História Os Novos Portadores dos Miraculous - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Mestre Fu, Nooroo, Personagens Originais, Plagg, Tikki, Wayzz
Tags Abbe, Capitulo 1, Chat Noir, Fanfic, Ladybug, Miraculous, Onopodmi, Os Novos, Plagg, Portadores, Prologo, Ruh, Tikki, Wayzz
Visualizações 10
Palavras 2.864
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


[ A concerpt art do capitulo mostra a forma civil do Abbe e sua forma de heroi, Captain Turtle! Eu que desenhei para vcs! <3 ]

Oii joaninhas e gatinhos de plantão!

Hoje é dia de mais um capitulo da fic.

Boa leitura! ^-^

Capítulo 12 - Um novo dia, uma nova vitima


Fanfic / Fanfiction Os Novos Portadores dos Miraculous - Capítulo 12 - Um novo dia, uma nova vitima

Amanheceu.

Era um dia nublado em Paris.

 Mari finalmente chegou bem antes do horario de aula na escola e viu que tinha duas garotas na carteira ao lado de Mica.

 Abbe e Duda tambem conversavam com elas.

 — E quem são essas? — disse Mari se aproximando. 

 — Ah sei lá. É "Beccape" e "Vicvaporub"? — disse Abbe tirando graça da situação. 

 — Não seu bobo. — disse Mica. — Mari, essas são minhas amigas e vizinhas, Becca e Vic. Elas tambem vieram estudar aqui conosco.

 — Mais gente para me infenizar? Eu mereço. — disse Mari com as mãos no rosto. — Mentira, gente. Vem cá, bora se conhecer, sou Mari. Prazer em conhecer-las meninas.

 — "Oxi". — disse Vic espantada. — Tu é bipolar?

 — Essa moça vai ser agredida. Seriamente. — disse Mari em tom serio.

 — Foi só uma brincadeirinha, né Vic? — disse Becca tentando disfarçar.

 — Voces sabiam que elas são otima desenhistas? — disse Mica sorrindo e tentando mudar de assunto. — Por isso escolheram estudar aqui na Françoise-Dupont, por que aqui tem a melhor aula de artes de toda Paris

 — Opa, eu ouvi "otimas desenhistas"? — disse Leidy chegando perto. 

— Eu tambem sei desenhar! Amo! De verdade. 

 — Legal! Mostra aí Leidy! — disse Mica. 

 A garota trouxe algus desenhos e mostrou para as pessoas ali.

 Eram desenhos muitos bonitos.

 — O melhor disso é que o Douglas esculpe alguns dos meus desenhos em estatuas feitas de cera! — disse Leidy.

 — Sim, é verdade. Eu... gosto de esculpir e desenhar tambem. — disse Douglas envergonhado. 

 — Olha, estamos descobrimos talentos ocultos nessa sala de aula. Estou impressionada. — disse Mari. 

 — Mari, você sabe desenhar? — Perguntou Becca. 

 — Meu amor, os meus desenhos que eu faço até Deus duvida o que foi feito no papel. São meros rabiscos. — respondeu a "garota do tombo". 

 — Você poderia fazer um quadro com seus rabiscos. — sugeriu Duda. — Muita gente admira esse estilo de desenho aleatorio. 

 — Só se for gente esquizofrenica. — disse Mari ja se sentando na carteira.

 — Sem querer me intrometer mas ja me intrometendo... — disse Cah se aproximando. Bell vinha ao seu lado. — Eu tambem sei fazer esses negocio aí de desenho. Por causa que eu faço esses lindos "modelitos" de roupa. Olhem só.

 A garota mostrou seus desenhos e todos ficaram admirados. 

 — Nossa. Humilhem mesmo. Joguem na minha cara que eu não tenho talento. — disse Mari de braços cruzados olhando pela janela. 

 — Que isso amiga. Ninguem tá jogando na cara não. E você tem talento sim. Eu confesso que não sei qual é. Mas tem! — disse Cah. 

 — Concordo. Cada pessoa tem seu "dom" especial. — argumentou Bell.

