou a cabeça e aceitou o meu abraço. 

- Eu quero te pedir irmã para guardar o anel com você até a minha volta. Eu não tenho outra pessoa que eu possa confiar algo tão importante.

Fiquei ainda mais emocionada e uma lágrimas solitária de alegria escorreu pelo meu rosto, Kakashi limpou com o polegar o rastro que a gotícula deixou e beijou a minha testa.

- Obrigada Kakashi por confiar algo tão importante a mim.

Bebemos ainda mais e mudamos o assunto para coisas triviais. 

- Então Sakura, como tem lidado com Konoha?

- Eu não gosto muito daqui, a internet é ruim, o comércio é fraco e quase nunca eu encontro o que quero comprar. A população é bem conservadora e pude notar pela festa que fui hoje, o casal Uchiha praticamente em hostilizou eu quis com todas as minhas forças enfiar uma bala no meio da testa deles. Eu não quero voltar a ser assim, eu me contolei porque quero construir outra vida aqui.

- Eu entendi de verdade, eu busco isso ao meu casar só que nos dois sabemos que não é assim. Algumas marcas nunca vão nos deixar.

- Eu sei Kakashi. Sabe de uma coisa que eu sinto falta na minha vida antiga?

- O que?

- As boates, eu adoro dançar, beber e essa cidade não tem nada. Eu achei apenas um bar e mesmo assim não entrei, afinal eu estou trabalhando como professora e não acho que seria bonito. Afinal eu estou voltando de uma festa que me encheram o saco pelo simples fato de que eu estava bebendo bebida alcoólica.

- Essa cidade é um saco.Nós saímos daqui muito cedo e não temos a carga cultural daqui. 

- Isso é um saco mesmo.

Conversamos e bebemos praticamente todo o meu estoque participar de bebida alcoólica. 

Em algum momento eu desmaiei no sofá e não sei aonde meu irmão foi dormir.

Acordei com o som da campainha e levantei para atender a porta, minha boca estava com um gosto horrível.

Quando abri a porta fiquei cega por alguns segundos antes de identificar as três figuras já famíliares na minha casa.

- Bom dia Sakura. 

Sasuke quem me comprimentou. 

- Fala baixo querido, por favor. 

- O que aconteceu com você Sakura?

O que aconteceu em seguida foi bastante estranho. Afinal Itachi farejou o ar e respondeu. 

- Ela esta de ressaca. 

- Parabéns Itachi, agora o vamos ao que interessa. O que vocês estão fazendo aqui?

- Viemos tomar café com você.

Nesse momento Kakashi saiu do meu quarto com a toalha de banho enrolada no quadril, olhando bem meu irmão é lindo demais. Os meus meninos pareceram entender o que eu estava pensando, afinal passaram na minha frente e cobriram a minha visão. 

- Parece que vamos ter companhia.

Kakashi voltou para o quarto provavelmente para se vestir, e eu consegui desvencilhar dos Uchihas para seguir para a cozinha. 

Estamos todos na cozinha e Kakashi tinha voltado e dessa vez já estava vestido.

Como já tinha quatro homens cozinhando eu resolvi tomar um banho rápido e trocar de roupa.

Sai da cozinha sem falar nada com ninguém e fui direto para o meu banheiro, deixei minha roupas pelo caminho e entrei na banheira e liguei a hidromassagem e relaxei. 

Com os olhos fechados eu simplesmente me permitir sentir a água quente em contato com a minha pele. 

Senti um par de mãos quentes massageando as minhas costas, no primeiro momento me assustei e tentei recuar a voz grossa no meu ouvido denunciou quem estava comigo, meu anjo Sasuke.

- Calma querida. Você tem quer ser uma boa garota e ficar calada, se não vão te ouvir.

Ele me colocou apoiada na beira da banheira e se manteve do lado de fora. Sasuke se abaixou e começou a me lamber, passou pelas minhas pernas e mordeu a parte inferior da coxa.

- Teremos que ser rápidos se não vão sentir a minha falta.

Sem mais nenhuma palavra ou preliminar ele me penetrou com força. Abri a boca para gemer e ele tampou com a mão, continuou investindo forte no vai e vem, quando sentiu que estava perto do orgasmo Sasuke acelerou o meu próprio prazer quando usou os dedo em movimentos circulares.

Sasuke gozou em grandes onde de prazer e eu o acompanhei, queria gritar mas me contive ficamos assim por tempo suficiente para que ele desinchasse e saisse de mim.

Ele fechou a sua calça e se direcionou a saída enquanto eu quis voltar ao meu banho, antes de conseguir colocar o meu pé na banheira senti um aperto no braço, me virei para ele.

- Não quero que se limpe, quero permanecer dentro de você. 

Aquilo me envergonhou muito, mas obedeci fui para o closet me vestir. Coloquei um vestido soltinho e segui para a cozinha.

Os rapazes junto com o meu irmão já havia servido a primeira refeição, porém quando me viram Madara e Itachi cheiram o ar e olharam sério para Sasuke que servia um copo de suco tranquilamente. 

Meu irmão começou a comer e todos o acompanharam, em determinado momento Kakashi me olhou e sorriu perverso, eu entendi o que seria aquilo e já abaixei a cabeça envergonhada. 

- Então senhores, quais são as intenções de vocês com minha irmã? 

Os três homens enormes pararam de comer e os gêmeos olharam para o mais velho. 

- Nós estamos envolvidos com a sua irmã e gostariamos que continuasse assim por um longo tempo. 

Kakashi me olhou brincalhão, e seguida endureceu o olhar quando os direcionou aos meninos. 

