História Os mortos que caminham - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce, Originais, The Walking Dead
Personagens Armin, Castiel, Dakota, Iris, Leigh, Lysandre, Paul "Jesus" Monroe, Rosalya, Viktor Chavalier, Violette
Tags Apocalipse, Castiel, Drama, Lysandre, Musica, Rock, Viver, Zumbi
Exibições 26
Palavras 1.866
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Os mortos que caminham - Capítulo 2 - Capítulo 1

- tio por quê não vamos para uma comunidade segura. Estamos a dois anos e nada, nenhum sinal de um humano confiante. A gente sempre trazia ou buscamos pessoas mas elas só enganam a gente. Poxa assim não dá. Eles agora estão enganosos  - disse brava.

- Eu sei mas tenha paciência - suspirou e se sentou no sofá da sala - se não tiver um humano daqui a 5 semanas nos vamos embora ok?

- ok mas... - fui enterompida pela a porta batendo nos entreolhamos e fomos para a porta - tio faz anos que ninguém bate na nossa porta será que é seguro?

- não sei. - ele olhou pra o olho mágico - tem dois caras um de cabelo vermelho e o outro platinado eu acho.

Bateram na porta.

- quem são vocês? - meu tio perguntou

- somos Castiel e Lysandre. Viemos convidar vocês para ir na nossa comunidade lá é um lugar seguro.

-  será que devemos confiar neles?

- sim - meu tio abriu a porta e vi dois homens

- olá sou Lysandre e este é o Castiel

- oi - Eu e o meu tio dissemos juntos

- se vocês quiserem pode morar com a gente -Lysandre

- e se vocês tiverem muita comida sobrando podemos pegar?  -  perguntou Castiel com caixas ao seu lado

- sim podem entrar e Violette arruma suas coisas e leve o Castiel para o sótão - assenti. E ele pegou algumas caixas

Fui andando com Castiel até o sótão

- Eu vou estar no meu quarto se precisar de mim - ele assentiu. E fui para o meu quarto

Chegando lá eu boto as minhas coisas na caixa

             -----------//----------

Já acabei de arrumar as minhas coisas. Botei no caminhão do meu tio. E seguimos os rapazes

- será que devemos mesmo confia neles?

- vamos Violette pense positiva. Cadê aquela ovelha que seu pai te deu?

- numa dessas caixas. - digo triste é difícil pra  mim pensar ou falar dele. Por causa do acidente da minha mãe e depois do meu pai eu fico chorando a noite toda pensando neles. Tento pensar em outra coisa mas não da... Infelizmente não da...

                   -----------//-----------

Dois dias até chegar na comunidade

                               ----//----

Chegamos na comunidade e vi quatro pessoas mas uma me pareceu familiar

- oi sou Paul mas me chame de Jesus e... - ele parou de falar e olhou para o meu tio - Viktor? E... pequena Violette? Meu Deus são vocês mesmo?

- sim meu amigo - Viktor e Jesus se abraçaram. Jesus foi até a mim

- você se lembra de mim?  - disse Jesus com esperança

- agora me lembrei você é o melhor amigo do meu tio - Eu o abracei.

- saudades de vocês

- também sentimos - meu tio falou feliz por ver seu amigo. Jesus olhou para frente e olhou para cinco pessoas - pessoal esses são Violette e esse é o tio dela Viktor.

- oi meu nome é leigh

- oi meu nome é Rosalya

- Armin - assenti dando um sorrisinho

- você não fala muito não é?  - perguntou Rosalya sorrindo

- não muito - neguei com a cabeça

- ok - diz Jesus - vamos., vou mostrar a casa que vocês cão morar

Eu, Viktor, Jesus e Lysandre fomos até a nossa nova casa. O Lys queria ir com a gente para ajudar.

Botamos algumas caixas no caminhão (... )

Entrei na casa e era diferente da minha casa antiga. Mas eu até gostei. é uma casa normal. Entramos e votamos a caixas na sala na cozinha e nos quartos. Fomos até a sala

- Eu vou ajudar o Viktor com as coisas, tchau gente  - disse Jesus indo até a cozinha

- vou ajudar você com seu quarto

- oque? Não precisa - Lysandre me interrompeu

- claro que precisa

- e-eu não quero incomodar você

- não vai

- ok

- vou mostrar onde você vai dormi - assenti

Entrei no quarto, parede branca, coisas que todo o quarto tem, com uma cama de casal.

- cama de casal?

- O amigo do seu tio Viktor, tinha esperanças a encontrar vocês dois, e ele sabia que você gosta de cama de casal, você sempre dormia na cama de casal quando era pequena então...
- ata

Tirando coisas na caixa e botando tudo no lugar

- você gosta do Nirvana!  Eu e o Castiel  gostamos dessa banda, você tem muito pôsteres

- pois é

- você não gosta de pessoas desconhecidas

- eu não sei... sei lá.... é  que... desde sempre eu sou solitária, não sou muito de fazer amizades eu sempre vivia sozinha na escola eu tenho dificuldade de fazer amizades

- você é tímida?

- sim infelizmente

- Eu te entendo também sou um pouco tímido

- ser tímido não é tão legal assim

- hm... mas tipo... você não tinha nem uma pessoa pra conversar?

- não,  Eu não tinha ninguém, eu até tinha mas...  - uma lágrima sai no meu rosto - desculpa...

- entendo, é um assunto delicado se quiser conversar - disse olhando pra mim com carinho
-pode ser no outro dia ainda não estou preparada - ele assentiu

Ele abriu a última caixa com uma faca e tirou de lá a minha ovelhinha Rosa

- ele é seu ou...

