História Os Olhos de Hinata - Capítulo 50


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Anko Mitarashi, Asuma Sarutobi, Chouji Akimichi, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Kankuro, Karin, Killer Bee, Kisame Hoshigaki, Kizashi Haruno, Konohamaru, Maito Gai, Menma Uzumaki, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shion, Suigetsu Hozuki, Tsunade Senju, Yamato
Tags Ação, Akatsuki, Aventura, Escolar, Gaaino, Hentai, Hinata, Itachi, Konoha, Naruhina, Naruto, Romance, Sakura, Sasuke, Sasusaku, School, Shikatema
Visualizações 247
Palavras 1.912
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ollllaaáá Gente
Finalmente acabei esse capítulo e ele está fantástico (ou não) kkkk.
A desgraça desse capítulo foi eu ficar meia hora procurando uma capa legal e não achar prr nenhuma.
Esse capítulo vai desenrolar o que todos estavam esperando acontecer nessa fic não é mesmo?
Vai ter muito Naruhina aqui, então se você não faz parte dos 99,9% dos leitores que clamam pelo reencontro dos dois nessa fic, eu não sei o que você está fazendo aqui. (AHAHAHAHA)
Mas pessoal, não vão pensando que vai rolar coisa pesada aqui nesse capítulo. Menos né. Deixa isso pra depois aha
Então preparem os coraçõezinhos de vocês e
BOA LEITURA A TODOS.

Capítulo 50 - Guerra a Konoha - Ficar


Suas memórias retornaram até um momento antigo; um momento oculto em seus pensamentos, porém, era um momento de dor intensa para ele. Naruto olhava para o espelho do banheiro completamente despido. Seus olhos analisavam os detalhes do seu rosto com furor. Ele sentia-a culpado, enojado e deprimido. "Sempre quando algo dá certo pra mim, aparece alguma coisa pra acabar com tudo de vez"; - pensou ele. O Uzumaki batia na louça da pia; rangia os dentes; lançava xingamentos à pessoa que encara-o pelo espelho. Naquele momento, Naruto passou a se odiar.

Você devia parar com isso. Nada pode mudar o que aconteceu com você.

- Hã! - Bufou ele - O meu próprio câncer me dando conselhos.

Naruto colocou a sua camiseta e logo cobriu seu corpo com sua jaqueta laranja.

- Faça o que tiver que fazer.

Naquele instante, o Uzumaki perdeu a consciência. Kurama havia tomado forma. Aquele havia sido o momento que Naruto fugiu de Konoha; abandonando sua vida antiga momentos após descobrir que possuía algo de anormal em seu córtex cerebral.

No entanto, ali estava ele; olhando para a pessoa que ele mesmo havia dado as costas anos atrás. Ele remediou aquele encontro o máximo que pôde, mas não seria justo manter a Hyuuga na ignorância naquelas circunstancias atuais. Ela precisava saber da verdade.

Hinata encarou a figura, portando vestes da Akatsuki, sair da escuridão da sala. Estava claro para ela. Naruto estava ali de frente. Os olhos azuis tristes não conseguiam encarar os olhos perolados. Naruto sentia vergonha.

A Hyuuga gaguejou o nome dele. Seus olhos se encheram de lágrimas. Ela avançou um curto passo, ainda contido. Apertou seu peito, tomou ar e acertou um tapa no rosto do Uzumaki. O golpe foi extremamente fraco. Ela queria acertá-lo com muito mais força; queria que ele sentisse a dor do abandono, a dor que ele a fez passar. Mas, Hinata não conseguia transpassar sua raiva. Ela não era capaz de machucá-lo mesmo se quisesse. Hinata permaneceu ali parada; olhando para o Uzumaki com a mão em seu rosto. Ela encarou o rosto assustado dele e captou todos os detalhes do seu rosto; no entanto, havia algo diferente nele. Algo que a Hyuuga não conseguia esquecer.

- Você... não é o Naruto-Kun!

Sasuke se assustou; ele ficou surpreso com a declaração da Hyuuga.

- Tem razão! - Disse Tobi.

A Hyuuga se virou para a direção do homem mascarado. Suas vestes roxas cobriam todo o seu corpo, mas a sua máscara ainda deixava o cabelo preto a mostra. Ele tinha a mesma altura do Sasuke, seu porte físico era semelhante ao Uchiha também. Hinata via aquela figura sem nenhum sentimento familiar, porém, a voz dele possuía um timbre inesquecível. Tobi levou a mão até a máscara. Hinata sentiu uma euforia nostálgica enquanto assistia aquele homem retirar a sua máscara. Seus olhos permaneceram fechados até ouvir a reação chocada da Hyuuga.

- Você...?