 Por um momento Mari pensou em como era legal salvar Paris de varias vitimas akumatizadas e purificar os akumas.

 Seria aquele seu "dom" ? Ela se perguntava mentalmente isso. —

 "Oxi". Mica, por que você não me apresentou a essas pessoas antes? Elas sao super legais! — disse Vic olhando para Mica. 

 — Hehehehe. Pois é ne? Mas tenho certeza que vamos nos dar bem. — respondeu a jovem. 

 A aula começou. Era mais uma aula de informatica da senhorita Bustier. 

 Abbe dessa vez prestou atenção na aula e evitou tretas em redes sociais.  

Na cadeira muito de tras estava sentada uma estranha aluna chamada Eve. Ela tinha o cabelo metade roxo metade preto. Igual ao de sua cantora favorita. Se vestia como uma emo-gotica trevosa.

 Ela estava fazendo algo errado: estava jogando "bed wars" do minecraft online no meio da aula.

 Mari tambem jogava esse jogo. 

 Em um momento do jogo Mari conseguiu vencer Eve no "Bed Wars" e começou a debochar da situação. 

 Eve saiu da sala de aula furiosa e foi para o banheiro.

 — "Oxi." O que deu naquela garota pra sair assim da sala de aula? Outra bipolar? — perguntou Vic.

 — Shiu, Vic-nee. A professora pode ouv... — Mica foi interronpida por Mari que começou a falar. 

 — Mas que palhaçada é essa? — disse Mari em tom alto e revoltado. — Quer dizer que a garota pode sair assim no meio da aula sem dar satisfações a professora e quando cheguei atrasada cinco minutos depois aqui eu tive que dar? Que "Abbesurdo"! Como assim suburbio? 

 — Mariana Eswein. O seu caso é diferente. Ela saiu sim, mas sem minha permissao. Eu não a vi. Já o seu, nem preciso dizer que você chamou toda a atenção dos alunos e de mim naquele dia, não é mesmo? — disse a professora Bustier.

 — Merda. Até a "profê" de marcação pra cima de mim. — sussurou Mari. 

 — O que está dizendo, Mariana? — perguntou a professora. 

 — Nada! Eu entendi. Desculpe meus modos, senhorita Bustier. — ela falou suavemente e fez uma reverencia de princesa recatada e se sentou na carteira. — Atuação dez de dez. Aprendam comigo garotas. 

 Becca, Mica e Vic deram risadinhas. 

 — Quando a senhorita Eve voltar... — continuou a professora a escrever no notebook. — ela vai levar uma advertencia e ir conversar com o diretor. 

 No banheiro, Eve estava furiosa. 

 — Grr. Quem aquele usuario 'TheEsweim' pensa que é para falar comigo daquele jeito. Me chamando de Noob! — ela tirou da sua bolsa uma espada de blocos do jogo. — Se eu pudesse ser mais poderosa eu concerteza iria derrotar-lo!

 No "armazem de akumas", o nome do local na qual o vilão Autistic Moth batizou e realizava suas traquinagens por lá, ele sentiu a furia da garota.

 — Isso me deu uma ideia! Vá meu pequeno akuma! E traga ela para o mal! Bem chichê essa fala mas é bem legal! — disse o vilão dando gargalhadas malignas. 

 O akuma foi velozmente e infectou a espada de blocos que Eve estava segurando.

 — 'Blockaboom', eu sou Autistic Moth. Se você quer vingança, espalhar caos e vingar-se de algumas pessoas por Paris, eu lhe dou os poderes mas em troca você vai ter que arrancar os miraculous de Miss Bug e Black Cat!

 — Sim senhor! Sera facil! Irei explodir tudo com meus creepers! — exclamou maliciamente a garota que se transformou em super-vilã.

 Enquanto isso, no patio da escola, Leidy convidava a turma para a festa da piscina que iria acontecer na casa dela.

 — Eu sei que mal conheço vocês mas por favor, venham a minha festa! Vai ter churrasco e boa musica! E vai ter pintura! — falou alegremente a garota.

