História Os mistérios da Lua - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hidan, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Kisame Hoshigaki, Konan, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Mebuki Haruno, Metal Lee, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Naruto, Novela, Romance, Sobrenatural
Visualizações 367
Palavras 3.073
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 13 - Capítulo XIII


Não sei dizer que horas exatamente eu dormi, mas sei que agora eu estou sonhando pois eu reconheceria esse lago em qualquer lugar, esse é o lugar que eu sempre sonho nas noites de lua cheia. Olhando em volta eu notei que havia uma mulher sentada na beira do lago olhando para a floresta a nossa frente e de costas para mim.

- Sente-se aqui comigo Sakura.

A mulher vestida de túnica branca e cabelos prateados virou o rosto na minha direção, não podia ver nada devido a uma marcará branca sem expressão. 

- Temos muito o que conversar. 

- Kakashi me mandou aqui e eu estou confusa. 

- Me diga a suas perguntas e eu vou responder.

- Ele disse que todos na cidade são lobos. Como isso pode é possível?

- Simples Sakura, as almas humanas normalmente são representadas por animais. Podem ser ursos, águas, macacos ou qualquer outro até mesmo lobos. A diferença é que o meu povo possui uma ligação muito forte com a sua alma, ou seja, com a sua parte animal. Sendo assim, os meus filhos são capazes de materializar a forma espiritual.

- Que isso? Isso é um absurdo, não consigo imaginar algo assim. Então os seus filhos não são humanos é isso? 

- Eles são humanos, porém um tipo diferente de homem. Eles são filhos da Lua. 

- Meu Deus isso parece loucura, quando o meu irmão falou pareceu sacanagem, mas agora eu estou aqui conversando com uma mulher sem rosto. E sabe o que é pior ? É que as coisas se encaixam.

- O que você acha que se encaixa?

- Olha eu não tinha tido muitas experiências sexuais antes dos Uchihas, porque simplesmente nenhum homem depertava o meu interesse. E quando eu coloco os olhos naqueles três me sinto completa e em casa. No começo eu pensei que me sentia assim devido a minha nessessidade de ter uma família grande. Uma família com muitos filhos sempre foi o meu maior sonho e no começo pensei que era esse o motivo que os Uchihas me atrairem. Mas depois que o Kakashi falou sobre as almas estarem conectadas isso pareceu fazer sentido. Afinal eu nunca fui tão rápido para a cama de alguém como aconteceu com aqueles três. 

- Isso se dá devido ao tempo que vocês ficaram afastados. 

- A parte absurda é a transformação em lobo, será que eu posso pedir aos meninos para que se transformem? 

- Antes deles se unirem a você permanente a alcatéia eles só poderão se transformar na lua cheia. 

- Meu Deus isso parece loucura. 

- A alcatéia Negra em específico é bastante rígida e não devem se transformar parante você sem que seja um membro vinculado. 

- De qualquer forma tenho que me casar com eles e isso não me parece ruim.

Vários pensamentos começaram a passar pela minha mente, mas afastei por hora tenho algumas perguntas a essa mulher que não podem esperar.

- Um última pergunta, porquê já tenho muita coisa para pensar. Porque não nascem menina?

- Elas nascem sim, só que em número bem inferior. Meus filhos são fortes devido a sua aproximação com a sua parte éteria, mas a natureza exige algo que equilibre a balança e para que isso aconteça eles tem que encontrar dificuldades para procriar, e conseguir uma fêmea filhote então é bem mais difícil. 

- Então é tudo por conta o equilíbrio?

- Claro, uma super população de lobos não seria bom para ninguém. A parte triste é que muito lobos morrem no caminho quando não encontram sua companheira. Sakura foi um prazer conversar com você, desde que a sua mãe veio para esse lado eu tenho tido poucas conversas, fico feliz e venha mais vezes. 

Não tive tempo de falar mais nada. 

Acordei assustada e corri para o meu quarto, a muito tempo eu não choro mas hoje pode ser considerado uma excessão.

A única vez que sinto que sou amada por homens além dos da minha família, isso aconteceu devido ao simples fato de que eles não tiveram escolha. 

Que seja lobos, cordeiros, papagaios ou macacos eu não me importo afinal isso não passa de uma figura de linguagem. 

Mas a tristeza de saber que sou desejada por obrigação é horrível, se eu não fosse a marcada deles ninguém olharia para mim.

Corri na cozinha e comecei a beber, o álcool pode ser amigo do diabo mas depois disso tudo eu acho que também posso ser amiga do diabo. Afinal o que são figuras de linguagem perto da sensação de que tudo que você acredita e conhece ser mentira. 

