História Os Mistérios de uma Amizade! - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Mistério, Um Pouco De Suspense
Exibições 4
Palavras 588
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Opa mais um capítulo do que era mistério que agora tem um pouco de paixão...

Capítulo 13 - "O Passado"


                          P.O.V. FERNANDA

Eu estava sentada pensando em como eu me tornei o que no passado eu não queria me tornar.

               FLASHBACK ON 

Estava eu e meu irmão brincando, quando nossa mãe nos chama. 

- Filhos venham aqui - Nossa mãe fala 

- Tá bom - Eu digo mas meu irmão me puxa pelo braço - O que foi ? 

- Eu não confio na mamãe - Ele diz assustado 

- Mas por que? - Eu digo com cara de confusa 

- Eu já vi ela trazer algo em uma bolsa que tem um formato de corpo - Ele diz me segurando com mais força 

- Vamos logo você não sabe o que está falando - Eu falo em um tom de raiva

- Depois não fala que eu avisei, Fernanda - Eu puxo ele e começo a andar em direção do quarto e mamãe 

Quando chegamos no quarto vimos o quarto todo ensanguentado e com vários corpos, meu irmão estava certo eu devia ter escutado ele. Então eu olho para trás para falar com ele e eu o vejo com uma faça enfiada em seu corpo. 

- O QUE VOCÊ FEZ? - Eu falo segurando o corpo dele e chorando 

- Se comporte ou a próxima será você - Mamãe fala em um tom ameaçador.

              FLASHBACK OFF

Depois desse dia eu não conseguia mais dormi direito, pela a cena vista pelos meus olhos, que era a cena mais triste da minha vida, como ela pôde matar meu irmão na minha frente.

                 P.O.V. VITÓRIA 

Nós apenas ignoramos o recado dado, e fomos dirigindo o mais rápido para um hotel. Chegando lá encontramos outro corpo jogado no chão, mas não estava morto.

- São vocês! - O idoso fala 

- O que houve ? - Eu pergunto 

- Ela vai matar todos... - O idoso não terminou a frase por completo por que ele morreu. 

- Gente! - Diz Fernanda com uma arma na mão 

- Saia daqui! - Eu falo - Para de matar todos 

- Me desculpe - Ela atira um dardo tranquilizador em mim e eu durmo, caindo nos braços do Bruno.

                   P.O.V. BRUNO

- E você ainda pede desculpa? - Eu pergunto 

- ... - Ela fica sem palavras, e começa a chorar - Eu só queria ajuda... 

- O que? - Eu falo 

- Pare de mentir - Sophia fala 

- Eu não pude me controlar para ser o que eu sou agora, e-eu não tive escolha... - Fernanda diz ainda chorando 

- Como assim? - Léo pergunta 

- Minha mãe... - Ela pausa um tempo - Ela matou meu irmão mais novo na minha frente quando eu era criança, ela dizia que eu tinha que obedecê-la se não eu morreria... Por isso estou aqui, por que ela mandou eu perseguir vocês, mas não me disse a razão. 

- Sinto muito... - Eu falo chegando perto dela 

- Não! Chegue perto, ela está nos observando... - Fernanda diz 

- Calma minha filha - Diz a mãe dela chegando perto da Vitória 

- Não toque nela! - Fernanda fala 

- Você quer morrer? - Mãe de Fernanda fala, olhando para ela assustadoramente 

- N-Não - Fernanda fica parada e inquieta sem poder fazer nada. 

- Garoto tolo! - Ela ri - Mesmo se você segurar ela não me impedirá de eu levar você junto - Ela continua - Filha atire um tranquilizante nele - Ela obedece a mãe e acerta um em cheio em mim - Durma bem!

- Bruno! - A última coisa que ouvi foi isso.

    


CONTINUA NO PRÓXIMO CAPÍTULO...


Notas Finais


Conformei vcs com essa História da Fernanda?
Kkkkkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...