 — Posso esculpir minhas estatuas lá tambem? — disse Douglas corado. 

 — Claro. — disse dando risadinhas a garota que usava uma boina preta e oculos vermelhos bem fashions. — Pode esculpir lá a vontade! Quero que minha festa tenha diversão e coisas artisticas! 

 — Pode deixar. Eu vou. — Abbe adorava ouvir as palavras 'festa' e 'comida de graça' logo em seguida. 

 — Vem Bell! — disse Cah puxando a mão da amiga.— Essa festa vai fazer você esquecer do que aconteceu naquele dia. 

 — Hm... Tá bom. Eu vou a sua festa Leidy. — respondeu Bell um pouco sem jeito.

 — Ué gente, o Luan não veio hoje? — perguntou Ruh. 

 — É mesmo, que estranho... ele disse que não gosta de faltar a escola. — respondeu Duda.

 — Na moral, esse garoto é muito esquisito. — disse Mari. — Ele disse que tem uma agenda cheia. Parece até que é principe. Ou agente secreto.

 — Ai Mari-chan, que nada a ver. Bebeu catuaba foi? — disse rindo Mica. — Ele deve ser de familia rica e os pais deles devem exigir que ele faça muitas atividades extracurriculares. 

 — Por que vocês pensam que eu bebo e fumo? Sou da "PROERD", "mermão". Enfim, agora alem de ninja você é espiã da vida alheia, Mica? Tou começando a ficar desconfiada de voce hein?

 Todos ali riram disso.

 Do outro lado da quadra, Bella e Joice faziam cara feia. 

 Elas não tinham sido convidadas para a festa de Leidy.

 — Olhe lá, Joice. Bando de "mendigueiros" querendo "like" no "feicebook" com essa festa idiota.

 — Você só está falando assim por que não fou convidada, "xuxuzinho". — disse Luiz Maccoy, um garoto rico, bonito e esnobe que dava em cima de muitas garotas da escola e de Paris, se aproximando das garotas. 

 — Concordo. Se fosse convidada, tava até divulgando essa festa em comerciais na Tv! — disse Joice. 

 — Aff! Olha vocês dois de complô aí! Até parece que eu faria isso. — disse Bella de olhos felhados e braços cruzados. 

 — Não fique assim, "xuxuzinho". Você tem condições de fazer uma festa muito melhor que aquela garota está organizando. Concerteza vai ter belas modelos famosas para eu paque... quer dizer, conhecer. 

 Bella ouviu isso e já sabia como estragar esse evento. 

 Antes dela começar o plano peverso ouve-se um grande barulho vindo do banheiro. 

 Todos ali se assustaram e viram uma super-vilã, de cabelos roxos, de roupas e mascara preta, parecida como uma ninja, saindo do banheiro trazendo com ela zumbis e esqueletos e endermans e creepers. 

 — Eu sou Blockaboom e vou transformar tudo por aqui no meu imperio de blocos! Vão meus 'bichinhos' e causem caos! 

 — Muito bem, Blokaboom. Desse jeito não vai demorar muito para os herois aparecerem. — disse Autistic Moth em sua "comunicação" com o akumatizado.

 — "Oxi". O que esta 'acontencenu"? Um show? — disse Vic olhando a situação. 

 — Sei la. Só sei que está MARAVILHOSA está atuação de peça. Olha esses figurinos! Bem convincentes. — disse Becca com os olhos brilhando. 

 — Meu "Desu" ! São os monstrengos de minecraft! — exclamou Mari. — E parecem bem reais para mim. 

 — Olhem! Ela esta transformando a escola em uma versao de blocos do jogo! — disse Abbe. — Adorei! 

 Ruh ja tinha se afastado para se transformar na biblioteca que estava deserta. 

 — Plagg, hora de transformar. — disse sussurando o garoto. 

 — Aaaaaah. Justo agora? No meio do meu soninho? 

 — Você faz isso depois. Tem muitas pessoas correndo perigo. Plagg, mostrar as garras! 