- E vocês por um acaso acham bonito vir aqui e usar do corpo dela depois virar as costas e sair? O mais novo nem teve a decência de respeitar a minha presença! Isso é um absurdo! A minha irmã é uma mulher de família e vocês a violaram. Vai ter que casar. 

Eu sabia que era piada e estava doida de vontade de rir, mas a resposta dos meninos acabou com o humor da brincadeira.

- Então casamos com ela.

- Não seja por isso. 

- Vamos casar os três com ela então. 

Eu olhei assustada para Kakashi que não aguentou começou a gargalhar da cara dos meninos. Os Uchihas por sua vez pareciam chocados com a brincadeira, eu me senti na obrigação de explicar.

- Calma gente ele só estava brincando.

Madara se tornou sério e continuou a falar.

- Sakura nós falamos sério, casar com você não seria uma obrigação e sim um prazer. Não podemos apenas um de nós ficar com você, mas se você nos aceitar seremos leais. 

A conversar fugiu do meu domínio, mas Kakashi por outro lado parecia saber o que estava acontecendo com ali. 

- Senhores minha irmã nasceu aqui mas não foi criada conforme os costumes daqui. Eu irei embora hoje a tarde e durante esse período eu vou pedir para que os senhores nos deixe a sós. Eu como macho mais velho da família eu irei contar tudo a ela. Sakura agora por favor se retire por alguns minutos para que nós possamos conversar.

Meu irmão só usava esse tom comigo quando a coisa era muito séria, fui ensinada a não protestar nessas situações. Então levantei e fui para a biblioteca.

Não sei quanto tempo fiquei ali sentada esperando pelo meu irmão, fiquei distraída olhando os detalhes da lareira que não notei quando ele abriu a porta. Kakashi sentou do outro lado na cadeira de frente a minha.

- Lembra que quando éramos pequenos e que o papai sempre brincava com você na floresta? 

- Sim, eu lembro. 

- Você lembra do nome da brincadeira que ele fazia com você?

- Sim, ' vamos procurar a pequena loba'. Porque isso agora Kakashi?

- Eu estou querendo te fazer lembrar. Papai te ensinou a esconder na floresta, como camuflar seu cheiro e seus rastros, ele te fez aprender tudo isso por segurança. Nossa família sempre teve muitos inimigos, e nossos pais temiam por nós. 

- Eu lembro disso, mamãe falava que as coisas iriam mudar e você deveria cuidar de nós. 

- Isso mesmo. Sakura eu vou te contar a história da nossa família, nosso pais foram criados em Kohona e aqui todos pertencem a uma alcatéia. 

- Alcatéia é para lobos Kakashi. 

- Todos nossa vila podem se transformar em feras lupinas, Sakura isso inclui nós dois. - eu abri a boca para protestar mas ele levantou a mão pedindo a palavra. - Sakura cada família possui uma qualidade que os define, e a nossa é principalmente é a força nos somos os melhores guerreiros entre as famílias. E quando eu nasci pouco tempo depois a fêmea Alpha deu a luz ao seu primeiro filho,o Madara. E naquela mesma noite mamãe sentiu que precisava descer a câmara lunar para conversarmos com a nossa Deusa mãe, a Lua. 

Pouca fêmeas possuem o dom da mamãe de conversas com a Deusa, e quando elas entraram em contato a Lua explicou a nossa mãe que a fêmea Alpha teria outros dois filhos e que eles dividiram a mesma alma.

Quando nascem filhotes assim eles costumam acabar mortos, normalmente o primeiro a achar a fêmea mata os demais.

Mamãe também soube aquela noite que logo ficaria grávida novamente, aqui nós chamamos de recolher a cesta que a mãe oferece, a alma da cesta da mamãe seria a gêmea da alma que fora dividida em três. 

Quando mamãe contou a profecia a fêmea Alpha levou todos nós para morar com eles, assim você nasceria na casa do Alpha e estaria segura.

O problema é que alguém soube da profecia e tentou te matar, nossos pais te salvaram porque você é o futuro de todos aqui, aqueles homens que você conhecem acabariam em desgraça se você resolvesse larga-los. 

Saímos de Konoha e ficamos com o mestre Jiraiya por algum tempo, mas ele deveria voltar e nós seguimos nosso caminho. 

- Kakashi que monte de merda você está falando? E eu sou uma loba porque nunca me transformei?

- Você teria que estar prenha para isso acontecer. 

- E como você se transformaria? 

- Eu só posso fazer isso na lua cheia, uma fêmea prenha pode fazer quando quiser. Pensa bem Sakura a maior qualidade da nossa família é o desempenho no campo de batalha, e olha o que você é capaz de fazer. Quando nós saímos daqui eu sabia que uma hora você teria que voltar. Você foi destinada a muito tempo a esses homens. 

- Kakashi o que é uma câmara lunar?

- Eu não sei bem Sakura, só quem pode entrar no espaço sagrado é quem possui o dom de falar com a mãe Lua.

Contei para o Kakashi sobre o cômodo que descobri.

- Eu fico muito feliz em saber que achou, essa casa foi construída pelos nossos pais para te dar de presente de casamento, mamãe talvez soubesse que você teria os poderes dela. Agora que eu sei que você tem esse dom tudo fica mais fácil, qualquer pergunta que você quiser fazer, faça para a mãe diretamente. Você apenas tem que dormir lá e eu acho que é assim que funciona. 

- Kakashi você sabe porque somos lobos?

- Os nosso país me falaram que iriam me contar a história quando eu tivesse idade, mas não tiveram tempo.

Quando eu percebi já estava na hora do Kakashi ir embora trabalhar. 

Me despedi dele e fui dormir, mas seguindo o seu conselho aquela noite eu dormi lá embaixo. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...