História Os opóstos se atraem . Imgine Min yoongi - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 56
Palavras 686
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Mistério, Poesias
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie amores... trouxe mais um capítulo pra vocês, eu queria avisa que todo dia atarde eu vou estar atualizando a fic ok?
BOA LEITURA...

Capítulo 2 - Acostumada com a dor?


Fanfic / Fanfiction Os opóstos se atraem . Imgine Min yoongi - Capítulo 2 - Acostumada com a dor?


Continuação...


Entrei na sala escutando o som da porta a traz de mim ser fechada pelo segurança. A sala estava escura, tinha apenas uma mesa de ferro e duas cadeiras, uma delas estava uma garota.  Confesso que estou nervoso, o caso dela é muito perigoso.

Agorota estava sentada, com a camisa de força. Elas estava machucada, sua pele é muito pálida,  cabelos negros e os olhos Ainda não os vi... ela estava de cabeça baixa, não consegui ver seu rosto pois seu cabelo cobria a metade. Fui até ela é me sentei na cadeira que avia de frende para ela.

Y: Boa dia - disse tentando ser simpático mas a mesma nem respondeu - vamos comessar - disse pegando minha prancheta para anotar tudo o que ela falar - por que matou seus pais?

S/N: Por que você quer saber?  -- disse agora levantando a cabeça e fitando me com seus olhos negros, me fazendo arrepiar.

Y: Eu quero te ajudar.

S/N: por que quer me ajudar ?

Y: eu quem fasso as perguntas aqui e voce só responde entendeu??  -- disse ríspido e a mesma solta um sorriso irônico -- prazer , sou seu novo psicólogo meu nome é min yoongi mas pode me chamr só de yoongi - disse fitando a mesma que me olhava com um sorriso nos lábios -- vamos continuar, por que matou seus pais?

S/N : Por que eles tiraram ele de mim. - disse ainda me fitando, seu olhar era morto não avia felicidade alguma na queles olhos. 

Y : Ele quem ? 

S/N: Não sei se devo confiar no senhor .

Y: me conte e quem sabe eu possa te ajudar, hm? Confie em mim !

Soltou um suspiro pesado S/N : Elas dizem para não confiar em você- disse agora fitando a parede branca ao lado.

Y :quem são elas?

S/N: as vozes - disse voltando a me olhar, franzi o senho.  Que vozes? - Elas dizem para mim não contar... Não sei por que quer que eu lhe conte, ninguém se importa comigo, eu sou um peso nas via das das pessoas.

Y : Quero lhe ajudar para que possa ficar bem e voltar a ser feliz com a sua tia. - falo e sorrio de lado sem mostrar os dentes.

S/N: ela é só mais uma iinteresseira,  assim que eu sair daqui ela vai pra minha lista de almas que já mandei para o inferno... eu não pedi para estar aqui, por mim já estava morta.

Y: por que quer tanto se matar? 

S/N: ah yoongi... eu nuca fui feliz, nem sei mais o que significa essa palavra dês de que tiraram ele de mim. 

Y : "Ele" deveria ser uma pessoa muito importante para você, não é mesmo ? - ela assente - quem era ele?

S/N: eu não vou falar!!!

Y : Por que não vai? 

S/n: você não é confiável. 

Y : vamos fazer um acordo - falo calmo - se você me contar o quem é ele eu tiro você daqui. 

S/N: como posso confia em você? 

Y: não sei , apenas confie em mim - agora me diga, quem é "Ele"??

S/N:  meu irmão - sussurrou para que eu não escutasse mas mesmo assim deu para escutar.

Y: Seu irmão? - ela assente de cabeça baixa - quer me contar o que aconteceu ? - ela nega com cabeça - ok então,  por hoje é só - digo arrumando minhas coisas - até a próxima consulta - ela não fala apenas me olha como se quisece dizer para mim não voltar mais. Me viro e vou de encontro até  a porta mas escuto ela se pronunciar.

S/n:  você vai morrer.

Y : e quem vai me matar, você?  - digo soltando uma risada

S/N: Bem que eu queria, mas não posso.

Y : e por que não pode?

S/N: por que não será eu que farei isso!  Quanto menos você esperar você já estará ardendo no inferno.

Sai da quela sala, essa garota é complicada...  eu ainda tenho várias perguntas para fazer a ela. Mas se continuar assim vou ter que ser rude, uma coisa que eu não quero ser Com ela. Ela parece jà ter sofrido muito, já deve estar acostumada com a dor...


Continua....




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...