 — Mas que? Nããããão! Ele se transformou e saiu em direção ao telhado da escola e disse lá do alto: 

 — Ora, vejam só! Hoje a situação é bem quadrada!

 — Olhem, é o Black Cat! Aaaaaaaa! — gritou boa parte das meninas. 

 — Que garotas babacas. — disse Mari.

 — Ah, Mari! Até eu? — falou rindo Mica que tambem tinha dado gritinhos de euforia ao ver o heroi. 

 — "Oxi." É aquele super heroi que vi outro dia na Tv? Uooooouuu!! Cade os outros amigos herois dele? — perguntou Vic.

 — Sei lá. Mas tá aí ele. Ao vivo, em cores e em carne e osso. Como ele é descolado! — disse Becca com os olhos ainda brilhando.

 Abbe pensava olhando para o heroi que havia descido do telhado e se posicionado para a batalha:

 "Esse garoto é bem rapido em se transformar. E bem esperto tambem. Eu nem vi." "Bem tenho que ajudar tambem". 

 Abbe correu em direção a sala de quimica deserta.

 — Wayzz! Mais uma chance do Captain Turtle entrar em ação! 

 — Que bom que você esta gostando de ser heroi, Abbe! Estou me sentindo tão feliz por poder ajudar Paris frequentemente. Com Fu não era tanta ação assim. Se é que me entende...  — disse Wayzz rindo. 

 —Aiaiai entendo. Certo. Agora... Wayzz, entrar no casco! — e ele se transformou lá e em seguida foi ajudar Black Cat. 

 Miss Bug ja tinha chegado para ajudar na briga. E falou com todos ali no patio. 

 — Por favor! Achem um lugar seguro e se escondam! Vão logo, merda! Não fiquem me olhando assim embasbacados! Isso aqui não é um numero de circo! 

 — Nada disso! Eles serão meus suditos! — gritou Blockaboom que acertou um raio blocos transformando boa parte das pessoas ali presentes em versoes quadradas de si mesmas. 

 — Buááááá! Olhem como eu tou feia! — chomaringou Bella. 

 — É, está ridicula mesmo. — disse Joice.

 — O QUÊ VOCÊ DISSE? — Bella falou furiosamente. 

 — Como vou pegar no meu dinheiro agora que tenho mãos quadradas? — disse Luiz observando sua aparencia.

 — Nãão! Essa vilã transformou o lindo do Luiz em uma versão feia de blocos! — disse quase sussurando Liv.

 — O que você disse Liv? — perguntou Leidy ao lado agachada. 

 — Er... Eu disse... que a vilã está trasformando pessoas em blocos feios! — disse tentando diafarçar a garota.

 Enquanto isso, Blockaboom conseguiu acertar um raio de blocos em Black Cat. 

 — Não me acho 'purrrfeito' desse modo. — disse o gatuno.

 — Não é hora para trocadilhos felinos, Black Cat! — disse o heroi tartaruga. 

 — Grrr... Sua maluca! Vai pagar por isso! Hora de por um fim nisso! TALISMÃ!!! 

 Uma rede de pescas com temas de joaninha cai na mão de Miss Bug. 

 — Otimo. Vou pescar monstrengos... 

 Miss Bug olhou em volta e percebeu o que tinha que fazer. 

 — Ei,é isso mesmo! — exclamou surpresa a heroina. — "Bloco Cat" ! Distraia essa piranha! Captain Turtle me dê uma ajudinha aqui! 

 — Hora de testar meu poder secreto! " TSUNAMI" !!! — gritou Captain Turtle e em seguida apareceu uma grande onda de agua magica que consegui juntar todos os monstregos numa especie de "bolha de agua magica flutuante". 

 — "Oxi". O menino tartaruga controla a agua! Tá melhor que as princesas da Disney. — disse admirada Vic.

 — Menina, isso vai bombar no meu blog. Vai Miss Bug! Detona ela! — gritava Becca gravando no celular. 

 Miss Bug jogou a rede de pesca e prendeu todos os monstregos do jogo.

 — Acabou Blockaboom! — disse uma Miss Bug confiante. 