Seu rosto era o mesmo do homem que Hinata encarou há segundos atrás. Os mesmos olhos azuis, porém seu cabelo estava preto. Logo ela pensou no primo do Uzumaki, a quem ela conheceu há anos atrás.

- Hinata, olhe nos meus olhos e você verá o que está procurando. - Disse ele.

Hinata permaneceu espantada, encarando os dois "Narutos" naquela sala. Até que ela fixou seu olhar ao rosto do tal "Tobi". Aquelas leves cicatrizes estavam ao lado esquerdo do seu rosto. As queimaduras que Naruto sofreu após a explosão de Deidara. Um frio na espinha dela, realçou o tradicional nervosismo da Hyuuga. Ela gaguejou:

- Naruto-Kun? - Ela disse sem acreditar no que seus olhos encaravam.

- Naruto? - Perguntou Sasuke com uma expressão nervosa e confusa - O que está acontecendo?

- Você sabe o que está acontecendo. Alguém com o nome de Madara colocou uma enorme recompensa na minha cabeça. Não se lembra disso?

- Claro que eu lembro. Fui eu que te alertei, mas isso não fazia parte do acordo. Você não devia estar aqui. - Rangeu Sasuke com leve ferocidade.

- Por isso que o Menma está se disfarçando de “Eu”. - Apontou o verdadeiro Naruto para o seu primo logo a frente.

- Menma? - Hinata encarou o falso Naruto. Naquele mesmo instante ela sentiu vergonha pelo que fez - Aah! Me perdoe pelo tapa, eu não sabia...

- Não tem problema. - Disse Menma sem jeito - Acho que não podemos chamar aquilo de tapa.

- O que vocês estão tramando agora? - Indagou Sasuke com urgência.

- Nós fomos traídos, Sasuke. - Afirmou Menma enquanto fechava seu punho - Fomos atacados lá fora. Não pude deixar meu primo naquele lugar. Eu sei que parece loucura, mas não há lugar mais seguro do que na própria casa do seu inimigo. Toneri nunca pensaria nisso.

Sasuke resmungou.

- Isso até ele descobrir a verdade. Vocês traçaram um plano muito arriscado. Se um detalhe der errado, vai tudo por água a baixo.

- Você sabia Sasuke que essa era o único jeito. Precisamos agir bruscamente para convencer Toneri que estamos do lado dele. Só assim ele irá baixar a guarda. - Disse Naruto - Menma! Onde você está escondido?

Menma demorou para captar a pergunta. Já estava acostumado a ser chamado de Naruto.

- Ah desculpa! Estou na casa do seu ex-professor.

- Kakashi-Sensei? - Disse Hinata.

Menma ficou surpreso pela resposta da Hyuuga.

- É Naruto ela conhece você mais que qualquer um aqui.

Hinata ficou corada no mesmo instante; ela olhou para o Uzumaki, mas ele estava com uma expressão fechada - ele parecia estar muito amargo.

- Sabe quando a Akatsuki vai chegar? - Perguntou Naruto.

- Daqui doze horas.

- Doze horas? - O Uzumaki não reagiu bem a resposta - Isso é muito tempo.

- Precisamos atrasar o Toneri. Se ele sair do esconderijo dele, não saberemos aonde atacar. - Disse Sasuke.

- Como? Furando todos os pneus dos carros dele?

- Desculpa?! - Reagiu Hinata procurando chamar a atenção de todos.

Como um alarme estrondeante, a leve voz da Hyuuga foi o suficiente para captar a atenção dos demais. Todos ficaram quietos, esperando a reação dela. Hinata se sentiu encabulada.

- O que está acontecendo? Há um minuto atrás eu pensava que vocês iriam me matar. E você... - Ela apontou para o Uchiha - Tentou me matar e matou o Gaara.

Sasuke deixou escapar uma leve risada sarcástica. Deu de ombros sem responder à acusação.

- Gaara está bem. Eu encontrei ele antes de vir pra cá. - Disse Menma.

- Sério? - Hinata reagiu surpresa.

- Ele está sempre de colete. Eu só atirei no peito dele. - Disse Sasuke - Aliás, eu precisava da confiança do Toneri. Graças a isso, eu consegui infiltrar o Tobi, quer dizer, o Naruto na casa dele.

- Mas e? - Hinata entreolhava Naruto e Menma.

- Vocês podem deixar a Hinata e eu a sós? - Perguntou Naruto sabendo que aquilo precisava ser esclarecido imediatamente.

Menma e Sasuke encararam o olhar gélido do Uzumaki e atenderam ao pedido dele. Ambos saíram da sala e fecharam a porta. Havia apenas um pequeno risco de luz que passava pela fresta da porta. Naruto caminhou até o fundo da sala, dando as costas para a Hyuuga; escondendo-se nas sombras.