- ele é meu, mas também é um assunto...

- delicado - fim sim com a cabeça

- agora que está tudo arrumado eu vou para a  sala

- Eu te ajudo

Fomos até a sala e tava tudo arrumado.

- Obrigada Lysandre pela ajuda - disse olhando no lindos olhos dele

- de nada e pode me chamar de Lys

- ok Lys - silêncio - Ahm... você tem belos olhos - Eu disse tímida mas era a pura verdade, parece que fiquei hipnotizada pela cor de seus olhos

- meus olhos são de cores diferentes isso... é estranho

- isso não é estranho eles são lindos

- Eu sou um estranho

- não é, você é você e isso te faz original, especial,...

- que isso...

- mas é verdade, eu queria ter seus olhos eles são  lindos

- obrigado

- oi galera, Violette você vai com a gente na fogueira? Fazemos isso em todo domingo

- talvez... Eu não sei se devo

- vai por favor pela a gente, né Lys? - Lys fez sim com a cabeça - vai diz que sim...

- tá bom eu vou - eles sorriam

-ótimo o Lysandre vem buscar vocês

- ok

Eles dois foram em bora e eu fiquei no meu quarto tomando um belo banho

                -----------//---------

Seu umas horas e fomos até a fogueira e havia algumas pessoas.

- oi Violette vem senta aqui - batendo no chão com um pano;,  Fui até ela é sentei e depois veio o Lys.

- cadê o Castiel Lys? E o leigh?

- organizando umas coisas.... oi Vio

- oi

- então você tinha um namorado Vio?

- não eu nunca tive

- quer dizer que você é virgem?

- Rosa! - falou Lysandre - desculpa Vio

- não tem problema Lys,  respondendo sua pergunta Rosa sim eu sou

- ata mas porque?

- por que não tinha nenhum garoto em que eu estava interessada todos eles na escola eram chatos arrogantes e etc.

- ata o seu tipo é?

- acho que, seja... carinhoso na verdade todo garoto tinha que ser assim, menos arrogante ou que se importa com ele mesmo ,  não  machista,que gosta de Rock ou ler livros, ou desenhar,  que seja um garoto educado. e que me ouve que me entenda, que se preucupa comigo se me ama de verdade enfim...

- hm - a Rosa chegou perto do meu ouvido e sussurrou - o Lys e perfeito

- o-oque?!

- o que você falou Rosa?  - perguntou Lys desconfiado

- ué... nada de mas

- ok... você toca Vio?

- Eu tocava violão mas eu esqueci,  mas eu toco piano e também canto

- que tal o Lys te ajudar a tocar?

- se você quiser Vio eu posso te ensinar

- sério?  - disse com brilho nos olhos e dando um sorriso que parece que nunca vou tirar

- sim - Lys falou e sorriu  olhando no meus olhos - você também tem olhos lindos

- Obrigada

- perdi alguma coisa quando o Luz tava na sua casa?

- não Rosa - Luz revirou os olhos - nada de mas só conversávamos

- sei... - olhou desconfiada para gente

Conversamos eu contei um pouco sobre a minha vida com eles. Conversamos comemos e bebemos coca e cada um para sua  casa

                             -----//----

Tive um pesadelo do meu pai sendo atropelado

- pai!! - gritei chorei

Meu tio veio correndo e me abraçou dizendo que ia ficar bem e que era apenas um pesadelo. Eu sonhava com isso todas as noites

Voltei a dormi. Acordei com alguém acariciando a minha bochecha

- bom dia Vio sou eu o Lys. Vamos abra os olhos preguiçosa - sorri e disse bom dia

Eu tomei banho. Tomei café da manhã fui pro banheiro e escovei os dentes

- Vio você entende de cachorros?

- sim,  eu amo cachorros porque?

- queremos encontrar cachorros perdidos sempre fazemos isso. E os cachorros ajuda a gente em algumas coisas. E queremos saber se você quer sair da comunidade ajudar a procurar os cães é que o Castiel, Rosa, Viktor , Jesus e meu irmão foram pegar mas comidas

- claro sem problemas

- ótimo seu tio me falou que vo e sabe usar uma arma,  uma espada grande e lutar

- sim eu sei. Então vamos para a aventura perigosa ?

- vamos

Peguei a minha arma e a minha grande espada e saímos na comunidade de carro

Na Estrada até algumas lojas achamos 3 cachorros. E fomos voltar para a comunidade. No caminho vi um cachorro.

- ali um cachorro - apontei

Lys parou o carro e descemos fomos até o cachorro só que um pouco longe dele para não assustar ele é ganhar  confiança no cachorro

- me dá um pedaço de carne - Lys me deu um pedaço de carne

Me aproximei um pouco do cachorro e dei a carne pra ele e depois fiz um carinho nele.

Eu vi uns passos. E  aparece dois zumbis

Olhei para o Lys. Ele pegou a sua arma e atirou nos dois e depois veio 4 deles ele  pegou minha espada e cortou a cabeça

- não sabia que você....

-  Eu aprendi isso com meu pai

- ata

- ele,  meus avós e minha mãe.....  minha família morreu eu só  tenho o meu irmão - falou com o olho marejados

- sinto muito Lys eu não sabia - Eu abracei ele

- não sinta

Separamos do abraço e fui pegar o cachorro. Fomos até na comunidade e chegamos

- vocês chegaram - disse Jesus

- e você também. Trouxemos os cachorros

- ótimo obrigado vocês dois e Vio você pode ajudar a cuidar na plantação que tem algumas frutas. Você eo Lys ok

- ok

                 

                       Continua....


Notas Finais


Desculpa capítulo curto :(


Mas no outro dia tem mais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...