Ou melhor ainda que eu estou sendo cuidada por obrigação, e para ser uma futura encubadora. Até aonde entendi bem o que a tal ' Deusa' falou as mulheres devem procriar para manter as famílias, e ainda são condenadas quando seus filhos são todos homens. Isso pode explicar um pouco o motivo da Minoko ser aquela bruxa. 

Eu estava gostando daqueles meninos malucos, que possuia uma estranha forma de demonstrar sentimentos. 

Chorei pela dor da mentira, e todas as outras sensações estranhas que se acumulavam no meu peito. 

Eu ouvi batidas na porta, escutei bem de longe não queria atender, então continuei deitada no sofá imóvel. Ouvi vozes me chamando também não me importei, me afundei mais no estofado e continuei a beber. 

Ouvi um grande estrondo, provavelmente tinham arrombado a minha porta da frente, nem precisei olhar para saber de quem se tratava, lá estavam os três causadores das minhas dores, eu sempre desejei ter uma família grande mas não faria isso por obrigação. 

Posso imaginar a cena que eles estão vendo, eu estava nua no sofá agarrada a uma garrafa de bebida praticamente vazia, encolhida e fragilizada. 

- Sakura o que aconteceu?

Madara perguntou preocupado. Itachi me tirou a garrafa e passou para o Sasuke, o médico Uchiha de cabelos preços começou a me examinar, já o mais novo não saia o que fazer. 

Eu olhei para eles ali preocupados comigo, o sentimento de raiva me atingiu em cheio no peito. 

- Saíam daqui. 

Itachi tirou as mãos do meu corpo e os outros dois recuram com o choque ao ouvir o tom dá minha voz. 

- Como vocês têm coragem de virem até aqui, depois de tudo que fizeram comigo. Vocês mentiram, me manipularam e o que mais?

- Sakura nós não fizemos por querer, quando sentimos seu cheiro na cidade combinamos os três de nós aproximarmos devagar. Mas você nos achou no seu tempo. 

Madara parecia escolher com cuidado as palavras e para ajudar o irmão Sasuke tomou a palavra. 

- Nenhum de nós queria te marcar sem que você soubesse mais isso se tornou impossível no momento em que te conhecemos. 

Itachi entrou na conversa.

- Nos queríamos ir devagar, mas já estávamos a tanto tempo te esperando.

- Se eu não fosse a droga da sua marcada nenhum de vocês teria me olhado. A verdade é que vocês tem a obrigação de cuidar de mim. É por isso estão aqui! 

Quase gritei a última parte, os meninos pareciam em choque com a minha reação. Sasuke pensativo murmurou.

- Eu não entendo, para todas as fêmeas é uma alegria achar o seu marcado.

- E elas foram criadas como eu? Ou todas sabiam que seriam usadas como parideiras?

Itachi horrorizado com as minhas palavras, tentou me acalmar.

- Não é nada disso Sakura, nossas fêmea são sagradas, assim como as crianças. Nenhuma fêmea é tratada da forma que você se referiu, quando um casal tem um filho que consegue nascer saudável é uma alegria. 

Madara completou a fala do irmão. 

- Mesmo porque anjo, nenhum macho gosta quando sua fêmea engravida. É sim, um momento de alegria, mas a preocupação é enorme, perdemos muitas mulheres durante o parto e muitas crianças até um ano.

Sasuke interferiu novamente na conversa. 

- Olha eu não sei como seria se você não fosse quem é, simplesmente não dá para saber como seria. Não cuidamos de você por obrigação ou para que nos de filhos, cuidamos de você porque nascemos para isso. 

Fiquei calada, aqueles três homens enormes pareciam desesperados pela minha aprovação, eu estava prestes a tentar perdoa-los para poder seguir em frente quando me lembro de um detalhe que Sasuke comentou. 

- Vocês me marcaram? 

Os três ficaram completamente em silêncio e imóvel. E ninguém me repondeu até Sasuke se pronunciar. 

- Sim, na primeira vez que transamos. 

- E agora?

Madara suspirou cansado.

- Agora perante a todos da alcatéia você é nossa noiva. 

- Eu não gosto quando falam alcatéia. Então arrumem outra palavra, se transar com vocês significa casamento é simples de resolver eu transo com outro cara qualquer e a cidade vai entender que não estamos mais juntos. 

Pela primeira vez na vida vi Itachi Uchiha perder o controle. 

- NUNCA MAIS FALE ALGO ASSIM!

As palavras saíram como um rosnado selvagem, olhando para os irmãos notei que todos pareciam tensos e extremamente nervosos. 

- O que eu falei de errado?

Ninguém me respondeu por longos minutos. Até que Madara foi o primeiro a se recompor. 

- Quando depositamos a nossa essência dentro de você significou que já pertencemos a você e não momento que escolher dormir ... - ele parou e respirou fundo antes de continuar. - isso significa a nossa morte. Essa é a maneira mais fácil de se matar um marcado, fazendo o outro o trair. 

