História Os olhos - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cinderela, Divergente
Personagens Albert (Al), Andrew Prior, Beatrice "Tris" Prior, Caleb Prior, Christina, Eric, Ezekiel "Zeke" Pedrad, Jeanine Matthews, Lynn, Marcus Eaton, Max, Natalie Prior, Peter, Shauna, Tobias "Quatro" Eaton, Tori Wu, Uriah, Will
Exibições 74
Palavras 423
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


outro cap

Capítulo 17 - Salvaçao e consequencias


Pov tris :

-eu não acredito nisso- diz nita pegando meu celular e depois sem eu perceber me deu um soco. Fico tonta e totalmente desorientada, nossa isso doi muito. Depois que pra realidade pergunto:

-por que esta fazendo isso comigo?- presto atenção no lugar onde estamos,parece uma avenida totalmente abandonada e deserta. Não tem nenhum ponto de orientação.

-pra você aprender que o quatro é meu ouvi- diz ela gritando. Nossa eu tenho pena e nojo dessa menina.

-e você é minha tris – mathew aparecendo do lado de nita.

- o que vao fazer?- eles se entre olham e em seguida os dois fecham o porta malas, batendo-o com força.

Começa a gritar a me debater com toda força possível, mais ai paro e vejo que não adiantará nada, gastar minhas forças pra nada, sou tola.

É pedir muito pra ter paz nessa vida, porque tenho que acordar todo dia sem ter um segundo de paz. Mas os segundos podem ser  poucos  esses segundos são raros e eu os tenho porque Tobias me da.

Tobias.

Tobias.

Tobias.

Tobias...

Entao tudo se apaga

Tobias...

....

Acordo com uma dor de cabeça dequelas e ainda estou no porta malas.

Droga. Estou amarrda .

Estamos parados.

O porta malas abre e mathew aparece e mepega , não me debato porque sei que ele é forte e nita está parada ao lado do carro com a arma apontada pra mim andamos por um tempo, e observo o lugar, é uma floresta esta de dia ainda, mas falta poucas horas pro dia acabar.

Mathew para e me joga no chão.

-mathew porfavor me escuta...

-cala aboca!!! Soube que esta gravida , tris você não sabe como estou feliz!!!- esse cara é louco- sei que o filho é nosso, e por isso eu e você iremos cria-lo ,longe de todo mundo. A nita me arranjou um belo lugar pra ficarmos, olha.

Eu  me viro e é uma casa, mofada. Droga ele pensa que estou gravida, mal sabe ele que perdi o bebe... então tudo fica claro ,a noite do acidente era nita que estava no volante, desgraçada.

-mmathew, eu perdi o bebe- digo

- o que?!- ele arrega-la os olhos.

- me atropelaram  ,na ultima noite do baile, e quem me atropelou foi ela, a nita.

Ele congela,raiva ódio vem ao seu olhar e vejo que nita esta parada atrás dele.

-mathew...deixe eu explica- ela ergue a arma.

- não tem que explica mais nada- espera essa voz é de...

 

- Tobias ...-diz nita e ouço um tiro


Notas Finais


o que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...