- Aquele dia que eu fui embora. Quatro horas antes, eu fui chamado por um dos médicos que me deu alta por causa das queimaduras. Um neurocirurgião. Ele me apresentou o resultado de alguns exames. Hinata, há algo muito ruim dentro de mim.

- Naruto-Kun? Como assim? - Hinata se aproximava lentamente.

- Tumor cerebral, câncer no cérebro. Risco de 89% de óbito. – Disse ele sem demora.

Os dois ficaram em silêncio. Hinata sentiu o peso daquelas palavras. Naruto havia sido direto demais, ela não esperava por nada disso. Naquele mesmo instante o ar se tornou muito pesado. Aquilo parecia mais uma brincadeira que Naruto gostava de fazer com ela antigamente. Ele havia dito aquilo tão rápido, que a Hyuuga não conseguia processar o que havia escutado.

Hinata soltou uma risada nervosa.

- Naruto-Kun para com isso. Está me assustando.

De repente, Naruto se virou para a direção dela. Seu rosto coberto de lágrimas. A expressão carrancuda e amarga, se mostrou ser apenas uma fachada para o real sofrimento dele.

- Naruto-Kun!! - Hinata correu para abraçá-lo.

O Uzumaki se agarrou a ela e começou a chorar e a soluçar.

- Me perdoe. Me perdoe. Eu fui um egoista... Eu devia ter te contado a verdade, mas... Você não merecia passar por isso.

- Não, Naruto-Kun. Eu fiz um escolha. E escolhi ficar com você. Não importa o que vier a acontecer. Eu sempre estarei com você.

Os dois permaneceram juntos por um bom tempo. Naruto não conseguia soltá-la e Hinata não queria soltá-lo nunca mais. Naruto sentia medo, vergonha e arrependimento. Sentia que estava acabando com a vida da mulher que amava. Ele não queria aquilo para ela, mas não conseguiu se manter afastado por mais tempo.

- Eu quero que você fique comigo, Naruto-Kun. Nós vamos dar um jeito nisso. Juntos.

O Uzumaki estagnou o choro o máximo que pôde; respirou profundamente e se afastou da Hyuuga caminhando até a porta como se nada tivesse acontecido.

- Preciso te tirar daqui. Você e sua família.

- Mas e você? - Reagiu Hinata rapidamente.

Naruto nada respondeu.

- Naruto-Kun! - Hinata se aproximou dele e agarrou sua mão.

- Eu tenho algo à fazer.

- Venha comigo. – Disse ela ignorando-o - Vamos sair daqui e viver nossa vida longe de tudo. – Hinata parecia suplicar.

Naruto não sabia como reagir àquele pedido. Aguardou alguns segundos e respondeu:

- Seria muito egoísmo meu, viver feliz contigo enquanto os demais sofrem aqui.

Hinata se enfureceu.

- Dane-se os outros. Eu quero você Naruto-Kun. Todos me ignoraram e me julgaram por ainda querer você, mesmo depois de tudo que aconteceu.

O Uzumaki ficou surpreso com a reação dela; ela o fez lembrar da sua infância, em quanto era ignorado pelos outros. Muitas vezes ele pensou em vingança, mas a oportunidade nunca surgiu - talvez se surgisse, Naruto não tinha certeza se faria algo cruel assim.

As maçãs do rosto da Hyuuga ficaram vermelhas. Ela estava bem agitada. Pensar no passado e no que seus antigos amigos falaram sobre o amor da sua vida, foi como reviver antigas cicatrizes que ainda não sararam.

- Vamos indo. Toneri não pode desconfiar de algo, senão você ficará em perigo. Conversaremos de novo Hinata, eu prometo.

Naruto tentou se soltar do aperto da Hyuuga, mas ela agarrou-o com ainda mais força; puxou seu ombros e forçou-o a olhar para os olhos dela.

- Me responda! - Disse Hinata determinada - Você irá comigo ou não?

Naruto tentou evitar o olhar penetrante dela.

- Você vai sofrer. Eu estou morrendo Hinata.

- Se você não for eu não vou.

Naruto desviou o olhar, mas ele não conseguia mais evitar os olhos da Hyuuga. Ele admirava cada linha perfeita do rosto da mulher que amava. Sentiu-se envergonhado por ser tão fraco em comparação a ela. Hinata estava disposta a tudo por ele. Naruto admirava a perseverança e coragem dela, mas ele estava com o coração calejado demais. A perda de Jiraiya ainda era recente. Seu corpo e alma clamavam por um eterno descanso e, Hinata, parecia um interminável oceano de afeto ávido em traga-lo. O Uzumaki estava a um passo de se jogar à ela.

- Está bem, eu vou.


Notas Finais


Eu falei que não ia rolar nada demais ahaha
Deixa o hentai pra mais pra frente aha
Não deixem de comentar aqui gente.
Grande abraço e até mais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...