- Está dizendo que vocês não poderão dormir com mais ninguém depois de mim?

Itachi sorriu e se sentou ao meu lado no sofá, e fez carinho na minha bochecha com o indicador. 

- Querida nunca houve ninguém antes de você e nunca haverá depois. 

Sasuke se sentou na mesa de centro e colocou a mão no meu joelho. 

- Porque você acha que ficamos desesperados daquela forma? Nunca tivemos uma mulher, a única que poderíamos possuir é você. Nossos corpos e nossas mentes nunca aceitariam outra no seu lugar. 

Madara se sentou do outro lado e começou a carência os meus cabelos, eu já não precisava de muito. Os três me cercando, eu nua e carente dava para saber aonde terminariamos. 

Sasuke subiu a mão até o meu ponto necessitado e começou as carências, lentas e contínuas.

Madara colocou a boca no meu pescoço e começou a beijar, sugar e a lamber. 

Itachi desceu a cabeça para o meu seio, circulou o mamilo com a língua e sugou com força me fazendo tombar a cabeça para trás de gemer alto. 

Sasuke pegou uma mão de cada irmão e colocou na lateral no meu quadril, ambos fizeram força e me levantaram. Sasuke aproveitou a deixa para abocanhar aonde antes estava a sua mão, ele segurou as minhas pernas separadas e me estimulou com o oral maravilhoso. 

Eu estava prestes a me entregar ao prazer quando uma última pergunta passou pela minha mente. 

- Se eu fosse estéril vocês ainda iriam me querer? 

Ninguém parou ao ouvir a minha pergunta, mas Madara tirou a boca do meu pescoço e respondeu como um sussurro no meu ouvido. 

- Sim, sempre. 

Madara abaixou a cabeça e Sasuke me olhou. 

- Mesmo sabendo que você não é estéril, consigo sentir o gosto da sua fertilidade. 

Antes que eu pudesse falar alguma coisa ele me abocanhou sugando paracendo um animal. 

Completamente perdida no prazer que aqueles homens me proporcionavam, eu consegui entender o que eles estavam fazendo. Estavam respondendo com o corpo a minha insegurança. 

Os três com as bocas chupando o meu corpo me fez sentir como se eles precisassem de mim. 

Como uma criança que mama na mãe para se tornar mais forte, aqueles homens estavam retirando do meu corpo o que precisavam.

Já não sabia quem empurrou a mesa de centro, ou quem me colocou de quarto no tapete da sala, ou quem começou a sugar a minha pele das costas.

Mãos paciavam pelas minhas pernas enquanto a boca insaciável me proporcionava choques de prazer que chacoalhavam o meu corpo. 

Bocas tomavam as minhas costas e meu pescoço, todas as sensações que me envolviam com tamanha intensidade que eu quis chorar diante de tamanha demonstração de carinho. 

Não sei quem fechou as cortinhas e também não consegui identificar o dono da voz. 

- Sei que você já sonhou com isso.

Não consegui entender o que as palavras significaram até que vi o membro grosso na minha frente e senti os outros dois nos meus orifícios, foi então que eu entendi, uma noite de lua cheia tive um sonho assim. 

Não questionei nada apenas relaxei os músculos preparando para o que estava por vir.

Sem aviso, o homem a minha frente segurou a minha mandíbula e me obrigou a abrir a boca, com a outra mão segurou o meu cabelo e limitou os meus movimentos. 

Olhei para cima e encontrei os negros e quentes olhos do Madara. Em baixo eu vi que era o Itachi que precionava a minha vagina, e atrás estava o Sasuke.

Hoje eles começaram mas devagar, Sasuke colocou apenas um dedo no meu ânus e começou a bombear, Itachi espelhou e movimento na minha vagina. Juntos eles pareciam simular a transa que estava para acontecer. 

Madara foi mais sádico me torturando com aquele membro enorme, e mesmo eu estando com a boca aberta ele não me penetrou. Ele chegou perto o suficiente para que eu lambesse toda a extensão e sugasse a cabeça rosada, a grande montanha de músculos quase cedeu quando repetir esse movimento.

Lentamente Itachi começou lamber o meu pescoço, enquanto Sasuke morde o topo da minha coluna e Madara mordia a minha bunda. Mesmo ajoelhados eles eram grandes o suficiente para cobrir todo o meu corpo com deles.

Madara mordeu a minha bunda, Itachi meu seio e Sasuke meu pescoço e foi nesse minuto que o cheiro do ambiente mudou, se tornando forte e sensual como os meus homens.

Os três sem sintonia me penetraram juntos em enchendo e completando, eu perdi todos os meus pensamentos cognitivos e só consegui sentir. 