 — Não!!! Tomem isso!!! — a super-vilã jogou umas especies de 'granadas quadradas' que fez uma baita explosão e barulho.

 Por sorte ninguem se feriu.

 Quando a fumaça baixou, o trio de herois percebeu que Blockaboom estava tentando fugir. 

 Captain Turtle deu um giro e jogou seu escudo, feito um frisbee, que acertou as costas da super-vilã que caiu de dor no chão. 

 A espada de blocos dela voou pra longe. 

— "Bloco Cat"!! Quebre esse espada!!! — gritou Miss Bug. 

 Black Cat conseguiu quebrar a espada de blocos de Blockaboom dando um belo pisão. 

 — Nããããooo! - disse Blockaboom frustada.

 O akuma apareceu e Miss Bug fez o ritual de pegar e purificar o akuma. 

 — Hora de voltar a ficar "bonzinho" akuma. Hora de exorcizar o capeta de dentro de você! — ela deu uma pausa para mirar o iô-iô e pegar o akuma. — Te peguei! "Macumba saravá" o akuma bonzinho de novo está. Tchau encosto. E manda um abraço para o "capiroto". 

 Depois ela fez o " Miraculous Miss Bug". E tudo e todos voltaram ao normal. E o trio de herois fez o "Zerou".

 — Bem tenho que ir — a pulseira de Captain Turtle apitava — Não se esqueçam da 'reunião' de hoje! Bye! 

Captain Turtle saiu correndo dali. 

 — Aaaaaaah! MISS BUG! Você me salvou de ficar naquela forma horrorosa para sempre! Vem aqui! Vem tirar uma foto comigo! — disse Bella se aproximando, abraçando e tirando fotos da heroina.

 Miss Bug estava enojada com isso.

 Depois que Bella se afastou para mostrar as fotos a Joice a heroina saiu dali rapidamente. 

 — Eu tambem vou indo! Agora tenho que me desinfetar! Bye-Bye! — e Miss Bug saiu pulando predios dali.

 — Tchau meninas! — disse Black Cat fazendo uma referencia e depois piscando para as meninas da escola. 

 — Aaaaaaaaaaa!!! — foi tudo que Black Cat ouviu das garotas quando saiu pulando de predios dali. 

 Mais um dia Produtivo para o trio de herois mas não foi para Autistic Moth que estava furioso. 

 — Grrr... Pode ter vencido dessa vez Miss Bug e amigos. Mas não garanto que será assim da proxima! — e Autistic Moth se escondeu nas sombras do "armazem de akumas".

 Os herois nao foram muito longe para se destransformar e ja estava no patio da escola.

 Todos que estavam no patio foram ver quem era a vitima akumatizada.

 —EVE?! — todos ali disseram espantados.

 — Nossa, isso pareceu uma cena do "desenho do dog alemao marrom" quando descobrem quem é o vilão mascarado. — disse, de braços cruzados, a "garota do tombo". 

 — Mari-chan, você não tá normal hoje! — disse, rindo, Mica.

 — Normal? Não nasci nem de parto normal. — disse, ironicamente, Mari.

 — "Oxi". Alguem dá para me explicar o aconteceu aqui? — Vic não tinha entendido ainda a situação. 

 — Uma vitima foi akumatizada pelo Autistic Moth. — disse , séria, Bell se aproximando. — Eu... sei o quão horrivel isso é. Por que já fui akumatizada. 

 — Oh meu Deus! Eu sinto muito! — disse Vic. 

 — Tudo bem. Graças a Black Cat, Miss Bug e tambem ao Captain Turtle eu fui salva. Paris tem otimos herois.

 Todos ali sorriram esperançosamente. 

 Principalmente Abbe, Mari e Ruh.

 Os kwamis escondidos entre eles tambem sorriam.

 Anoiteceu em Paris, e Mari e Ruh estavam ansiosos por saber o que aguardava eles a meia-noite em Paris no endereço dado por Captain Turtle.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!

O proximo capitulo se chama...

"Reunião da meia-noite"


Até logo! Bye ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...