Ondas e mais ondas de prazer me invadiam a medida que o vai e vem perdia o carinho e era tomado pela necessidade primitiva, os meus anjos guardiões rosnavam de maneira máscula e possessiva. 

Tudo que meu corpo poderia fazer era receber aqueles membros cada vez maiores e mais inchados, chegando a lugares que eu nunca imaginei possível. 

Eu queria gemer alto, porém por mais alto que fosse o membro duro do Madara dentro da minha boca impedia qualquer som da sair da maneira que eu queria. 

Naquele momento tomada pelo prazer senti uma onda mais forte se aproximando, eu ainda não havia gozado e o desepero tomou conta de mim. 

Gritei com o membro na boca, sem me importar. Eu gozei a ponto de querer chorar, o prazer foi tão grande que chegava a beirar a dor. 

Não demorou para que os meus homens me acompanhassem, e o orgasmo deles prolongou o meu.

Eles gritaram de maneira primitiva quando começaram a jorrar dentro de mim. 

Madara retirou o membro da minha boca enquanto esse ainda estava inchado e gozando, ele deixou que sua essência caísse nos meus cabelos enquanto Itachi sai de dentro da minha vagina ainda sem acabar de gozar, e o seu tamanho me causou uma pequena pontada dê dor. 

Itachi sai de baixo do meu corpo e se ajoelhou atrás, Sasuke derramou por toda as minhas costas a sua essência. 

Eles mudaram e enquanto se mantinham jorrando me invadiram novamente. Agora em posições contrária. Sasuke na minha boca, Madara na minha na vagina e Itachi no meu ânus. 

Os rapazes Uchira já não possuíam mais paciência e bombaram com força dentro de mim. A velocidade deles era algo espantoso. 

Quando eu convulsionava o corpo uma segunda vez naquele dia, eu gozei implorando para que eu pudesse finalmente me sentir saciada. Os membro ainda estavam dentro do meu corpo, eu já havia gozado duas vezes e eu agora parecia mais necessitada do que da primeira vez. 

Antes mesmo de acabar de gozarem dentro de mim, todos eles saíram e mudaram de posição. 

Madara agora penetrava o meu ânus, Itachi a minha boca e Sasuke a minha vagina.

Eles pareciam sentir o mesmo calor avassalador que me fazia querer por mais é rebolar em cima daquele membro gostoso em busca de alívio.

Tirei um das minhas mãos do chão e agarrei as bolas do Sasuke, não precisou de mais nada para que esse entregasse ao prazer novamente gritando o meu nome. 

O meu nome sendo dito por aquela voz sexual banhada a luxúria bastou para que pela terceira vez eu gozasse, e dessa vez doeu, o prazer foi tamanho que os outros dois me acompanharam. 

Preços dentro daquele espaço de tempo entre o início do organismo até o fiz do gozo eu permaneci parada absorvendo tudo o que eles me davam. Os três ainda continuavam a se movimentar e aos poucos foram perdendo as forças.

Meus braços e minhas pernas falharam e eu cai sobre Sasuke, que não parecia melhor do que eu. Itachi caiu de um lado e Madara de outro.

Ficamos calados e abraçados no chão da minha sala por tempo suficiente para me recuperar, Sasuke abraçou a minha cintura enquanto Madara e Itachi passaram o braço pelas minhas costas. 

Quis sair colo de Sasuke mas esse apertou mais o meu corpo contra o dele e eu não pude me mexer. 

Tentei novamente e os gêmeos também me seguraram.

- Fique quieta. 

Madara pareceu cansado.

- Eu devo estar pesada, então me deixa sair. 

- Você peça muito pouco, fique parada. 

Joguei a minha última carta.

- Tenho que tomar um banho, estou fedendo a  porra. 

Os três sorriram casados e fecharam os olhos.

- Todos nos estamos, e ninguém deve se lavar. O que fizemos agora sela o nosso compromisso, e assim nos tornamos uma família. 

Itachi continuou a fala do mais velho que começou a dormir. 

- Quando acordamos iremos arrumar o resto dos detalhes. 

Sasuke beijou as minha costas e afirmou.

- Viu como viver com os lobos não é tão ruim? Mal nos casamos e já fomos direto para a lua de mel. Se viermos morar com você será assim todo dia. 

O Uchiha mais novo dormiu antes que eu pudesse responder. 

Mas pensando agora, não tinha problema nenhum aqueles homens serem um pouco malucos e acharem que são lobos.

Afinal se o tratamento for assim todo dia eles podem ser o que quiser. 

Podem se chamar de lobos, raposas, leões, tigres ou macacos desde que continuem a me fuder assim eu posso relevar essa pequena loucura deles. 

Normais ou não, a verdade é que eles fodem bem demais para eu deixar passar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...